A origem dos oratórios salesianos

Quarta, 08 Dezembro 2021 13:57 Escrito por  Redação Boletim Salesiano e RSB-Escolas
Conheça alguns fatos que marcaram a origem e a consolidação dos oratórios salesianos.

 

Início

O oratório salesiano tem origem em um fato ocorrido no dia 8 de dezembro de 1841, solenidade da Imaculada Conceição, na Igreja de São Francisco de Assis, em Turim, Itália.

 

Bartolomeu Garelli

Nesta data, Dom Bosco conheceu o jovem órfão Bartolomeu Garelli quando se preparava para rezar a missa. O adolescente andava pela igreja, irritando o sacristão e só não foi expulso porque Dom Bosco conversou com ele e o chamou para participar da missa. O santo lhe ensinou o sinal da cruz, a ave-maria e convidou o menino para retornar no próximo domingo com seus amigos.

 

Presenças se multiplicam

A partir daí, Dom Bosco passou a se reunir com Garelli e com outros rapazes, cujas presenças se multiplicaram cada vez. Em fevereiro de 1842 eram cerca de 20. No fim de março, 30. E, na festa de Sant’Ana, celebrada em 26 de julho, eram mais de 100.

 

Oratório ambulante

No começo esses encontros não ocorriam num lugar fixo. Foi só após quase um ano de oratório ambulante que Dom Bosco adquiriu um terreno em Valdocco, na periferia de Turim.

 

Atividades pedagógico-pastorais

Nessas reuniões, Dom Bosco alternava atividades religiosas e recreativas como o ensino da liturgia, a música e a brincadeira no pátio. Nessas atividades pedagógico-pastorais, Dom Bosco fez surgir um estilo de educação fundado no amor, na razão e na religião: o Sistema Preventivo.

 

Sistema Preventivo

Com a criação do oratório e a efetivação de seu Sistema Preventivo, Dom Bosco contribuiu para que as crianças e jovens pobres daquela época tivessem acesso a formação evangélica, a educação, a cultura e a aprendizagem de ofícios, sempre em meio a um ambiente familiar e alegre.

 

Expansão dos oratórios

Ano após ano, os jovens continuaram se reunindo em torno de Dom Bosco, primeiro em Turim, depois em outras cidades da Itália, em outros países da Europa e até em outros continentes; e, hoje, seguem se encontrando nas obras sociais, nas paróquias e nos centros profissionalizantes e educativos salesianos espalhados por todo o mundo.

 

Fonte: Redação Boletim Salesiano e RSB-Escolas

 

 

 

Avalie este item
(1 Votar)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.


A origem dos oratórios salesianos

Quarta, 08 Dezembro 2021 13:57 Escrito por  Redação Boletim Salesiano e RSB-Escolas
Conheça alguns fatos que marcaram a origem e a consolidação dos oratórios salesianos.

 

Início

O oratório salesiano tem origem em um fato ocorrido no dia 8 de dezembro de 1841, solenidade da Imaculada Conceição, na Igreja de São Francisco de Assis, em Turim, Itália.

 

Bartolomeu Garelli

Nesta data, Dom Bosco conheceu o jovem órfão Bartolomeu Garelli quando se preparava para rezar a missa. O adolescente andava pela igreja, irritando o sacristão e só não foi expulso porque Dom Bosco conversou com ele e o chamou para participar da missa. O santo lhe ensinou o sinal da cruz, a ave-maria e convidou o menino para retornar no próximo domingo com seus amigos.

 

Presenças se multiplicam

A partir daí, Dom Bosco passou a se reunir com Garelli e com outros rapazes, cujas presenças se multiplicaram cada vez. Em fevereiro de 1842 eram cerca de 20. No fim de março, 30. E, na festa de Sant’Ana, celebrada em 26 de julho, eram mais de 100.

 

Oratório ambulante

No começo esses encontros não ocorriam num lugar fixo. Foi só após quase um ano de oratório ambulante que Dom Bosco adquiriu um terreno em Valdocco, na periferia de Turim.

 

Atividades pedagógico-pastorais

Nessas reuniões, Dom Bosco alternava atividades religiosas e recreativas como o ensino da liturgia, a música e a brincadeira no pátio. Nessas atividades pedagógico-pastorais, Dom Bosco fez surgir um estilo de educação fundado no amor, na razão e na religião: o Sistema Preventivo.

 

Sistema Preventivo

Com a criação do oratório e a efetivação de seu Sistema Preventivo, Dom Bosco contribuiu para que as crianças e jovens pobres daquela época tivessem acesso a formação evangélica, a educação, a cultura e a aprendizagem de ofícios, sempre em meio a um ambiente familiar e alegre.

 

Expansão dos oratórios

Ano após ano, os jovens continuaram se reunindo em torno de Dom Bosco, primeiro em Turim, depois em outras cidades da Itália, em outros países da Europa e até em outros continentes; e, hoje, seguem se encontrando nas obras sociais, nas paróquias e nos centros profissionalizantes e educativos salesianos espalhados por todo o mundo.

 

Fonte: Redação Boletim Salesiano e RSB-Escolas

 

 

 

Avalie este item
(1 Votar)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.