Nota de falecimento: padre Francesco Maraccani

Monday, 27 January 2020 15:38 Written by  Agência Info Salesiana
O funeral ocorreu nesta segunda-feira, 27 de janeiro, na Basílica do Sagrado Coração de Roma.


Faleceu na noite de 24 de janeiro, festa de São Francisco de Sales e dia da comemoração mensal de Maria Auxiliadora, o padre Francesco Maraccani, SDB, ex-secretário geral e procurador-geral da Congregação Salesiana. A sua vida foi vivida em dedicação inteligente e generosa, a serviço dos jovens, dos salesianos e da congregação.

Padre Maraccani nasceu em 30 de outubro de 1936 em Pavone Mella, Brescia, Itália. Ele cresceu no oratório salesiano, onde o padre Michele Benedetti era diretor da comunidade e responsável pelo oratório, que exercia tanta influência espiritual e apostólica sobre ele como sobre outros jovens que mais tarde se tornaram salesianos.

Depois de terminar o ensino fundamental, sem saber ainda o que fazer, tornou-se voluntário, por um ano, no oratório e decidiu ir para o aspirantado de Chiari. O aspirantado é seguido por um ano de noviciado em Montodine e depois um pós-noviciado em Nave. Ele fez sua primeira profissão em 16 de agosto de 1954, sua profissão perpétua em 14 de agosto de 1960. Em 1963, ele se formou em Engenharia Eletrônica pela Politécnica de Milão.

Foi ordenado sacerdote em 18 de março de 1967. Em junho do mesmo ano, obteve um diploma de Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana.

Após a ordenação presbiteral, por 12 anos, de 1967 a 1979, foi decano do Instituto Técnico Industrial Dom Bosco de Brescia. Em 1974, tornou-se diretor da comunidade salesiana, cargo que ocupou por cinco anos, até 1979, sem dispensar às 25 horas semanais de escola e ensino no centro de treinamento profissional noturno. Ao inspetor que pediu que ele reduzisse o horário escolar, ele respondeu que o ensino não o incomodava e que essa era a maneira de estar perto dos jovens. Estes são os anos mais bonitos de sua vida, vividos com jovens. Ele gostava de ensinar, fazia isso com paixão e com clareza que os meninos o reconheciam e por quem o apreciavam e lhe davam simpatia.

De 1970 a 1979, foi conselheiro inspetorial da inspetoria Emiliana da Lombardia. Várias vezes ele foi regulador dos capítulos inspetoriais. Eleito pela Assembléia do Capítulo, participou do Capítulo Geral Especial XX. Com pesar, mas disponível para obediência, ele deixou o ensino quando foi nomeado inspetor.

De 29 de junho de 1979 a 23 de outubro de 1984, ele ocupou o cargo de inspetor da inspetoria San Zeno, com sede em Verona. No mesmo período, foi eleito presidente da Conferência dos Superiores Maiores de Triveneto.

Em outubro de 1984, o padre Egidio Viganò foi chamado a Roma pelo Reitor-mor, que lhe confiou o cargo de secretário do Conselho Geral, cargo que ocupou continuamente por 18 anos até 2002. De julho de 2002 a novembro de 2015, por 13 anos, ele exerce o cargo de procurador geral da Congregação na Santa Sé e porta-voz do Reitor-mor.

Ele participou de oito capítulos gerais, de 1971 a 2014. Em 1990, foi o 23º governador do capítulo geral. De 2015 a novembro de 2019, apesar da idade avançada e dos problemas de saúde, continuou trabalhando incansavelmente no Departamento Jurídico da Congregação Salesiana. Até o final de sua peregrinação terrena, ele levou uma vida religiosa e sacerdotal exemplar.

“Imagino que no céu ele vá até São Pedro para pedir algum trabalho. O trabalho, nas suas várias formas, é o traço distintivo do salesiano: trabalho apostólico, trabalho manual e intelectual, trabalho santificado pela união com Deus”, disse o padre Francesco Cereda, vigário do reitor-mor, que já teve a oportunidade de conhecê-lo quando ele era um jovem salesiano na inspetoria do ILE.

Madre Yvonne Reungoat, superiora geral das Filhas de Maria Auxiliadora, disse: “estamos perto de você na oração de louvor ao Senhor por ter dado à sua Congregação e à Igreja a rica e brilhante figura do padre Francesco Maraccani. Com total dedicação, profunda inteligência, competência apaixonada e amor, serviu à Congregação como autêntico filho de Dom Bosco".

 

Fonte: Agência Info Salesiana

 

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Monday, 27 January 2020 16:42

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Nota de falecimento: padre Francesco Maraccani

Monday, 27 January 2020 15:38 Written by  Agência Info Salesiana
O funeral ocorreu nesta segunda-feira, 27 de janeiro, na Basílica do Sagrado Coração de Roma.


Faleceu na noite de 24 de janeiro, festa de São Francisco de Sales e dia da comemoração mensal de Maria Auxiliadora, o padre Francesco Maraccani, SDB, ex-secretário geral e procurador-geral da Congregação Salesiana. A sua vida foi vivida em dedicação inteligente e generosa, a serviço dos jovens, dos salesianos e da congregação.

Padre Maraccani nasceu em 30 de outubro de 1936 em Pavone Mella, Brescia, Itália. Ele cresceu no oratório salesiano, onde o padre Michele Benedetti era diretor da comunidade e responsável pelo oratório, que exercia tanta influência espiritual e apostólica sobre ele como sobre outros jovens que mais tarde se tornaram salesianos.

Depois de terminar o ensino fundamental, sem saber ainda o que fazer, tornou-se voluntário, por um ano, no oratório e decidiu ir para o aspirantado de Chiari. O aspirantado é seguido por um ano de noviciado em Montodine e depois um pós-noviciado em Nave. Ele fez sua primeira profissão em 16 de agosto de 1954, sua profissão perpétua em 14 de agosto de 1960. Em 1963, ele se formou em Engenharia Eletrônica pela Politécnica de Milão.

Foi ordenado sacerdote em 18 de março de 1967. Em junho do mesmo ano, obteve um diploma de Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana.

Após a ordenação presbiteral, por 12 anos, de 1967 a 1979, foi decano do Instituto Técnico Industrial Dom Bosco de Brescia. Em 1974, tornou-se diretor da comunidade salesiana, cargo que ocupou por cinco anos, até 1979, sem dispensar às 25 horas semanais de escola e ensino no centro de treinamento profissional noturno. Ao inspetor que pediu que ele reduzisse o horário escolar, ele respondeu que o ensino não o incomodava e que essa era a maneira de estar perto dos jovens. Estes são os anos mais bonitos de sua vida, vividos com jovens. Ele gostava de ensinar, fazia isso com paixão e com clareza que os meninos o reconheciam e por quem o apreciavam e lhe davam simpatia.

De 1970 a 1979, foi conselheiro inspetorial da inspetoria Emiliana da Lombardia. Várias vezes ele foi regulador dos capítulos inspetoriais. Eleito pela Assembléia do Capítulo, participou do Capítulo Geral Especial XX. Com pesar, mas disponível para obediência, ele deixou o ensino quando foi nomeado inspetor.

De 29 de junho de 1979 a 23 de outubro de 1984, ele ocupou o cargo de inspetor da inspetoria San Zeno, com sede em Verona. No mesmo período, foi eleito presidente da Conferência dos Superiores Maiores de Triveneto.

Em outubro de 1984, o padre Egidio Viganò foi chamado a Roma pelo Reitor-mor, que lhe confiou o cargo de secretário do Conselho Geral, cargo que ocupou continuamente por 18 anos até 2002. De julho de 2002 a novembro de 2015, por 13 anos, ele exerce o cargo de procurador geral da Congregação na Santa Sé e porta-voz do Reitor-mor.

Ele participou de oito capítulos gerais, de 1971 a 2014. Em 1990, foi o 23º governador do capítulo geral. De 2015 a novembro de 2019, apesar da idade avançada e dos problemas de saúde, continuou trabalhando incansavelmente no Departamento Jurídico da Congregação Salesiana. Até o final de sua peregrinação terrena, ele levou uma vida religiosa e sacerdotal exemplar.

“Imagino que no céu ele vá até São Pedro para pedir algum trabalho. O trabalho, nas suas várias formas, é o traço distintivo do salesiano: trabalho apostólico, trabalho manual e intelectual, trabalho santificado pela união com Deus”, disse o padre Francesco Cereda, vigário do reitor-mor, que já teve a oportunidade de conhecê-lo quando ele era um jovem salesiano na inspetoria do ILE.

Madre Yvonne Reungoat, superiora geral das Filhas de Maria Auxiliadora, disse: “estamos perto de você na oração de louvor ao Senhor por ter dado à sua Congregação e à Igreja a rica e brilhante figura do padre Francesco Maraccani. Com total dedicação, profunda inteligência, competência apaixonada e amor, serviu à Congregação como autêntico filho de Dom Bosco".

 

Fonte: Agência Info Salesiana

 

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Monday, 27 January 2020 16:42

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.