Editorial
Lendo o artigo do Reitor-Mor sobre a sua viagem a Zimbábue, publicada na presente edição do Boletim Salesiano, lembrei-me de uma frase lida num dos livros sobre São Francisco de Sales, onde o autor mostra, num dos capítulos, como Deus faz com que pessoas se encontrem de modo significativo, mudando radicalmente as suas vidas.    
Publicado em Editorial
Em 2022, estamos celebrando os 400 anos da morte de São Francisco de Sales. Segundo o Reitor-mor, a espiritualidade do Bispo de Genebra é a “fonte do espírito salesiano de Dom Bosco, em quem nosso pai e fundador saciava-se e contemplava em todos os momentos.    
Publicado em Editorial
O padre João Mendonça escreve um artigo no presente Boletim Salesiano sobre “o corpo espiritual”. É uma reflexão muito atinente ao momento, quando alguns cultivam o corpo de uma maneira narcisista e ainda existe certa mentalidade de pessimismo em relação ao mesmo. Ao reconhecer a dignidade da perfeição da pessoa humana, São Francisco de Sales deixou na sua espiritualidade tudo aquilo que é humano, pois, dizia ele, existem no homem “mais coisas dignas de admiração do que de desprezo”. Esta é a visão otimista da vida e do mundo, que está no centro da nossa espiritualidade salesiana e que se expressa num conjunto de virtudes humanas, sinal de uma grande maturidade e de uma profundidade de vida espiritual.  
Publicado em Editorial
Dom Bosco escolheu São Francisco de Sales como padroeiro da sua Sociedade não somente porque era o santo da amabilidade, da doçura ou da paciência. O escolheu também porque, como escritor, Francisco de Sales era modelo do cristão que deseja propagar o Reino de Deus através do apostolado da boa imprensa. Atento ao seu tempo, ele percebeu na imprensa, que então surgia, uma grande oportunidade para fazer o bem.  
Publicado em Editorial
Editorial
Lendo o artigo do Reitor-Mor sobre a sua viagem a Zimbábue, publicada na presente edição do Boletim Salesiano, lembrei-me de uma frase lida num dos livros sobre São Francisco de Sales, onde o autor mostra, num dos capítulos, como Deus faz com que pessoas se encontrem de modo significativo, mudando radicalmente as suas vidas.    
Publicado em Editorial
Em 2022, estamos celebrando os 400 anos da morte de São Francisco de Sales. Segundo o Reitor-mor, a espiritualidade do Bispo de Genebra é a “fonte do espírito salesiano de Dom Bosco, em quem nosso pai e fundador saciava-se e contemplava em todos os momentos.    
Publicado em Editorial
O padre João Mendonça escreve um artigo no presente Boletim Salesiano sobre “o corpo espiritual”. É uma reflexão muito atinente ao momento, quando alguns cultivam o corpo de uma maneira narcisista e ainda existe certa mentalidade de pessimismo em relação ao mesmo. Ao reconhecer a dignidade da perfeição da pessoa humana, São Francisco de Sales deixou na sua espiritualidade tudo aquilo que é humano, pois, dizia ele, existem no homem “mais coisas dignas de admiração do que de desprezo”. Esta é a visão otimista da vida e do mundo, que está no centro da nossa espiritualidade salesiana e que se expressa num conjunto de virtudes humanas, sinal de uma grande maturidade e de uma profundidade de vida espiritual.  
Publicado em Editorial
Dom Bosco escolheu São Francisco de Sales como padroeiro da sua Sociedade não somente porque era o santo da amabilidade, da doçura ou da paciência. O escolheu também porque, como escritor, Francisco de Sales era modelo do cristão que deseja propagar o Reino de Deus através do apostolado da boa imprensa. Atento ao seu tempo, ele percebeu na imprensa, que então surgia, uma grande oportunidade para fazer o bem.  
Publicado em Editorial