X Sucessor de Dom Bosco visita a Missão Salesiana de Mato Grosso

Thursday, 27 June 2019 12:35 Written by  Fládima Christofari
Padre Ángel Fernández Artime, Reitor-mor dos Salesianos, participou das comemorações dos 125 anos da MSMT e visitou diversas obras salesianas em Cuiabá, Meruri e Campo Grande, entre os dias 23 e 27 de abril.  

“Dom Bosco diria a vocês: ‘meus queridos jovens, eu vos amo. Meus queridos jovens, eu acredito em vocês, meus queridos jovens eu desejo para vocês o melhor do mundo, o melhor da vida’. Meus queridos jovens, eu quero que vocês sempre levem Deus no vosso coração”. Essa foi a última mensagem deixada pelo X Sucessor de Dom Bosco, padre Ángel Fernández Artime, ao passar pela Inspetoria Salesiana de Campo Grande – Missão Salesiana de Mato Grosso, de 23 a 27 de abril.

 

Para o inspetor, padre Gildásio Mendes, a presença do Reitor-mor trouxe uma mensagem de esperança e alegria no período em que a Missão Salesiana de Mato Grosso comemora os seus 125 anos de presença missionária. “Ele é sucessor de Dom Bosco, então ele veio como pai, irmão, animador, responsável da Congregação espalhada em mais de 100 países. Nós ficamos muito felizes com a presença dele, que é pai, amigo e irmão entre nós”.

 

Percurso do Reitor-mor

Padre Ángel foi acolhido com grande festa pelos Salesianos e grupos da Família Salesiana no Aeroporto Internacional de Campo Grande na manhã de 23 de abril. Em sua trajetória pelas casas salesianas estava acompanhado de seu secretário, padre Horácio Lopez, e pelo conselheiro regional do Cone-Sul, padre Natale Vitali. No mesmo dia seguiu para Cuiabá, onde chegou às 16h, e foi recebido carinhosamente pelos estudantes e colaboradores do Colégio Salesiano São Gonçalo, no aeroporto da cidade.

 

No dia 24, uma bela recepção foi realizada no ginásio poliesportivo do Colégio Salesiano São Gonçalo. Centenas de estudantes salesianos, participantes de projetos sociais, colaboradores escolares puderam receber padre Ángel e toda comunidade de Cuiabá e municípios do interior durante a manhã. Apresentações culturais de entidades salesianas e do grupo Flor Ribeirinha mostraram ao sucessor de Dom Bosco a história e a cultura da presença salesiana em Mato Grosso.

 

Após a acolhida dos jovens, conduziu a missa no Santuário Nossa Senhora Auxiliadora, que contou com a presença do governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, e de centenas de fiéis católicos. Ao fim da missa, recebeu uma medalha da Prefeitura de Cuiabá simbolizando os 300 anos da capital e uma comenda do Governo de Mato Grosso homenageando toda comunidade salesiana.

 

No mesmo dia foi até a terra indígena de Meruri. Às 18h foi recebido no pátio da aldeia pelos Bororo com a dança “Oiego” representando a acolhida, e a dança “Jure”, que demonstra a felicidade do povo ao recebê-lo em suas terras. Padre Ángel Artime, padre Horácio Lopez e padre Natale Vitali receberam no rosto os traços da pintura facial Bororo.

 

A primeira etapa da visita à terra missionária foi encerrada com uma oração na Paróquia Sagrado Coração de Jesus. Estavam presentes o diretor da presença salesiana de São Marcos e Meruri, padre Andelson de Oliveira, voluntários, lideranças indígenas, vocacionados, irmãs Lauritas e os Salesianos e Salesianas que atuam nas regiões missionárias. No dia seguinte, 25, pela manhã, os visitantes foram até o túmulo dos mártires Pe. Rodolfo e Simão Bororo - símbolos da luta pelos povos indígenas. Após um café da manhã com a comunidade missionária, seguiram para uma visita ao Centro de Cultura Bororo, logo depois, houve um bate-papo com jovens indígenas das etnias Bororo e Xavante, com participantes das missões de São Marcos e Sangradouro. Por fim, celebraram missa e almoçaram com todos os que estavam presentes.

 

“O presente fala de uma realidade em que temos a oportunidade de dar muitas graças a Deus pelas vidas de tantos irmãos e irmãs, mártires no silêncio da doação das suas vidas, e o futuro fala das possibilidades da nossa vocação missionária para acompanhar a vida destes povos, preparar com eles o futuro e formar os jovens na educação e na fé”, destacou o Reitor-mor nas terras missionárias.

 

Retorno a Campo Grande

Ao final da tarde do dia 25, ele retornou à Sede da Inspetoria Salesiana de Campo Grande, onde recebeu o carinho dos colaboradores, jovens, vocacionados e membros da Família Salesiana. Na sexta-feira, 26, se reuniu com os colaboradores da Universidade Católica Dom Bosco - UCDB e concedeu entrevista coletiva à imprensa de Campo Grande. Ainda no período da manhã, esteve na obra social Salesianos Ampare, onde foi homenageado por mais de 200 crianças das obras sociais Ampare e Casa Dom Bosco.

 

As crianças apresentaram ao padre Ángel Fernández Artime músicas regionais e dança e se divertiram muito quando ele contou sobre a história de Bartolomeu Garelli, o jovem órfão que marcou o início do Oratório Salesiano. Conforme o diretor-executivo dessas obras, irmão Fábio Júlio, SDB, atualmente a MSMT mantém 11 obras socais, atendendo diariamente a mais de 10 mil crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

 

O Reitor-mor, encantado com a presença das crianças, expressou o seu agradecimento com essas palavras: “As crianças são prediletas por Dom Bosco, os preferidos. Vocês são muito afetuosos, sempre acolhem as pessoas com muita alegria. As crianças desta casa são muito felizes e tem muito afeto pelos seus educadores (as) e eu gostei muito disso. Muito obrigado!”. Ao final da visita, houve o descerramento da placa em homenagem à presença histórica do Reitor-mor na obra social.

 

Encerrando a manhã, o Reitor-mor retornou para a UCDB e participou de um encontro com colaboradores docentes e administrativos convidados e representantes dos acadêmicos. À tarde, visitou o Museu das Culturas Dom Bosco. Patrimônio cultural de Mato Grosso do Sul - o espaço preserva um rico acervo que remete à história dos Salesianos missionários e valoriza a cultura indígena.

 

Encerramento da visita

O X sucessor de Dom Bosco encerrou no sábado, 27, a sua visita à Inspetoria Salesiana de Campo Grande. Na Paróquia São João Bosco, a juventude salesiana, formandos da Inspetoria, membros dos mais diversos grupos da Família Salesiana, religiosos e religiosas celebraram junto ao Reitor-mor a gratidão pelos últimos cinco dias em que ele percorreu o Mato Grosso e o Mato Grosso do Sul, saudando, animando e abençoando cada presença salesiana.

 

No palco do Teatro Dom Bosco, a apresentação musical dos alunos da educação infantil do Colégio Dom Bosco, a exibição do vídeo sobre os 125 anos da Missão Salesiana de Mato Grosso, a entrega da cruz missionária aos jovens do Movimento Juvenil Salesiano/Articulação da Juventude Salesiana, o coro do Pe. Wagner com os formandos e a coroação de Nossa Senhora Auxiliadora foram as últimas homenagens à presença do Reitor-mor em Campo Grande.

 

“Eu presenciei como Inspetor a teologia do amor, a teologia do coração e por isso esse entusiasmo, essa alegria. Nós queremos passar no coração de Nossa Senhora, no coração de Jesus Cristo e de Dom Bosco, o coração do Pe. Ángel, o coração de cada um de nós”, finalizou o inspetor da MSMT.

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


X Sucessor de Dom Bosco visita a Missão Salesiana de Mato Grosso

Thursday, 27 June 2019 12:35 Written by  Fládima Christofari
Padre Ángel Fernández Artime, Reitor-mor dos Salesianos, participou das comemorações dos 125 anos da MSMT e visitou diversas obras salesianas em Cuiabá, Meruri e Campo Grande, entre os dias 23 e 27 de abril.  

“Dom Bosco diria a vocês: ‘meus queridos jovens, eu vos amo. Meus queridos jovens, eu acredito em vocês, meus queridos jovens eu desejo para vocês o melhor do mundo, o melhor da vida’. Meus queridos jovens, eu quero que vocês sempre levem Deus no vosso coração”. Essa foi a última mensagem deixada pelo X Sucessor de Dom Bosco, padre Ángel Fernández Artime, ao passar pela Inspetoria Salesiana de Campo Grande – Missão Salesiana de Mato Grosso, de 23 a 27 de abril.

 

Para o inspetor, padre Gildásio Mendes, a presença do Reitor-mor trouxe uma mensagem de esperança e alegria no período em que a Missão Salesiana de Mato Grosso comemora os seus 125 anos de presença missionária. “Ele é sucessor de Dom Bosco, então ele veio como pai, irmão, animador, responsável da Congregação espalhada em mais de 100 países. Nós ficamos muito felizes com a presença dele, que é pai, amigo e irmão entre nós”.

 

Percurso do Reitor-mor

Padre Ángel foi acolhido com grande festa pelos Salesianos e grupos da Família Salesiana no Aeroporto Internacional de Campo Grande na manhã de 23 de abril. Em sua trajetória pelas casas salesianas estava acompanhado de seu secretário, padre Horácio Lopez, e pelo conselheiro regional do Cone-Sul, padre Natale Vitali. No mesmo dia seguiu para Cuiabá, onde chegou às 16h, e foi recebido carinhosamente pelos estudantes e colaboradores do Colégio Salesiano São Gonçalo, no aeroporto da cidade.

 

No dia 24, uma bela recepção foi realizada no ginásio poliesportivo do Colégio Salesiano São Gonçalo. Centenas de estudantes salesianos, participantes de projetos sociais, colaboradores escolares puderam receber padre Ángel e toda comunidade de Cuiabá e municípios do interior durante a manhã. Apresentações culturais de entidades salesianas e do grupo Flor Ribeirinha mostraram ao sucessor de Dom Bosco a história e a cultura da presença salesiana em Mato Grosso.

 

Após a acolhida dos jovens, conduziu a missa no Santuário Nossa Senhora Auxiliadora, que contou com a presença do governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, e de centenas de fiéis católicos. Ao fim da missa, recebeu uma medalha da Prefeitura de Cuiabá simbolizando os 300 anos da capital e uma comenda do Governo de Mato Grosso homenageando toda comunidade salesiana.

 

No mesmo dia foi até a terra indígena de Meruri. Às 18h foi recebido no pátio da aldeia pelos Bororo com a dança “Oiego” representando a acolhida, e a dança “Jure”, que demonstra a felicidade do povo ao recebê-lo em suas terras. Padre Ángel Artime, padre Horácio Lopez e padre Natale Vitali receberam no rosto os traços da pintura facial Bororo.

 

A primeira etapa da visita à terra missionária foi encerrada com uma oração na Paróquia Sagrado Coração de Jesus. Estavam presentes o diretor da presença salesiana de São Marcos e Meruri, padre Andelson de Oliveira, voluntários, lideranças indígenas, vocacionados, irmãs Lauritas e os Salesianos e Salesianas que atuam nas regiões missionárias. No dia seguinte, 25, pela manhã, os visitantes foram até o túmulo dos mártires Pe. Rodolfo e Simão Bororo - símbolos da luta pelos povos indígenas. Após um café da manhã com a comunidade missionária, seguiram para uma visita ao Centro de Cultura Bororo, logo depois, houve um bate-papo com jovens indígenas das etnias Bororo e Xavante, com participantes das missões de São Marcos e Sangradouro. Por fim, celebraram missa e almoçaram com todos os que estavam presentes.

 

“O presente fala de uma realidade em que temos a oportunidade de dar muitas graças a Deus pelas vidas de tantos irmãos e irmãs, mártires no silêncio da doação das suas vidas, e o futuro fala das possibilidades da nossa vocação missionária para acompanhar a vida destes povos, preparar com eles o futuro e formar os jovens na educação e na fé”, destacou o Reitor-mor nas terras missionárias.

 

Retorno a Campo Grande

Ao final da tarde do dia 25, ele retornou à Sede da Inspetoria Salesiana de Campo Grande, onde recebeu o carinho dos colaboradores, jovens, vocacionados e membros da Família Salesiana. Na sexta-feira, 26, se reuniu com os colaboradores da Universidade Católica Dom Bosco - UCDB e concedeu entrevista coletiva à imprensa de Campo Grande. Ainda no período da manhã, esteve na obra social Salesianos Ampare, onde foi homenageado por mais de 200 crianças das obras sociais Ampare e Casa Dom Bosco.

 

As crianças apresentaram ao padre Ángel Fernández Artime músicas regionais e dança e se divertiram muito quando ele contou sobre a história de Bartolomeu Garelli, o jovem órfão que marcou o início do Oratório Salesiano. Conforme o diretor-executivo dessas obras, irmão Fábio Júlio, SDB, atualmente a MSMT mantém 11 obras socais, atendendo diariamente a mais de 10 mil crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

 

O Reitor-mor, encantado com a presença das crianças, expressou o seu agradecimento com essas palavras: “As crianças são prediletas por Dom Bosco, os preferidos. Vocês são muito afetuosos, sempre acolhem as pessoas com muita alegria. As crianças desta casa são muito felizes e tem muito afeto pelos seus educadores (as) e eu gostei muito disso. Muito obrigado!”. Ao final da visita, houve o descerramento da placa em homenagem à presença histórica do Reitor-mor na obra social.

 

Encerrando a manhã, o Reitor-mor retornou para a UCDB e participou de um encontro com colaboradores docentes e administrativos convidados e representantes dos acadêmicos. À tarde, visitou o Museu das Culturas Dom Bosco. Patrimônio cultural de Mato Grosso do Sul - o espaço preserva um rico acervo que remete à história dos Salesianos missionários e valoriza a cultura indígena.

 

Encerramento da visita

O X sucessor de Dom Bosco encerrou no sábado, 27, a sua visita à Inspetoria Salesiana de Campo Grande. Na Paróquia São João Bosco, a juventude salesiana, formandos da Inspetoria, membros dos mais diversos grupos da Família Salesiana, religiosos e religiosas celebraram junto ao Reitor-mor a gratidão pelos últimos cinco dias em que ele percorreu o Mato Grosso e o Mato Grosso do Sul, saudando, animando e abençoando cada presença salesiana.

 

No palco do Teatro Dom Bosco, a apresentação musical dos alunos da educação infantil do Colégio Dom Bosco, a exibição do vídeo sobre os 125 anos da Missão Salesiana de Mato Grosso, a entrega da cruz missionária aos jovens do Movimento Juvenil Salesiano/Articulação da Juventude Salesiana, o coro do Pe. Wagner com os formandos e a coroação de Nossa Senhora Auxiliadora foram as últimas homenagens à presença do Reitor-mor em Campo Grande.

 

“Eu presenciei como Inspetor a teologia do amor, a teologia do coração e por isso esse entusiasmo, essa alegria. Nós queremos passar no coração de Nossa Senhora, no coração de Jesus Cristo e de Dom Bosco, o coração do Pe. Ángel, o coração de cada um de nós”, finalizou o inspetor da MSMT.

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.