Colégio Salesiano do Recife realiza terceira edição de Escolas de Pais

Friday, 28 June 2013 13:26 Written by  Nordeste Hoje/ Inspetoria Salesiana do Nordeste
Colégio Salesiano do Recife realiza terceira edição de Escolas de Pais Nordeste Hoje/ Inspetoria Salesiana do Nordeste
Foi realizada na manhã do dia 26 de junho a terceira edição da Escola de Pais do Colégio Salesiano do Recife, em Pernambuco. O encontro trouxe como tema “Por uma educação sem preconceito” e convocou pais e alunos a refletirem sobre o preconceito e a discriminação na vida e no ambiente escolar.   O encontro teve início com a apresentação do documentário de mesmo nome do tema do encontro, orientado pela professora de Ensino Religioso, Ana Cristina Aureliano, e produzido pelo coordenador de Comunicação, Elton di Assis. Após exibição do filme, a professora chamou quatro alunos do 5º ano do Ensino Fundamental para definir para o público o que significa preconceito.   A palestra principal ficou a cargo da pedagoga Jeane Oliveira, do Conselho Tutelar do Recife, que explanou sobre seu trabalho, pontuou o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e frisou quais são as obrigações da família na educação da criança e a sua importância para a não disseminação do preconceito e da discriminação. “Como sendo maior influência da educação de uma criança, a família e os pais devem moldar o caráter desse futuro adulto para que ele não cresça achando ‘o diferente’ errado, indigno de direitos e de convivência”, afirmou a pedagoga.   Ainda durante palestra, a pedagoga exibiu o curta-metragem “Preconceito Cega” e propôs uma reflexão sobre os preconceitos que o cidadão tem arraigado em si e o pratica sem perceber – como algo normal da educação.  Ela usou o exemplo para diferenciar os termos preconceito e discriminação: “Preconceito é o pensar o, tal como a raiz da palavra, o conceito antes de conhecer, contudo a discriminação é a prática da separação das pessoas com base nas diferenças”, conclui.   Depois da palestra, foi aberta a mesa de debates composta pela professora Ana Cristina Aureliano, o missionário da comunidade católica Boa Nova, José Honorato da Silva, a mãe de um dos alunos do colégio, Marinalva Santos, e o advogado, Leonardo Barbosa, que responderam perguntas feitas pelo público.   De acordo com a coordenadora da Escola de Pais, Roselis Alves, é importante esses momentos de debate que vão além do conteúdo dos livros. "Como ambiente educacional, a escola tem o dever de criar seres humanos cidadãos, ela precisa discutir tabus, chamar família e alunos à reflexão. No segundo semestre, teremos outros temas que convidarão todos a pensar e rever ideias", afirmou.   Nordeste Hoje/ Inspetoria Salesiana do Nordeste
Rate this item
(0 votes)
Last modified on Friday, 28 June 2013 16:09

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Colégio Salesiano do Recife realiza terceira edição de Escolas de Pais

Friday, 28 June 2013 13:26 Written by  Nordeste Hoje/ Inspetoria Salesiana do Nordeste
Colégio Salesiano do Recife realiza terceira edição de Escolas de Pais Nordeste Hoje/ Inspetoria Salesiana do Nordeste
Foi realizada na manhã do dia 26 de junho a terceira edição da Escola de Pais do Colégio Salesiano do Recife, em Pernambuco. O encontro trouxe como tema “Por uma educação sem preconceito” e convocou pais e alunos a refletirem sobre o preconceito e a discriminação na vida e no ambiente escolar.   O encontro teve início com a apresentação do documentário de mesmo nome do tema do encontro, orientado pela professora de Ensino Religioso, Ana Cristina Aureliano, e produzido pelo coordenador de Comunicação, Elton di Assis. Após exibição do filme, a professora chamou quatro alunos do 5º ano do Ensino Fundamental para definir para o público o que significa preconceito.   A palestra principal ficou a cargo da pedagoga Jeane Oliveira, do Conselho Tutelar do Recife, que explanou sobre seu trabalho, pontuou o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e frisou quais são as obrigações da família na educação da criança e a sua importância para a não disseminação do preconceito e da discriminação. “Como sendo maior influência da educação de uma criança, a família e os pais devem moldar o caráter desse futuro adulto para que ele não cresça achando ‘o diferente’ errado, indigno de direitos e de convivência”, afirmou a pedagoga.   Ainda durante palestra, a pedagoga exibiu o curta-metragem “Preconceito Cega” e propôs uma reflexão sobre os preconceitos que o cidadão tem arraigado em si e o pratica sem perceber – como algo normal da educação.  Ela usou o exemplo para diferenciar os termos preconceito e discriminação: “Preconceito é o pensar o, tal como a raiz da palavra, o conceito antes de conhecer, contudo a discriminação é a prática da separação das pessoas com base nas diferenças”, conclui.   Depois da palestra, foi aberta a mesa de debates composta pela professora Ana Cristina Aureliano, o missionário da comunidade católica Boa Nova, José Honorato da Silva, a mãe de um dos alunos do colégio, Marinalva Santos, e o advogado, Leonardo Barbosa, que responderam perguntas feitas pelo público.   De acordo com a coordenadora da Escola de Pais, Roselis Alves, é importante esses momentos de debate que vão além do conteúdo dos livros. "Como ambiente educacional, a escola tem o dever de criar seres humanos cidadãos, ela precisa discutir tabus, chamar família e alunos à reflexão. No segundo semestre, teremos outros temas que convidarão todos a pensar e rever ideias", afirmou.   Nordeste Hoje/ Inspetoria Salesiana do Nordeste
Rate this item
(0 votes)
Last modified on Friday, 28 June 2013 16:09

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.