Nota de falecimento: dom Emilio Simeon Allué

Monday, 27 April 2020 14:38 Written by  Agência Info Salesiana
A Covid-19 fez mais uma vítima entre os filhos de Dom Bosco: dom Emilio Simeon Allué, bispo auxiliar emérito de Boston, Estados Unidos, e bispo titular de Croe.


Dom Emilio morreu às 9h30 desta segunda-feira, 27 de abril, no Hospital St. Elizabeth, de Boston, nos Estados Unidos, onde estava internado a mais de uma semana. Ele tinha 85 anos, era salesiano professo há 63 anos, tinha 53 anos de sacerdócio e quase 24 de bispo. Foi o primeiro e, até agora, o único bispo salesiano, nos EUA.

Dom Allué nasceu em Huesca, Espanha, no dia 18 de fevereiro de 1935. Iniciou o noviciado salesiano em Tarragona, em 1955, e fez a primeira profissão em 16 de agosto de 1956, partindo imediatamente como missionário para os Estados Unidos, continuando ali a sua formação salesiana. Em 1962 voltou à Europa para estudar Teologia, na Universidade Pontifícia Salesiana, de Roma, sendo ordenado sacerdote a 22 de dezembro de 1966. Completados com sucesso os estudos, voltou em 1963 aos EUA, tornando-se a seguir cidadão americano em 1974. Em 1981 doutorou-se em Teologia na Fordham University, de Nova Iorque.

Como jovem sacerdote foi responsável pela pastoral no campus junto ao Seminário Salesiano Juvenil, de Goshen, em Nova Iorque (1967-1970), professor de Teologia e espanhol (1970-1977), diretor de Goshen (1972-1975), ecônomo no Dom Bosco Tech, de Paterson (1977-1978), e no Don Bosco College (1980-1982).

Em nível pastoral foi vice-pároco na Paróquia de Maria Auxiliadora, de Nova Iorque, e administrador da vizinha Paróquia de Sant’Anna (1978-1979). De 1982 a 1990 foi pároco da igreja de Nossa Senhora do Carmelo, em New Brunswick, no Canadá, diretor da comunidade salesiana e também diretor da Pastoral para a população hispânica da Diocese de Metuchen, em New Jersey.

No período em que foi diretor do santuário mariano de Haverstraw, Nova Iorque (1992-1995), além de transmitir a sua intensa devoção mariana, promoveu ativamente a devoção à Divina Misericórdia. Em 1996 foi nomeado bispo auxiliar de Boston, pelo Papa João Paulo II. O então arcebispo de Boston, cardeal Bernard Law, disse na ocasião: “a sua nomeação demonstra a atenção do Santo Padre para com a grande comunidade hispânica da área de Boston”.

Foi ordenado bispo em 17 de setembro de 1996, sendo-lhe confiada pelo cardeal Law a responsabilidade pastoral pela região oeste (1996-2000), pela região Merrimack (2002-2008) e a pastoral dos hispânicos (2008-2010). O seu mote episcopal exprimiu claramente o seu caráter salesiano: «Da mihi animas».

Tornando-se bispo auxiliar emérito em 2010, continuou a servir na pastoral diocesana e, em 2008, consagrou a nova capela do santuário mariano, de Haverstraw. Nos últimos anos passou a residir na casa “Rainha Cleri” para os sacerdotes da Arquidiocese de Boston.

Dom Allué foi muito bem descrito por um dos seus inspetores quando era somente salesiano sacerdote: “uma pessoa de bom caráter, amigo, um grande trabalhador, perseverante, colaborador, com sentido de responsabilidade, uma pessoa de comunidade, um bom administrador”.

 

Fonte: Agência Info Salesiana

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Monday, 27 April 2020 15:06

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Nota de falecimento: dom Emilio Simeon Allué

Monday, 27 April 2020 14:38 Written by  Agência Info Salesiana
A Covid-19 fez mais uma vítima entre os filhos de Dom Bosco: dom Emilio Simeon Allué, bispo auxiliar emérito de Boston, Estados Unidos, e bispo titular de Croe.


Dom Emilio morreu às 9h30 desta segunda-feira, 27 de abril, no Hospital St. Elizabeth, de Boston, nos Estados Unidos, onde estava internado a mais de uma semana. Ele tinha 85 anos, era salesiano professo há 63 anos, tinha 53 anos de sacerdócio e quase 24 de bispo. Foi o primeiro e, até agora, o único bispo salesiano, nos EUA.

Dom Allué nasceu em Huesca, Espanha, no dia 18 de fevereiro de 1935. Iniciou o noviciado salesiano em Tarragona, em 1955, e fez a primeira profissão em 16 de agosto de 1956, partindo imediatamente como missionário para os Estados Unidos, continuando ali a sua formação salesiana. Em 1962 voltou à Europa para estudar Teologia, na Universidade Pontifícia Salesiana, de Roma, sendo ordenado sacerdote a 22 de dezembro de 1966. Completados com sucesso os estudos, voltou em 1963 aos EUA, tornando-se a seguir cidadão americano em 1974. Em 1981 doutorou-se em Teologia na Fordham University, de Nova Iorque.

Como jovem sacerdote foi responsável pela pastoral no campus junto ao Seminário Salesiano Juvenil, de Goshen, em Nova Iorque (1967-1970), professor de Teologia e espanhol (1970-1977), diretor de Goshen (1972-1975), ecônomo no Dom Bosco Tech, de Paterson (1977-1978), e no Don Bosco College (1980-1982).

Em nível pastoral foi vice-pároco na Paróquia de Maria Auxiliadora, de Nova Iorque, e administrador da vizinha Paróquia de Sant’Anna (1978-1979). De 1982 a 1990 foi pároco da igreja de Nossa Senhora do Carmelo, em New Brunswick, no Canadá, diretor da comunidade salesiana e também diretor da Pastoral para a população hispânica da Diocese de Metuchen, em New Jersey.

No período em que foi diretor do santuário mariano de Haverstraw, Nova Iorque (1992-1995), além de transmitir a sua intensa devoção mariana, promoveu ativamente a devoção à Divina Misericórdia. Em 1996 foi nomeado bispo auxiliar de Boston, pelo Papa João Paulo II. O então arcebispo de Boston, cardeal Bernard Law, disse na ocasião: “a sua nomeação demonstra a atenção do Santo Padre para com a grande comunidade hispânica da área de Boston”.

Foi ordenado bispo em 17 de setembro de 1996, sendo-lhe confiada pelo cardeal Law a responsabilidade pastoral pela região oeste (1996-2000), pela região Merrimack (2002-2008) e a pastoral dos hispânicos (2008-2010). O seu mote episcopal exprimiu claramente o seu caráter salesiano: «Da mihi animas».

Tornando-se bispo auxiliar emérito em 2010, continuou a servir na pastoral diocesana e, em 2008, consagrou a nova capela do santuário mariano, de Haverstraw. Nos últimos anos passou a residir na casa “Rainha Cleri” para os sacerdotes da Arquidiocese de Boston.

Dom Allué foi muito bem descrito por um dos seus inspetores quando era somente salesiano sacerdote: “uma pessoa de bom caráter, amigo, um grande trabalhador, perseverante, colaborador, com sentido de responsabilidade, uma pessoa de comunidade, um bom administrador”.

 

Fonte: Agência Info Salesiana

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Monday, 27 April 2020 15:06

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.