“Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, foi o tema do o Simpósio Diocesano, realizado no Unisal, unidade Lorena, SP. Confira no portal do Boletim Salesiano.  
Publicado em Nacionais
  A solenidade do Sagrado Coração de Jesus, tão cara a Dom Bosco e à tradição salesiana, adquire luz singular neste Ano da Fé e na caminhada rumo ao Bicentenário de nascimento do Pai e Mestre da Juventude.   Dom Bosco teve uma grande devoção ao Sagrado Coração: “Aqui adquire-se o verdadeiro calor – disse certa vez –, quero dizer: o amor de Deus; não só para si, mas para difundi-lo, compartilhando-o com as almas”. Tal devoção se explicita na sua insistência sobre a frequente Confissão e Comunhão, e sobre a participação na Missa cotidiana, colunas que devem sustentar o edifício educativo e animar a prática do Sistema Preventivo.   Pelo fim da vida aceitou Dom Bosco o pedido do Papa Leão XIII de levantar a Basílica do ‘Sacro Cuore’, em Roma. A igreja, iniciada em 1870 pelo Papa Pio IX, foi retomada ao nível dos alicerces e erguida graças à tenacidade de Dom Bosco, em poucos anos (1880-1887). Mas foi uma empresa que lhe custou pesadíssimos sacrifícios.   O seu I Sucessor, Bv. padre Miguel Rua, consagrou a Congregação Salesiana ao Sagrado Coração, em 31 de dezembro de 1899 e, nessa ocasião, fez chegar a todas as Casas uma “instrução” sobre essa Devoção. Pôs em relevo a sua importância especialmente para as Casas de formação e pediu que os noviciados lhe fossem dedicados. Alguns dias antes de morrer, pediu ao padre Francisco Cerutti que compusesse uma oração ao Sagrado Coração pelas vocações: foi-lhe apresentada a seguinte oração (em latim), que ele aprovou, rezou, pedindo que um seu exemplar fosse logo colocado sob o seu travesseiro.   O Coração de Jesus não é simplesmente um exemplo moral; mas é, graças ao encontro vivo com Ele, dom que buscar a fim de tornar o nosso coração semelhante ao Seu. A experiência transformante do amor de Deus – sobretudo hoje, em um mundo em que tantos jovens vivem sem futuro e tantas famílias estão prostradas por uma grave crise moral, cultural, econômica, social – é anúncio de esperança em meio às recorrentes tentações de desespero.   InfoANS
Publicado em Salesianidade
A FATEA (Faculdades Integradas Teresa D’Ávila) e o Instituto Santa Teresa receberam, no dia 11 de abril, a Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora, símbolos da Jornada Mundial da Juventude.   Os alunos da Instituição (Faculdade e Colégio) carregaram a Cruz e o Ícone de Nossa Senhora para a Capela do Santa Teresa, onde todos se reuniram em um momento de oração e música. Os símbolos permaneceram na Instituição das 13h às 15h, e seguiram em peregrinação para a Fundação Casa de Lorena.   No dia 12 de abril, foi a vez do Instituto Nossa Senhora Auxiliadora - INSA/Oratório, da cidade de Cruzeiro, em São Paulo, receber os símbolos da Jornada Mundial da Juventude. Alunos e comunidade participaram de momentos festivos e de manifestação da fé juvenil na quadra coberta do colégio. Às 14h15 começou a caminhada dos jovens para a Matriz da Imaculada Conceição, para a celebração da missa que marcou o encerramento da passagem dos símbolos da JMJ pela cidade de Cruzeiro. De lá, os símbolos seguiram para a sede da Canção Nova, em Cachoeira Paulista, no estado de São Paulo.   A Cruz da JMJ  A JMJ é um evento criado pelo Papa João Paulo II, iniciado em 1986, por ocasião da Festa de Domingo de Ramos. A cruz de madeira de 3,8 metros foi colocada como símbolo da fé. O Papa João Paulo II deu-a como um símbolo do amor de Cristo pela humanidade, com essas palavras que nela estão gravadas: "Meus queridos jovens, eu confio a vocês o sinal: a Cruz de Cristo! Carreguem-na pelo mundo como um símbolo do amor de Cristo pela humanidade, e anunciem a todos que somente na morte e ressurreição de Cristo podemos encontrar a salvação".   Desde 1984, a Cruz da JMJ peregrina pelo mundo. Na preparação para a JMJ do Rio de Janeiro neste ano, os símbolos da JMJ estão percorrendo as dioceses do Brasil e países da Amérca do Sul desde o ano passado.   O ícone de Nossa Senhora Em 2003, o Papa João Paulo II deu aos jovens um segundo símbolo de fé para ser levado pelo mundo, acompanhando a Cruz da JMJ: o ícone de Nossa Senhora "Salus Populi Romani" (Salvação do Povo Romano), cópia de um antigo ícone da maior basílica romana dedicada a Maria, a Basílica de Santa Maria Maggiore:    As Jornadas Mundiais da Juventude já foram celebradas em Roma (Itália), Buenos Aires (Argentina), Santiago de Campostela (Espanha), Czestchowa (Polônia), Denver (Estados Unidos), Manila (Filipinas), Paris (França), Toronto (Canadá), Colônia (Alemanha), Sidney (Austrália), e Madri (Espanha). A mais recente Jornada, de 2011, em Madri, recebeu entre dois e três milhões de jovens. A edição que mais recebeu jovens foi a de Manila, nas Filipinas, com cinco milhões de jovens, em 1995.   Assessoria de Imprensa FATEA e Inspetoria Salesiana de São Paulo
Publicado em Nacionais
Padre Lima, assessor perito do Sínodo dos Bispos, contribuiu, durante mais uma semana, com a transmissão de novas informações sobre a XIII Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, que se realiza até o próximo dia 28 de outubro. Leia alguns trechos relatados por padre Lima, referentes aos dias 13 a 18 de outubro. Os artigos, na íntegra, podem ser acessados no site da Inspetoria Salesiana de São Paulo http://www.salesianos.org.br/   Relato dia 13 de outubro Mais 56 discursos! Uma escuta atenta! Hoje, 13 de outubro, tivemos quatro sessões (duas pela manhã e duas pela tarde) com 56 discursos, ao todo, dos padres sinodais. No entanto, tais discursos deverão continuar ainda na semana que vem, durante dois dias.   Além dos avisos corriqueiros, foi anunciado o resultado da eleição de 12 cardeais, arcebispos para a redação da mensagem do Sínodo, um documento dirigido a toda a Igreja no final dessa Assembleia. O Arcebispo de Brasília, Dom Sérgio Rocha, está entre os eleitos.   Como se sabe, a língua oficial do Sínodo - como do Vaticano, em geral - é o latim. Então, os discursos mais importantes ou quando falam os Moderadores (são três que se revezam), a língua usada é sempre o latim.  Leia mais em Inspetoria Salesiana de São Paulo   Relato dia 15 de outubro Discursos! Iniciamos a semana com a 11ª Congregatio Generalis, realizada de manhã, recitando a hora Tércia, sempre em latim, acompanhado com um coro que alternava com a Assembleia. O Papa esteve presente a manhã toda. O secretário geral fez referência a Santa Tereza de Jesus, cuja memória ocorre hoje, e cumprimentou a Igreja na Espanha, por ter dado tão grandes santos (essa é uma das 4 doutoras da Igreja!).   Desde o início eu não entendia por que há tantos bispos do oriente próximo, do norte da África e do leste europeu. Além de se destacarem por suas vestes solenes e multicoloridas, o que salta aos olhos, também estão em grande número. Hoje vim saber a razão: Bento XVI em sua recente viagem ao Líbano e também por outros gestos e atos, insistiu que para nesse Sínodo fosse aumentada a participação da Igreja católica oriental, como também os convidados Ortodoxos.   Leia mais em Inspetoria Salesiana de São Paulo   Relatos dia 16 de outubro Papa nomeia delegação para mediar o conflito na Síria! Ao iniciar os trabalhos de hoje, Dom Tarcísio Bertone, sdb, secretário de estado do Vaticano, comunicou que o Papa Bento XVI nomeou uma delegação de padres sinodais para ir em nome desse Sínodo da Igreja Católica até à Síria, país mergulhado numa guerra civil, e levar solidariedade, auxílio econômico e propostas para a cessação das hostilidades nas quais já morreu muita gente, principalmente civis. A proposta foi acolhida pela Assembleia com uma grande salva de palmas. Todos admiraram a coragem e determinação do Papa ao tomar tal decisão! Leia mais em Inspetoria Salesiana de São Paulo   Foi lida na abertura de uma sessão da manhã a mensagem de Dom Lucas Li, bispo chinês, já bastante idoso, que ficou 20 anos na prisão pelo regime comunista por causa de sua fidelidade à Igreja e ao Papa. A mensagem que transpirava grande fé e amor à Igreja estava escrita em simples, mas perfeito latim.   Aqui recebemos muitos livros, folhetos, coleções, convites para diversos eventos... Um livro que alegrou muito os latino-americanos ontem foi o Documento de Aparecida traduzido em italiano. Assim, muita gente que não tem acesso ao castelhano ou português, poderá entrar em contato com nossa Igreja continental, sempre muito apreciada pela sua vivacidade, articulação e projetos pastorais. Leia mais em Inspetoria Salesiana de São Paulo   Relato dia 18 de outubro Primeiro debate nos pequenos grupos O tempo aqui em Roma está mudando, esfriando. Inverno à vista! Mas a temperatura na Assembleia Sinodal está em alta. O dia de hoje foi todo dedicado ao estudo e respostas às questões levantadas pela Relação após as discussões apresentada ontem pelo cardeal Ronald William Wuerl, relator geral.   Em uma entrevista ele afirmou que "o ministério da Igreja se encontra hoje em uma fase de revisão de sua maneira de levar a Palavra de Deus em um contexto novo, globalizado, cheio de desafios e onde há uma grande ignorância da fé, especialmente nos países de antiga tradição cristã". Leia mais em Inspetoria Salesiana de São Paulo
Publicado em Internacionais
“Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, foi o tema do o Simpósio Diocesano, realizado no Unisal, unidade Lorena, SP. Confira no portal do Boletim Salesiano.  
Publicado em Nacionais
  A solenidade do Sagrado Coração de Jesus, tão cara a Dom Bosco e à tradição salesiana, adquire luz singular neste Ano da Fé e na caminhada rumo ao Bicentenário de nascimento do Pai e Mestre da Juventude.   Dom Bosco teve uma grande devoção ao Sagrado Coração: “Aqui adquire-se o verdadeiro calor – disse certa vez –, quero dizer: o amor de Deus; não só para si, mas para difundi-lo, compartilhando-o com as almas”. Tal devoção se explicita na sua insistência sobre a frequente Confissão e Comunhão, e sobre a participação na Missa cotidiana, colunas que devem sustentar o edifício educativo e animar a prática do Sistema Preventivo.   Pelo fim da vida aceitou Dom Bosco o pedido do Papa Leão XIII de levantar a Basílica do ‘Sacro Cuore’, em Roma. A igreja, iniciada em 1870 pelo Papa Pio IX, foi retomada ao nível dos alicerces e erguida graças à tenacidade de Dom Bosco, em poucos anos (1880-1887). Mas foi uma empresa que lhe custou pesadíssimos sacrifícios.   O seu I Sucessor, Bv. padre Miguel Rua, consagrou a Congregação Salesiana ao Sagrado Coração, em 31 de dezembro de 1899 e, nessa ocasião, fez chegar a todas as Casas uma “instrução” sobre essa Devoção. Pôs em relevo a sua importância especialmente para as Casas de formação e pediu que os noviciados lhe fossem dedicados. Alguns dias antes de morrer, pediu ao padre Francisco Cerutti que compusesse uma oração ao Sagrado Coração pelas vocações: foi-lhe apresentada a seguinte oração (em latim), que ele aprovou, rezou, pedindo que um seu exemplar fosse logo colocado sob o seu travesseiro.   O Coração de Jesus não é simplesmente um exemplo moral; mas é, graças ao encontro vivo com Ele, dom que buscar a fim de tornar o nosso coração semelhante ao Seu. A experiência transformante do amor de Deus – sobretudo hoje, em um mundo em que tantos jovens vivem sem futuro e tantas famílias estão prostradas por uma grave crise moral, cultural, econômica, social – é anúncio de esperança em meio às recorrentes tentações de desespero.   InfoANS
Publicado em Salesianidade
A FATEA (Faculdades Integradas Teresa D’Ávila) e o Instituto Santa Teresa receberam, no dia 11 de abril, a Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora, símbolos da Jornada Mundial da Juventude.   Os alunos da Instituição (Faculdade e Colégio) carregaram a Cruz e o Ícone de Nossa Senhora para a Capela do Santa Teresa, onde todos se reuniram em um momento de oração e música. Os símbolos permaneceram na Instituição das 13h às 15h, e seguiram em peregrinação para a Fundação Casa de Lorena.   No dia 12 de abril, foi a vez do Instituto Nossa Senhora Auxiliadora - INSA/Oratório, da cidade de Cruzeiro, em São Paulo, receber os símbolos da Jornada Mundial da Juventude. Alunos e comunidade participaram de momentos festivos e de manifestação da fé juvenil na quadra coberta do colégio. Às 14h15 começou a caminhada dos jovens para a Matriz da Imaculada Conceição, para a celebração da missa que marcou o encerramento da passagem dos símbolos da JMJ pela cidade de Cruzeiro. De lá, os símbolos seguiram para a sede da Canção Nova, em Cachoeira Paulista, no estado de São Paulo.   A Cruz da JMJ  A JMJ é um evento criado pelo Papa João Paulo II, iniciado em 1986, por ocasião da Festa de Domingo de Ramos. A cruz de madeira de 3,8 metros foi colocada como símbolo da fé. O Papa João Paulo II deu-a como um símbolo do amor de Cristo pela humanidade, com essas palavras que nela estão gravadas: "Meus queridos jovens, eu confio a vocês o sinal: a Cruz de Cristo! Carreguem-na pelo mundo como um símbolo do amor de Cristo pela humanidade, e anunciem a todos que somente na morte e ressurreição de Cristo podemos encontrar a salvação".   Desde 1984, a Cruz da JMJ peregrina pelo mundo. Na preparação para a JMJ do Rio de Janeiro neste ano, os símbolos da JMJ estão percorrendo as dioceses do Brasil e países da Amérca do Sul desde o ano passado.   O ícone de Nossa Senhora Em 2003, o Papa João Paulo II deu aos jovens um segundo símbolo de fé para ser levado pelo mundo, acompanhando a Cruz da JMJ: o ícone de Nossa Senhora "Salus Populi Romani" (Salvação do Povo Romano), cópia de um antigo ícone da maior basílica romana dedicada a Maria, a Basílica de Santa Maria Maggiore:    As Jornadas Mundiais da Juventude já foram celebradas em Roma (Itália), Buenos Aires (Argentina), Santiago de Campostela (Espanha), Czestchowa (Polônia), Denver (Estados Unidos), Manila (Filipinas), Paris (França), Toronto (Canadá), Colônia (Alemanha), Sidney (Austrália), e Madri (Espanha). A mais recente Jornada, de 2011, em Madri, recebeu entre dois e três milhões de jovens. A edição que mais recebeu jovens foi a de Manila, nas Filipinas, com cinco milhões de jovens, em 1995.   Assessoria de Imprensa FATEA e Inspetoria Salesiana de São Paulo
Publicado em Nacionais
Padre Lima, assessor perito do Sínodo dos Bispos, contribuiu, durante mais uma semana, com a transmissão de novas informações sobre a XIII Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, que se realiza até o próximo dia 28 de outubro. Leia alguns trechos relatados por padre Lima, referentes aos dias 13 a 18 de outubro. Os artigos, na íntegra, podem ser acessados no site da Inspetoria Salesiana de São Paulo http://www.salesianos.org.br/   Relato dia 13 de outubro Mais 56 discursos! Uma escuta atenta! Hoje, 13 de outubro, tivemos quatro sessões (duas pela manhã e duas pela tarde) com 56 discursos, ao todo, dos padres sinodais. No entanto, tais discursos deverão continuar ainda na semana que vem, durante dois dias.   Além dos avisos corriqueiros, foi anunciado o resultado da eleição de 12 cardeais, arcebispos para a redação da mensagem do Sínodo, um documento dirigido a toda a Igreja no final dessa Assembleia. O Arcebispo de Brasília, Dom Sérgio Rocha, está entre os eleitos.   Como se sabe, a língua oficial do Sínodo - como do Vaticano, em geral - é o latim. Então, os discursos mais importantes ou quando falam os Moderadores (são três que se revezam), a língua usada é sempre o latim.  Leia mais em Inspetoria Salesiana de São Paulo   Relato dia 15 de outubro Discursos! Iniciamos a semana com a 11ª Congregatio Generalis, realizada de manhã, recitando a hora Tércia, sempre em latim, acompanhado com um coro que alternava com a Assembleia. O Papa esteve presente a manhã toda. O secretário geral fez referência a Santa Tereza de Jesus, cuja memória ocorre hoje, e cumprimentou a Igreja na Espanha, por ter dado tão grandes santos (essa é uma das 4 doutoras da Igreja!).   Desde o início eu não entendia por que há tantos bispos do oriente próximo, do norte da África e do leste europeu. Além de se destacarem por suas vestes solenes e multicoloridas, o que salta aos olhos, também estão em grande número. Hoje vim saber a razão: Bento XVI em sua recente viagem ao Líbano e também por outros gestos e atos, insistiu que para nesse Sínodo fosse aumentada a participação da Igreja católica oriental, como também os convidados Ortodoxos.   Leia mais em Inspetoria Salesiana de São Paulo   Relatos dia 16 de outubro Papa nomeia delegação para mediar o conflito na Síria! Ao iniciar os trabalhos de hoje, Dom Tarcísio Bertone, sdb, secretário de estado do Vaticano, comunicou que o Papa Bento XVI nomeou uma delegação de padres sinodais para ir em nome desse Sínodo da Igreja Católica até à Síria, país mergulhado numa guerra civil, e levar solidariedade, auxílio econômico e propostas para a cessação das hostilidades nas quais já morreu muita gente, principalmente civis. A proposta foi acolhida pela Assembleia com uma grande salva de palmas. Todos admiraram a coragem e determinação do Papa ao tomar tal decisão! Leia mais em Inspetoria Salesiana de São Paulo   Foi lida na abertura de uma sessão da manhã a mensagem de Dom Lucas Li, bispo chinês, já bastante idoso, que ficou 20 anos na prisão pelo regime comunista por causa de sua fidelidade à Igreja e ao Papa. A mensagem que transpirava grande fé e amor à Igreja estava escrita em simples, mas perfeito latim.   Aqui recebemos muitos livros, folhetos, coleções, convites para diversos eventos... Um livro que alegrou muito os latino-americanos ontem foi o Documento de Aparecida traduzido em italiano. Assim, muita gente que não tem acesso ao castelhano ou português, poderá entrar em contato com nossa Igreja continental, sempre muito apreciada pela sua vivacidade, articulação e projetos pastorais. Leia mais em Inspetoria Salesiana de São Paulo   Relato dia 18 de outubro Primeiro debate nos pequenos grupos O tempo aqui em Roma está mudando, esfriando. Inverno à vista! Mas a temperatura na Assembleia Sinodal está em alta. O dia de hoje foi todo dedicado ao estudo e respostas às questões levantadas pela Relação após as discussões apresentada ontem pelo cardeal Ronald William Wuerl, relator geral.   Em uma entrevista ele afirmou que "o ministério da Igreja se encontra hoje em uma fase de revisão de sua maneira de levar a Palavra de Deus em um contexto novo, globalizado, cheio de desafios e onde há uma grande ignorância da fé, especialmente nos países de antiga tradição cristã". Leia mais em Inspetoria Salesiana de São Paulo
Publicado em Internacionais