Avança a causa do Servo de Deus Ignazio Stuchlý

Friday, 08 November 2019 14:22 Written by  Agência Info Salesiana
Padre Inácio Stuchlý viveu em uma época marcada por dramáticas e profundas mudanças histórico-sociopolíticas.

 

No dia 5 de novembro, durante o Congresso dos Consultores Teólogos na Congregação das Causas dos Santos, deu-se, por unanimidade, parecer positivo à fama de santidade e ao exercício das virtudes heroicas do Servo de Deus (SdeD) Inácio Stuchlý, sacerdote professo da Sociedade de São Francisco de Sales (1869-1953).

 

O SdeD padre Inácio Stuchlý viveu em uma época marcada por dramáticas e profundas mudanças histórico-sociopolíticas. Mas soube se adaptar aos novos contextos e, na obediência à Igreja e a serviço dos jovens, assumiu, com frequência, encargos de governo. Como quando, por exemplo:

 

– ainda jovem salesiano foi enviado à Gorícia, onde colaborou com o arcebispo e outros salesianos no acompanhando de um autêntico florescimento vocacional no ‘Internato São Luís’;

 

– se transferiu a Liubliana, na Eslovênia, e contribuiu no encaminhamento da obra salesiana local e na finalização do Santuário de Maria Auxiliadora, em Rakovnik;

 

– chamado à Itália, em plenos anos ‘20s, selecionou os candidatos à vida religiosa salesiana para a Chéquia ou Tchéquia - hoje República Tcheca -, realizando um firme e prudente discernimento;

 

– transferiu a obra na Boêmia e Morávia, em resposta às necessidades concretas da Igreja local.

 

Como fundador da nascente presença salesiana nessas terras acompanhou, entre 1925 e 1948, somente para a Boêmia e Morávia, pelo menos 200 novas vocações salesianas. Foi fundador de casas e dirigiu a obra através dos mares da II Guerra Mundial.

 

Nos irmãos tchecos, o SdeD conseguiu transfundir não só as ‘estruturas’ mas o vivo espírito da tradição salesiana que havia bebido no Piemonte, no pleno gozo, além disso, de uma especial familiaridade com o bem-aventurado padre Miguel Rua e outros santos salesianos.

 

Com a chegada do nazismo e depois do comunismo, e até aos seus últimos anos de vida, passados na reclusão de uma casa para idosos – na qual era espiado e controlado – padre Stuchlý continuou a atestar sua fidelidade integral à Igreja e à Congregação, testemunhando que nenhuma situação de sofrimento e injustiça pode afastar da plenitude de doação a Cristo.

 

 

Fonte: Agência Info Salesiana

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Friday, 08 November 2019 14:52

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Avança a causa do Servo de Deus Ignazio Stuchlý

Friday, 08 November 2019 14:22 Written by  Agência Info Salesiana
Padre Inácio Stuchlý viveu em uma época marcada por dramáticas e profundas mudanças histórico-sociopolíticas.

 

No dia 5 de novembro, durante o Congresso dos Consultores Teólogos na Congregação das Causas dos Santos, deu-se, por unanimidade, parecer positivo à fama de santidade e ao exercício das virtudes heroicas do Servo de Deus (SdeD) Inácio Stuchlý, sacerdote professo da Sociedade de São Francisco de Sales (1869-1953).

 

O SdeD padre Inácio Stuchlý viveu em uma época marcada por dramáticas e profundas mudanças histórico-sociopolíticas. Mas soube se adaptar aos novos contextos e, na obediência à Igreja e a serviço dos jovens, assumiu, com frequência, encargos de governo. Como quando, por exemplo:

 

– ainda jovem salesiano foi enviado à Gorícia, onde colaborou com o arcebispo e outros salesianos no acompanhando de um autêntico florescimento vocacional no ‘Internato São Luís’;

 

– se transferiu a Liubliana, na Eslovênia, e contribuiu no encaminhamento da obra salesiana local e na finalização do Santuário de Maria Auxiliadora, em Rakovnik;

 

– chamado à Itália, em plenos anos ‘20s, selecionou os candidatos à vida religiosa salesiana para a Chéquia ou Tchéquia - hoje República Tcheca -, realizando um firme e prudente discernimento;

 

– transferiu a obra na Boêmia e Morávia, em resposta às necessidades concretas da Igreja local.

 

Como fundador da nascente presença salesiana nessas terras acompanhou, entre 1925 e 1948, somente para a Boêmia e Morávia, pelo menos 200 novas vocações salesianas. Foi fundador de casas e dirigiu a obra através dos mares da II Guerra Mundial.

 

Nos irmãos tchecos, o SdeD conseguiu transfundir não só as ‘estruturas’ mas o vivo espírito da tradição salesiana que havia bebido no Piemonte, no pleno gozo, além disso, de uma especial familiaridade com o bem-aventurado padre Miguel Rua e outros santos salesianos.

 

Com a chegada do nazismo e depois do comunismo, e até aos seus últimos anos de vida, passados na reclusão de uma casa para idosos – na qual era espiado e controlado – padre Stuchlý continuou a atestar sua fidelidade integral à Igreja e à Congregação, testemunhando que nenhuma situação de sofrimento e injustiça pode afastar da plenitude de doação a Cristo.

 

 

Fonte: Agência Info Salesiana

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Friday, 08 November 2019 14:52

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.