Curso de pães com fermentação natural gera renda e empodera mulheres

Friday, 06 December 2019 15:41 Written by  Maria Luiza Damiani – Católica de Vitória
Empoderamento feminino. É isso o que as estudantes do curso de Nutrição da Católica de Vitória estão proporcionando para as mulheres de uma comunidade rural. Confira!


Mais que pães, geleias, biscoitos e manteiga. Vivência, oportunidade e empoderamento. As acadêmicas do curso de Nutrição da Católica de Vitória proporcionaram capacitações de geração de renda para as mulheres de Araçatiba, comunidade rural de Viana, ES.

Desde o início deste ano, a turma começou a aplicar um questionário situacional a fim de diagnosticar as necessidades da comunidade. A partir disso, propuseram diversas ações para levar qualidade de vida e renda para a população, tais como: horta agroflorestal e urbana, criação de feiras livres, cursos de geração de renda, entre outros.

A fim de promover autonomia social, uma das iniciativas foi convidar as mulheres que trabalhavam com a venda de alimentos para que participassem do curso de pães com fermentação natural e, a partir disso, produzissem pães caseiros para comercializar.

Elas também aprenderam a produzir geleias caseiras e tiveram aulas de microempreendedorismo, qualidade sanitária, rotulagem de produto e a importância da divulgação.

Para Maria Alice Mendes, uma das moradoras e participantes do projeto, foi uma oportunidade de aprender muito. “A experiência foi fantástica, eu nunca tinha visto o pão de fermentação natural e aprendi muito sobre técnicas e os cuidados com a higiene. Eu já fazia pães, mas não davam certo e depois da aula ficou perfeito. Minhas irmãs me incentivaram e assim que eu tiver dinheiro para investir quero começar a produzir para vender cada vez mais. E irei começar a fazer geleias de acerola!”.

 “A imersão na comunidade nos trouxe uma experiência única. Além de identificar as necessidades, tivemos que olhar o paciente dentro de uma comunidade com suas necessidades reais. Acredito que quando estiver no mercado de trabalho isso vai me ajudar a entender melhor meu paciente”, afirmou Carlena Pupa, aluna de Nutrição.

Além dos pães e bolos, as mulheres começaram a produzir pães integrais e biscoitos. Por meio de uma parceria com a Prefeitura Municipal de Viana, conheceram o Gerar, um programa de fomento e geração de renda. De acordo com a coordenadora do curso, Alessandra Garcia, essa foi uma oportunidade de empoderar essas mulheres para que elas percebessem que são capazes.

“As mulheres se sentiram estimuladas a produzir e gerou uma vontade de vencer. Isso ficou muito claro para nós. Elas passaram a acreditar no potencial delas. A aproximação dos acadêmicos com a população de Araçatiba possibilitou que eles compreendessem as necessidades reais da comunidade.O aluno se sentiu parte do processo, compreendeu as necessidades e propôs soluções. Em sua área de atuação, o nutricionista pode contribuir de diversas formas e geração de renda por meio do alimento é uma delas”, ressaltou Alessandra.


Fonte: Maria Luiza Damiani – Católica de Vitória

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Curso de pães com fermentação natural gera renda e empodera mulheres

Friday, 06 December 2019 15:41 Written by  Maria Luiza Damiani – Católica de Vitória
Empoderamento feminino. É isso o que as estudantes do curso de Nutrição da Católica de Vitória estão proporcionando para as mulheres de uma comunidade rural. Confira!


Mais que pães, geleias, biscoitos e manteiga. Vivência, oportunidade e empoderamento. As acadêmicas do curso de Nutrição da Católica de Vitória proporcionaram capacitações de geração de renda para as mulheres de Araçatiba, comunidade rural de Viana, ES.

Desde o início deste ano, a turma começou a aplicar um questionário situacional a fim de diagnosticar as necessidades da comunidade. A partir disso, propuseram diversas ações para levar qualidade de vida e renda para a população, tais como: horta agroflorestal e urbana, criação de feiras livres, cursos de geração de renda, entre outros.

A fim de promover autonomia social, uma das iniciativas foi convidar as mulheres que trabalhavam com a venda de alimentos para que participassem do curso de pães com fermentação natural e, a partir disso, produzissem pães caseiros para comercializar.

Elas também aprenderam a produzir geleias caseiras e tiveram aulas de microempreendedorismo, qualidade sanitária, rotulagem de produto e a importância da divulgação.

Para Maria Alice Mendes, uma das moradoras e participantes do projeto, foi uma oportunidade de aprender muito. “A experiência foi fantástica, eu nunca tinha visto o pão de fermentação natural e aprendi muito sobre técnicas e os cuidados com a higiene. Eu já fazia pães, mas não davam certo e depois da aula ficou perfeito. Minhas irmãs me incentivaram e assim que eu tiver dinheiro para investir quero começar a produzir para vender cada vez mais. E irei começar a fazer geleias de acerola!”.

 “A imersão na comunidade nos trouxe uma experiência única. Além de identificar as necessidades, tivemos que olhar o paciente dentro de uma comunidade com suas necessidades reais. Acredito que quando estiver no mercado de trabalho isso vai me ajudar a entender melhor meu paciente”, afirmou Carlena Pupa, aluna de Nutrição.

Além dos pães e bolos, as mulheres começaram a produzir pães integrais e biscoitos. Por meio de uma parceria com a Prefeitura Municipal de Viana, conheceram o Gerar, um programa de fomento e geração de renda. De acordo com a coordenadora do curso, Alessandra Garcia, essa foi uma oportunidade de empoderar essas mulheres para que elas percebessem que são capazes.

“As mulheres se sentiram estimuladas a produzir e gerou uma vontade de vencer. Isso ficou muito claro para nós. Elas passaram a acreditar no potencial delas. A aproximação dos acadêmicos com a população de Araçatiba possibilitou que eles compreendessem as necessidades reais da comunidade.O aluno se sentiu parte do processo, compreendeu as necessidades e propôs soluções. Em sua área de atuação, o nutricionista pode contribuir de diversas formas e geração de renda por meio do alimento é uma delas”, ressaltou Alessandra.


Fonte: Maria Luiza Damiani – Católica de Vitória

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.