Nota de falecimento: Padre Miguel González García

Monday, 17 March 2014 11:50 Written by  InfoANS
Nota de falecimento: Padre Miguel González García InfoANS
Faleceu na sexta-feira, 14 de março, aos 86 anos, o padre salesiano Miguel González García, fundador da Associação das Damas Salesianas (ADS), um dos grupos da Família Salesiana. Nascido em Urdiales del Páramo, Inspetoria de Leão, Espanha, ele dedicou toda a sua vida como missionário na América no serviço de Deus e do próximo, emulando Dom Bosco, Pai e Mestre da Juventude.

Padre Miguel nasceu em 27 de abril de 1927 e foi enviado, ainda jovem, como missionário à América. Concluiu os estudos no Instituto Internacional Padre Rúa, em El Salvador, onde também se diplomou em Teologia e Sociologia. Foi ordenado sacerdote salesiano no dia 14 de novembro de 1954. “Para Ti, Senhor, a honra e a glória: para mim o trabalho” – foi o lema que escolheu para sua vida sacerdotal.

Após a ordenação foi enviado a Cuba, onde viveu e trabalhou por sete anos. Essa experiência marcou para o resto de sua vida o seu modo de ver o mundo: considerava fundamental convencer aos que possuem de que não somente é necessário praticar a caridade, mas que também se devem envolver ativamente e trabalhar pela justiça social. Visionário e audaz, adiantou-se aos tempos em pedir a incorporação dos leigos – especialmente da mulher – no trabalho social.

Chegou à Venezuela no dia 6 de março de 1961. Em Valera, Venezuela, organizou homens e mulheres da comunidade para trabalhar em favor dos mais fracos e ali constituiu a Comissão de Ação Social – primeiro núcleo da sua vasta obra posterior. Encarregou-se também da construção do ‘Templo Nacional San Juan Bosco’, em Altamira, Caracas. Pediu aos arquitetos que ao levantar o Templo destinassem os ‘sótãos’ às Obras sociais, que já pensava em fundar. Nascia assim o ‘Conjunto Social Dom Bosco’, casa matriz da ADS.

No dia 13 de maio de 1968, constitui-se formalmente a ADS: Associação Civil sem fins lucrativos, agrupamento privado de fiéis, regida pelo Direito Canônico, constituída de mulheres leigas católicas; sua ação se destinaria à promoção integral da pessoa humana, dando ênfase à assistência às mulheres e aos jovens, por serem os setores mais frágeis da sociedade, na Venezuela dos anos 60.

A ADS recebeu o reconhecimento eclesiástico, outorgado por decreto do cardeal José Alí Lebrún, no dia 29 de setembro de 1988, e o reconhecimento como grupo da Família Salesiana, concedido pelo reitor-mor, padre Egídio Viganó, no dia 29 de dezembro do mesmo ano, 1988.

Padre Miguel dedicou meio século de vida às obras sociais. Hoje os frutos de seu trabalho são visíveis em 127 centros ADS na Venezuela, nos demais países da América, desde a Califórnia até à Patagônia, à Espanha, às Filipinas.

É com esses frutos que o padre Miguel se apresenta ao Criador, com a certeza de ter cumprido ao longo da sua também longa vida, sem pressas nem pausas, a promessa feita no dia da sua ordenação: “Para Ti, Senhor, a honra e a glória: para mim o trabalho”.

 

InfoANS
 

Leia também: Salesiano tirocinante morre em acidente de trânsito

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Tuesday, 18 March 2014 14:44

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Nota de falecimento: Padre Miguel González García

Monday, 17 March 2014 11:50 Written by  InfoANS
Nota de falecimento: Padre Miguel González García InfoANS
Faleceu na sexta-feira, 14 de março, aos 86 anos, o padre salesiano Miguel González García, fundador da Associação das Damas Salesianas (ADS), um dos grupos da Família Salesiana. Nascido em Urdiales del Páramo, Inspetoria de Leão, Espanha, ele dedicou toda a sua vida como missionário na América no serviço de Deus e do próximo, emulando Dom Bosco, Pai e Mestre da Juventude.

Padre Miguel nasceu em 27 de abril de 1927 e foi enviado, ainda jovem, como missionário à América. Concluiu os estudos no Instituto Internacional Padre Rúa, em El Salvador, onde também se diplomou em Teologia e Sociologia. Foi ordenado sacerdote salesiano no dia 14 de novembro de 1954. “Para Ti, Senhor, a honra e a glória: para mim o trabalho” – foi o lema que escolheu para sua vida sacerdotal.

Após a ordenação foi enviado a Cuba, onde viveu e trabalhou por sete anos. Essa experiência marcou para o resto de sua vida o seu modo de ver o mundo: considerava fundamental convencer aos que possuem de que não somente é necessário praticar a caridade, mas que também se devem envolver ativamente e trabalhar pela justiça social. Visionário e audaz, adiantou-se aos tempos em pedir a incorporação dos leigos – especialmente da mulher – no trabalho social.

Chegou à Venezuela no dia 6 de março de 1961. Em Valera, Venezuela, organizou homens e mulheres da comunidade para trabalhar em favor dos mais fracos e ali constituiu a Comissão de Ação Social – primeiro núcleo da sua vasta obra posterior. Encarregou-se também da construção do ‘Templo Nacional San Juan Bosco’, em Altamira, Caracas. Pediu aos arquitetos que ao levantar o Templo destinassem os ‘sótãos’ às Obras sociais, que já pensava em fundar. Nascia assim o ‘Conjunto Social Dom Bosco’, casa matriz da ADS.

No dia 13 de maio de 1968, constitui-se formalmente a ADS: Associação Civil sem fins lucrativos, agrupamento privado de fiéis, regida pelo Direito Canônico, constituída de mulheres leigas católicas; sua ação se destinaria à promoção integral da pessoa humana, dando ênfase à assistência às mulheres e aos jovens, por serem os setores mais frágeis da sociedade, na Venezuela dos anos 60.

A ADS recebeu o reconhecimento eclesiástico, outorgado por decreto do cardeal José Alí Lebrún, no dia 29 de setembro de 1988, e o reconhecimento como grupo da Família Salesiana, concedido pelo reitor-mor, padre Egídio Viganó, no dia 29 de dezembro do mesmo ano, 1988.

Padre Miguel dedicou meio século de vida às obras sociais. Hoje os frutos de seu trabalho são visíveis em 127 centros ADS na Venezuela, nos demais países da América, desde a Califórnia até à Patagônia, à Espanha, às Filipinas.

É com esses frutos que o padre Miguel se apresenta ao Criador, com a certeza de ter cumprido ao longo da sua também longa vida, sem pressas nem pausas, a promessa feita no dia da sua ordenação: “Para Ti, Senhor, a honra e a glória: para mim o trabalho”.

 

InfoANS
 

Leia também: Salesiano tirocinante morre em acidente de trânsito

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Tuesday, 18 March 2014 14:44

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.