Espanha: Inspetoria São Tiago Maior é afetada pela pandemia de coronavírus

Thursday, 26 March 2020 15:06 Written by  Agência Info Salesiana
A Inspetoria São Tiago Maior, sediada em Madri, na Espanha, foi seriamente afetada pela pandemia de COVID-19. Algumas circunstâncias, impossíveis de se prever na época em que ocorreram, provocaram contágios e morte de muitos salesianos.

 

Durante uma reunião na Espanha, quando ainda não havia sido identificada a situação da epidemia, vários salesianos e leigos, entre os quais um participante de Veneza, ficaram infectados. Diversas comunidades foram posteriormente visitadas pelos religiosos infectados, difundindo o contágio entre outros salesianos.

 

Na comunidade Oviedo, todos os religiosos, exceto o mais idoso, ficaram contaminados. Dois salesianos coadjutores Avelino Uña, 68 anos, e Tirso Álvarez, 94 anos, faleceram. O salesiano padre Joaquín Egozcue, 76 anos, encontra-se, neste momento, sedado e intubado no hospital.

 

Nas comunidades de Leão, onde ocorreu o encontro que gerou os demais contágios, os efeitos foram ainda mais graves. A comunidade Centro Dom Bosco teve duas mortes: os salesianos coadjutores Manuel Machado, 79 anos, e Pedro García, 81 anos. Outros religiosos com sintomas do COVID-19 se encontram em recuperação. Na obra Santiago el Mayor, o vírus também atingiu a residência que abriga os salesianos idosos. Entre as vítimas fatais estão os Salesianos irmãos Cayetano Álvarez, 89 anos, e Maximiliano Asenjo, 87 anos. Outros três salesianos da casa de repouso, que não foram diagnosticados com o vírus, juntaram-se a eles no caminho do Pai e são eles: padre Félix Cantón, 86 anos, padre Ángel Neila, 86,  e o salesiano irmão Ivo Díez, 94. Graciano Vidal, SDB, está em estado crítico.

 

Também foi afetada após a reunião de León a casa San José, de Salamanca. Quase todos os salesianos dessa obra foram infectados e alguns deles se encontram em estado crítico.

 

Em outra comunidade salesiana de Madri, o padre salesiano Pablo Ortega, 81 anos, morreu por coronavírus; um irmão foi hospitalizado com pneumonia e os outros cumprem quarentena.

 

Na residência para salesianos idosos de Arevalo, o padre salesiano Florencio Martinez, 90 anos, apresentou alguns sintomas do vírus e morreu repentinamente. Dias depois, sem sinais aparentes de contágio, também veio a falecer o salesiano coadjutor Fidel Montes, 94 anos.

 

Está claro para todos que a evolução da situação tem sido muito rápida desde suas primeiras manifestações e precipitou de forma dramática em poucos dias. Desde o primeiro momento, a Inspetoria São Tiago Maior procurou tomar todas as precauções para proteger os coirmãos salesianos mais vulneráveis, isolando aqueles que apresentaram sintomas e praticando a quarentena nas comunidades, além de adotar todas as medidas de segurança correspondentes. Algumas comunidades já foram higienizadas.

 

Todas as comunidades da Inspetoria foram devidamente instruídas a respeito dos procedimentos que se devem seguir. É importante ressaltar a necessidade que sentem os religiosos em isolamento da companhia e do afeto dos outros irmãos, por meio das várias opções oferecidas pela tecnologia. Em todos os casos, é preciso relembrar que “todos estamos nas mãos de Deus que é Pai”.

 

 

Fonte: Agência Info Salesiana

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Thursday, 26 March 2020 15:13

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Espanha: Inspetoria São Tiago Maior é afetada pela pandemia de coronavírus

Thursday, 26 March 2020 15:06 Written by  Agência Info Salesiana
A Inspetoria São Tiago Maior, sediada em Madri, na Espanha, foi seriamente afetada pela pandemia de COVID-19. Algumas circunstâncias, impossíveis de se prever na época em que ocorreram, provocaram contágios e morte de muitos salesianos.

 

Durante uma reunião na Espanha, quando ainda não havia sido identificada a situação da epidemia, vários salesianos e leigos, entre os quais um participante de Veneza, ficaram infectados. Diversas comunidades foram posteriormente visitadas pelos religiosos infectados, difundindo o contágio entre outros salesianos.

 

Na comunidade Oviedo, todos os religiosos, exceto o mais idoso, ficaram contaminados. Dois salesianos coadjutores Avelino Uña, 68 anos, e Tirso Álvarez, 94 anos, faleceram. O salesiano padre Joaquín Egozcue, 76 anos, encontra-se, neste momento, sedado e intubado no hospital.

 

Nas comunidades de Leão, onde ocorreu o encontro que gerou os demais contágios, os efeitos foram ainda mais graves. A comunidade Centro Dom Bosco teve duas mortes: os salesianos coadjutores Manuel Machado, 79 anos, e Pedro García, 81 anos. Outros religiosos com sintomas do COVID-19 se encontram em recuperação. Na obra Santiago el Mayor, o vírus também atingiu a residência que abriga os salesianos idosos. Entre as vítimas fatais estão os Salesianos irmãos Cayetano Álvarez, 89 anos, e Maximiliano Asenjo, 87 anos. Outros três salesianos da casa de repouso, que não foram diagnosticados com o vírus, juntaram-se a eles no caminho do Pai e são eles: padre Félix Cantón, 86 anos, padre Ángel Neila, 86,  e o salesiano irmão Ivo Díez, 94. Graciano Vidal, SDB, está em estado crítico.

 

Também foi afetada após a reunião de León a casa San José, de Salamanca. Quase todos os salesianos dessa obra foram infectados e alguns deles se encontram em estado crítico.

 

Em outra comunidade salesiana de Madri, o padre salesiano Pablo Ortega, 81 anos, morreu por coronavírus; um irmão foi hospitalizado com pneumonia e os outros cumprem quarentena.

 

Na residência para salesianos idosos de Arevalo, o padre salesiano Florencio Martinez, 90 anos, apresentou alguns sintomas do vírus e morreu repentinamente. Dias depois, sem sinais aparentes de contágio, também veio a falecer o salesiano coadjutor Fidel Montes, 94 anos.

 

Está claro para todos que a evolução da situação tem sido muito rápida desde suas primeiras manifestações e precipitou de forma dramática em poucos dias. Desde o primeiro momento, a Inspetoria São Tiago Maior procurou tomar todas as precauções para proteger os coirmãos salesianos mais vulneráveis, isolando aqueles que apresentaram sintomas e praticando a quarentena nas comunidades, além de adotar todas as medidas de segurança correspondentes. Algumas comunidades já foram higienizadas.

 

Todas as comunidades da Inspetoria foram devidamente instruídas a respeito dos procedimentos que se devem seguir. É importante ressaltar a necessidade que sentem os religiosos em isolamento da companhia e do afeto dos outros irmãos, por meio das várias opções oferecidas pela tecnologia. Em todos os casos, é preciso relembrar que “todos estamos nas mãos de Deus que é Pai”.

 

 

Fonte: Agência Info Salesiana

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Thursday, 26 March 2020 15:13

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.