República Democrática do Congo: um poço para mudar a vida de mães e crianças

Monday, 22 July 2019 14:21 Written by  Agência Info Salesiana
A Cité Plateau III é uma zona de Lubumbáshi, área pobre e densamente povoada.  Ali, o trabalho infantojuvenil é considerado normal e a taxa de escolarização muito baixa.  Esse contexto desastroso é condicionado também por uma endêmica carência de água, o que vem alimentando um quadro de higiene sanitária de total emergência. Por isso, para começar, os salesianos pretendem construir um poço que dê água limpa a população do bairro.  


Na Cité Plateau III a única água potável disponível é a produzida por algumas poucas rudimentares fontezinhas alimentadas pelas mesmas águas poluídas. Recolhe-se também a água de chuva - que as mulheres guardam em vasilhames velhos e sujos - ou da que se acumula nas cavas de pedra disseminadas pelo território ambiente (essa também frequentemente contaminada). Em outros casos, as mães de família se levantam às 4 horas a fim de buscar nos poços dos bairros limítrofes. Mas nem sempre isso é possível. Assim, a população local arrisca expor-se a graves desidratações, que podem levar à perda de consciência, a insuficiências multiorgânicas e até a morte.


O projeto idealizado pelos filhos de Dom Bosco, para se chegar a uma falda aquífera sem contaminação prevê: uma perfuração de 100 metros; a instalação de uma bomba elétrica submersa – que será alimentada para a energia renovável, por quatro painéis solares – ; o enterramento de dois reservatórios e os trabalhos de alvenaria.


A presença de uma fonte hídrica segura traria grandes benefícios a diferentes frentes: evitaria a difusão de doenças (como a cólera e a febre tifóide que, frequentemente, se revelam fatais para as crianças e gestantes), contribuiria para a melhoria das condições de saúde das crianças que, atualmente, também por causa da escassez de água, são levados a abandonar a escola para trabalhar; aumentaria sensivelmente a qualidade da vida de todas as mulheres do bairro que, com frequência, grávidas e em companhia dos filhos mais pequenos, já não se viriam obrigadas a percorrer quilômetros para conseguir um pouco de água potável limpa.


O projeto do poço beneficiará diretamente pelo menos seis mil pessoas. Mas, em nível indireto, fará muito mais, porque a iniciativa prevê o envolvimento direto dos habitantes da Cité Plateau III na gestão do poço e uma campanha de sensibilização, que será iniciada assim que ocorrer a inauguração, para informá-los acerca da importância da higiene pessoal.


Para mais informações, visite-se o site: www.missionidonbosco.org

 

Fonte: Agência Info Salesiana

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


República Democrática do Congo: um poço para mudar a vida de mães e crianças

Monday, 22 July 2019 14:21 Written by  Agência Info Salesiana
A Cité Plateau III é uma zona de Lubumbáshi, área pobre e densamente povoada.  Ali, o trabalho infantojuvenil é considerado normal e a taxa de escolarização muito baixa.  Esse contexto desastroso é condicionado também por uma endêmica carência de água, o que vem alimentando um quadro de higiene sanitária de total emergência. Por isso, para começar, os salesianos pretendem construir um poço que dê água limpa a população do bairro.  


Na Cité Plateau III a única água potável disponível é a produzida por algumas poucas rudimentares fontezinhas alimentadas pelas mesmas águas poluídas. Recolhe-se também a água de chuva - que as mulheres guardam em vasilhames velhos e sujos - ou da que se acumula nas cavas de pedra disseminadas pelo território ambiente (essa também frequentemente contaminada). Em outros casos, as mães de família se levantam às 4 horas a fim de buscar nos poços dos bairros limítrofes. Mas nem sempre isso é possível. Assim, a população local arrisca expor-se a graves desidratações, que podem levar à perda de consciência, a insuficiências multiorgânicas e até a morte.


O projeto idealizado pelos filhos de Dom Bosco, para se chegar a uma falda aquífera sem contaminação prevê: uma perfuração de 100 metros; a instalação de uma bomba elétrica submersa – que será alimentada para a energia renovável, por quatro painéis solares – ; o enterramento de dois reservatórios e os trabalhos de alvenaria.


A presença de uma fonte hídrica segura traria grandes benefícios a diferentes frentes: evitaria a difusão de doenças (como a cólera e a febre tifóide que, frequentemente, se revelam fatais para as crianças e gestantes), contribuiria para a melhoria das condições de saúde das crianças que, atualmente, também por causa da escassez de água, são levados a abandonar a escola para trabalhar; aumentaria sensivelmente a qualidade da vida de todas as mulheres do bairro que, com frequência, grávidas e em companhia dos filhos mais pequenos, já não se viriam obrigadas a percorrer quilômetros para conseguir um pouco de água potável limpa.


O projeto do poço beneficiará diretamente pelo menos seis mil pessoas. Mas, em nível indireto, fará muito mais, porque a iniciativa prevê o envolvimento direto dos habitantes da Cité Plateau III na gestão do poço e uma campanha de sensibilização, que será iniciada assim que ocorrer a inauguração, para informá-los acerca da importância da higiene pessoal.


Para mais informações, visite-se o site: www.missionidonbosco.org

 

Fonte: Agência Info Salesiana

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.