Etiópia: um centro de saúde destinado a mulheres, crianças e refugiados

Wednesday, 03 July 2019 13:07 Written by  Agência Info Salesiana
Abobo, pequena cidade feita de cabanas, sorrisos e poeira, situa-se na estrada entre Gambella e Pugnido. Apesar de estar na Etiópia, a maior parte de sua população é de origem sudanesa, uma vez que a localidade fica próxima à fronteira e muitas pessoas buscaram refúgio ali para escapar da guerra e da fome. Em um país onde a pobreza rural é endêmica, os refugiados sudaneses sentem-se perdidos, sem pontos de referência e sem qualquer apoio, exceto nos campos de refugiados que surgiram ao redor de Gambella.  


Abobo localiza-se na estrada principal, a única via pavimentada na área que o padre Filippo Perin, SDB, usa para chegar à sua missão, Pugnido. Abobo também possui um centro de saúde, criado em 2002, por um grupo de voluntários italianos e espanhóis em conjunto com os salesianos locais. O local conta, hoje, com 40 leitos, uma pequena ala dedicada a crianças doentes e a pessoas desnutridas, além de uma pequena ala obstétrica.
 

O centro de saúde é bastante conhecido entre a população, porque não se limita a cuidar dos pacientes de suas enfermarias; realiza também um importante trabalho em toda a região. Os enfermeiros do centro costumam visitar as aldeias, monitorando a propagação da malária, convencendo as mulheres mais resistentes a fazerem um check-up completo no hospital, travando todos os dias batalhas contra a mortalidade infantil, por meio de um meticuloso trabalho de prevenção.
 

No centro de saúde Abobo, trabalham Tere e Maria, duas médicas ítalo-espanholas: "Em nosso pequeno centro, nos ocupamos todos os dias na prevenção e tratamento das doenças endêmicas, procurando ajudar, principalmente, as mães e as crianças (vacinando as mães durante a gravidez e atuando na prevenção de doenças como anemia, hipertensão, malária e várias infecções que causam sérias consequências também ao recém-nascido; sem falar da importante realização dos diagnósticos precoces, do controle regular e dos exames gratuitos)".
 

O centro de saúde funciona graças à solidariedade internacional que recebe. "Não sabemos se amanhã teremos a sorte de continuar a receber ajuda para administrar este centro de saúde, concluem Tere e Maria. A única coisa certa é que amanhã, como todos os dias, mães trarão seus filhos em busca de vacinas, chegarão mulheres em trabalho de parto e alguma criança em busca de cuidados médicos urgentes".

 

Fonte: Agência Info Salesiana

 

 

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Etiópia: um centro de saúde destinado a mulheres, crianças e refugiados

Wednesday, 03 July 2019 13:07 Written by  Agência Info Salesiana
Abobo, pequena cidade feita de cabanas, sorrisos e poeira, situa-se na estrada entre Gambella e Pugnido. Apesar de estar na Etiópia, a maior parte de sua população é de origem sudanesa, uma vez que a localidade fica próxima à fronteira e muitas pessoas buscaram refúgio ali para escapar da guerra e da fome. Em um país onde a pobreza rural é endêmica, os refugiados sudaneses sentem-se perdidos, sem pontos de referência e sem qualquer apoio, exceto nos campos de refugiados que surgiram ao redor de Gambella.  


Abobo localiza-se na estrada principal, a única via pavimentada na área que o padre Filippo Perin, SDB, usa para chegar à sua missão, Pugnido. Abobo também possui um centro de saúde, criado em 2002, por um grupo de voluntários italianos e espanhóis em conjunto com os salesianos locais. O local conta, hoje, com 40 leitos, uma pequena ala dedicada a crianças doentes e a pessoas desnutridas, além de uma pequena ala obstétrica.
 

O centro de saúde é bastante conhecido entre a população, porque não se limita a cuidar dos pacientes de suas enfermarias; realiza também um importante trabalho em toda a região. Os enfermeiros do centro costumam visitar as aldeias, monitorando a propagação da malária, convencendo as mulheres mais resistentes a fazerem um check-up completo no hospital, travando todos os dias batalhas contra a mortalidade infantil, por meio de um meticuloso trabalho de prevenção.
 

No centro de saúde Abobo, trabalham Tere e Maria, duas médicas ítalo-espanholas: "Em nosso pequeno centro, nos ocupamos todos os dias na prevenção e tratamento das doenças endêmicas, procurando ajudar, principalmente, as mães e as crianças (vacinando as mães durante a gravidez e atuando na prevenção de doenças como anemia, hipertensão, malária e várias infecções que causam sérias consequências também ao recém-nascido; sem falar da importante realização dos diagnósticos precoces, do controle regular e dos exames gratuitos)".
 

O centro de saúde funciona graças à solidariedade internacional que recebe. "Não sabemos se amanhã teremos a sorte de continuar a receber ajuda para administrar este centro de saúde, concluem Tere e Maria. A única coisa certa é que amanhã, como todos os dias, mães trarão seus filhos em busca de vacinas, chegarão mulheres em trabalho de parto e alguma criança em busca de cuidados médicos urgentes".

 

Fonte: Agência Info Salesiana

 

 

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.