Padre José Marinoni celebra jubileu de ouro sacerdotal

Monday, 27 July 2020 16:05 Written by  Universidade Católica Dom Bosco
Padre José Marinoni, reitor da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), completou no sábado, 25 de julho, 50 anos de sacerdócio.


Integrante da Congregação Salesiana, fundada por Dom Bosco, ele iniciou o seminário na Itália e, aos 18 anos, sonhando em ser missionário, veio para o Brasil cursar Filosofia e Teologia. Foi ordenado sacerdote em 1970, na Igreja Matriz da Paróquia São José, em Campo Grande, sob o lema “Viver o Cristo crucificado e ressuscitado para anunciá-lo”.

“Houve muitas dificuldades, mas não me arrependo, pois sempre contei com o apoio dos meus pais e irmãs, que sempre me incentivam e me acompanhavam, além de muitas outras pessoas ao longo desses 50 anos de sacerdócio. Deus me deu muita saúde, perseverança e o ministério sacerdotal. Só tenho que agradecer a Deus”, destacou o padre José Marinoni.

Carismático com os jovens, ele ressalta a necessidade de serem ouvidos. “Ser padre salesiano também me ajudou a estar no meio dos jovens, e  ‘a torná-los bons cristãos e honestos cidadãos', como sempre dizia Dom Bosco, indicando o caminho da catequese, confissão e comunhão com Deus. Sempre procurei me dedicar de corpo e alma em todas as minhas atividades”.

Histórico

 

Padre José Marinoni nasceu no dia 7 de outubro em Fenegrò, na Província de Como, situada ao Norte da Itália. Após iniciar o seminário, veio para o Brasil como missionário, já com 18 anos. Em Campo Grande, cursou Filosofia e iniciou Pedagogia (1960 a 1963); em São Paulo, cursou Teologia no Instituto Teológico Pio XI (1967 a 1970). Foi ordenado no dia 25 de julho de 1970, em Campo Grande, MS. Nos dois anos seguintes, já sacerdote, concluiu o curso de Pedagogia (1970 a 1972).

 

Morou no Colégio Dom Bosco até o final de 1973, onde exercia o cargo de coordenador de estudos. Por dois anos foi diretor do Colégio Salesiano São Gonçalo, em Cuiabá, MT. De lá, foi para Meruri, onde assumiu como diretor da Colônia Indígena e, mais tarde, atuou como diretor do Colégio Salesiano de Araçatuba (SP).

Em 1981, retornou a Campo Grande para assumir as funções de diretor geral das Faculdades Unidas Católicas de Mato Grosso (FUCMT) e do Colégio Dom Bosco até o final de 1984.

Nos seis anos seguintes ele assumiu a função de inspetor da Inspetoria Salesiana Santo Afonso de Ligório, que abrange os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e oeste do estado de São Paulo, cuja sede é Campo Grande. Desde então, tornou-se cidadão brasileiro, sul-mato-grossense e campo-grandense, com títulos oficiais recebidos dos inúmeros ex-alunos, amigos e admiradores do seu trabalho e do trabalho dos salesianos na sua inspetoria.

A Reitoria da Universidade Católica Dom Bosco foi assumida pela primeira vez em outubro de 1993, quando a universidade foi criada, permanecendo por 22 anos consecutivos. Padre Marinoni retomou o cargo de reitor oficialmente em fevereiro desde ano, 2020.

Já foi membro do Conselho Deliberativo e do Conselho Fiscal do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (Crub), vice-presidente da Associação Brasileira de Escolas Superiores Católicas (Abesc) e o primeiro presidente da Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (Anec), associação que abrange as escolas de ensino fundamental, médio e educação superior, atuando desde o ano de 2007 a 2014.

Em novembro de 2015, Marinoni foi homenageado com a medalha do Mérito Legislativo, concedida pela Câmara dos Deputados. Ele estava atuando como diretor-executivo das Instituições Universitárias Salesianas da Cisbrasil, em Brasília, DF, (2015 - 2019). Em agosto de 2019 também recebeu o título de Doutor Honoris Causa, a mais alta honraria concedida pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB).

 

Fonte: Universidade Católica Dom Bosco

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Padre José Marinoni celebra jubileu de ouro sacerdotal

Monday, 27 July 2020 16:05 Written by  Universidade Católica Dom Bosco
Padre José Marinoni, reitor da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), completou no sábado, 25 de julho, 50 anos de sacerdócio.


Integrante da Congregação Salesiana, fundada por Dom Bosco, ele iniciou o seminário na Itália e, aos 18 anos, sonhando em ser missionário, veio para o Brasil cursar Filosofia e Teologia. Foi ordenado sacerdote em 1970, na Igreja Matriz da Paróquia São José, em Campo Grande, sob o lema “Viver o Cristo crucificado e ressuscitado para anunciá-lo”.

“Houve muitas dificuldades, mas não me arrependo, pois sempre contei com o apoio dos meus pais e irmãs, que sempre me incentivam e me acompanhavam, além de muitas outras pessoas ao longo desses 50 anos de sacerdócio. Deus me deu muita saúde, perseverança e o ministério sacerdotal. Só tenho que agradecer a Deus”, destacou o padre José Marinoni.

Carismático com os jovens, ele ressalta a necessidade de serem ouvidos. “Ser padre salesiano também me ajudou a estar no meio dos jovens, e  ‘a torná-los bons cristãos e honestos cidadãos', como sempre dizia Dom Bosco, indicando o caminho da catequese, confissão e comunhão com Deus. Sempre procurei me dedicar de corpo e alma em todas as minhas atividades”.

Histórico

 

Padre José Marinoni nasceu no dia 7 de outubro em Fenegrò, na Província de Como, situada ao Norte da Itália. Após iniciar o seminário, veio para o Brasil como missionário, já com 18 anos. Em Campo Grande, cursou Filosofia e iniciou Pedagogia (1960 a 1963); em São Paulo, cursou Teologia no Instituto Teológico Pio XI (1967 a 1970). Foi ordenado no dia 25 de julho de 1970, em Campo Grande, MS. Nos dois anos seguintes, já sacerdote, concluiu o curso de Pedagogia (1970 a 1972).

 

Morou no Colégio Dom Bosco até o final de 1973, onde exercia o cargo de coordenador de estudos. Por dois anos foi diretor do Colégio Salesiano São Gonçalo, em Cuiabá, MT. De lá, foi para Meruri, onde assumiu como diretor da Colônia Indígena e, mais tarde, atuou como diretor do Colégio Salesiano de Araçatuba (SP).

Em 1981, retornou a Campo Grande para assumir as funções de diretor geral das Faculdades Unidas Católicas de Mato Grosso (FUCMT) e do Colégio Dom Bosco até o final de 1984.

Nos seis anos seguintes ele assumiu a função de inspetor da Inspetoria Salesiana Santo Afonso de Ligório, que abrange os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e oeste do estado de São Paulo, cuja sede é Campo Grande. Desde então, tornou-se cidadão brasileiro, sul-mato-grossense e campo-grandense, com títulos oficiais recebidos dos inúmeros ex-alunos, amigos e admiradores do seu trabalho e do trabalho dos salesianos na sua inspetoria.

A Reitoria da Universidade Católica Dom Bosco foi assumida pela primeira vez em outubro de 1993, quando a universidade foi criada, permanecendo por 22 anos consecutivos. Padre Marinoni retomou o cargo de reitor oficialmente em fevereiro desde ano, 2020.

Já foi membro do Conselho Deliberativo e do Conselho Fiscal do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (Crub), vice-presidente da Associação Brasileira de Escolas Superiores Católicas (Abesc) e o primeiro presidente da Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (Anec), associação que abrange as escolas de ensino fundamental, médio e educação superior, atuando desde o ano de 2007 a 2014.

Em novembro de 2015, Marinoni foi homenageado com a medalha do Mérito Legislativo, concedida pela Câmara dos Deputados. Ele estava atuando como diretor-executivo das Instituições Universitárias Salesianas da Cisbrasil, em Brasília, DF, (2015 - 2019). Em agosto de 2019 também recebeu o título de Doutor Honoris Causa, a mais alta honraria concedida pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB).

 

Fonte: Universidade Católica Dom Bosco

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.