Um momento de gratidão na Festa ao Reitor-mor

Tuesday, 25 June 2019 15:16 Written by  Agência Info Salesiana
O futuro Santo dos Jovens tinha, no dia 17 de agosto de 1815, apenas um dia de vida, quando seus pais, Francisco Bosco e Margarida Occhiena, o levaram para batizar com o nome de Giovanni Melchiorre. "Em Valdocco, havia sempre várias festas com solenes funções litúrgicas, ricas apresentações de música, poesias, e convidados ilustres... Em Turim, a Festa de São João Batista (24 de junho) era a festa patronal da cidade e da diocese, o que previa até um tiro de canhão e disparos por fuzis das tropas, escreve o historiador salesiano padre Francesco Motto.  

 

Os jovens do primeiro oratório de Valdocco começaram, naquele Dia de São João (Batista), a celebrar Dom Bosco e a oferecer-lhe flores, acreditando fosse esse o dia do seu onomástico (seu patrono na verdade era São João ‘Evangelista’. NdoT.) Dom Bosco deixou que fossem fazendo... e assim o fizeram durante toda a vida". Hoje, essa festa tornou-se patrimônio da história dos sucessores de Dom Bosco.
 

Durante a homilia na missa celebrada em 24 de junho, para a ‘festa de agradecimento’ ao Reitor-mor, o padre Ángel Fernández Artime disse: "Na festa de Dom Bosco e na festa que hoje celebramos para o reitor-mor, a primeira coisa que desejo fazer é agradecer a cada um de vocês, porque nada pode ser feito sem a presença de vocês, leigos e salesianos... Sem seu serviço silencioso e oculto, não seria possível chegar a todo o mundo salesiano. Esse trabalho é algo transcendente, porque muitas vezes não sabemos aonde seu trabalho e sua mensagem podem chegar .... O dia de hoje certamente se transforma num momento de gratidão".
 

Padre Fernández Artime, além de agradecer a cada um dos salesianos e leigos que colaboram na missão de Dom Bosco, parabenizou os coirmãos salesianos que, neste ano, comemoram aniversários, ou de sacerdócio ou de profissão religiosa: "Celebrar um aniversário, disse, é um sinal de fidelidade a Deus e à missão pelos jovens".
 

De maneira muito significativa, citou o nome de todos: padre Francesco Maraccani (65 anos de profissão religiosa); padre Luigi Fedrizzi (50 anos de ordenação); os padres Stefano Martoglio, Francisco Santos, Horacio López e Saimy Ezhanikattu (25 anos de sacerdócio).
 

Também participou dessa concelebração o neoprelado Dom Alberto Lorenzelli, bispo auxiliar de Santiago do Chile, que presenteou o reitor-mor com um artístico relicário com a relíquia de Dom Bosco, "para que na Sede Central Salesiana, Dom Bosco nos ajude sempre a amar a Deus e aos jovens a que somos mandados.
 

Fonte: Agência Info Salesiana

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Um momento de gratidão na Festa ao Reitor-mor

Tuesday, 25 June 2019 15:16 Written by  Agência Info Salesiana
O futuro Santo dos Jovens tinha, no dia 17 de agosto de 1815, apenas um dia de vida, quando seus pais, Francisco Bosco e Margarida Occhiena, o levaram para batizar com o nome de Giovanni Melchiorre. "Em Valdocco, havia sempre várias festas com solenes funções litúrgicas, ricas apresentações de música, poesias, e convidados ilustres... Em Turim, a Festa de São João Batista (24 de junho) era a festa patronal da cidade e da diocese, o que previa até um tiro de canhão e disparos por fuzis das tropas, escreve o historiador salesiano padre Francesco Motto.  

 

Os jovens do primeiro oratório de Valdocco começaram, naquele Dia de São João (Batista), a celebrar Dom Bosco e a oferecer-lhe flores, acreditando fosse esse o dia do seu onomástico (seu patrono na verdade era São João ‘Evangelista’. NdoT.) Dom Bosco deixou que fossem fazendo... e assim o fizeram durante toda a vida". Hoje, essa festa tornou-se patrimônio da história dos sucessores de Dom Bosco.
 

Durante a homilia na missa celebrada em 24 de junho, para a ‘festa de agradecimento’ ao Reitor-mor, o padre Ángel Fernández Artime disse: "Na festa de Dom Bosco e na festa que hoje celebramos para o reitor-mor, a primeira coisa que desejo fazer é agradecer a cada um de vocês, porque nada pode ser feito sem a presença de vocês, leigos e salesianos... Sem seu serviço silencioso e oculto, não seria possível chegar a todo o mundo salesiano. Esse trabalho é algo transcendente, porque muitas vezes não sabemos aonde seu trabalho e sua mensagem podem chegar .... O dia de hoje certamente se transforma num momento de gratidão".
 

Padre Fernández Artime, além de agradecer a cada um dos salesianos e leigos que colaboram na missão de Dom Bosco, parabenizou os coirmãos salesianos que, neste ano, comemoram aniversários, ou de sacerdócio ou de profissão religiosa: "Celebrar um aniversário, disse, é um sinal de fidelidade a Deus e à missão pelos jovens".
 

De maneira muito significativa, citou o nome de todos: padre Francesco Maraccani (65 anos de profissão religiosa); padre Luigi Fedrizzi (50 anos de ordenação); os padres Stefano Martoglio, Francisco Santos, Horacio López e Saimy Ezhanikattu (25 anos de sacerdócio).
 

Também participou dessa concelebração o neoprelado Dom Alberto Lorenzelli, bispo auxiliar de Santiago do Chile, que presenteou o reitor-mor com um artístico relicário com a relíquia de Dom Bosco, "para que na Sede Central Salesiana, Dom Bosco nos ajude sempre a amar a Deus e aos jovens a que somos mandados.
 

Fonte: Agência Info Salesiana

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.