Estudantes desenvolvem projeto de app com foco na destinação correta do lixo

Thursday, 28 May 2020 14:42 Written by  Moira Paula - Assessoria de Comunicação Salesiana
O desenvolvimento do app ainda está sendo estudado, mas a ideia é atingir pessoas físicas e jurídicas, integrando catadores de lixo, artesãos, ONGs, indústrias de reciclagem e governo.


Da teoria para a prática. Por meio da disciplina de Gerenciamento de Projetos, ministrada pelo professor Mauro Dias de Carvalho para estudantes dos cursos de Administração, Comunicação Social, Engenharias da Computação, Produção, Química e Ambiental e Sanitária da Faculdade Católica Salesiana, há muitos projetos saindo do papel, visando especialmente à transformação social.

Exemplo disso, são os alunos do 10º período de Engenharia Química, Malu Medeiros e Thiago Luiz Garcia, que desenvolveram um projeto de criação de uma Organização Não Governamental (ONG) que atuará por meio de um aplicativo que visa à destinação correta do lixo, conectando o remetente ao destinatário.

O desenvolvimento do aplicativo ainda está sendo estudado, mas a ideia é atingir pessoas físicas e jurídicas, integrando catadores de lixo, artesãos, ONGs, indústrias de reciclagem e governo. O app funcionará como um sistema ‘delivery’, combinando data, hora, local e forma de interação entre os remetentes e os destinatários como, por exemplo, formas de pagamento, doação, troca etc., com o intuito de promover a educação e a maturidade no pensamento e nas ações pró-ambientais.

“Através de pesquisas em sites do governo, percebemos que a quantidade de lixo sólido que produzimos onera muito os cofres públicos e que mais de 70% desse lixo poderia ser reciclado, reutilizado ou reaproveitado. De posse desses dados, estamos buscando a criação do aplicativo, visando ajudar na destinação adequada do que é descartado pelas pessoas e pelas empresas. Pensamos no aplicativo por ser de fácil e simples acesso, além de digital”, explicam os estudantes.

O professor Mauro Dias, por sua vez, ressalta que a disciplina utiliza a metodologia ativa baseada em projetos, onde os alunos são estimulados a elaborar o seu próprio projeto, por meio de ondas sucessivas de aprendizagem, integrando diferentes conhecimentos e competências.

“Ao aplicar a metodologia ativa de aprendizagem em pares, organizo os alunos em duplas e busco incentivar as interações entre eles, com foco nas habilidades interpessoais e valorizando a experiência e conhecimento de cada um. O resultado são projetos como o da Malu e do Thiago que além de levá-los à construção do conhecimento, protagoniza suas habilidades e seus valores, através de uma ação que pode impactar de forma positiva na sociedade”, salienta Mauro.

“Esperamos que, com o aplicativo pronto, as pessoas saibam do real destino do seu lixo. Além disso, desejamos que o app seja capaz de conscientizar as pessoas, principalmente as crianças e os jovens sobre a prática da educação ambiental. Assim, a ideia é que haja uma redução do descarte incorreto dos seus resíduos e diminuição dos gastos públicos com a coleta de lixo, possibilitando que o governo destine recursos para outras áreas como a de saneamento, saúde e educação, a longo prazo, crie uma cultura mais sustentável”, finalizam Malu e Thiago.


Fonte: Moira Paula - Assessoria de Comunicação Salesiana

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Thursday, 28 May 2020 14:48

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Estudantes desenvolvem projeto de app com foco na destinação correta do lixo

Thursday, 28 May 2020 14:42 Written by  Moira Paula - Assessoria de Comunicação Salesiana
O desenvolvimento do app ainda está sendo estudado, mas a ideia é atingir pessoas físicas e jurídicas, integrando catadores de lixo, artesãos, ONGs, indústrias de reciclagem e governo.


Da teoria para a prática. Por meio da disciplina de Gerenciamento de Projetos, ministrada pelo professor Mauro Dias de Carvalho para estudantes dos cursos de Administração, Comunicação Social, Engenharias da Computação, Produção, Química e Ambiental e Sanitária da Faculdade Católica Salesiana, há muitos projetos saindo do papel, visando especialmente à transformação social.

Exemplo disso, são os alunos do 10º período de Engenharia Química, Malu Medeiros e Thiago Luiz Garcia, que desenvolveram um projeto de criação de uma Organização Não Governamental (ONG) que atuará por meio de um aplicativo que visa à destinação correta do lixo, conectando o remetente ao destinatário.

O desenvolvimento do aplicativo ainda está sendo estudado, mas a ideia é atingir pessoas físicas e jurídicas, integrando catadores de lixo, artesãos, ONGs, indústrias de reciclagem e governo. O app funcionará como um sistema ‘delivery’, combinando data, hora, local e forma de interação entre os remetentes e os destinatários como, por exemplo, formas de pagamento, doação, troca etc., com o intuito de promover a educação e a maturidade no pensamento e nas ações pró-ambientais.

“Através de pesquisas em sites do governo, percebemos que a quantidade de lixo sólido que produzimos onera muito os cofres públicos e que mais de 70% desse lixo poderia ser reciclado, reutilizado ou reaproveitado. De posse desses dados, estamos buscando a criação do aplicativo, visando ajudar na destinação adequada do que é descartado pelas pessoas e pelas empresas. Pensamos no aplicativo por ser de fácil e simples acesso, além de digital”, explicam os estudantes.

O professor Mauro Dias, por sua vez, ressalta que a disciplina utiliza a metodologia ativa baseada em projetos, onde os alunos são estimulados a elaborar o seu próprio projeto, por meio de ondas sucessivas de aprendizagem, integrando diferentes conhecimentos e competências.

“Ao aplicar a metodologia ativa de aprendizagem em pares, organizo os alunos em duplas e busco incentivar as interações entre eles, com foco nas habilidades interpessoais e valorizando a experiência e conhecimento de cada um. O resultado são projetos como o da Malu e do Thiago que além de levá-los à construção do conhecimento, protagoniza suas habilidades e seus valores, através de uma ação que pode impactar de forma positiva na sociedade”, salienta Mauro.

“Esperamos que, com o aplicativo pronto, as pessoas saibam do real destino do seu lixo. Além disso, desejamos que o app seja capaz de conscientizar as pessoas, principalmente as crianças e os jovens sobre a prática da educação ambiental. Assim, a ideia é que haja uma redução do descarte incorreto dos seus resíduos e diminuição dos gastos públicos com a coleta de lixo, possibilitando que o governo destine recursos para outras áreas como a de saneamento, saúde e educação, a longo prazo, crie uma cultura mais sustentável”, finalizam Malu e Thiago.


Fonte: Moira Paula - Assessoria de Comunicação Salesiana

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Thursday, 28 May 2020 14:48

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.