Uma escola diferente no coração da floresta Amazônica

Monday, 06 April 2020 17:55 Written by  Professora Sônia Maria Alves
O Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Manaus, AM, completou 90 anos de serviços à educação com os princípios da filosofia salesiana nesta cidade.


Manaus resgata a sua história através da restauração e conservação do patrimônio público, que embeleza e a torna monumento vivo de memória, gratidão e serviço de qualidade à sociedade. Entre os prédios importantes, pode-se descortinar na Rua Silva Ramos-Centro, o Colégio Nossa Senhora Auxiliadora. Ele completou em 19 de março, dia de São José, 90 anos de serviços à educação com os princípios da filosofia salesiana nesta cidade.


Esta história se inicia em 1930, como registram os documentos e agendas das irmãs Filhas de Maria Auxiliadora que aqui chegaram vindo da Itália. Elas trouxeram na bagagem um projeto de promoção de vida, uma educação fundamentada no tripé do sistema preventivo ensinado por Dom Bosco: razão, religião e amor.


A linha do tempo desta instituição de ensino se entrelaça com a história da cidade que, como um personagem, observa a cada ano o crescimento e a transformação de uma pequena cidade para uma metrópole. Um personagem que filmava, através do coração de cada geração de alunas, depois de alunos, que entravam e saiam com a certeza da educação de qualidade recebida, sentindo-se prontos para contribuir com a sociedade como “bons cristãos e honestos cidadãos”.


Quem nela trabalha, estuda ou acompanha os filhos sente um conforto na alma logo que entra no ambiente, por este ser educativo. Há sempre um texto nas paredes, um informativo com datas que educam para a sensibilidade, uma programação quer seja festiva ou formativa, atualizando o leitor para o tipo de identidade e filosofia defendida na ação educativa, em todos os componentes curriculares.


O Colégio Nossa Senhora Auxiliadora construiu sua história com um projeto de ‘pessoa humana’ e de sociedade, projeto este, fiel à pedagogia de Dom Bosco e Madre Mazzarello, pilares da marca salesiana, com sua identidade eclesial e missionária, educação de qualidade, a qual atende à legislação e às exigências das provas externas, caracterizando-se, assim, seu estilo educativo comprometido com a cultura local e com a defesa da vida em todas as suas dimensões.


A marca pedagógica ganha rosto amazônico, de gente da terra, comprometida com a história e cultura local. Isto ocorre na prática através de projetos interdisciplinares, nos quais se usam metodologias que facilitem a aprendizagem, para que os educandos consigam entender o conhecimento acumulado pela humanidade e como este encontra-se presente na realidade local. Entre vários objetivos, dentro da sala de aula, destaca-se o de instigar a defesa da vida amazônica, transformando o conhecimento científico em aprendizagem significativa, de forma crítica e provocativa, de forma fraterna e, sobretudo, voltada para o bem comum do coletivo.


Entre tantos compromissos assumidos pela gestão salesiana, mantém-se a fidelidade aos fundadores, pautada em formar cidadão plural. Para isto, investe na formação dos docentes e colaboradores. Atende de forma didática às habilidades socioemocionais, através de projetos interdisciplinares e aplicação de metodologias inovadoras, utiliza as novas tecnologias, assim como outros meios didáticos.


Educar é uma tarefa fascinante, mas ao mesmo tempo complexa diante de novos desafios. Usar a pedagogia como meio de transformação social para transmissão cultural tem sido uma busca constante que exige formação pedagógica e meta do educador. O Colégio Nossa Senhora Auxiliadora tem compromisso em gerar vidas dignas no Amazonas, formando educandos comprometidos com a realidade amazônica, na qual os valores caboclos devam ser respeitados. E nesta complexa sociedade contemporânea só uma escola com uma proposta educativa, alicerçada em grandes santos, pode marcar gerações de forma positiva. Isto se vê a cada 24 de cada mês, com a presença de alunos e ex-alunos na igreja. Nela se fundem fé, cultura, vida, ciência, tecnologia e valores, todos voltados para a convivência da paz e do amor ao próximo.


A escola do coração da floresta, portanto, procura a cada ano ser o referencial de valores e fidelidade ao carisma, de acordo com os ensinamentos de Dom Bosco e Madre Mazzarelo. Neste sentido, seguem os projetos trimestrais, elaborados de forma interdisciplinar, são entrelaçados com a Carta do Reitor–mor, Campanha da Fraternidade, datas cívicas e conhecimento científico da atualidade, para isto faz-se uma releitura da sociedade e do humano e suas urgências. Resgata o sujeito ativo para investigar o problema com olhar da ética, despertando a capacidade de refletir e ser capaz de dar respostas, nas quais esteja presente o SER como uma prática para o exercício da cidadania e capaz de progredir de forma ativa, quer seja no trabalho, no estudo e na sociedade em que vai atuar.


A história amazonense confere selo de qualidade aos 90 anos de educação do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora o qual, mesclando-se ao cheiro, ao paladar, ao jeito de ser dos amazônidas, tatuou no coração dos que tiveram e tem a honra dele fazer parte, o mais sublime dos sentimentos - o amor!

 

Fonte: professora Sônia Maria Alves

Rate this item
(1 Vote)
Last modified on Tuesday, 28 April 2020 23:42

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Uma escola diferente no coração da floresta Amazônica

Monday, 06 April 2020 17:55 Written by  Professora Sônia Maria Alves
O Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Manaus, AM, completou 90 anos de serviços à educação com os princípios da filosofia salesiana nesta cidade.


Manaus resgata a sua história através da restauração e conservação do patrimônio público, que embeleza e a torna monumento vivo de memória, gratidão e serviço de qualidade à sociedade. Entre os prédios importantes, pode-se descortinar na Rua Silva Ramos-Centro, o Colégio Nossa Senhora Auxiliadora. Ele completou em 19 de março, dia de São José, 90 anos de serviços à educação com os princípios da filosofia salesiana nesta cidade.


Esta história se inicia em 1930, como registram os documentos e agendas das irmãs Filhas de Maria Auxiliadora que aqui chegaram vindo da Itália. Elas trouxeram na bagagem um projeto de promoção de vida, uma educação fundamentada no tripé do sistema preventivo ensinado por Dom Bosco: razão, religião e amor.


A linha do tempo desta instituição de ensino se entrelaça com a história da cidade que, como um personagem, observa a cada ano o crescimento e a transformação de uma pequena cidade para uma metrópole. Um personagem que filmava, através do coração de cada geração de alunas, depois de alunos, que entravam e saiam com a certeza da educação de qualidade recebida, sentindo-se prontos para contribuir com a sociedade como “bons cristãos e honestos cidadãos”.


Quem nela trabalha, estuda ou acompanha os filhos sente um conforto na alma logo que entra no ambiente, por este ser educativo. Há sempre um texto nas paredes, um informativo com datas que educam para a sensibilidade, uma programação quer seja festiva ou formativa, atualizando o leitor para o tipo de identidade e filosofia defendida na ação educativa, em todos os componentes curriculares.


O Colégio Nossa Senhora Auxiliadora construiu sua história com um projeto de ‘pessoa humana’ e de sociedade, projeto este, fiel à pedagogia de Dom Bosco e Madre Mazzarello, pilares da marca salesiana, com sua identidade eclesial e missionária, educação de qualidade, a qual atende à legislação e às exigências das provas externas, caracterizando-se, assim, seu estilo educativo comprometido com a cultura local e com a defesa da vida em todas as suas dimensões.


A marca pedagógica ganha rosto amazônico, de gente da terra, comprometida com a história e cultura local. Isto ocorre na prática através de projetos interdisciplinares, nos quais se usam metodologias que facilitem a aprendizagem, para que os educandos consigam entender o conhecimento acumulado pela humanidade e como este encontra-se presente na realidade local. Entre vários objetivos, dentro da sala de aula, destaca-se o de instigar a defesa da vida amazônica, transformando o conhecimento científico em aprendizagem significativa, de forma crítica e provocativa, de forma fraterna e, sobretudo, voltada para o bem comum do coletivo.


Entre tantos compromissos assumidos pela gestão salesiana, mantém-se a fidelidade aos fundadores, pautada em formar cidadão plural. Para isto, investe na formação dos docentes e colaboradores. Atende de forma didática às habilidades socioemocionais, através de projetos interdisciplinares e aplicação de metodologias inovadoras, utiliza as novas tecnologias, assim como outros meios didáticos.


Educar é uma tarefa fascinante, mas ao mesmo tempo complexa diante de novos desafios. Usar a pedagogia como meio de transformação social para transmissão cultural tem sido uma busca constante que exige formação pedagógica e meta do educador. O Colégio Nossa Senhora Auxiliadora tem compromisso em gerar vidas dignas no Amazonas, formando educandos comprometidos com a realidade amazônica, na qual os valores caboclos devam ser respeitados. E nesta complexa sociedade contemporânea só uma escola com uma proposta educativa, alicerçada em grandes santos, pode marcar gerações de forma positiva. Isto se vê a cada 24 de cada mês, com a presença de alunos e ex-alunos na igreja. Nela se fundem fé, cultura, vida, ciência, tecnologia e valores, todos voltados para a convivência da paz e do amor ao próximo.


A escola do coração da floresta, portanto, procura a cada ano ser o referencial de valores e fidelidade ao carisma, de acordo com os ensinamentos de Dom Bosco e Madre Mazzarelo. Neste sentido, seguem os projetos trimestrais, elaborados de forma interdisciplinar, são entrelaçados com a Carta do Reitor–mor, Campanha da Fraternidade, datas cívicas e conhecimento científico da atualidade, para isto faz-se uma releitura da sociedade e do humano e suas urgências. Resgata o sujeito ativo para investigar o problema com olhar da ética, despertando a capacidade de refletir e ser capaz de dar respostas, nas quais esteja presente o SER como uma prática para o exercício da cidadania e capaz de progredir de forma ativa, quer seja no trabalho, no estudo e na sociedade em que vai atuar.


A história amazonense confere selo de qualidade aos 90 anos de educação do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora o qual, mesclando-se ao cheiro, ao paladar, ao jeito de ser dos amazônidas, tatuou no coração dos que tiveram e tem a honra dele fazer parte, o mais sublime dos sentimentos - o amor!

 

Fonte: professora Sônia Maria Alves

Rate this item
(1 Vote)
Last modified on Tuesday, 28 April 2020 23:42

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.