Redes sociais: eu quero ter um milhão de amigos

Wednesday, 29 June 2016 12:25 Written by  InfoANS
Redes sociais: eu quero ter um milhão de amigos InfoANS
A presença dos salesianos nos pátios virtuais é uma realidade indiscutível. Os últimos documentos capitulares e também a carta dirigida pelo Papa Francisco aos salesianos pelo bicentenário fazem uma menção explícita da necessidade da nossa presença na rede como educadores dos jovens.

A questão importante para nós, salesianos não é, portanto, estar nas redes sociais, mas como estar presentes nela sem comprometer a nossa identidade de consagrados.

 

As redes sociais são um espaço que oferece potencialmente muitas possibilidades e que responde à necessidade humanas de encontro, de envolver-se com os outros, de amizade,  comunicação... É verdade que também ali ocorrem comportamentos perigosos, como vaidade e narcisismo. Internet é um mundo de paradoxos no qual se reflete o melhor e o pior de nós mesmos.

 

Ao falar das redes sociais o Papa Francisco indica um profundo conceito, que é a construção da “cultura do encontro”, que, longe de ser uma ideia abstrata, é a proposta de um novo modo de viver e agir em relação com os outros.

 

As redes sociais não podem ser compreendidas como um universo paralelo ao chamado “mundo real”; para nós, devem ser pensadas como uma dimensão que reflita a nossa experiência de vida, as nossas convicções e a nossa fé.

 

O cristão e, sobretudo, o salesiano não deve perder a sua identidade na rede, dever ser quem diz ser, sem medo ou ambiguidade; a sua autenticidade e a experiência de vida são o melhor presente que pode oferecer aos jovens que o seguem na rede.

 

Para o salesiano, a rede é importante porque por meio de suas intervenções poderá testemunhar a alegria, educar, orientar e evangelizar.

 

A rede é um espaço que nos permite apoiar-nos reciprocamente; o que se diz ali animará e ajudará seguramente as pessoas que vivem em nosso círculo de amigos e isso criará um efeito multiplicador.

 

Ser corajosos na comunicação; é isso que se pede de um salesiano; hoje é tempo de pessoas corajosas que jogam toda a sua vida pelas suas convicções; devem ser porta-voz de um estilo de comunicação realista e positivo.

 

Vivemos um momento único na história do gênero humano, porque nunca como agora as pessoas tiveram esta capacidade de comunicar.

 

Enfim, é importante respeitar as pessoas que fazem parte da nossa rede de “amigos virtuais” e cuidar delas, cultivar com elas uma relação construtiva que enfatize a qualidade da comunicação e, sobretudo – seguindo o exemplo de Dom Bosco –, sempre colocar Deus no centro de todo ato de comunicar.

 

InfoANS

 

 

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Wednesday, 29 June 2016 16:17

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Redes sociais: eu quero ter um milhão de amigos

Wednesday, 29 June 2016 12:25 Written by  InfoANS
Redes sociais: eu quero ter um milhão de amigos InfoANS
A presença dos salesianos nos pátios virtuais é uma realidade indiscutível. Os últimos documentos capitulares e também a carta dirigida pelo Papa Francisco aos salesianos pelo bicentenário fazem uma menção explícita da necessidade da nossa presença na rede como educadores dos jovens.

A questão importante para nós, salesianos não é, portanto, estar nas redes sociais, mas como estar presentes nela sem comprometer a nossa identidade de consagrados.

 

As redes sociais são um espaço que oferece potencialmente muitas possibilidades e que responde à necessidade humanas de encontro, de envolver-se com os outros, de amizade,  comunicação... É verdade que também ali ocorrem comportamentos perigosos, como vaidade e narcisismo. Internet é um mundo de paradoxos no qual se reflete o melhor e o pior de nós mesmos.

 

Ao falar das redes sociais o Papa Francisco indica um profundo conceito, que é a construção da “cultura do encontro”, que, longe de ser uma ideia abstrata, é a proposta de um novo modo de viver e agir em relação com os outros.

 

As redes sociais não podem ser compreendidas como um universo paralelo ao chamado “mundo real”; para nós, devem ser pensadas como uma dimensão que reflita a nossa experiência de vida, as nossas convicções e a nossa fé.

 

O cristão e, sobretudo, o salesiano não deve perder a sua identidade na rede, dever ser quem diz ser, sem medo ou ambiguidade; a sua autenticidade e a experiência de vida são o melhor presente que pode oferecer aos jovens que o seguem na rede.

 

Para o salesiano, a rede é importante porque por meio de suas intervenções poderá testemunhar a alegria, educar, orientar e evangelizar.

 

A rede é um espaço que nos permite apoiar-nos reciprocamente; o que se diz ali animará e ajudará seguramente as pessoas que vivem em nosso círculo de amigos e isso criará um efeito multiplicador.

 

Ser corajosos na comunicação; é isso que se pede de um salesiano; hoje é tempo de pessoas corajosas que jogam toda a sua vida pelas suas convicções; devem ser porta-voz de um estilo de comunicação realista e positivo.

 

Vivemos um momento único na história do gênero humano, porque nunca como agora as pessoas tiveram esta capacidade de comunicar.

 

Enfim, é importante respeitar as pessoas que fazem parte da nossa rede de “amigos virtuais” e cuidar delas, cultivar com elas uma relação construtiva que enfatize a qualidade da comunicação e, sobretudo – seguindo o exemplo de Dom Bosco –, sempre colocar Deus no centro de todo ato de comunicar.

 

InfoANS

 

 

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Wednesday, 29 June 2016 16:17

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.