Vides: um projeto para os jovens

Quarta, 03 Junho 2020 12:27 Escrito por  Portal das FMA
É o título do livro publicado recentemente pela Editora Missionária Italiana (EMI), que traz a história do VIDES.  


De autoria de Maria Grazia Caputo, FMA, a obra traça a história do Vides (Voluntariado para a Educação e Desenvolvimento da Mulher), que surgiu em meados dos anos oitenta (1987). É a história de uma paixão educativa que envolveu muitas pessoas, FMA, leigos e jovens.

Assim, a proposta do voluntariado educativo percorre, desde o início, a história do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora e dirige-se aos jovens como uma oportunidade de formação, serviço e promoção humana.

A autora reconstitui os acontecimentos através dos tempos, destaca os pontos fortes, os motivos de crescimento e de transformação. Dá uma ênfase particular aos testemunhos de jovens, de diferentes culturas e religiões da Europa, Ásia, África e América que, ao partilhar o projeto, contribuíram para o seu desenvolvimento.

Desde a sua origem, o Vides acreditou na capacidade dos jovens de se responsabilizarem pelos mais pobres e marginalizados, continuando o que São João Bosco e Maria Domingas Mazzarello haviam intuído e iniciado: não trabalhar apenas em favor dos jovens, mas acreditar nos jovens, confiando-lhes a sua atividade de animação e promoção humana em contextos pobres. Graças aos jovens, confirma-se que a solidariedade é possível no empenho que une muitos jovens e leigos no mundo.


Fonte: Portal das FMA

Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.


Vides: um projeto para os jovens

Quarta, 03 Junho 2020 12:27 Escrito por  Portal das FMA
É o título do livro publicado recentemente pela Editora Missionária Italiana (EMI), que traz a história do VIDES.  


De autoria de Maria Grazia Caputo, FMA, a obra traça a história do Vides (Voluntariado para a Educação e Desenvolvimento da Mulher), que surgiu em meados dos anos oitenta (1987). É a história de uma paixão educativa que envolveu muitas pessoas, FMA, leigos e jovens.

Assim, a proposta do voluntariado educativo percorre, desde o início, a história do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora e dirige-se aos jovens como uma oportunidade de formação, serviço e promoção humana.

A autora reconstitui os acontecimentos através dos tempos, destaca os pontos fortes, os motivos de crescimento e de transformação. Dá uma ênfase particular aos testemunhos de jovens, de diferentes culturas e religiões da Europa, Ásia, África e América que, ao partilhar o projeto, contribuíram para o seu desenvolvimento.

Desde a sua origem, o Vides acreditou na capacidade dos jovens de se responsabilizarem pelos mais pobres e marginalizados, continuando o que São João Bosco e Maria Domingas Mazzarello haviam intuído e iniciado: não trabalhar apenas em favor dos jovens, mas acreditar nos jovens, confiando-lhes a sua atividade de animação e promoção humana em contextos pobres. Graças aos jovens, confirma-se que a solidariedade é possível no empenho que une muitos jovens e leigos no mundo.


Fonte: Portal das FMA

Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.