OSSJB e Instituto Algar fecham parceria

Monday, 09 May 2016 12:32 Written by  Gabriela Haeitmann
Há algumas semanas o Programa de Voluntariado do Instituto Algar esteve no Núcleo Dom Bosco, Residencial Vida Nova, Campinas, SP,  para iniciar o Projeto Clube da Correspondência com as crianças (confira matéria aqui: http://migre.me/tH5i4). Com esta ação em andamento, a parceria do grupo da Algar Tech Campinas com a Obra Social São João Bosco não para e, desta vez, os contemplados foram os educandos dos cursos profissionalizantes do Núcleo São João Batista (Centro).

“Este é um ano completamente diferente aqui para a obra. A chegada dos adultos, do pessoal acima dos 24 anos, foi uma grata surpresa para a gente, porque, até então, trabalhávamos apenas com o público adolescente. Então, as expectativas eram todas voltadas para o primeiro emprego”, conta Angélica Barbosa, coordenadora do Núcleo.

 

Assim, como o público alvo é diferente, no dia 3 de maio, a palestrante convidada, Ana Paula Sant’Ana, analista de Educação Empresarial, apresentou o Projeto Fortalecimento de Carreira aos alunos, dos períodos da manhã e da tarde, acima de 18 anos.

 

Após a exibição de vídeo institucional, Ana Paula mostrou alguns slides que resumem o Projeto. “Por que não trazer o que a gente tem como conhecimento operacional para os cursos que vocês fazem?! Trazendo a realidade do mercado, a fim de vincular o que vocês têm de conceito com o que a gente tem de realidade!”, disse a palestrante.

 

Esta ação é a concretização de três meses de reuniões consecutivas, entre a Algar Tech Campinas e o Núcleo São João Batista, que resultaram em um planejamento promissor que atenderá os jovens e adultos na faixa etária de 18 a 50 anos, com ensino médio completo no formato de workshops mensais (com duração de 2 a 4 horas), ao longo de seis meses corridos. O Projeto oferecerá apoio à Obra Social São João Bosco na formação profissional e fortalecimento de carreira vinculando a realidade do mercado com o conteúdo aplicado nos cursos oferecidos: recursos humanos e departamento pessoal; auxiliar de escritório e almoxarifado e atendimento e vendas.

 

“Não é uma promessa de emprego, frisou Ana Paula, a nossa intenção é que, ao final dos próximos seis meses, eles estejam bem preparados para a área que escolherem atuar”.

 

Após os slides, houve uma dinâmica de apresentação e expectativas por parte dos educandos.

 

A coordenadora disse aos alunos: “Nós que observamos ‘de fora’ percebemos que tínhamos um público adulto que sabia muita coisa e, ainda sim, estava sedento por conhecimento e acabou descobrindo um mundo completamente diferente daquilo que estavam habituados. E a gente viu que os jovens, abaixo dos 18 anos, foram sim a nossa principal surpresa. Porque o contato com vocês modificou sua maneira de pensar e de agir de um jeito impressionante. Eles se espelham em vocês. Se nós tínhamos alguma expectativa com o público adulto aqui dentro da obra, enquanto educandos, já está muito além daquilo que esperávamos. Já superou!”.

 

A “turma piloto” é composta por 24 pessoas, que poderão participar de visitas nas operações na empresa Algar, conhecer a estrutura, acompanhar processos seletivos, entrar em contato com o gerente, coordenadores… Tudo tende a ser um sucesso e, por isso, o Projeto pretende se estender para futuras turmas nos próximos anos.

 

Emocionada, Angélica finaliza: “Minha expectativa agora é ver vocês voando. Voando longe mesmo… E voltando para cá, para me dar um abraço e pra dizer que deu certo”.

 

Como primeira atividade, os alunos receberam uma carta de boas vindas e, foram convidados a escrever uma carta para si mesmos, onde só a terão novamente em mãos daqui a seis meses, no término do Projeto.

 

Gabriela Haeitmann

 

 

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Tuesday, 10 May 2016 00:18

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


OSSJB e Instituto Algar fecham parceria

Monday, 09 May 2016 12:32 Written by  Gabriela Haeitmann
Há algumas semanas o Programa de Voluntariado do Instituto Algar esteve no Núcleo Dom Bosco, Residencial Vida Nova, Campinas, SP,  para iniciar o Projeto Clube da Correspondência com as crianças (confira matéria aqui: http://migre.me/tH5i4). Com esta ação em andamento, a parceria do grupo da Algar Tech Campinas com a Obra Social São João Bosco não para e, desta vez, os contemplados foram os educandos dos cursos profissionalizantes do Núcleo São João Batista (Centro).

“Este é um ano completamente diferente aqui para a obra. A chegada dos adultos, do pessoal acima dos 24 anos, foi uma grata surpresa para a gente, porque, até então, trabalhávamos apenas com o público adolescente. Então, as expectativas eram todas voltadas para o primeiro emprego”, conta Angélica Barbosa, coordenadora do Núcleo.

 

Assim, como o público alvo é diferente, no dia 3 de maio, a palestrante convidada, Ana Paula Sant’Ana, analista de Educação Empresarial, apresentou o Projeto Fortalecimento de Carreira aos alunos, dos períodos da manhã e da tarde, acima de 18 anos.

 

Após a exibição de vídeo institucional, Ana Paula mostrou alguns slides que resumem o Projeto. “Por que não trazer o que a gente tem como conhecimento operacional para os cursos que vocês fazem?! Trazendo a realidade do mercado, a fim de vincular o que vocês têm de conceito com o que a gente tem de realidade!”, disse a palestrante.

 

Esta ação é a concretização de três meses de reuniões consecutivas, entre a Algar Tech Campinas e o Núcleo São João Batista, que resultaram em um planejamento promissor que atenderá os jovens e adultos na faixa etária de 18 a 50 anos, com ensino médio completo no formato de workshops mensais (com duração de 2 a 4 horas), ao longo de seis meses corridos. O Projeto oferecerá apoio à Obra Social São João Bosco na formação profissional e fortalecimento de carreira vinculando a realidade do mercado com o conteúdo aplicado nos cursos oferecidos: recursos humanos e departamento pessoal; auxiliar de escritório e almoxarifado e atendimento e vendas.

 

“Não é uma promessa de emprego, frisou Ana Paula, a nossa intenção é que, ao final dos próximos seis meses, eles estejam bem preparados para a área que escolherem atuar”.

 

Após os slides, houve uma dinâmica de apresentação e expectativas por parte dos educandos.

 

A coordenadora disse aos alunos: “Nós que observamos ‘de fora’ percebemos que tínhamos um público adulto que sabia muita coisa e, ainda sim, estava sedento por conhecimento e acabou descobrindo um mundo completamente diferente daquilo que estavam habituados. E a gente viu que os jovens, abaixo dos 18 anos, foram sim a nossa principal surpresa. Porque o contato com vocês modificou sua maneira de pensar e de agir de um jeito impressionante. Eles se espelham em vocês. Se nós tínhamos alguma expectativa com o público adulto aqui dentro da obra, enquanto educandos, já está muito além daquilo que esperávamos. Já superou!”.

 

A “turma piloto” é composta por 24 pessoas, que poderão participar de visitas nas operações na empresa Algar, conhecer a estrutura, acompanhar processos seletivos, entrar em contato com o gerente, coordenadores… Tudo tende a ser um sucesso e, por isso, o Projeto pretende se estender para futuras turmas nos próximos anos.

 

Emocionada, Angélica finaliza: “Minha expectativa agora é ver vocês voando. Voando longe mesmo… E voltando para cá, para me dar um abraço e pra dizer que deu certo”.

 

Como primeira atividade, os alunos receberam uma carta de boas vindas e, foram convidados a escrever uma carta para si mesmos, onde só a terão novamente em mãos daqui a seis meses, no término do Projeto.

 

Gabriela Haeitmann

 

 

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Tuesday, 10 May 2016 00:18

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.