As IUS: uma aventura do Espírito

Wednesday, 20 November 2019 13:36 Written by  Ir. Gillianno José Mazzetto de Castro, SDB
As IUS: uma aventura do Espírito Atendimento ao público feito pelo UniSalesiano, uma das instituições salesianas de Ensino Superior, em Araçatuba, SP UniSalesiano
Hoje as Instituições Salesianas de Educação Superior (IUS) estão presentes na Europa, na Ásia, na África e na América, sendo que a maior concentração delas está no continente americano.  

As Instituições Salesianas de Educação Superior, antigamente chamadas de Instituições Universitárias Salesianas (IUS), nomenclatura que compreende todas as atividades salesianas que se ocupam da formação superior dos jovens e adultos, tem, desde a década de 1960, se mostrado como uma curiosa inventiva do Espírito para a Congregação Salesiana.

 

Curiosa porque, originalmente, os salesianos se ocupavam apenas da formação básica e profissional dos adolescentes e jovens. Contudo, com o passar dos tempos, foi-se percebendo que havia a necessidade de oferecer uma formação de qualidade também em nível superior. Em decorrência, em várias partes do mundo, surgiram iniciativas – muitas delas isoladas e que depois, paulatinamente, foram sendo incorporadas pelas inspetorias e pela Congregação – para pensar obras que se ocupassem da formação profissional, humana, científica e tecnológica dos jovens.

 

As IUS, diferentemente dos colégios, assumem o papel de centro de indução social, no qual as questões da sociedade e dos contextos específicos, assim como as globais, são colocadas sob o escrutínio da ciência e, aos poucos, vão contribuindo para a construção de uma realidade melhor e mais inclusiva.

 

Leia também

Representantes da UCDB participam da VIII Conferência IUS América

UNISAL tem uma nova Unidade: Piracicaba

Católica de Vitória recebe selo de Responsabilidade Social 2019

 

Organização

Hoje as IUS estão presentes na Europa, na Ásia, na África e na América, sendo que a maior concentração delas está no continente americano. Estas instituições são muito diversas e vão desde institutos técnicos, passando por faculdades e centros universitários até chegarem a universidades.

 

A organização das IUS se dá da seguinte maneira: em âmbito geral, elas estão subordinadas ao Dicastério da Pastoral Juvenil e possuem um representante mundial cuja função é a de animar as instituições ao redor do mundo.

 

Para facilitar a convergência e o intercâmbio entre as instituições e a Congregação dos Salesianos, optou-se por dividir as IUS em regiões que são: América, Europa, África, Ásia-extremo Oriente e Ásia-Índia. No caso do Brasil, há também a Rede Salesiana de Ensino Superior, que tem buscado promover atividades conjuntas. Cada região possui uma coordenação local.

 

Essas conferências se reúnem periodicamente e estabelecem os chamados “planos comuns”. Também periodicamente, representantes dessas regiões se reúnem em Roma, na Itália, para a assim chamada “Assembleia Geral das IUS”. Nesta são decididos os temas, geralmente de ordem identitária, comuns a todas as Instituições Salesianas de Educação Superior.

 

Leia também

Educação: alunos do UniSALESIANO criam aplicativo que detecta câncer de pele

Unileste promove ações de conscientização sobre violência sexual contra menores

Educadores sem fronteiras

 

Presença salesiana fundamental

Cada vez mais, as IUS, que começaram timidamente na Congregação, tem se mostrado como uma das atividades de extrema importância para o trabalho dos salesianos. Principalmente porque, devido ao prolongamento da juventude, as decisões fundamentais da vida, que outrora eram tomadas no período da educação básica, agora são tomadas cada vez mais no período da educação superior.

 

As IUS têm ajudado a Congregação a se repensar e a se revisitar por alguns fatores interessantes.

 

Primeiro, por se tratar de um mundo muito exigente e diverso, elas têm ajudado a Congregação a ampliar os seus horizontes e fronteiras, não apenas do ponto de vista da reflexão, mas também do ponto de vista da práxis.

 

Um segundo ponto é que as IUS têm desafiado a Congregação principalmente no que toca às questões pastorais, acompanhamento dos jovens e, por consequência, quanto à figura do salesiano nas presenças.

 

Por isso pode-se dizer que as IUS têm se tornando um lugar teológico no qual o Espírito tem desafiado os salesianos a se repensarem e a aprofundarem suas convicções e seus princípios educativos.

 

Ir. Gillianno José Mazzetto de Castro, SDB, é pró-reitor de Desenvolvimento Institucional da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), mestre em Teologia pela Universitè de Lyon, mestre e doutorando em Psicologia pela UCDB e professor de Teoria da Ciência.

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


As IUS: uma aventura do Espírito

Wednesday, 20 November 2019 13:36 Written by  Ir. Gillianno José Mazzetto de Castro, SDB
As IUS: uma aventura do Espírito Atendimento ao público feito pelo UniSalesiano, uma das instituições salesianas de Ensino Superior, em Araçatuba, SP UniSalesiano
Hoje as Instituições Salesianas de Educação Superior (IUS) estão presentes na Europa, na Ásia, na África e na América, sendo que a maior concentração delas está no continente americano.  

As Instituições Salesianas de Educação Superior, antigamente chamadas de Instituições Universitárias Salesianas (IUS), nomenclatura que compreende todas as atividades salesianas que se ocupam da formação superior dos jovens e adultos, tem, desde a década de 1960, se mostrado como uma curiosa inventiva do Espírito para a Congregação Salesiana.

 

Curiosa porque, originalmente, os salesianos se ocupavam apenas da formação básica e profissional dos adolescentes e jovens. Contudo, com o passar dos tempos, foi-se percebendo que havia a necessidade de oferecer uma formação de qualidade também em nível superior. Em decorrência, em várias partes do mundo, surgiram iniciativas – muitas delas isoladas e que depois, paulatinamente, foram sendo incorporadas pelas inspetorias e pela Congregação – para pensar obras que se ocupassem da formação profissional, humana, científica e tecnológica dos jovens.

 

As IUS, diferentemente dos colégios, assumem o papel de centro de indução social, no qual as questões da sociedade e dos contextos específicos, assim como as globais, são colocadas sob o escrutínio da ciência e, aos poucos, vão contribuindo para a construção de uma realidade melhor e mais inclusiva.

 

Leia também

Representantes da UCDB participam da VIII Conferência IUS América

UNISAL tem uma nova Unidade: Piracicaba

Católica de Vitória recebe selo de Responsabilidade Social 2019

 

Organização

Hoje as IUS estão presentes na Europa, na Ásia, na África e na América, sendo que a maior concentração delas está no continente americano. Estas instituições são muito diversas e vão desde institutos técnicos, passando por faculdades e centros universitários até chegarem a universidades.

 

A organização das IUS se dá da seguinte maneira: em âmbito geral, elas estão subordinadas ao Dicastério da Pastoral Juvenil e possuem um representante mundial cuja função é a de animar as instituições ao redor do mundo.

 

Para facilitar a convergência e o intercâmbio entre as instituições e a Congregação dos Salesianos, optou-se por dividir as IUS em regiões que são: América, Europa, África, Ásia-extremo Oriente e Ásia-Índia. No caso do Brasil, há também a Rede Salesiana de Ensino Superior, que tem buscado promover atividades conjuntas. Cada região possui uma coordenação local.

 

Essas conferências se reúnem periodicamente e estabelecem os chamados “planos comuns”. Também periodicamente, representantes dessas regiões se reúnem em Roma, na Itália, para a assim chamada “Assembleia Geral das IUS”. Nesta são decididos os temas, geralmente de ordem identitária, comuns a todas as Instituições Salesianas de Educação Superior.

 

Leia também

Educação: alunos do UniSALESIANO criam aplicativo que detecta câncer de pele

Unileste promove ações de conscientização sobre violência sexual contra menores

Educadores sem fronteiras

 

Presença salesiana fundamental

Cada vez mais, as IUS, que começaram timidamente na Congregação, tem se mostrado como uma das atividades de extrema importância para o trabalho dos salesianos. Principalmente porque, devido ao prolongamento da juventude, as decisões fundamentais da vida, que outrora eram tomadas no período da educação básica, agora são tomadas cada vez mais no período da educação superior.

 

As IUS têm ajudado a Congregação a se repensar e a se revisitar por alguns fatores interessantes.

 

Primeiro, por se tratar de um mundo muito exigente e diverso, elas têm ajudado a Congregação a ampliar os seus horizontes e fronteiras, não apenas do ponto de vista da reflexão, mas também do ponto de vista da práxis.

 

Um segundo ponto é que as IUS têm desafiado a Congregação principalmente no que toca às questões pastorais, acompanhamento dos jovens e, por consequência, quanto à figura do salesiano nas presenças.

 

Por isso pode-se dizer que as IUS têm se tornando um lugar teológico no qual o Espírito tem desafiado os salesianos a se repensarem e a aprofundarem suas convicções e seus princípios educativos.

 

Ir. Gillianno José Mazzetto de Castro, SDB, é pró-reitor de Desenvolvimento Institucional da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), mestre em Teologia pela Universitè de Lyon, mestre e doutorando em Psicologia pela UCDB e professor de Teoria da Ciência.

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.