Reitor-mor: ‘Continuem a ser farol de esperança e Dom Bosco para os jovens’

Friday, 01 November 2019 15:21 Written by  Agência Info Salesiana
Veja como foi o último dia da visita de animação do Reitor-mor à Inspetoria de Shillong, na Índia.


O Reitor-mor, padre Ángel Fernández Artime, passou o último na Inspetoria de Shillong (INS), 30 de outubro, visitando a comunidade do noviciado salesiano, o Centro Inspetorial das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) e rezando junto ao túmulo do SdeD Dom Estêvão Ferrando, SDB.

Às 7 horas, o Reitor-mor concelebrou a santa missa em Sunnyside, comunidade do noviciado. Na homilia, dirigiu-se tanto aos noviços salesianos quanto às noviças das Irmãs da Visitação de Dom Bosco, convidando-os a serem corajosos em sua vocação: "A Congregação Salesiana nasceu da ousada resposta dos primeiros seguidores de Dom Bosco" , disse o Reitor-mor. Dom Bosco – acrescentou – não tinha a intenção de fundar uma Congregação; queria, apenas, ajudar os pobres e os jovens abandonados. Mas por causa daqueles primeiros meninos, que ficaram com ele e quiseram partilhar sua missão, nasceu a Congregação. O Reitor-Mor, por fim, concluiu: "Tenham a coragem de responder ao chamado de Deus".

Em seguida, padre Artime foi ao centro inspetorial das FMA, onde recebeu as homenagens das religiosas e dos alunos da sua escola: “Irmãs e noviças, dediquem sua vida totalmente aos outros e vivam sua missão com uma confiante Esperança”, foi a exortação do Reitor-mor. Falou, em seguida, dos três pontos para alcançar essa meta: ser homens e mulheres de grande fé, cultivar o desejo de servir e de se doar, viver na fraternidade (o que - disse - é um grande desafio para os religiosos). O Reitor-mor encorajou, por isso, as religiosas a superar as diversidades pessoais e a aprender a ouvir as vozes dos necessitados.

Por fim padre Artime foi à Casa Inspetorial Santa Margarida, das Irmãs Missionárias de Maria Auxílio dos Cristão, onde estão os restos mortais do salesiano Dom Estêvão Ferrando, fundador do Instituto. O Reitor-mor saudou a todos e, em seguida, fez oração silenciosa, no túmulo do Servo de Deus.

Antes de seguir para o aeroporto, padre Artime retornou à Casa Inspetorial dos Salesianos e deu a bênção de Maria Auxiliadora a todos os presentes. No Livro de visitas deixou em mensagem a seus coirmãos da inspetoria: "Continuem a ser um farol de esperança para os jovens, a ser Dom Bosco para eles".


Fonte: Agência Info Salesiana

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Reitor-mor: ‘Continuem a ser farol de esperança e Dom Bosco para os jovens’

Friday, 01 November 2019 15:21 Written by  Agência Info Salesiana
Veja como foi o último dia da visita de animação do Reitor-mor à Inspetoria de Shillong, na Índia.


O Reitor-mor, padre Ángel Fernández Artime, passou o último na Inspetoria de Shillong (INS), 30 de outubro, visitando a comunidade do noviciado salesiano, o Centro Inspetorial das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) e rezando junto ao túmulo do SdeD Dom Estêvão Ferrando, SDB.

Às 7 horas, o Reitor-mor concelebrou a santa missa em Sunnyside, comunidade do noviciado. Na homilia, dirigiu-se tanto aos noviços salesianos quanto às noviças das Irmãs da Visitação de Dom Bosco, convidando-os a serem corajosos em sua vocação: "A Congregação Salesiana nasceu da ousada resposta dos primeiros seguidores de Dom Bosco" , disse o Reitor-mor. Dom Bosco – acrescentou – não tinha a intenção de fundar uma Congregação; queria, apenas, ajudar os pobres e os jovens abandonados. Mas por causa daqueles primeiros meninos, que ficaram com ele e quiseram partilhar sua missão, nasceu a Congregação. O Reitor-Mor, por fim, concluiu: "Tenham a coragem de responder ao chamado de Deus".

Em seguida, padre Artime foi ao centro inspetorial das FMA, onde recebeu as homenagens das religiosas e dos alunos da sua escola: “Irmãs e noviças, dediquem sua vida totalmente aos outros e vivam sua missão com uma confiante Esperança”, foi a exortação do Reitor-mor. Falou, em seguida, dos três pontos para alcançar essa meta: ser homens e mulheres de grande fé, cultivar o desejo de servir e de se doar, viver na fraternidade (o que - disse - é um grande desafio para os religiosos). O Reitor-mor encorajou, por isso, as religiosas a superar as diversidades pessoais e a aprender a ouvir as vozes dos necessitados.

Por fim padre Artime foi à Casa Inspetorial Santa Margarida, das Irmãs Missionárias de Maria Auxílio dos Cristão, onde estão os restos mortais do salesiano Dom Estêvão Ferrando, fundador do Instituto. O Reitor-mor saudou a todos e, em seguida, fez oração silenciosa, no túmulo do Servo de Deus.

Antes de seguir para o aeroporto, padre Artime retornou à Casa Inspetorial dos Salesianos e deu a bênção de Maria Auxiliadora a todos os presentes. No Livro de visitas deixou em mensagem a seus coirmãos da inspetoria: "Continuem a ser um farol de esperança para os jovens, a ser Dom Bosco para eles".


Fonte: Agência Info Salesiana

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.