Refeitório em paróquia salesiana atende população vulnerável na pandemia

Monday, 08 June 2020 14:43 Written by  Agência Info Salesiana
O refeitório foi criado pelo missionário salesiano, padre Giampiero de Nardi, para atender as pessoas mais necessitadas que, sem poder sair de casa para trabalhar, não tem o que comer.


A emergência global gerou efeitos paralelos que vão muito além do coronavírus. Medidas como confinamento, toque de recolher, restrições à mobilidade e a desaceleração da atividade econômica deixaram milhões de famílias em situação de pobreza. Sem poder sair para trabalhar, não tem o que comer; e os efeitos dessa situação continuarão também depois que a pandemia estiver superada. Os salesianos da Paróquia de San Benito Petén, na Guatemala, tiveram que buscar soluções para ajudar os mais vulneráveis: a iniciativa mais recente foi a criação de um refeitório solidário para distribuir alimentos de primeira necessidade aos mais desfavorecidos.

Os três coirmãos salesianos da paróquia, que atende a 80 mil habitantes, estão sempre ao lado da população. Entretanto, o contágio aumentou no país e o governo precisou impor mais restrições à mobilidade. Por esse motivo, o missionário salesiano padre Giampiero de Nardi criou um refeitório para os pobres, a fim de servir as pessoas mais vulneráveis: pessoas sem renda que, de outra maneira, não teriam como achar comida.

Com o transporte público fechado e o toque de recolher das últimas semanas, o país busca controlar a propagação do coronavírus no país. Todavia os salesianos continuam a oferecer seus serviços pastorais, de acompanhamento, e sociais à população: além da transmissão diária on-line da missa, à procissão do Santíssimo Sacramento, de carro, pela cidade e a distribuição de alimentos nos finais de semana. Agora a população carente também pode contar com o novo refeitório, que durante essas semanas ajudará centenas de pessoas que ficaram sem recursos por causa do coronavírus.

"Queremos continuar ajudando as pessoas mais vulneráveis durante a pandemia, disse o padre de Nardi. Para isso, a chegada de um contêiner com alimentos não perecíveis do Canadá será fundamental. Além disso, queremos comprar legumes, condimentos e um pouco de carne (para que as famílias possam tê-la como alimento ao menos uma vez por semana)".

O missionário salesiano explica que "uma libra de frango custa cerca de 0,70 euros e alimenta três pessoas". Além disso, “contamos com a solidariedade da população, que traz produtos não perecíveis para podermos distribuir. Graças à generosidade da população, todos os dias arroz, feijão, ovos, óleo, macarrão... chegam ao refeitório da solidariedade salesiana".

Em uma área pequena e separada por uma rua, estão as cidades de Petén, Santa Elena, com 50 mil habitantes, e Flores, a Capital municipal. O medo de que a crise dure e perdure - e que os episódios de violência para obter comida aumentem, levou os salesianos a abrir esse refeitório e a continuar oferecendo sua ajuda à população mais vulnerável durante este tempo de pandemia.


Fonte: Agência Info Salesiana

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Monday, 08 June 2020 14:46

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Refeitório em paróquia salesiana atende população vulnerável na pandemia

Monday, 08 June 2020 14:43 Written by  Agência Info Salesiana
O refeitório foi criado pelo missionário salesiano, padre Giampiero de Nardi, para atender as pessoas mais necessitadas que, sem poder sair de casa para trabalhar, não tem o que comer.


A emergência global gerou efeitos paralelos que vão muito além do coronavírus. Medidas como confinamento, toque de recolher, restrições à mobilidade e a desaceleração da atividade econômica deixaram milhões de famílias em situação de pobreza. Sem poder sair para trabalhar, não tem o que comer; e os efeitos dessa situação continuarão também depois que a pandemia estiver superada. Os salesianos da Paróquia de San Benito Petén, na Guatemala, tiveram que buscar soluções para ajudar os mais vulneráveis: a iniciativa mais recente foi a criação de um refeitório solidário para distribuir alimentos de primeira necessidade aos mais desfavorecidos.

Os três coirmãos salesianos da paróquia, que atende a 80 mil habitantes, estão sempre ao lado da população. Entretanto, o contágio aumentou no país e o governo precisou impor mais restrições à mobilidade. Por esse motivo, o missionário salesiano padre Giampiero de Nardi criou um refeitório para os pobres, a fim de servir as pessoas mais vulneráveis: pessoas sem renda que, de outra maneira, não teriam como achar comida.

Com o transporte público fechado e o toque de recolher das últimas semanas, o país busca controlar a propagação do coronavírus no país. Todavia os salesianos continuam a oferecer seus serviços pastorais, de acompanhamento, e sociais à população: além da transmissão diária on-line da missa, à procissão do Santíssimo Sacramento, de carro, pela cidade e a distribuição de alimentos nos finais de semana. Agora a população carente também pode contar com o novo refeitório, que durante essas semanas ajudará centenas de pessoas que ficaram sem recursos por causa do coronavírus.

"Queremos continuar ajudando as pessoas mais vulneráveis durante a pandemia, disse o padre de Nardi. Para isso, a chegada de um contêiner com alimentos não perecíveis do Canadá será fundamental. Além disso, queremos comprar legumes, condimentos e um pouco de carne (para que as famílias possam tê-la como alimento ao menos uma vez por semana)".

O missionário salesiano explica que "uma libra de frango custa cerca de 0,70 euros e alimenta três pessoas". Além disso, “contamos com a solidariedade da população, que traz produtos não perecíveis para podermos distribuir. Graças à generosidade da população, todos os dias arroz, feijão, ovos, óleo, macarrão... chegam ao refeitório da solidariedade salesiana".

Em uma área pequena e separada por uma rua, estão as cidades de Petén, Santa Elena, com 50 mil habitantes, e Flores, a Capital municipal. O medo de que a crise dure e perdure - e que os episódios de violência para obter comida aumentem, levou os salesianos a abrir esse refeitório e a continuar oferecendo sua ajuda à população mais vulnerável durante este tempo de pandemia.


Fonte: Agência Info Salesiana

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Monday, 08 June 2020 14:46

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.