Realizada a 23ª edição do Festival da Juventude Salesiana

Wednesday, 21 November 2018 14:38 Written by  Com informações: Gabriela Britto, Paulo Thiago – Comissão Inspetoral de Comunicação e Isabel Vasconelos - Coordenação da AJS de Aracaju
Realizada a 23ª edição do Festival da Juventude Salesiana Larissa Gabriele - AJS Gramoré
Nos dias 16 a 18 de novembro, cerca de mil jovens, provenientes de todo o Nordeste, participaram do 23º Festival da Juventude Salesiana, realizado no Colégio Salesiano Sagrado Coração, no Recife, PE. Foram três dias de apresentações culturais, celebrações, partilha e vivência da espiritualidade juvenil salesiana.  

Todos os anos, cerca de mil jovens de todo o Nordeste participam do Festival da Juventude Salesiana, promovido pela Inspetoria Salesiana do Nordeste através da Pastoral Juvenil Salesiana e da Articulação da Juventude Salesiana (AJS). Em sua 23ª edição, o festival foi realizado de 16 a 18 de novembro, no Colégio Salesiano Sagrado Coração, no Recife, PE. Como já é tradicional, o evento teve os próprios jovens à frente de tudo: na preparação do festival, nas apresentações culturais, nas celebrações e até na cobertura jornalística. O enfoque dado este ano não poderia ser outro: o protagonismo juvenil.

 

Assim, a XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, cujo tema foi “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, realizada em Roma, em outubro deste ano, influenciou algumas novas ideias inseridas na programação e também o tema do 23° Festival da Juventude Salesiana.

 

O Festival é fruto de um grande esforço de toda Inspetoria Salesiana do Nordeste, em especial da equipe inspetorial de Pastoral Juvenil, que tem como delegado padre Eudes Barreto, e congrega também formandos salesianos, assessores da AJS e colaboradores. O Conselho Inspetorial da AJS, que vem sendo fortalecido nos últimos anos, assume com muita responsabilidade a organização do evento.

 

Cerimônia de abertura

 

O primeiro dia do Festival da Juventude Salesiana começou com a Acolhida preparada pela delegação de Natal/Gramoré, RN, para os 26 grupos de todos os estados do Nordeste – incluindo o grupo de Picos, PI, que participou pela primeira vez. A recepção foi calorosa, animada e criativa; a juventude dava suas boas-vindas com música, faixas e brindes – simulando a entrada no céu. Logo após, houve o momento da Animação no Polo Cultural, comandado pela banda composta pela delegação do Colégio Salesiano Sagrado Coração (Recife, PE). Os participantes vivenciaram a interação, fizeram novas amizades e, juntos, cantaram e dançaram ritmos nordestinos.

 

A cerimônia de abertura começou de forma descontraída pela Companhia de Circo Ladrões do Sorriso, de Natal, RN, que protagonizou um show de malabarismo e humor. Em seguida, houve a apresentação de dança da delegação dos Colégios Dom Bosco e São José, de Natal, que retratou a vida sofrida do povo sertanejo clamando a Virgem Maria.

 

O inspetor salesiano, padre Nivaldo Pessinatti, deu as boas-vindas aos participantes, destacando o protagonismo juvenil, tema deste ano. “No meio de tantas palavras, eu gostaria de expressar alguns sentimentos, o primeiro é de uma imensa alegria de ver esse panorama lindíssimo, marcado pela juventude, pela alma leve de vocês. Portanto, é um sentimento de euforia salesiana. Como diria Dom Bosco aos jovens: ‘Eu sempre estou bem ao lado de vocês’. E nós, hoje, interpretando os salesianos, eu posso dizer que sentimos muita alegria e gratidão pela beleza de vocês. Cada um, neste momento, é um nó onde se encontram tantos sonhos, esperanças, anseio de felicidade”, afirmou o inspetor.

 

A inspetora do Nordeste, irmã Amélia Castro, FMA, destacou a importância de amar a Deus não somente na Igreja, mas de amar e enxergar Deus no próximo. Relembrando uma frase de Madre Mazzarello - “Que horas são? Hora de amar a Deus” – ela salientou que é esta, também, a proposta do Festival: amar em forma de música, teatro, dança, humor e os momentos de espiritualidade e carisma salesiano.

 

“Essa juventude é acompanhada durante o ano todo, através de encontros de formação, visitas e culmina todo esse trabalho com o Festival da Juventude. Temos também algumas novidades, estamos dando uma visibilidade maior à proposta vocacional na nossa ação. Teremos momentos de convivência, momentos de catequese que vão, justamente, enriquecer toda a proposta pastoral que vamos realizar aqui durante estes três dias de programação”, afirmou o padre Eudes Barreto, organizador. Chamando toda a Comissão da AJS, ele agradeceu o empenho e a dedicação nos bastidores do evento e, junto com a irmã Raquille Cassimiro, FMA, delegada da AJS, declarou aberto o 23º Festival da Juventude Salesiana.

 

A noite encerrou com um grande show, animado pela Banda DB, composta pelos ex-alunos dos Colégios Salesianos Dom Bosco e São José, de Natal.

 

Celebração na Basílica do Sagrado Coração

 

Na manhã do sábado (17), como todos os anos, a primeira missa foi celebrada na Basílica do Sagrado Coração. Presidida pelo padre inspetor Nivaldo Pessinatti, foi concelebrada pelos padres Marcos (Carpina), Marcelo Manoel (Natal), Idelfonso (Salvador), Eneias Andrade (Gramoré), Arlan Braga (Fortaleza), Eudes Barreto (delegado da AJS), Cezar Teixeira (Recife), José Pereira (Caetés) e Cleyton Coutinho (Aliança).

 

A liturgia foi preparada pelas delegações de Fortaleza e de Matriz de Camaragibe. Um dos marcos da celebração foi a homilia partilhada, na qual os padres ressaltaram a importância da perseverança na fé e na oração, baseada no Evangelho do dia (Lucas 18, 1-8). Dois jovens da delegação de Gravatá contribuíram para homilia e falaram sobre as dificuldades dos jovens cristãos e a perseverança dos que já fazem parte da Igreja.

 

Após a Celebração Eucarística, os jovens se dividiram em grupos de acordo com a cor do crachá de identificação (recebido no primeiro dia). Foram direcionados a pontos estratégicos da escola para participarem do momento catequético, que foi ministrado pelos padres salesianos e irmãs FMA.

 

Festival de Coreografias

 

Já no período da tarde, na quadra Dom Bosco, a animação ficou por conta da delegação do Colégio Sagrado Coração. Quatro delegações se apresentaram no Festival de Coreografias. A primeira a se apresentar foi a Equipe de Dança do Colégio Salesiano de Salvador, com o tema “Bahia de Fé”. Em seguida, o Colégio Mazzarelo (Recife) apresentou a coreografia “Jovem, desperta tu que dormes!”

 

A delegação de Fortaleza, que foi a terceira casa a se apresentar, trouxe como tema “Qual a sua essência?” e mostrou a ideia de livre arbítrio na perspectiva juvenil. Por fim apresentou-se a AJS Aracaju (Colégio Salesiano Nossa Senhora Auxiliadora e Pároquia), com o tema: “Povo Nordestino: tradição, cultura e fé.”

 

Nathália Estanfa, 17 anos, do Colégio Mazzarelo - Recife, contou como foi a experiência de participar pela primeira vez: “O festival superou todas as minhas expectativas, foi bem melhor do que imaginava e está sendo incrível! Eu sou bem tímida, mas a experiência de dançar foi ótima. Uma maneira também de buscar a santidade e evangelizar os jovens”. Após o Festival de Coreografias, foram realizadas atividades variadas, entre elas: polo artístico: dança, música, teatro e stand up.

 

Reconciliação

 

O Festival da Juventude proporciona aos jovens a reconciliação, o sacramento da confissão. Assim, no chamado Pátio da Misericórdia, os padres salesianos e o bispo dom Edvaldo Amaral ajudaram os jovens a se reconciliar com Deus.

 

Outro dos destaques foi a Tenda Vocacional, organizada pelo padre Cezar Teixeira e pelas irmãs Filhas de Maria Auxiliadora e aspirantes. A programação da tenda foi bem diversificada nos três dias de Festival: Animação (brincadeiras, músicas e dinâmicas), História dos santos salesianos e Adoração ao Santíssimo Sacramento (Hora Vocacional).

 

Festival de Teatro

 

A noite foi bastante animada com o Festival de Teatro. Abrindo as apresentações, a delegação de Picos, PI, trouxe de forma bem humorada um conto típico do cotidiano local. O segundo grupo a se apresentar foi a AJS Instituto Maria Auxiliadora, de Natal, fazendo uma homenagem a um salesiano fundamental para a origem da AJS local, o tão querido Gigi.

 

Os pré-noviços e a delegação de Juazeiro do Norte fizeram uma belíssima apresentação homenageando o Padre Cícero e contando a história da chegada dos salesianos ao Juazeiro. A AJS Gramoré foi a última delegação a se apresentar, encerrando o Festival de Teatro.

 

Em seguida, os jovens acenderam velas e foram para a frente do Teatro para o início do momento da Adoração ao Santíssimo Sacramento. Eles caminharam por diversas estações, encenadas pelos jovens das delegações, que retratavam situações que clamavam a fé, a salvação e o perdão – até chegarem à frente da Basílica do Sagrado Coração para viverem o esperado momento de Adoração.

 

Celebração, homenagem e festa no encerramento 

 

O último dia de Festival da Juventude Salesiana começou com a Celebração Eucarística na Quadra Dom Bosco, presidida pelo padre Cezar Texeira e concelebrada por demais padres salesianos presentes. O momento contou com a animação das bandas do Colégio Salesiano de Salvador e da delegação de Parnamirim-Natal, que levou os jovens a cantarem e louvarem em agradecimento a Deus pelos momentos maravilhosos vivenciados no festival.

 

A liturgia foi realizada pelos jovens da delegação de Petrolina, PE. As ofertas representaram o gesto concreto de solidariedade para com as Obras Sociais Salesianas do Nordeste, que atendem crianças, adolescentes e jovens em situação de risco. Cada delegação fez a doação de materiais de limpeza, higiene pessoal, esportivos e didático e de alimentos não perecíveis. Tudo foi apresentado no ofertório.

 

A celebração foi, também, a missa de despedida do padre Eudes Barreto, delegado da PJS. Uma bela mensagem foi lida e foram exibidas fotos, recordando a trajetória do padre Eudes.. Presentes foram entregues ao padre, através dos coordenadores de cada delegação.

 

Ao final da missa, foram entregues as premiações para cada representante das delegações presentes. Logo em seguida, a animação ficou por conta da banda de Gramoré, que levou os jovens a transmitirem a felicidade que sentiam através com música, dança e alegria. Encerrando mais uma edição do Festival da Juventude Salesiana, o padre Cezar Teixeira deu a Bênção de Nossa Senhora Auxiliadora.

 

Veja a cobertura fotográfica:

 

Equipe Suporte AJS

 

AJS Nordeste

 

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Wednesday, 12 December 2018 08:07

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Realizada a 23ª edição do Festival da Juventude Salesiana

Wednesday, 21 November 2018 14:38 Written by  Com informações: Gabriela Britto, Paulo Thiago – Comissão Inspetoral de Comunicação e Isabel Vasconelos - Coordenação da AJS de Aracaju
Realizada a 23ª edição do Festival da Juventude Salesiana Larissa Gabriele - AJS Gramoré
Nos dias 16 a 18 de novembro, cerca de mil jovens, provenientes de todo o Nordeste, participaram do 23º Festival da Juventude Salesiana, realizado no Colégio Salesiano Sagrado Coração, no Recife, PE. Foram três dias de apresentações culturais, celebrações, partilha e vivência da espiritualidade juvenil salesiana.  

Todos os anos, cerca de mil jovens de todo o Nordeste participam do Festival da Juventude Salesiana, promovido pela Inspetoria Salesiana do Nordeste através da Pastoral Juvenil Salesiana e da Articulação da Juventude Salesiana (AJS). Em sua 23ª edição, o festival foi realizado de 16 a 18 de novembro, no Colégio Salesiano Sagrado Coração, no Recife, PE. Como já é tradicional, o evento teve os próprios jovens à frente de tudo: na preparação do festival, nas apresentações culturais, nas celebrações e até na cobertura jornalística. O enfoque dado este ano não poderia ser outro: o protagonismo juvenil.

 

Assim, a XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, cujo tema foi “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, realizada em Roma, em outubro deste ano, influenciou algumas novas ideias inseridas na programação e também o tema do 23° Festival da Juventude Salesiana.

 

O Festival é fruto de um grande esforço de toda Inspetoria Salesiana do Nordeste, em especial da equipe inspetorial de Pastoral Juvenil, que tem como delegado padre Eudes Barreto, e congrega também formandos salesianos, assessores da AJS e colaboradores. O Conselho Inspetorial da AJS, que vem sendo fortalecido nos últimos anos, assume com muita responsabilidade a organização do evento.

 

Cerimônia de abertura

 

O primeiro dia do Festival da Juventude Salesiana começou com a Acolhida preparada pela delegação de Natal/Gramoré, RN, para os 26 grupos de todos os estados do Nordeste – incluindo o grupo de Picos, PI, que participou pela primeira vez. A recepção foi calorosa, animada e criativa; a juventude dava suas boas-vindas com música, faixas e brindes – simulando a entrada no céu. Logo após, houve o momento da Animação no Polo Cultural, comandado pela banda composta pela delegação do Colégio Salesiano Sagrado Coração (Recife, PE). Os participantes vivenciaram a interação, fizeram novas amizades e, juntos, cantaram e dançaram ritmos nordestinos.

 

A cerimônia de abertura começou de forma descontraída pela Companhia de Circo Ladrões do Sorriso, de Natal, RN, que protagonizou um show de malabarismo e humor. Em seguida, houve a apresentação de dança da delegação dos Colégios Dom Bosco e São José, de Natal, que retratou a vida sofrida do povo sertanejo clamando a Virgem Maria.

 

O inspetor salesiano, padre Nivaldo Pessinatti, deu as boas-vindas aos participantes, destacando o protagonismo juvenil, tema deste ano. “No meio de tantas palavras, eu gostaria de expressar alguns sentimentos, o primeiro é de uma imensa alegria de ver esse panorama lindíssimo, marcado pela juventude, pela alma leve de vocês. Portanto, é um sentimento de euforia salesiana. Como diria Dom Bosco aos jovens: ‘Eu sempre estou bem ao lado de vocês’. E nós, hoje, interpretando os salesianos, eu posso dizer que sentimos muita alegria e gratidão pela beleza de vocês. Cada um, neste momento, é um nó onde se encontram tantos sonhos, esperanças, anseio de felicidade”, afirmou o inspetor.

 

A inspetora do Nordeste, irmã Amélia Castro, FMA, destacou a importância de amar a Deus não somente na Igreja, mas de amar e enxergar Deus no próximo. Relembrando uma frase de Madre Mazzarello - “Que horas são? Hora de amar a Deus” – ela salientou que é esta, também, a proposta do Festival: amar em forma de música, teatro, dança, humor e os momentos de espiritualidade e carisma salesiano.

 

“Essa juventude é acompanhada durante o ano todo, através de encontros de formação, visitas e culmina todo esse trabalho com o Festival da Juventude. Temos também algumas novidades, estamos dando uma visibilidade maior à proposta vocacional na nossa ação. Teremos momentos de convivência, momentos de catequese que vão, justamente, enriquecer toda a proposta pastoral que vamos realizar aqui durante estes três dias de programação”, afirmou o padre Eudes Barreto, organizador. Chamando toda a Comissão da AJS, ele agradeceu o empenho e a dedicação nos bastidores do evento e, junto com a irmã Raquille Cassimiro, FMA, delegada da AJS, declarou aberto o 23º Festival da Juventude Salesiana.

 

A noite encerrou com um grande show, animado pela Banda DB, composta pelos ex-alunos dos Colégios Salesianos Dom Bosco e São José, de Natal.

 

Celebração na Basílica do Sagrado Coração

 

Na manhã do sábado (17), como todos os anos, a primeira missa foi celebrada na Basílica do Sagrado Coração. Presidida pelo padre inspetor Nivaldo Pessinatti, foi concelebrada pelos padres Marcos (Carpina), Marcelo Manoel (Natal), Idelfonso (Salvador), Eneias Andrade (Gramoré), Arlan Braga (Fortaleza), Eudes Barreto (delegado da AJS), Cezar Teixeira (Recife), José Pereira (Caetés) e Cleyton Coutinho (Aliança).

 

A liturgia foi preparada pelas delegações de Fortaleza e de Matriz de Camaragibe. Um dos marcos da celebração foi a homilia partilhada, na qual os padres ressaltaram a importância da perseverança na fé e na oração, baseada no Evangelho do dia (Lucas 18, 1-8). Dois jovens da delegação de Gravatá contribuíram para homilia e falaram sobre as dificuldades dos jovens cristãos e a perseverança dos que já fazem parte da Igreja.

 

Após a Celebração Eucarística, os jovens se dividiram em grupos de acordo com a cor do crachá de identificação (recebido no primeiro dia). Foram direcionados a pontos estratégicos da escola para participarem do momento catequético, que foi ministrado pelos padres salesianos e irmãs FMA.

 

Festival de Coreografias

 

Já no período da tarde, na quadra Dom Bosco, a animação ficou por conta da delegação do Colégio Sagrado Coração. Quatro delegações se apresentaram no Festival de Coreografias. A primeira a se apresentar foi a Equipe de Dança do Colégio Salesiano de Salvador, com o tema “Bahia de Fé”. Em seguida, o Colégio Mazzarelo (Recife) apresentou a coreografia “Jovem, desperta tu que dormes!”

 

A delegação de Fortaleza, que foi a terceira casa a se apresentar, trouxe como tema “Qual a sua essência?” e mostrou a ideia de livre arbítrio na perspectiva juvenil. Por fim apresentou-se a AJS Aracaju (Colégio Salesiano Nossa Senhora Auxiliadora e Pároquia), com o tema: “Povo Nordestino: tradição, cultura e fé.”

 

Nathália Estanfa, 17 anos, do Colégio Mazzarelo - Recife, contou como foi a experiência de participar pela primeira vez: “O festival superou todas as minhas expectativas, foi bem melhor do que imaginava e está sendo incrível! Eu sou bem tímida, mas a experiência de dançar foi ótima. Uma maneira também de buscar a santidade e evangelizar os jovens”. Após o Festival de Coreografias, foram realizadas atividades variadas, entre elas: polo artístico: dança, música, teatro e stand up.

 

Reconciliação

 

O Festival da Juventude proporciona aos jovens a reconciliação, o sacramento da confissão. Assim, no chamado Pátio da Misericórdia, os padres salesianos e o bispo dom Edvaldo Amaral ajudaram os jovens a se reconciliar com Deus.

 

Outro dos destaques foi a Tenda Vocacional, organizada pelo padre Cezar Teixeira e pelas irmãs Filhas de Maria Auxiliadora e aspirantes. A programação da tenda foi bem diversificada nos três dias de Festival: Animação (brincadeiras, músicas e dinâmicas), História dos santos salesianos e Adoração ao Santíssimo Sacramento (Hora Vocacional).

 

Festival de Teatro

 

A noite foi bastante animada com o Festival de Teatro. Abrindo as apresentações, a delegação de Picos, PI, trouxe de forma bem humorada um conto típico do cotidiano local. O segundo grupo a se apresentar foi a AJS Instituto Maria Auxiliadora, de Natal, fazendo uma homenagem a um salesiano fundamental para a origem da AJS local, o tão querido Gigi.

 

Os pré-noviços e a delegação de Juazeiro do Norte fizeram uma belíssima apresentação homenageando o Padre Cícero e contando a história da chegada dos salesianos ao Juazeiro. A AJS Gramoré foi a última delegação a se apresentar, encerrando o Festival de Teatro.

 

Em seguida, os jovens acenderam velas e foram para a frente do Teatro para o início do momento da Adoração ao Santíssimo Sacramento. Eles caminharam por diversas estações, encenadas pelos jovens das delegações, que retratavam situações que clamavam a fé, a salvação e o perdão – até chegarem à frente da Basílica do Sagrado Coração para viverem o esperado momento de Adoração.

 

Celebração, homenagem e festa no encerramento 

 

O último dia de Festival da Juventude Salesiana começou com a Celebração Eucarística na Quadra Dom Bosco, presidida pelo padre Cezar Texeira e concelebrada por demais padres salesianos presentes. O momento contou com a animação das bandas do Colégio Salesiano de Salvador e da delegação de Parnamirim-Natal, que levou os jovens a cantarem e louvarem em agradecimento a Deus pelos momentos maravilhosos vivenciados no festival.

 

A liturgia foi realizada pelos jovens da delegação de Petrolina, PE. As ofertas representaram o gesto concreto de solidariedade para com as Obras Sociais Salesianas do Nordeste, que atendem crianças, adolescentes e jovens em situação de risco. Cada delegação fez a doação de materiais de limpeza, higiene pessoal, esportivos e didático e de alimentos não perecíveis. Tudo foi apresentado no ofertório.

 

A celebração foi, também, a missa de despedida do padre Eudes Barreto, delegado da PJS. Uma bela mensagem foi lida e foram exibidas fotos, recordando a trajetória do padre Eudes.. Presentes foram entregues ao padre, através dos coordenadores de cada delegação.

 

Ao final da missa, foram entregues as premiações para cada representante das delegações presentes. Logo em seguida, a animação ficou por conta da banda de Gramoré, que levou os jovens a transmitirem a felicidade que sentiam através com música, dança e alegria. Encerrando mais uma edição do Festival da Juventude Salesiana, o padre Cezar Teixeira deu a Bênção de Nossa Senhora Auxiliadora.

 

Veja a cobertura fotográfica:

 

Equipe Suporte AJS

 

AJS Nordeste

 

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Wednesday, 12 December 2018 08:07

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.