Hoje as Instituições Salesianas de Educação Superior (IUS) estão presentes na Europa, na Ásia, na África e na América, sendo que a maior concentração delas está no continente americano.  
Published in Dom Bosco Hoje
No mês em que é rendida ação de graças pelo nascimento de Dom Bosco, milhares de pessoas se reuniram em Aparecida, estado de São Paulo, no dia 17 de agosto, para participar da Romaria da Família Salesiana, que nesse ano teve como tema “Vivamos, como Maria, o Evangelho da alegria”.
Published in Nacionais
  “São três as coisas mais belas que recebi como reitor-mor” -  afirmou nesta segunda-feira, 24 de junho, padre Pascual Chávez, durante uma rápida "boa noite" dada no encerramento da familiar festa dedicada ao sucessor de Dom Bosco, na Casa Geral de Roma: uma festa de encerramento do seu segundo mandato, que revestiu tons de agradecimento pelos 12 anos de serviço da autoridade na Congregação Salesiana.   “A primeira foi a possibilidade de conhecer melhor Dom Bosco e, na medida do possível, imitá-lo!”. Padre Pascual Chávez contou como essa tensão teve início de maneira especial quando o padre Egidio Viganò (reitor-mor de 1977-1995) o convocara, em 1988 (centenário da morte de Dom Bosco) para comunicar-lhe a sua intenção de nomeá-lo como inspetor do México-Guadalajara e dissera: “Dom Bosco não morrerá se você for o Dom Bosco de amanhã!”. “Não imaginava que aquela frase iria depois orientar a minha vida, quando, como reitor maior, fui chamado a conhecê-lo melhor e, sobretudo, a comunicá-lo aos outros”.   O segundo dom recebido como reitor-mor foram os jovens. “Desde quando eu era aspirante, considerei os jovens um dom de Deus. Eu entre eles me sinto realmente feliz e o repito: sinto como uma coisa normal, natural, esse ir-me a eles, esse relacionar-me com eles. É um dom que Deus me deu e, como digo sempre, eles representam um dom para qualquer povo. Um povo que não tem mais jovens é um povo sem futuro”. “Como para a sociedade, os jovens são um dom para a Igreja e para nós, Família Salesiana (FS). Se há jovens, para nós, salesianos, há futuro! Renovo por isso o meu apelo a voltar aos jovens como nossa razão de ser!”.   A possibilidade de descobrir a FS como valor é o terceiro dom que padre Chávez considera ter recebido como reitor-mor. Dos primeiros encontros com as Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), durante a formação inicial, à descoberta dos outros grupos: “Hoje a FS é realmente uma árvore. Somos 30 grupos. É necessário completar um processo de unificação que leve a operar com intentos e projetos compartilhados - “É no território que a FS deve se  tornar presente” – dizia padre Vecchi; e eu creio que tenha chegado o momento de atuar nesta linha”.   A festa do reitor-mor, que prossegue a tradição da Festa “onomástica” de Dom Bosco, contou, pelo fim da manhã de ontem, com a celebração Eucarística, da qual participaram diversos coirmãos de Roma, os inspetores de recente nomeação, que estão encerrando o curso iniciado em 11 de junho, os Salesianos de Dom Bosco (SDB), além de membros leigos da Casa Geral. Também participaram da festa, dom Francesco Giovanni Brugnaro, bispo de Camerino-San Severino, Marche; e a madre geral das FMA, Yvonne Reungoat, acompanhada por algumas de suas conselheiras.   InfoANS   Notícia relacionada: 24 de junho: festa de Dom Bosco e do seu sucessor no dia de São João Batista
Published in Internacionais
Cerca de 4000 pessoas participaram, no dia 4 de maio, da peregrinação anual da Família Salesiana do México a Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe, localizada na cidade do México. Padre Gabino Hernández Paleta, inspetor dos Salesianos da Cidade do México, guiou a tradicional procissão e presidiu a celebração Eucarística na Basílica dando a bênção no final. Nossa Senhora do Guadalupe Nossa Senhora de Guadalupe, popularmente chamada de Virgem de Guadalupe, é a padroeira do México e "Imperatriz da América", venerada pela Igreja Católica. A Virgem de Guadalupe é representada por um ícone da Virgem Maria, que teria aparecido ao índio da tribo Nahua, Juan Diego Cuauhtlatoatzin, em Tepeyac, noroeste da Cidade do México, em 9 de dezembro de 1531. Atualmente este ícone está depositado no Santuário de Guadalupe, destino de peregrinações de milhões de devotos.   InfoANS
Published in Internacionais
O vasto patrimônio educacional do Sistema Preventivo de Dom Bosco, a experiência de mais de 150 anos no acolhimento de menores e as "melhores práticas" desenvolvidas nos mais diferentes contextos foram compendiadas pela Federação SCS - Salesianos para o Social na "Carta de identidade para serviços residenciais para menores", apresentada, no último dia 25 de outubro, na Pontifícia Universidade Salesiana de Roma.   O documento é o resultado do trabalho das comunidades de acolhimento e das casas da Família Salesiana que operam no território italiano. A carta representa a proposta educacional dos salesianos, dedicada especialmente aos menores mais pobres e marginalizados, além de oferecer às pessoas que trabalham nos serviços residenciais para menores uma identidade específica para que - como está escrito no texto - possam sentir "orgulho de serem educadores no espírito de Dom Bosco".   A carta de identidade nasceu da convicção de que "a experiência educacional de Dom Bosco representa uma maneira prática de realizar o ‘plano de Deus’ para as crianças e, ao mesmo tempo, um 'caminho para Deus' para o educador”, e lembra que, na base do Sistema Preventivo está a capacidade de alavancar a liberdade interior do jovem.   Clique aqui para ler mais.
Published in Internacionais
Hoje as Instituições Salesianas de Educação Superior (IUS) estão presentes na Europa, na Ásia, na África e na América, sendo que a maior concentração delas está no continente americano.  
Published in Dom Bosco Hoje
No mês em que é rendida ação de graças pelo nascimento de Dom Bosco, milhares de pessoas se reuniram em Aparecida, estado de São Paulo, no dia 17 de agosto, para participar da Romaria da Família Salesiana, que nesse ano teve como tema “Vivamos, como Maria, o Evangelho da alegria”.
Published in Nacionais
  “São três as coisas mais belas que recebi como reitor-mor” -  afirmou nesta segunda-feira, 24 de junho, padre Pascual Chávez, durante uma rápida "boa noite" dada no encerramento da familiar festa dedicada ao sucessor de Dom Bosco, na Casa Geral de Roma: uma festa de encerramento do seu segundo mandato, que revestiu tons de agradecimento pelos 12 anos de serviço da autoridade na Congregação Salesiana.   “A primeira foi a possibilidade de conhecer melhor Dom Bosco e, na medida do possível, imitá-lo!”. Padre Pascual Chávez contou como essa tensão teve início de maneira especial quando o padre Egidio Viganò (reitor-mor de 1977-1995) o convocara, em 1988 (centenário da morte de Dom Bosco) para comunicar-lhe a sua intenção de nomeá-lo como inspetor do México-Guadalajara e dissera: “Dom Bosco não morrerá se você for o Dom Bosco de amanhã!”. “Não imaginava que aquela frase iria depois orientar a minha vida, quando, como reitor maior, fui chamado a conhecê-lo melhor e, sobretudo, a comunicá-lo aos outros”.   O segundo dom recebido como reitor-mor foram os jovens. “Desde quando eu era aspirante, considerei os jovens um dom de Deus. Eu entre eles me sinto realmente feliz e o repito: sinto como uma coisa normal, natural, esse ir-me a eles, esse relacionar-me com eles. É um dom que Deus me deu e, como digo sempre, eles representam um dom para qualquer povo. Um povo que não tem mais jovens é um povo sem futuro”. “Como para a sociedade, os jovens são um dom para a Igreja e para nós, Família Salesiana (FS). Se há jovens, para nós, salesianos, há futuro! Renovo por isso o meu apelo a voltar aos jovens como nossa razão de ser!”.   A possibilidade de descobrir a FS como valor é o terceiro dom que padre Chávez considera ter recebido como reitor-mor. Dos primeiros encontros com as Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), durante a formação inicial, à descoberta dos outros grupos: “Hoje a FS é realmente uma árvore. Somos 30 grupos. É necessário completar um processo de unificação que leve a operar com intentos e projetos compartilhados - “É no território que a FS deve se  tornar presente” – dizia padre Vecchi; e eu creio que tenha chegado o momento de atuar nesta linha”.   A festa do reitor-mor, que prossegue a tradição da Festa “onomástica” de Dom Bosco, contou, pelo fim da manhã de ontem, com a celebração Eucarística, da qual participaram diversos coirmãos de Roma, os inspetores de recente nomeação, que estão encerrando o curso iniciado em 11 de junho, os Salesianos de Dom Bosco (SDB), além de membros leigos da Casa Geral. Também participaram da festa, dom Francesco Giovanni Brugnaro, bispo de Camerino-San Severino, Marche; e a madre geral das FMA, Yvonne Reungoat, acompanhada por algumas de suas conselheiras.   InfoANS   Notícia relacionada: 24 de junho: festa de Dom Bosco e do seu sucessor no dia de São João Batista
Published in Internacionais
Cerca de 4000 pessoas participaram, no dia 4 de maio, da peregrinação anual da Família Salesiana do México a Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe, localizada na cidade do México. Padre Gabino Hernández Paleta, inspetor dos Salesianos da Cidade do México, guiou a tradicional procissão e presidiu a celebração Eucarística na Basílica dando a bênção no final. Nossa Senhora do Guadalupe Nossa Senhora de Guadalupe, popularmente chamada de Virgem de Guadalupe, é a padroeira do México e "Imperatriz da América", venerada pela Igreja Católica. A Virgem de Guadalupe é representada por um ícone da Virgem Maria, que teria aparecido ao índio da tribo Nahua, Juan Diego Cuauhtlatoatzin, em Tepeyac, noroeste da Cidade do México, em 9 de dezembro de 1531. Atualmente este ícone está depositado no Santuário de Guadalupe, destino de peregrinações de milhões de devotos.   InfoANS
Published in Internacionais
O vasto patrimônio educacional do Sistema Preventivo de Dom Bosco, a experiência de mais de 150 anos no acolhimento de menores e as "melhores práticas" desenvolvidas nos mais diferentes contextos foram compendiadas pela Federação SCS - Salesianos para o Social na "Carta de identidade para serviços residenciais para menores", apresentada, no último dia 25 de outubro, na Pontifícia Universidade Salesiana de Roma.   O documento é o resultado do trabalho das comunidades de acolhimento e das casas da Família Salesiana que operam no território italiano. A carta representa a proposta educacional dos salesianos, dedicada especialmente aos menores mais pobres e marginalizados, além de oferecer às pessoas que trabalham nos serviços residenciais para menores uma identidade específica para que - como está escrito no texto - possam sentir "orgulho de serem educadores no espírito de Dom Bosco".   A carta de identidade nasceu da convicção de que "a experiência educacional de Dom Bosco representa uma maneira prática de realizar o ‘plano de Deus’ para as crianças e, ao mesmo tempo, um 'caminho para Deus' para o educador”, e lembra que, na base do Sistema Preventivo está a capacidade de alavancar a liberdade interior do jovem.   Clique aqui para ler mais.
Published in Internacionais