Reitor-mor
Mensagem do Reitor-Mor para os leitores do Boletim Salesiano: “Recordai-vos de que a educação é coisa do coração, e de que só Deus é o dono dele, e nós não poderemos conseguir nada, se Deus não nos ensinar a arte dele, e não nos entregar as suas chaves” (MB XVI, 447).  
Amigos, leitores do Boletim Salesiano, recebam a minha afetuosa e cordial saudação neste tempo de Páscoa.
Caríssimos amigos do Boletim Salesiano, a minha afetuosa saudação junto os meus melhores augúrios para o novo ano de 2024 que há pouco começou. Espero sinceramente que seja um ano repleto da presença de Deus na nossa vida e rico de bênçãos.    
Diante de tudo o que vejo no mundo salesiano, posso dizer com um pouco de autoridade: amado Dom Bosco, o seu sonho continua a realizar-se.    
Caros amigos e amigas: estamos às portas de um novo ano, 2024, um ano verdadeiramente especial porque recordamos o bicentenário do Sonho dos nove anos de Dom Bosco. Este sonho era muito mais do que um gracioso episódio de um menino de nove anos; era como que um sonho-visão e uma premonição daquilo que deveria fazer no decurso da sua vida.    
Página 1 de 26
Reitor-mor
Mensagem do Reitor-Mor para os leitores do Boletim Salesiano: “Recordai-vos de que a educação é coisa do coração, e de que só Deus é o dono dele, e nós não poderemos conseguir nada, se Deus não nos ensinar a arte dele, e não nos entregar as suas chaves” (MB XVI, 447).  
Amigos, leitores do Boletim Salesiano, recebam a minha afetuosa e cordial saudação neste tempo de Páscoa.
Caríssimos amigos do Boletim Salesiano, a minha afetuosa saudação junto os meus melhores augúrios para o novo ano de 2024 que há pouco começou. Espero sinceramente que seja um ano repleto da presença de Deus na nossa vida e rico de bênçãos.    
Diante de tudo o que vejo no mundo salesiano, posso dizer com um pouco de autoridade: amado Dom Bosco, o seu sonho continua a realizar-se.    
Caros amigos e amigas: estamos às portas de um novo ano, 2024, um ano verdadeiramente especial porque recordamos o bicentenário do Sonho dos nove anos de Dom Bosco. Este sonho era muito mais do que um gracioso episódio de um menino de nove anos; era como que um sonho-visão e uma premonição daquilo que deveria fazer no decurso da sua vida.    
Página 1 de 26