Gigante nos esportes

Wednesday, 27 November 2019 13:44 Written by  Redação Boletim Salesiano
Matéria produzida pelo “Globo Esporte” destacou o “gigante do basquete”, o jovem Gabriel Guedes, 13 anos e 1,98 metros de altura. A matéria colocou em evidência também o trabalho realizado pelo Colégio Salesiano Sagrado Coração, no Recife, PE.  

Em 3 de setembro, foi ao ar pelo “Globo Esporte”, da Rede Globo, uma matéria com o “gigante do basquete”, o jovem Gabriel Guedes. Com 13 anos de idade e 1,98 metros de altura, o aluno do Colégio Salesiano Sagrado Coração, no Recife, PE, se destaca não apenas no tamanho, mas pela habilidade em quadra. A matéria colocou em evidência, além do atleta, também o trabalho realizado na escola salesiana pelo coordenador de Esportes, Guilherme Negreiros Araújo.

 

O próprio Guilherme é um exemplo da importância dos esportes nas escolas salesianas. Ele ingressou no Salesiano Sagrado Coração aos 12 anos, em 1999. Fez o ensino médio e estagiou no colégio desde o primeiro ano da faculdade. Quando se formou, o ex-aluno foi convidado a retornar para a escola como professor de basquete e, sete anos depois, em 2015, assumiu também a função de coordenador de Esportes. Ele acredita que já treinou mais de 500 atletas e contribuiu para a conquista de diversos prêmios em campeonatos esportivos escolares, em âmbito nacional e estadual.

 

O basquete é o esporte ao qual se dedica desde a infância. “Costumo brincar que só fui pro basquete porque o restante é muito fácil. Brincadeiras à parte, é a modalidade que requer mais gestos técnicos específicos não vivenciados na infância do brasileiro. Com isso, precisamos designar muito tempo para atributos fundamentais da modalidade além dos aspectos motores contidos neste esporte”, explica.

 

Negreiros conheceu Gabriel por indicação de um professor da universidade em que a mãe do adolescente trabalhava. Ele então intermediou o contato com o Sagrado Coração, para que Gabriel pudesse estudar no colégio salesiano, unindo a oportunidade de educação de excelência à prática esportiva.

 

A rotina é puxada, como afirma o próprio Gabriel: “É bem cansativo, porém aprendo muitas coisas, dia a dia, no esporte”. A dedicação é grande e focada em um objetivo: alcançar o sonho de se tornar um jogador de basquete profissional. Segundo Guilherme Negreiros, Gabriel tem potencial para isso e sua aptidão para o basquete não se restringe à altura. “Ele possui boa desenvoltura coordenativa para o tamanho e a idade, e pega muito fácil os movimentos passados”, afirma o coordenador, explicando que o jovem atleta já está chamando a atenção de clubes do Brasil e do Exterior.

 

“O esporte educa e faz parte da formação global. Antes de qualquer resultado expressivo nas quadras, tatames ou piscinas, buscamos trilhar um caminho de formação e adequação primordial para o desenvolvimento dos alunos atletas”, considera Guilherme.

 

Ele reforça assim a tradição das escolas salesianas, que buscam colocar a prática esportiva como parte da formação integral do aluno. Isso, desde os tempos do fundador, Dom Bosco, que no final do século XIX, ao elaborar o seu Sistema Preventivo, já afirmava os esportes e a cultura como meios educacionais de extrema importância: “Os exercícios ginásticos e desportivos, a música, a declamação, o teatro, os passeios, são meios eficacíssimos para se alcançar a disciplina, favorecer a moralidade e conservar a saúde”.

 

Rate this item
(1 Vote)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Gigante nos esportes

Wednesday, 27 November 2019 13:44 Written by  Redação Boletim Salesiano
Matéria produzida pelo “Globo Esporte” destacou o “gigante do basquete”, o jovem Gabriel Guedes, 13 anos e 1,98 metros de altura. A matéria colocou em evidência também o trabalho realizado pelo Colégio Salesiano Sagrado Coração, no Recife, PE.  

Em 3 de setembro, foi ao ar pelo “Globo Esporte”, da Rede Globo, uma matéria com o “gigante do basquete”, o jovem Gabriel Guedes. Com 13 anos de idade e 1,98 metros de altura, o aluno do Colégio Salesiano Sagrado Coração, no Recife, PE, se destaca não apenas no tamanho, mas pela habilidade em quadra. A matéria colocou em evidência, além do atleta, também o trabalho realizado na escola salesiana pelo coordenador de Esportes, Guilherme Negreiros Araújo.

 

O próprio Guilherme é um exemplo da importância dos esportes nas escolas salesianas. Ele ingressou no Salesiano Sagrado Coração aos 12 anos, em 1999. Fez o ensino médio e estagiou no colégio desde o primeiro ano da faculdade. Quando se formou, o ex-aluno foi convidado a retornar para a escola como professor de basquete e, sete anos depois, em 2015, assumiu também a função de coordenador de Esportes. Ele acredita que já treinou mais de 500 atletas e contribuiu para a conquista de diversos prêmios em campeonatos esportivos escolares, em âmbito nacional e estadual.

 

O basquete é o esporte ao qual se dedica desde a infância. “Costumo brincar que só fui pro basquete porque o restante é muito fácil. Brincadeiras à parte, é a modalidade que requer mais gestos técnicos específicos não vivenciados na infância do brasileiro. Com isso, precisamos designar muito tempo para atributos fundamentais da modalidade além dos aspectos motores contidos neste esporte”, explica.

 

Negreiros conheceu Gabriel por indicação de um professor da universidade em que a mãe do adolescente trabalhava. Ele então intermediou o contato com o Sagrado Coração, para que Gabriel pudesse estudar no colégio salesiano, unindo a oportunidade de educação de excelência à prática esportiva.

 

A rotina é puxada, como afirma o próprio Gabriel: “É bem cansativo, porém aprendo muitas coisas, dia a dia, no esporte”. A dedicação é grande e focada em um objetivo: alcançar o sonho de se tornar um jogador de basquete profissional. Segundo Guilherme Negreiros, Gabriel tem potencial para isso e sua aptidão para o basquete não se restringe à altura. “Ele possui boa desenvoltura coordenativa para o tamanho e a idade, e pega muito fácil os movimentos passados”, afirma o coordenador, explicando que o jovem atleta já está chamando a atenção de clubes do Brasil e do Exterior.

 

“O esporte educa e faz parte da formação global. Antes de qualquer resultado expressivo nas quadras, tatames ou piscinas, buscamos trilhar um caminho de formação e adequação primordial para o desenvolvimento dos alunos atletas”, considera Guilherme.

 

Ele reforça assim a tradição das escolas salesianas, que buscam colocar a prática esportiva como parte da formação integral do aluno. Isso, desde os tempos do fundador, Dom Bosco, que no final do século XIX, ao elaborar o seu Sistema Preventivo, já afirmava os esportes e a cultura como meios educacionais de extrema importância: “Os exercícios ginásticos e desportivos, a música, a declamação, o teatro, os passeios, são meios eficacíssimos para se alcançar a disciplina, favorecer a moralidade e conservar a saúde”.

 

Rate this item
(1 Vote)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.