Uma grande rede de solidariedade e fraternidade

Monday, 21 December 2020 22:58 Written by  Com informações: RSB-Social e RSB-Comunicação
Uma grande rede de solidariedade e fraternidade CEDB distribui cestas básicas
Durante o ano de 2020, as obras da Rede Salesiana Brasil de Ação Social tiveram de redobrar os esforços e contaram com a ajuda de benfeitores e benfeitoras para continuar levando esperança e cidadania a milhares de crianças e jovens em todo o país.    

A pandemia da Covid-19 provocou uma crise econômica e financeira mundial, com graves consequências no Brasil, especialmente para a população mais pobre e que já vivia em situação de risco ou vulnerabilidade social. Assim, em 2020, a Rede Salesiana Brasil de Ação Social (RSB-Social) teve de se desdobrar para manter e ampliar, com ações emergenciais, o atendimento a cerca de 89 mil crianças, adolescentes e jovens, bem como suas famílias, nas mais de 100 obras salesianas em todo o território nacional.

 

A ação mais recente foi a Campanha Dia de Doar UPV, sendo a União Pela Vida (UPV) um vasto movimento de benfeitores e benfeitoras que auxiliam a RSB-Social a levar cidadania e esperança a milhares de pessoas, por meio de projetos que incluem: formação profissional; acolhimento; atividades e oficinas culturais, esportivas e de reforço escolar; atendimento psicológico e odontológico, entre outros.

 

A Campanha foi realizada durante todo o mês de novembro, principalmente nas redes sociais, buscando dar maior visibilidade ao que é feito em cada uma das instituições salesianas para ampliar a rede de doações e conquistar novos parceiros. A culminância foi no dia 1º de dezembro, com a realização de uma live que contou com a animação de três artistas que tiveram a vida transformada pela ação salesiana: Jean Lopes, Pedro Vitor & Mariana, os mesmos responsáveis pela criação do Tema da Campanha UPV deste ano.

 

Juntos somos mais fortes

Se a ação social salesiana já era fundamental na vida de milhares de pessoas em vulnerabilidade social, a importância desse trabalho foi ainda maior durante o ano de 2020. Primeiro, porque muitos dos atendidos e suas famílias, com o aumento do desemprego e as reduções de salários e rendimentos, necessitaram de apoio emergencial, como a doação de cestas básicas e materiais de higiene e limpeza. E, também, porque a continuidade dos projetos das obras sociais salesianas permitiu, mesmo que a distância, manter a esperança das crianças e dos jovens em um futuro melhor e dar apoio emocional e espiritual às famílias.

Foram inúmeras as ações realizadas pelas obras da RSB-Social desde o início da pandemia, como noticiamos em várias edições do Boletim Salesiano. Neste BS Especial de final de ano, vamos destacar apenas algumas, como exemplos de todo o bem que foi realizado de norte a sul do país. Para mais informações sobre cada notícia, clique nos nomes destacados em azul.

 

Norte

Na Região Norte, a pandemia da Covid-19 iniciou nas capitais, mas logo se espalhou para os municípios próximos e para o interior, nas áreas indígenas. Salesianos e Salesianas se mobilizaram para atender a população mais carente, arrecadando alimentos e roupas para ajudar a reduzir os impactos da pandemia sobre as famílias em maior dificuldade financeira. Em Belém, PA, por exemplo, foi formada uma rede de instituições e congregações religiosas para organizar iniciativas de solidariedade, da qual participam as Filhas de Maria Auxiliadora. As Irmãs Salesianas também colaboram em outras iniciativas da região, como as ações realizadas em Porto Velho, Rondônia, em prol da população sem-teto e dos migrantes venezuelanos do Abrigo Dom João Batista Scalabrini.

 

Essas ações emergenciais foram realizadas ao mesmo tempo em que, obedecendo as orientações governamentais para evitar aglomerações, procurou-se manter o atendimento das obras sociais salesianas. Uma das instituições da região que ganhou bastante visibilidade após uma live beneficente promovida pela apresentadora e influencer digital Maisa Silva, foi a Obra Social Salesiana Casa Mamãe Margarida, de Manaus, AM. A entidade atende crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e com vínculos familiares rompidos, atuando em dois tipos de programas: Fortalecimento de Vínculos Familiares e Comunitários e Acolhimento Institucional na Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente que sofrem abusos sexuais, violência e privações de direitos básicos.

 

Outra obra social que manteve ações além das referentes diretamente às consequências da Covid-19 foi o Pró-Menor Dom Bosco, em Manaus, AM, que impulsionou um projeto para a instalação de um poço artesiano na instituição, para proporcionar água de boa qualidade tanto para os atendidos da obra, quanto para a comunidade da Zona Leste da capital amazonense.

 

Nordeste

Em tempo de pandemia, a insegurança nutricional foi o foco de ação do Centro Educacional Dom Bosco de Gramoré, em Natal, RN. Desde março, a obra social vem unindo esforços junto a parceiros públicos e privados, visando suprir a carência alimentar dos atendidos pela instituição, considerando que os quase mil usuários inscritos nos serviços socioassistenciais da entidade estão em contextos de vulnerabilidade e risco social e econômico. Desde o início da pandemia, o Centro Educacional Dom Bosco já atendeu aproximadamente duas mil famílias com cestas básicas e kits de higiene e limpeza.

 

Outro exemplo da ação social salesiana na região Nordeste é a Campanha Ação Solidária Salesiana, iniciada em abril pelas obras de Recife e Jaboatão dos Guararapes, PE. A campanha é voltada para a distribuição de cestas básicas e produtos de higiene pessoal, além de realizar ações de conscientização sobre como evitar o contágio da Covid-19.

 

Centro-Oeste

A obra social Cidade Dom Bosco, de Corumbá, MS, neste período de pandemia, empenhou-se em sua missão solidária para amenizar os impactos para as famílias dos atendidos em três programas sociais: Programa Crianças e Adolescentes Felizes, Adoção a Distância e Adolescentes Aprendizes. A entrega de cestas básicas às famílias foi realizada em três etapas, seguindo todos os protocolos de segurança na retirada dos alimentos.

 

No Dia das Crianças, o Centro Juvenil Salesiano São João Batista, em Poxoréu, MT, realizou uma atividade diferente com os jovens e adolescentes do Projeto Torcida pela Vida – SCFV – Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. Foram entregues 250 cestas de café da manhã, kits de guloseimas e um kit de proteção com máscara personalizada e álcool em gel, além de um quebra-cabeça em mdf, que representa uma imagem e uma frase de Dom Bosco, nosso fundador: “A maneira de se fazer bem toda nossa ação é fazê-la na presença de Deus”.

 

O Programa de Aprendizagem Salesiana é desenvolvido na Inspetoria São João Bosco pelas unidades do Cesam - Centro Salesiano do Adolescente Trabalhador em Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Espírito Santo e Distrito Federal. Cada Cesam tem cursos profissionalizantes, desenvolve o Programa Jovem Aprendiz em parceria com empresas regionais e faz também o acompanhamento das famílias, de modo a oferecer a cada aprendiz uma educação integral e condições favoráveis para elaborar e colocar em prática seu projeto de vida. Mesmo com o cenário de crise gerado pela pandemia do Covid-19, houve a efetivação no mercado de trabalho de vários jovens aprendizes das obras salesianas, como ocorreu no CESAM-GO.

 

Sudeste

Respeitando todos os protocolos de segurança e evitando aglomerações, o Instituto Dom Bosco (IDB), em São Paulo, SP, com o auxílio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), entregou em novembro 225 cestas básicas aos atendidos e familiares do Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo (CEDESP), Unidade Bom Retiro. Além disso, com a parceria do Mesa Brasil, os educandos receberam complemento alimentar. Durante todo o ano, o IDB realizou outras ações de solidariedade e fraternidade em prol dos atendidos nos vários projetos da obra.

 

Na Casa Betânia, em Belford Roxo, RJ, as Filhas de Maria Auxiliadora realizam o projeto Crescendo Juntos, em colaboração com a Pastoral do Menor do Rio de Janeiro, o Providence Bank e as entidades sociais Instituto Ekloos e Instituto Phi. Lá, as FMA, juntamente com os voluntários da obra social, conseguiram entregar, desde o início da pandemia, cestas de alimentos e itens básicos de higiene às famílias de 160 crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social atendidas pelo projeto.

 

O Oratório Diário Madre Madalena Morano, em Barbacena, MG, atende atualmente 180 crianças, adolescentes e jovens e 149 famílias em situação de vulnerabilidade, tendo em vista a promoção da vida e a garantia de direitos humanos. Com a pandemia, foi feita uma adequação das ações e metas planejadas, e os atendimentos e atividades estão acontecendo por meio das redes sociais, telefone institucional, lives e, quando se trata de um caso grave, presencialmente, com visitas domiciliares. Mesmo com a distância física, o Oratório chega às casas dos atendidos diariamente, sendo uma presença que escuta, anima e partilha esperança, apesar das dificuldades que as famílias estão enfrentando com a Covid-19.

 

Sul

A obra social salesiana Lar Padre Jacó, em Itajaí, SC, preocupada com a pandemia da Covid-19 e com os impactos gerados na vida das famílias atendidas, está realizando campanhas e ações estratégicas a fim de amenizar as dificuldades dessas pessoas. A Campanha Solidária de arrecadação de alimentos e materiais de higiene e limpeza e a concessão de cestas básicas são exemplos dessas ações. Toda a entrega tem seguido protocolos de segurança e é realizada com hora marcada, para evitar aglomeração de pessoas.

 

Com o tema “Criatividade e ousadia”, a Paróquia Santo Antônio e o Centro Educacional Dom Bosco de Joinville, SC, realizaram em 18 de outubro um Churrasco Solidário para angariar fundos para as obras sociais da Inspetoria Salesiana São Pio X, presentes em quatro cidades do Sul do país. Tudo foi feito por voluntários e em sistema de mutirão, com cada equipe de trabalho se responsabilizando por uma ação específica do evento. Ao todo, foram vendidos quatro mil churrascos.

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Uma grande rede de solidariedade e fraternidade

Monday, 21 December 2020 22:58 Written by  Com informações: RSB-Social e RSB-Comunicação
Uma grande rede de solidariedade e fraternidade CEDB distribui cestas básicas
Durante o ano de 2020, as obras da Rede Salesiana Brasil de Ação Social tiveram de redobrar os esforços e contaram com a ajuda de benfeitores e benfeitoras para continuar levando esperança e cidadania a milhares de crianças e jovens em todo o país.    

A pandemia da Covid-19 provocou uma crise econômica e financeira mundial, com graves consequências no Brasil, especialmente para a população mais pobre e que já vivia em situação de risco ou vulnerabilidade social. Assim, em 2020, a Rede Salesiana Brasil de Ação Social (RSB-Social) teve de se desdobrar para manter e ampliar, com ações emergenciais, o atendimento a cerca de 89 mil crianças, adolescentes e jovens, bem como suas famílias, nas mais de 100 obras salesianas em todo o território nacional.

 

A ação mais recente foi a Campanha Dia de Doar UPV, sendo a União Pela Vida (UPV) um vasto movimento de benfeitores e benfeitoras que auxiliam a RSB-Social a levar cidadania e esperança a milhares de pessoas, por meio de projetos que incluem: formação profissional; acolhimento; atividades e oficinas culturais, esportivas e de reforço escolar; atendimento psicológico e odontológico, entre outros.

 

A Campanha foi realizada durante todo o mês de novembro, principalmente nas redes sociais, buscando dar maior visibilidade ao que é feito em cada uma das instituições salesianas para ampliar a rede de doações e conquistar novos parceiros. A culminância foi no dia 1º de dezembro, com a realização de uma live que contou com a animação de três artistas que tiveram a vida transformada pela ação salesiana: Jean Lopes, Pedro Vitor & Mariana, os mesmos responsáveis pela criação do Tema da Campanha UPV deste ano.

 

Juntos somos mais fortes

Se a ação social salesiana já era fundamental na vida de milhares de pessoas em vulnerabilidade social, a importância desse trabalho foi ainda maior durante o ano de 2020. Primeiro, porque muitos dos atendidos e suas famílias, com o aumento do desemprego e as reduções de salários e rendimentos, necessitaram de apoio emergencial, como a doação de cestas básicas e materiais de higiene e limpeza. E, também, porque a continuidade dos projetos das obras sociais salesianas permitiu, mesmo que a distância, manter a esperança das crianças e dos jovens em um futuro melhor e dar apoio emocional e espiritual às famílias.

Foram inúmeras as ações realizadas pelas obras da RSB-Social desde o início da pandemia, como noticiamos em várias edições do Boletim Salesiano. Neste BS Especial de final de ano, vamos destacar apenas algumas, como exemplos de todo o bem que foi realizado de norte a sul do país. Para mais informações sobre cada notícia, clique nos nomes destacados em azul.

 

Norte

Na Região Norte, a pandemia da Covid-19 iniciou nas capitais, mas logo se espalhou para os municípios próximos e para o interior, nas áreas indígenas. Salesianos e Salesianas se mobilizaram para atender a população mais carente, arrecadando alimentos e roupas para ajudar a reduzir os impactos da pandemia sobre as famílias em maior dificuldade financeira. Em Belém, PA, por exemplo, foi formada uma rede de instituições e congregações religiosas para organizar iniciativas de solidariedade, da qual participam as Filhas de Maria Auxiliadora. As Irmãs Salesianas também colaboram em outras iniciativas da região, como as ações realizadas em Porto Velho, Rondônia, em prol da população sem-teto e dos migrantes venezuelanos do Abrigo Dom João Batista Scalabrini.

 

Essas ações emergenciais foram realizadas ao mesmo tempo em que, obedecendo as orientações governamentais para evitar aglomerações, procurou-se manter o atendimento das obras sociais salesianas. Uma das instituições da região que ganhou bastante visibilidade após uma live beneficente promovida pela apresentadora e influencer digital Maisa Silva, foi a Obra Social Salesiana Casa Mamãe Margarida, de Manaus, AM. A entidade atende crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e com vínculos familiares rompidos, atuando em dois tipos de programas: Fortalecimento de Vínculos Familiares e Comunitários e Acolhimento Institucional na Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente que sofrem abusos sexuais, violência e privações de direitos básicos.

 

Outra obra social que manteve ações além das referentes diretamente às consequências da Covid-19 foi o Pró-Menor Dom Bosco, em Manaus, AM, que impulsionou um projeto para a instalação de um poço artesiano na instituição, para proporcionar água de boa qualidade tanto para os atendidos da obra, quanto para a comunidade da Zona Leste da capital amazonense.

 

Nordeste

Em tempo de pandemia, a insegurança nutricional foi o foco de ação do Centro Educacional Dom Bosco de Gramoré, em Natal, RN. Desde março, a obra social vem unindo esforços junto a parceiros públicos e privados, visando suprir a carência alimentar dos atendidos pela instituição, considerando que os quase mil usuários inscritos nos serviços socioassistenciais da entidade estão em contextos de vulnerabilidade e risco social e econômico. Desde o início da pandemia, o Centro Educacional Dom Bosco já atendeu aproximadamente duas mil famílias com cestas básicas e kits de higiene e limpeza.

 

Outro exemplo da ação social salesiana na região Nordeste é a Campanha Ação Solidária Salesiana, iniciada em abril pelas obras de Recife e Jaboatão dos Guararapes, PE. A campanha é voltada para a distribuição de cestas básicas e produtos de higiene pessoal, além de realizar ações de conscientização sobre como evitar o contágio da Covid-19.

 

Centro-Oeste

A obra social Cidade Dom Bosco, de Corumbá, MS, neste período de pandemia, empenhou-se em sua missão solidária para amenizar os impactos para as famílias dos atendidos em três programas sociais: Programa Crianças e Adolescentes Felizes, Adoção a Distância e Adolescentes Aprendizes. A entrega de cestas básicas às famílias foi realizada em três etapas, seguindo todos os protocolos de segurança na retirada dos alimentos.

 

No Dia das Crianças, o Centro Juvenil Salesiano São João Batista, em Poxoréu, MT, realizou uma atividade diferente com os jovens e adolescentes do Projeto Torcida pela Vida – SCFV – Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. Foram entregues 250 cestas de café da manhã, kits de guloseimas e um kit de proteção com máscara personalizada e álcool em gel, além de um quebra-cabeça em mdf, que representa uma imagem e uma frase de Dom Bosco, nosso fundador: “A maneira de se fazer bem toda nossa ação é fazê-la na presença de Deus”.

 

O Programa de Aprendizagem Salesiana é desenvolvido na Inspetoria São João Bosco pelas unidades do Cesam - Centro Salesiano do Adolescente Trabalhador em Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Espírito Santo e Distrito Federal. Cada Cesam tem cursos profissionalizantes, desenvolve o Programa Jovem Aprendiz em parceria com empresas regionais e faz também o acompanhamento das famílias, de modo a oferecer a cada aprendiz uma educação integral e condições favoráveis para elaborar e colocar em prática seu projeto de vida. Mesmo com o cenário de crise gerado pela pandemia do Covid-19, houve a efetivação no mercado de trabalho de vários jovens aprendizes das obras salesianas, como ocorreu no CESAM-GO.

 

Sudeste

Respeitando todos os protocolos de segurança e evitando aglomerações, o Instituto Dom Bosco (IDB), em São Paulo, SP, com o auxílio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), entregou em novembro 225 cestas básicas aos atendidos e familiares do Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo (CEDESP), Unidade Bom Retiro. Além disso, com a parceria do Mesa Brasil, os educandos receberam complemento alimentar. Durante todo o ano, o IDB realizou outras ações de solidariedade e fraternidade em prol dos atendidos nos vários projetos da obra.

 

Na Casa Betânia, em Belford Roxo, RJ, as Filhas de Maria Auxiliadora realizam o projeto Crescendo Juntos, em colaboração com a Pastoral do Menor do Rio de Janeiro, o Providence Bank e as entidades sociais Instituto Ekloos e Instituto Phi. Lá, as FMA, juntamente com os voluntários da obra social, conseguiram entregar, desde o início da pandemia, cestas de alimentos e itens básicos de higiene às famílias de 160 crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social atendidas pelo projeto.

 

O Oratório Diário Madre Madalena Morano, em Barbacena, MG, atende atualmente 180 crianças, adolescentes e jovens e 149 famílias em situação de vulnerabilidade, tendo em vista a promoção da vida e a garantia de direitos humanos. Com a pandemia, foi feita uma adequação das ações e metas planejadas, e os atendimentos e atividades estão acontecendo por meio das redes sociais, telefone institucional, lives e, quando se trata de um caso grave, presencialmente, com visitas domiciliares. Mesmo com a distância física, o Oratório chega às casas dos atendidos diariamente, sendo uma presença que escuta, anima e partilha esperança, apesar das dificuldades que as famílias estão enfrentando com a Covid-19.

 

Sul

A obra social salesiana Lar Padre Jacó, em Itajaí, SC, preocupada com a pandemia da Covid-19 e com os impactos gerados na vida das famílias atendidas, está realizando campanhas e ações estratégicas a fim de amenizar as dificuldades dessas pessoas. A Campanha Solidária de arrecadação de alimentos e materiais de higiene e limpeza e a concessão de cestas básicas são exemplos dessas ações. Toda a entrega tem seguido protocolos de segurança e é realizada com hora marcada, para evitar aglomeração de pessoas.

 

Com o tema “Criatividade e ousadia”, a Paróquia Santo Antônio e o Centro Educacional Dom Bosco de Joinville, SC, realizaram em 18 de outubro um Churrasco Solidário para angariar fundos para as obras sociais da Inspetoria Salesiana São Pio X, presentes em quatro cidades do Sul do país. Tudo foi feito por voluntários e em sistema de mutirão, com cada equipe de trabalho se responsabilizando por uma ação específica do evento. Ao todo, foram vendidos quatro mil churrascos.

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.