Comunicar a Boa Notícia, em linguagem digital

Wednesday, 14 August 2019 14:26 Written by  Pe. Tarcizio Paulo Odelli, SDB
Dom Bosco escolheu São Francisco de Sales como padroeiro da sua Sociedade não somente porque era o santo da amabilidade, da doçura ou da paciência. O escolheu também porque, como escritor, Francisco de Sales era modelo do cristão que deseja propagar o Reino de Deus através do apostolado da boa imprensa. Atento ao seu tempo, ele percebeu na imprensa, que então surgia, uma grande oportunidade para fazer o bem.  

O Boletim Salesiano se destaca entre as grandes obras ligadas a Dom Bosco no campo da boa imprensa porque continua até hoje com sua missão e é uma revista editada em 132 países do mundo. Ao criá-lo, Dom Bosco queria que, através de suas páginas, se difundisse todo o bem que os salesianos faziam naquela época, já nas nações para onde tinham ido como missionários. No Brasil, o Boletim foi se desenvolvendo, inicialmente como uma revista impressa.

 

Hoje o nosso grande desafio é torná-lo um veículo de comunicação com linguagem digital. Neste sentido o Boletim Salesiano inaugurou, no início deste mês, seu novo portal, que agora pode ser acessado também nas diversas plataformas digitais. Foi feito um grande investimento para que isso acontecesse. E seria, na opinião do Reitor-mor, um grande erro se não o fizéssemos.

 

Com certeza, o trabalho de atualização continuará, pois devemos estar sempre “com Dom Bosco e com os tempos”. Padre Ángel, nosso Reitor-mor, diz que devemos nos abrir a “tantos meios que as novas tecnologias nos oferecem. Nos abrimos a este mundo que muda vertiginosamente, para que sejamos capazes, como Dom Bosco, de fazer chegar e comunicar aquilo que queremos transmitir”.

 

Em agosto comemoramos o nascimento destes dois grandes santos: Dom Bosco no dia 15 e São Francisco de Sales no dia 21. Poucos séculos os separam, mas um mesmo ideal os une: o amor de Deus, e por causa deste amor, a difusão do Reino de Deus e dos seus valores através da imprensa. Foram também grandes educadores do seu povo e, no caso de Dom Bosco, especialmente dos jovens. Souberam ler os sinais dos tempos e os foram vivenciando com muita coragem, determinação, sacrifícios e esperanças. O presente Boletim publica um artigo do padre Marcos Sandrini, no qual ele destaca as características do santo educador. Dom Bosco dizia que “educação é obra do coração”. Já para Francisco de Sales, é “falar de coração a coração”.

 

Recentemente, adolescentes e jovens das várias regiões do Brasil se envolveram em ações missionárias durante o mês de julho. Esta é uma das dimensões do trabalho salesiano que nunca poderá ser esquecida. Dom Bosco, em sua época, sempre publicava no Boletim Salesiano as histórias dos missionários. E nós, hoje, damos continuidade a este trabalho, envolvendo os jovens e os adolescentes para que possam perceber e sentir, desde cedo, que podem contribuir para levar a tantas pessoas sofridas do nosso país, nas periferias e nas vilas, o amor de Deus que eles bebem da espiritualidade salesiana. Também apresentamos nesta edição matérias sobre o Instrumentum Laboris para o Sínodo da Amazônia e sobre o trabalho missionário realizado na África.

 

Que as homenagens que fazemos ao nosso Pai Dom Bosco neste mês possam nos conscientizar ainda mais da nossa missão de levar em frente, nos dias de hoje, o carisma salesiano.

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Wednesday, 14 August 2019 14:31

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Comunicar a Boa Notícia, em linguagem digital

Wednesday, 14 August 2019 14:26 Written by  Pe. Tarcizio Paulo Odelli, SDB
Dom Bosco escolheu São Francisco de Sales como padroeiro da sua Sociedade não somente porque era o santo da amabilidade, da doçura ou da paciência. O escolheu também porque, como escritor, Francisco de Sales era modelo do cristão que deseja propagar o Reino de Deus através do apostolado da boa imprensa. Atento ao seu tempo, ele percebeu na imprensa, que então surgia, uma grande oportunidade para fazer o bem.  

O Boletim Salesiano se destaca entre as grandes obras ligadas a Dom Bosco no campo da boa imprensa porque continua até hoje com sua missão e é uma revista editada em 132 países do mundo. Ao criá-lo, Dom Bosco queria que, através de suas páginas, se difundisse todo o bem que os salesianos faziam naquela época, já nas nações para onde tinham ido como missionários. No Brasil, o Boletim foi se desenvolvendo, inicialmente como uma revista impressa.

 

Hoje o nosso grande desafio é torná-lo um veículo de comunicação com linguagem digital. Neste sentido o Boletim Salesiano inaugurou, no início deste mês, seu novo portal, que agora pode ser acessado também nas diversas plataformas digitais. Foi feito um grande investimento para que isso acontecesse. E seria, na opinião do Reitor-mor, um grande erro se não o fizéssemos.

 

Com certeza, o trabalho de atualização continuará, pois devemos estar sempre “com Dom Bosco e com os tempos”. Padre Ángel, nosso Reitor-mor, diz que devemos nos abrir a “tantos meios que as novas tecnologias nos oferecem. Nos abrimos a este mundo que muda vertiginosamente, para que sejamos capazes, como Dom Bosco, de fazer chegar e comunicar aquilo que queremos transmitir”.

 

Em agosto comemoramos o nascimento destes dois grandes santos: Dom Bosco no dia 15 e São Francisco de Sales no dia 21. Poucos séculos os separam, mas um mesmo ideal os une: o amor de Deus, e por causa deste amor, a difusão do Reino de Deus e dos seus valores através da imprensa. Foram também grandes educadores do seu povo e, no caso de Dom Bosco, especialmente dos jovens. Souberam ler os sinais dos tempos e os foram vivenciando com muita coragem, determinação, sacrifícios e esperanças. O presente Boletim publica um artigo do padre Marcos Sandrini, no qual ele destaca as características do santo educador. Dom Bosco dizia que “educação é obra do coração”. Já para Francisco de Sales, é “falar de coração a coração”.

 

Recentemente, adolescentes e jovens das várias regiões do Brasil se envolveram em ações missionárias durante o mês de julho. Esta é uma das dimensões do trabalho salesiano que nunca poderá ser esquecida. Dom Bosco, em sua época, sempre publicava no Boletim Salesiano as histórias dos missionários. E nós, hoje, damos continuidade a este trabalho, envolvendo os jovens e os adolescentes para que possam perceber e sentir, desde cedo, que podem contribuir para levar a tantas pessoas sofridas do nosso país, nas periferias e nas vilas, o amor de Deus que eles bebem da espiritualidade salesiana. Também apresentamos nesta edição matérias sobre o Instrumentum Laboris para o Sínodo da Amazônia e sobre o trabalho missionário realizado na África.

 

Que as homenagens que fazemos ao nosso Pai Dom Bosco neste mês possam nos conscientizar ainda mais da nossa missão de levar em frente, nos dias de hoje, o carisma salesiano.

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Wednesday, 14 August 2019 14:31

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.