Padre Antonio Spadaro, comunicador e ex-aluno salesiano

Monday, 11 November 2013 12:19 Written by  Pe. João Carlos Ribeiro
Padre Antonio Spadaro, comunicador e ex-aluno salesiano Foto: Jakeline Lira
Mais de 50 bispos estiveram reunidos na Casa de Retiros salesiana, em Jaboatão-Colônia, nos dias 4 a 8 de novembro, participando de um Curso de Comunicação. A iniciativa foi da Comissão Episcopal para a Comunicação da CNBB, com o apoio do CELAM e do Pontifício Conselho para a Cultura e as Comunicações Sociais. O Curso abordou o tema “Comunicação e Evangelização na era digital”. Um dos conferencistas, o padre jesuíta Antonio Spadaro, é diretor da prestigiada Revista Civiltà Catolica, com 18 livros publicados. Professor da Universidade Gregoriana, Spadaro surpreendeu recentemente com a publicação de uma longa entrevista com o Papa Francisco. Durante o Curso, o jesuíta concedeu entrevista ao Pe. João Carlos para a televisão local.

PADRE JOÃO CARLOS - O Senhor entrevistou o Papa por quanto tempo? Como foi?

PADRE ANTONIO SPADARO - Sim. Eu encontrei o Papa por três dias, por três tardes. A sua decisão de aceitar a entrevista foi tomada no encontro que tivemos em junho quanto o Papa recebeu toda equipe de redação da Revista Civiltà Catolica. Em princípio, ele me disse que não, que não seria possível. Depois ele pensou por alguns momentos e disse: você me dá as perguntas por escrito e eu te respondo. E eu entreguei as perguntas ao Papa na Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro. Depois, eu recebi um telefonema dele dizendo que era melhor nos encontrarmos. Então, no dia 29 de agosto, começamos a entrevista.

 

PADRE JOÃO CARLOS - - Ele mesmo telefonou, ou foi algum secretário?

PADRE ANTONIO SPADARO - Não, foi ele mesmo que me telefonou.

 

PADRE JOÃO CARLOS - - O Papa causou admiração entre nós numa entrevista que deu na Rede Globo.

PADRE ANTONIO SPADARO - Essa primeira entrevista dada na Globo teve uma repercussão muito grande. Encontrei o entrevistador, Gerson Camarotti, e partilhamos a impressão dessa experiência. Certamente, o Papa é uma pessoa de grande disponibilidade. Quero dizer que eu não me canso de considerar aquilo que eu vivi na entrevista. Para mim, foi uma experiência humana e espiritual muito forte.

 

PADRE JOÃO CARLOS - - Camarotti é também ex-aluno, como o Senhor.

PADRE ANTONIO SPADARO - Sim. Sou ex-aluno salesiano, porque estudei durante o Ensino Médio com os salesianos de Messina, minha cidade natal. Estudei também dois anos de filosofia, depois do Ensino Médio. A experiência com os salesianos para mim foi muito importante. Sou um dos fundadores do Movimento Juvenil Salesiano.

 

PADRE JOÃO CARLOS - - Ah...

PADRE ANTONIO SPADARO - É sim. O movimento nasceu na Sicília. Estamos falando dos anos 80. Recordo bem Dom Viganó, Dom Vechi. Foram presenças importantes para mim. A minha experiência com os salesianos foi muito importante.

 

PADRE JOÃO CARLOS - - O Papa Francisco tem também alguma passagem pelo mundo salesiano.

PADRE ANTONIO SPADARO - Sim, ele próprio falou na entrevista dos missionários salesianos na Patagônia. Ele tem um estima grande pela Congregação.

 

PADRE JOÃO CARLOS - - Devoto de Maria Auxiliadora, também .

PADRE ANTONIO SPADARO - Obviamente.

 

PADRE JOÃO CARLOS - - E neste curso, que coisas importantes o senhor está dizendo aos bispos?

PADRE ANTONIO SPADARO - Estou falando de como é possível pensar a fé no tempo da Rede. Na realidade, a coisa tem uma base muito simples. No fundo, a Rede Internet tem um impacto sobre o nosso modo de pensar, em nosso modo de conhecer a realidade. E a teologia é pensar a fé. Agora, a pergunta é: como muda o pensar a fé no tempo da Rede?

 

PADRE JOÃO CARLOS - - A estrutura eclesial – bispos , padres, paroquias – são coisas nascidas em outro tempo...

PADRE ANTONIO SPADARO - Nasceram em outro tempo, mas são absolutamente estáveis, isto é, o ambiente digital não é alternativo ao ambiente físico.

 

PADRE JOÃO CARLOS -  Queria perguntar isso: se há possibilidade de a comunicação entrar na Igreja um pouco mais...

PADRE ANTONIO SPADARO - Absolutamente, sim. A comunicação não é uma coisa estranha na Igreja. A comunicação nasce com a igreja, com os dois grandes pilares da experiência da Igreja, que são a comunicação do Evangelho e as relações de comunhão entre as pessoas. No fundo, em Rede, se vive exatamente a comunicação da mensagem - qualquer tipo de mensagem faz parte da rede enquanto tal – e as relações entre as pessoas. Sabemos que as redes sociais permitem que haja conhecimento entre as pessoas, que se amplie e aprofunde o conhecimento entre as pessoas. Enfim lhe direi que a Igreja e a Rede têm uma base comum: a transmissão de uma mensagem (o Evangelho, para a Igreja) e as relações (que para a Igreja são relações de comunhão).

 

PADRE JOÃO CARLOS - - Os jovens são protagonistas hoje do mundo digital, de maneira especial. Como seria a valorização dessa juventude, desta geração?

PADRE ANTONIO SPADARO - Os jovens se encontram de maneira espontânea, natural, na comunicação entre si no ambiente digital. Portanto, direi que a Igreja está presente no mundo digital porque o homem, e de modo particular os jovens, estão presentes aí.

 

PADRE JOÃO CARLOS - -- Uma mensagem para as pessoas que estão nos escutando, vendo em suas casas...

PADRE ANTONIO SPADARO - A mensagem é de viver plenamente a vida. Vida que é vivida seja no ambiente físico (portanto, na vida de todos os dias, no contato face-a-face), mas também no ambiente digital, que permite o contato com amigos de longe e de conhecer muitas coisas. Importante é ser sempre autênticos, verdadeiros, íntegros.

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Thursday, 28 August 2014 17:47

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Padre Antonio Spadaro, comunicador e ex-aluno salesiano

Monday, 11 November 2013 12:19 Written by  Pe. João Carlos Ribeiro
Padre Antonio Spadaro, comunicador e ex-aluno salesiano Foto: Jakeline Lira
Mais de 50 bispos estiveram reunidos na Casa de Retiros salesiana, em Jaboatão-Colônia, nos dias 4 a 8 de novembro, participando de um Curso de Comunicação. A iniciativa foi da Comissão Episcopal para a Comunicação da CNBB, com o apoio do CELAM e do Pontifício Conselho para a Cultura e as Comunicações Sociais. O Curso abordou o tema “Comunicação e Evangelização na era digital”. Um dos conferencistas, o padre jesuíta Antonio Spadaro, é diretor da prestigiada Revista Civiltà Catolica, com 18 livros publicados. Professor da Universidade Gregoriana, Spadaro surpreendeu recentemente com a publicação de uma longa entrevista com o Papa Francisco. Durante o Curso, o jesuíta concedeu entrevista ao Pe. João Carlos para a televisão local.

PADRE JOÃO CARLOS - O Senhor entrevistou o Papa por quanto tempo? Como foi?

PADRE ANTONIO SPADARO - Sim. Eu encontrei o Papa por três dias, por três tardes. A sua decisão de aceitar a entrevista foi tomada no encontro que tivemos em junho quanto o Papa recebeu toda equipe de redação da Revista Civiltà Catolica. Em princípio, ele me disse que não, que não seria possível. Depois ele pensou por alguns momentos e disse: você me dá as perguntas por escrito e eu te respondo. E eu entreguei as perguntas ao Papa na Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro. Depois, eu recebi um telefonema dele dizendo que era melhor nos encontrarmos. Então, no dia 29 de agosto, começamos a entrevista.

 

PADRE JOÃO CARLOS - - Ele mesmo telefonou, ou foi algum secretário?

PADRE ANTONIO SPADARO - Não, foi ele mesmo que me telefonou.

 

PADRE JOÃO CARLOS - - O Papa causou admiração entre nós numa entrevista que deu na Rede Globo.

PADRE ANTONIO SPADARO - Essa primeira entrevista dada na Globo teve uma repercussão muito grande. Encontrei o entrevistador, Gerson Camarotti, e partilhamos a impressão dessa experiência. Certamente, o Papa é uma pessoa de grande disponibilidade. Quero dizer que eu não me canso de considerar aquilo que eu vivi na entrevista. Para mim, foi uma experiência humana e espiritual muito forte.

 

PADRE JOÃO CARLOS - - Camarotti é também ex-aluno, como o Senhor.

PADRE ANTONIO SPADARO - Sim. Sou ex-aluno salesiano, porque estudei durante o Ensino Médio com os salesianos de Messina, minha cidade natal. Estudei também dois anos de filosofia, depois do Ensino Médio. A experiência com os salesianos para mim foi muito importante. Sou um dos fundadores do Movimento Juvenil Salesiano.

 

PADRE JOÃO CARLOS - - Ah...

PADRE ANTONIO SPADARO - É sim. O movimento nasceu na Sicília. Estamos falando dos anos 80. Recordo bem Dom Viganó, Dom Vechi. Foram presenças importantes para mim. A minha experiência com os salesianos foi muito importante.

 

PADRE JOÃO CARLOS - - O Papa Francisco tem também alguma passagem pelo mundo salesiano.

PADRE ANTONIO SPADARO - Sim, ele próprio falou na entrevista dos missionários salesianos na Patagônia. Ele tem um estima grande pela Congregação.

 

PADRE JOÃO CARLOS - - Devoto de Maria Auxiliadora, também .

PADRE ANTONIO SPADARO - Obviamente.

 

PADRE JOÃO CARLOS - - E neste curso, que coisas importantes o senhor está dizendo aos bispos?

PADRE ANTONIO SPADARO - Estou falando de como é possível pensar a fé no tempo da Rede. Na realidade, a coisa tem uma base muito simples. No fundo, a Rede Internet tem um impacto sobre o nosso modo de pensar, em nosso modo de conhecer a realidade. E a teologia é pensar a fé. Agora, a pergunta é: como muda o pensar a fé no tempo da Rede?

 

PADRE JOÃO CARLOS - - A estrutura eclesial – bispos , padres, paroquias – são coisas nascidas em outro tempo...

PADRE ANTONIO SPADARO - Nasceram em outro tempo, mas são absolutamente estáveis, isto é, o ambiente digital não é alternativo ao ambiente físico.

 

PADRE JOÃO CARLOS -  Queria perguntar isso: se há possibilidade de a comunicação entrar na Igreja um pouco mais...

PADRE ANTONIO SPADARO - Absolutamente, sim. A comunicação não é uma coisa estranha na Igreja. A comunicação nasce com a igreja, com os dois grandes pilares da experiência da Igreja, que são a comunicação do Evangelho e as relações de comunhão entre as pessoas. No fundo, em Rede, se vive exatamente a comunicação da mensagem - qualquer tipo de mensagem faz parte da rede enquanto tal – e as relações entre as pessoas. Sabemos que as redes sociais permitem que haja conhecimento entre as pessoas, que se amplie e aprofunde o conhecimento entre as pessoas. Enfim lhe direi que a Igreja e a Rede têm uma base comum: a transmissão de uma mensagem (o Evangelho, para a Igreja) e as relações (que para a Igreja são relações de comunhão).

 

PADRE JOÃO CARLOS - - Os jovens são protagonistas hoje do mundo digital, de maneira especial. Como seria a valorização dessa juventude, desta geração?

PADRE ANTONIO SPADARO - Os jovens se encontram de maneira espontânea, natural, na comunicação entre si no ambiente digital. Portanto, direi que a Igreja está presente no mundo digital porque o homem, e de modo particular os jovens, estão presentes aí.

 

PADRE JOÃO CARLOS - -- Uma mensagem para as pessoas que estão nos escutando, vendo em suas casas...

PADRE ANTONIO SPADARO - A mensagem é de viver plenamente a vida. Vida que é vivida seja no ambiente físico (portanto, na vida de todos os dias, no contato face-a-face), mas também no ambiente digital, que permite o contato com amigos de longe e de conhecer muitas coisas. Importante é ser sempre autênticos, verdadeiros, íntegros.

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Thursday, 28 August 2014 17:47

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.