14 de julho: Aniversário da chegada dos Salesianos ao Brasil

Quarta, 13 Julho 2022 12:06 Escrito por  Da Redação
Em 14 de julho de 1883, aportavam no Rio de Janeiro os primeiros Salesianos, vindos em missão para o Brasil. Hoje, passados quase 140 anos, a Família Salesiana constitui um vasto movimento em favor da educação e da evangelização dos jovens no país.

 
O trabalho salesiano em terras brasileiras foi iniciado em Niterói, RJ, com o Colégio Santa Rosa, que abriu suas portas tendo apenas 10 alunos matriculados. Em pouco tempo, entretanto, a atividade salesiana ganhou força e importância – o colégio cresceu, teve início o oratório e abriram-se os “cursos de artes e ofícios”, sem descuidar da formação geral, cultural e religiosa. Era, já naquela época, o que hoje chamamos de “formação integral” do educando.

 

O foco na educação dos jovens filhos das classes populares, especialmente os ex-escravos e imigrantes, foi fator preponderante na fundação da segunda obra dos salesianos no Brasil, o Liceu Coração de Jesus, em São Paulo, SP, em 1885.

 

Pouco depois, em 1892, as primeiras Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) chegaram a Guaratinguetá, SP, para estender às meninas o carisma educacional de Dom Bosco e Madre Mazzarello. E em junho de 1894, a ação missionária entre os povos indígenas, outro ponto importante da proposta salesiana, tinha início em Cuiabá, MS, então no estado do Mato Grosso.

 

A pedagogia e o carisma de Dom Bosco, baseados no tripé “razão, religião e carinho”, expandiram-se por todo o país. Criaram-se escolas, da educação infantil ao ensino superior; centros de formação profissionalizante; oratórios; obras assistenciais e sociais; além da atividade missionária junto aos povos indígenas e de dezenas de paróquias sob a responsabilidade salesiana.

 

Hoje

 

Atualmente os Salesianos de Dom Bosco (SDB) estão organizados em seis inspetorias no Brasil, que compõem a Conferência das Inspetorias dos Salesianos de Dom Bosco no Brasil (Cisbrasil). Já as Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) têm quatro inspetorias no país, congregadas na Conferência das Inspetorias das Filhas de Maria Auxiliadora no Brasil (CIB).

 

As duas entidades nacionais, desde 2012 e em uma proposta inovadora, trabalham conjuntamente em algumas frentes, por meio da Rede Salesiana Brasil (RSB). Entre essas frentes estão a Rede Salesiana Brasil de Escolas (RSB-Escolas), fundada em 2001 para unir as mais de 100 escolas (SDB e FMA) que compartilhavam do projeto pedagógico pastoral salesiano; a Rede Salesiana Brasil de Ação Social (RSB-Social), organismo que reúne as obras sociais responsáveis por oferecer a crianças e jovens em situação de risco social desde o acompanhamento escolar e atividades esportivas, de lazer e culturais, até a oferta de cursos profissionalizantes; e a Rede Salesiana Brasil de Comunicação Social (RSB-Comunicação), fundada em 2014 para unir forças e responder de maneira cada vez mais eficiente aos desafios atuais da Comunicação Social.

 

Fonte: da Redação

 

Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Quarta, 13 Julho 2022 12:57

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.


14 de julho: Aniversário da chegada dos Salesianos ao Brasil

Quarta, 13 Julho 2022 12:06 Escrito por  Da Redação
Em 14 de julho de 1883, aportavam no Rio de Janeiro os primeiros Salesianos, vindos em missão para o Brasil. Hoje, passados quase 140 anos, a Família Salesiana constitui um vasto movimento em favor da educação e da evangelização dos jovens no país.

 
O trabalho salesiano em terras brasileiras foi iniciado em Niterói, RJ, com o Colégio Santa Rosa, que abriu suas portas tendo apenas 10 alunos matriculados. Em pouco tempo, entretanto, a atividade salesiana ganhou força e importância – o colégio cresceu, teve início o oratório e abriram-se os “cursos de artes e ofícios”, sem descuidar da formação geral, cultural e religiosa. Era, já naquela época, o que hoje chamamos de “formação integral” do educando.

 

O foco na educação dos jovens filhos das classes populares, especialmente os ex-escravos e imigrantes, foi fator preponderante na fundação da segunda obra dos salesianos no Brasil, o Liceu Coração de Jesus, em São Paulo, SP, em 1885.

 

Pouco depois, em 1892, as primeiras Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) chegaram a Guaratinguetá, SP, para estender às meninas o carisma educacional de Dom Bosco e Madre Mazzarello. E em junho de 1894, a ação missionária entre os povos indígenas, outro ponto importante da proposta salesiana, tinha início em Cuiabá, MS, então no estado do Mato Grosso.

 

A pedagogia e o carisma de Dom Bosco, baseados no tripé “razão, religião e carinho”, expandiram-se por todo o país. Criaram-se escolas, da educação infantil ao ensino superior; centros de formação profissionalizante; oratórios; obras assistenciais e sociais; além da atividade missionária junto aos povos indígenas e de dezenas de paróquias sob a responsabilidade salesiana.

 

Hoje

 

Atualmente os Salesianos de Dom Bosco (SDB) estão organizados em seis inspetorias no Brasil, que compõem a Conferência das Inspetorias dos Salesianos de Dom Bosco no Brasil (Cisbrasil). Já as Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) têm quatro inspetorias no país, congregadas na Conferência das Inspetorias das Filhas de Maria Auxiliadora no Brasil (CIB).

 

As duas entidades nacionais, desde 2012 e em uma proposta inovadora, trabalham conjuntamente em algumas frentes, por meio da Rede Salesiana Brasil (RSB). Entre essas frentes estão a Rede Salesiana Brasil de Escolas (RSB-Escolas), fundada em 2001 para unir as mais de 100 escolas (SDB e FMA) que compartilhavam do projeto pedagógico pastoral salesiano; a Rede Salesiana Brasil de Ação Social (RSB-Social), organismo que reúne as obras sociais responsáveis por oferecer a crianças e jovens em situação de risco social desde o acompanhamento escolar e atividades esportivas, de lazer e culturais, até a oferta de cursos profissionalizantes; e a Rede Salesiana Brasil de Comunicação Social (RSB-Comunicação), fundada em 2014 para unir forças e responder de maneira cada vez mais eficiente aos desafios atuais da Comunicação Social.

 

Fonte: da Redação

 

Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Quarta, 13 Julho 2022 12:57

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.