A juventude quer viver

Thursday, 31 March 2016 12:04 Written by  Padre Antônio Ramos do Prado
O ser humano que vive nesse mundo é vulnerável porque está sujeito a qualquer tipo de acontecimento não controlado pelo ser humano.

O vulnerado é quando a pessoa depende da sociedade. Em uma situação de falta de emprego, passar fome, falta de educação, falta de saúde, etc. São vulnerados por questões sociais.

 

Podemos dizer que hoje os jovens são mais vulnerados. A sociedade atual tráaz alguns elementos que são negativos para a vida dos jovens. Exemplos:

 

Violência

 

São milhares de jovens no mundo que vivem em situação de risco. Prova disso é a guerra na Síria. Os jovens perdem família, bens e precisam deixar a pátria fugindo para outro país aonde na maioria das vezes não são aceitos.

 

No Brasil o jovem sai de casa e não sabe se votará sem ser assaltado ou vítima de alguma violência física ou verbal.

 

Muitas vezes cometem suicídio, porque a sociedade na qual  vivem não dá esperança ou perspectiva de futuro. Os que têm condições de fazer uma faculdade não sabem se, ao final do curso, terão campo para trabalhar.

 

Outros tantos jovens morrem vítimas das drogas e outros tantos pobres e negros se encontram nas cadeias extremamente lotadas e desumanizadas.

 

Saúde

 

Muitos jovens morrem nas filas dos hospitais pela ausência de um plano de saúde consistente , já que o sistema de saúde pública é abandonado pelas autoridades. Impostos altos que não são revertidos em beneficio à vida dos jovens.

 

Nos Estados Unidos mais de 40% da população não tem um sistema de saúde condizente.  Saúde mental abalada pela instabilidade social e falta de referencia para a vida da juventude. Vazio existencial por causa de deuses que são apresentados para os jovens e que são passageiros.

 

Educação

 

No mundo são milhões de jovens que não têm acesso à escola. Outros tantos têm acesso à escola, mas, não aprendem por causa da desnutrição e de professores não qualificados. No caso do Brasil, uma grande massa de jovens pobres que têm acesso a uma escola pública,  encontra essa desqualificação que não garante educação efetiva.

 

Outros milhares precisam trabalhar e estudar. Em sua maioria não conseguem evoulir nos estudos de formação. Outros milhares de jovens até conseguem entrar no ensino superior, mas não conseguem terminar e ou não possuem emprego quando concluem.

 

Esperança

 

Os jovens no mundo inteiro são sonhadores e lutadores. O sonho é a única coisa que a sociedade em nenhum momento pode tirar deles. A maioria dos jovens vive hoje conectada ou tem acesso às novas tecnologias, favorecendo a percepção do que está acontecendo ao seu redor e construindo um mundo mais justo e fraterno.

 

Os jovens do mundo contemporâneo são mais sinceros que os adultos e ao mesmo tempo conseguem se articular rapidamente em favor das causas humanitárias, mesmo sendo o tempo todo bombardeados pelo  individualismo.

 

O Dia Mundial da Juventude nos provoca a ajudar os jovens a serem senhores da história, pois os adultos já fizeram muitas “besteiras” e desumanizaram o mundo.

 

Desejo que a ética da responsabilidade permeie os corações dos jovens e que o diálogo seja sempre a porta para que os diferentes possam viverem no mesmo planeta.
 

Padre Antônio Ramos do Prado. É assessor nacional da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB

 

 

 

 

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Monday, 04 April 2016 12:32

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


A juventude quer viver

Thursday, 31 March 2016 12:04 Written by  Padre Antônio Ramos do Prado
O ser humano que vive nesse mundo é vulnerável porque está sujeito a qualquer tipo de acontecimento não controlado pelo ser humano.

O vulnerado é quando a pessoa depende da sociedade. Em uma situação de falta de emprego, passar fome, falta de educação, falta de saúde, etc. São vulnerados por questões sociais.

 

Podemos dizer que hoje os jovens são mais vulnerados. A sociedade atual tráaz alguns elementos que são negativos para a vida dos jovens. Exemplos:

 

Violência

 

São milhares de jovens no mundo que vivem em situação de risco. Prova disso é a guerra na Síria. Os jovens perdem família, bens e precisam deixar a pátria fugindo para outro país aonde na maioria das vezes não são aceitos.

 

No Brasil o jovem sai de casa e não sabe se votará sem ser assaltado ou vítima de alguma violência física ou verbal.

 

Muitas vezes cometem suicídio, porque a sociedade na qual  vivem não dá esperança ou perspectiva de futuro. Os que têm condições de fazer uma faculdade não sabem se, ao final do curso, terão campo para trabalhar.

 

Outros tantos jovens morrem vítimas das drogas e outros tantos pobres e negros se encontram nas cadeias extremamente lotadas e desumanizadas.

 

Saúde

 

Muitos jovens morrem nas filas dos hospitais pela ausência de um plano de saúde consistente , já que o sistema de saúde pública é abandonado pelas autoridades. Impostos altos que não são revertidos em beneficio à vida dos jovens.

 

Nos Estados Unidos mais de 40% da população não tem um sistema de saúde condizente.  Saúde mental abalada pela instabilidade social e falta de referencia para a vida da juventude. Vazio existencial por causa de deuses que são apresentados para os jovens e que são passageiros.

 

Educação

 

No mundo são milhões de jovens que não têm acesso à escola. Outros tantos têm acesso à escola, mas, não aprendem por causa da desnutrição e de professores não qualificados. No caso do Brasil, uma grande massa de jovens pobres que têm acesso a uma escola pública,  encontra essa desqualificação que não garante educação efetiva.

 

Outros milhares precisam trabalhar e estudar. Em sua maioria não conseguem evoulir nos estudos de formação. Outros milhares de jovens até conseguem entrar no ensino superior, mas não conseguem terminar e ou não possuem emprego quando concluem.

 

Esperança

 

Os jovens no mundo inteiro são sonhadores e lutadores. O sonho é a única coisa que a sociedade em nenhum momento pode tirar deles. A maioria dos jovens vive hoje conectada ou tem acesso às novas tecnologias, favorecendo a percepção do que está acontecendo ao seu redor e construindo um mundo mais justo e fraterno.

 

Os jovens do mundo contemporâneo são mais sinceros que os adultos e ao mesmo tempo conseguem se articular rapidamente em favor das causas humanitárias, mesmo sendo o tempo todo bombardeados pelo  individualismo.

 

O Dia Mundial da Juventude nos provoca a ajudar os jovens a serem senhores da história, pois os adultos já fizeram muitas “besteiras” e desumanizaram o mundo.

 

Desejo que a ética da responsabilidade permeie os corações dos jovens e que o diálogo seja sempre a porta para que os diferentes possam viverem no mesmo planeta.
 

Padre Antônio Ramos do Prado. É assessor nacional da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB

 

 

 

 

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Monday, 04 April 2016 12:32

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.