Memórias Biográficas: Lembranças aos jovens II

Wednesday, 23 September 2020 12:19 Written by  Pe. Osmar A. Bezutte, SDB
Em continuação ao artigo do BS de julho, seguem mais seis “lembranças aos jovens” publicadas por Dom Bosco em novembro de 1862 (Cf. Memórias Biográficas de Dom Bosco, volume 7, pg. 292-293 do texto italiano), seguidas de comentários.    

7º “Quando um jovem não é ainda capaz de suportar uma injúria sem querer vingar-se, e não tolera repreensões mesmo justas (principalmente de seus pais), sua virtude é ainda muito fraca.”

Paulo, diz aos efesinos: “Filhos obedecei a vossos pais;… pais, não provoqueis a ira em vossos filhos, mas educai-os na disciplina e no ensinamento do Senhor” (Ef 6,1-4). Com facilidade alimentamos o nosso “ódio” sem necessidade, não é mesmo?

 

8º “Todo veneno é menos fatal à juventude do que os maus livros… Nos nossos tempos devem ser mais temidos pelo seu grande número e porque são mascarados de religião.”

A comparação é impressionante: o mau livro é pior que o veneno! E o mal vem sempre com bela embalagem, para atrair os incautos.

Mas, cuidado: “Não te desvies para a direita nem para a esquerda, mas afasta do mal os teus pés” (Pr 4,27).

 

9º “Se não temem e não evitam as más companhias, saibam que correm grande perigo; mas temam de serem maus vocês também.”

A gente ouve, lê: “Que ninguém se engane, as más companhias corrompem os bons costumes”. “As más companhias são como um mercado de peixe; acabamos por nos acostumar ao mau cheiro” (Provérbio chinês).

 

10º “Escolham amigos e companheiros entre os bons, bem conhecidos, e entre eles os melhores; e nos melhores imitem o bom e o ótimo, evitando imitar os defeitos, que todos temos.”

Todos nós sabemos da importância dos bons amigos. Nessa pandemia, por exemplo, dá para perceber muito bem as pessoas realmente amigas, que querem o nosso bem, as que nos apoiam no isolamento social, no uso de máscaras e em todos os cuidados necessários.

 

11º “No seu agir não sejam obstinados, mas também não sejam inconstantes. Tenho observado que os inconstantes, que mudam facilmente de decisão sem serem movidos por motivos graves, têm mau êxito em tudo.”

A obstinação é uma idolatria (1Sm 15,23). Parece até que nosso Pai e Mestre nos lembra o Salmo 78,8: “Que não se tornem, a exemplo de seus pais, rebelde e obstinada geração, uma raça de insconstante coração, infiel ao Senhor Deus, em seu espírito”.

Às vezes a gente se parece com aquela “biruta” de antigamente nos campos de aviação: mudamos conforme o vento...

 

12º “Uma das maiores loucuras de um cristão é a de sempre esperar entrar no bom caminho, dizendo depois, depois; como se tivesse certeza do futuro e considerasse de pouca importância entrar logo e pôr-se em segurança. Sejam, pois, sábios, e organizem-se como quem tem certeza que mais tarde não poderá mais fazê-lo. Confessar-se frequentemente; fazer um pouco de meditação e leitura espiritual todos os dias; exame de consciência todas as noites; visitar Jesus nas igrejas… Mas, sobretudo, uma grande, terna, verdadeira e constante devoção a Maria. Oh, se conhecessem o valor desta devoção; não a trocariam por todo o ouro do mundo. Tenham-na, e espero que dirão um dia: ‘Com ela me vieram todos os bens’ (Sb 7,11).”

“Depois” é um lugar que não existe! O que existe é o agora, o presente. E o povo é sábio quando diz que o futuro a Deus pertence! O importante é aproveitar o hoje para ser bom cristão como Dom Bosco aconselha em sua última lembrança.

A sua devoção mariana foi algo incrível. Ele se tornou instrumento de Sua intercessão junto a Deus. Por ele, pessoas receberam favores espirituais e muitos milagres.

 

Padre Osmar A. Bezutte, SDB, é revisor da nova tradução das Memórias Biográficas de São João Bosco (Editora Edebê).

 

Leia também:

Memórias Biográficas: Lembranças aos jovens

Como Dom Bosco “pescava” os jovens

A promessa de uma Ave-Maria

 

Veja no BS Digital de Setembro:

Juntos para fortalecer a ação social salesiana

A Bíblia na educação das novas gerações

Ser cristão leigo ou leiga em missão

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Memórias Biográficas: Lembranças aos jovens II

Wednesday, 23 September 2020 12:19 Written by  Pe. Osmar A. Bezutte, SDB
Em continuação ao artigo do BS de julho, seguem mais seis “lembranças aos jovens” publicadas por Dom Bosco em novembro de 1862 (Cf. Memórias Biográficas de Dom Bosco, volume 7, pg. 292-293 do texto italiano), seguidas de comentários.    

7º “Quando um jovem não é ainda capaz de suportar uma injúria sem querer vingar-se, e não tolera repreensões mesmo justas (principalmente de seus pais), sua virtude é ainda muito fraca.”

Paulo, diz aos efesinos: “Filhos obedecei a vossos pais;… pais, não provoqueis a ira em vossos filhos, mas educai-os na disciplina e no ensinamento do Senhor” (Ef 6,1-4). Com facilidade alimentamos o nosso “ódio” sem necessidade, não é mesmo?

 

8º “Todo veneno é menos fatal à juventude do que os maus livros… Nos nossos tempos devem ser mais temidos pelo seu grande número e porque são mascarados de religião.”

A comparação é impressionante: o mau livro é pior que o veneno! E o mal vem sempre com bela embalagem, para atrair os incautos.

Mas, cuidado: “Não te desvies para a direita nem para a esquerda, mas afasta do mal os teus pés” (Pr 4,27).

 

9º “Se não temem e não evitam as más companhias, saibam que correm grande perigo; mas temam de serem maus vocês também.”

A gente ouve, lê: “Que ninguém se engane, as más companhias corrompem os bons costumes”. “As más companhias são como um mercado de peixe; acabamos por nos acostumar ao mau cheiro” (Provérbio chinês).

 

10º “Escolham amigos e companheiros entre os bons, bem conhecidos, e entre eles os melhores; e nos melhores imitem o bom e o ótimo, evitando imitar os defeitos, que todos temos.”

Todos nós sabemos da importância dos bons amigos. Nessa pandemia, por exemplo, dá para perceber muito bem as pessoas realmente amigas, que querem o nosso bem, as que nos apoiam no isolamento social, no uso de máscaras e em todos os cuidados necessários.

 

11º “No seu agir não sejam obstinados, mas também não sejam inconstantes. Tenho observado que os inconstantes, que mudam facilmente de decisão sem serem movidos por motivos graves, têm mau êxito em tudo.”

A obstinação é uma idolatria (1Sm 15,23). Parece até que nosso Pai e Mestre nos lembra o Salmo 78,8: “Que não se tornem, a exemplo de seus pais, rebelde e obstinada geração, uma raça de insconstante coração, infiel ao Senhor Deus, em seu espírito”.

Às vezes a gente se parece com aquela “biruta” de antigamente nos campos de aviação: mudamos conforme o vento...

 

12º “Uma das maiores loucuras de um cristão é a de sempre esperar entrar no bom caminho, dizendo depois, depois; como se tivesse certeza do futuro e considerasse de pouca importância entrar logo e pôr-se em segurança. Sejam, pois, sábios, e organizem-se como quem tem certeza que mais tarde não poderá mais fazê-lo. Confessar-se frequentemente; fazer um pouco de meditação e leitura espiritual todos os dias; exame de consciência todas as noites; visitar Jesus nas igrejas… Mas, sobretudo, uma grande, terna, verdadeira e constante devoção a Maria. Oh, se conhecessem o valor desta devoção; não a trocariam por todo o ouro do mundo. Tenham-na, e espero que dirão um dia: ‘Com ela me vieram todos os bens’ (Sb 7,11).”

“Depois” é um lugar que não existe! O que existe é o agora, o presente. E o povo é sábio quando diz que o futuro a Deus pertence! O importante é aproveitar o hoje para ser bom cristão como Dom Bosco aconselha em sua última lembrança.

A sua devoção mariana foi algo incrível. Ele se tornou instrumento de Sua intercessão junto a Deus. Por ele, pessoas receberam favores espirituais e muitos milagres.

 

Padre Osmar A. Bezutte, SDB, é revisor da nova tradução das Memórias Biográficas de São João Bosco (Editora Edebê).

 

Leia também:

Memórias Biográficas: Lembranças aos jovens

Como Dom Bosco “pescava” os jovens

A promessa de uma Ave-Maria

 

Veja no BS Digital de Setembro:

Juntos para fortalecer a ação social salesiana

A Bíblia na educação das novas gerações

Ser cristão leigo ou leiga em missão

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.