“Fizemos a vontade de Deus animando a Congregação no estilo de Dom Bosco", disse o Reitor-mor na última ‘Boa noite’ do sexênio.
Published in Internacionais
Foi realizada, em 19 de dezembro, a última reunião dos Conselhos Gerais dos Salesianos de Dom Bosco (SDB) e das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), antes dos Capítulos Gerais, respectivamente 28 e 24.
Published in Internacionais
O Instituto São José, de Resende, RJ, marcou presença no Prêmio Melhores do Esporte 2013, promovido pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer. A escola foi a anfitriã da festa, realizada no Teatro Salesiano na noite de terça-feira, dia 25 de fevereiro. Com a presença de atletas, autoridades municipais e do campeão olímpico de vôlei, o ex-jogador Nalbert, o evento premiou clubes e esportistas que se destacaram no ano passado em diversas modalidades.
Published in Nacionais
A professora doutoranda do Colégio Salesiano Dom Bosco (Paralela) de Salvador, Bahia, Leila Maria Aguilera, que dá aula de Química para o ensino médio, recebeu o prêmio da categoria “Empresas de Base Tecnológica do Prêmio de Empreendedorismo”, promovido pelo banco Santander.
Published in Nacionais
Pelo sétimo ano consecutivo, a Escola Salesiana São José de Campinas, SP, realizou o Projeto de Solidariedade proposto pelo material da Rede Salesiana de Escolas (RSE) com os alunos do 7º ano do ensino fundamental. O livro de Língua Portuguesa propõe a elaboração de uma campanha publicitária para entidades assistenciais. Neste ano, o resultado foi uma grande arrecadação, que beneficiou três instituições.
Published in Nacionais
Entre os dias 20 e 22 de setembro, no Colégio Dom Bosco de Salinas, PA, aconteceu o Encontro Anual da AJS do Pará, com a proposta de dar continuidade à Jornada Mundial da Juventude, realizada em julho, no Rio de Janeiro.  Todas as sete casas salesianas da área do Pará levaram jovens participantes da Jornada, que partilharam com os colegas suas experiências e aprendizados.  O encontro foi uma oportunidade de renovar a fé dos jovens e o chamado do Papa para a solidariedade e a evangelização. 
Published in Nacionais
A cadeira de Pedro está vazia. Seu último ocupante, nosso querido Bento XVI, às 20 horas do dia 28 de fevereiro, encerrou seu pontificado e recolheu-se ao palácio apostólico de Castelgandolfo, nas vizinhanças de Roma, para meditar e rezar pela Igreja. Esta decisão do Pontífice havia sido tomada após sua viagem ao México e a Cuba.... “depois de ter repetidas vezes examinado a própria consciência diante de Deus” – conscientia mea iterum atque iterum coram Deo explorata. Explicou que pela idade avançada, suas forças não são mais apropriadas “para governar a barca de Pedro e anunciar o Evangelho”.   No final do Concistório de 11 de fevereiro, o Santo Padre leu em latim um texto escrito de próprio punho: “Bem consciente da gravidade deste ato, com plena liberdade, declaro que renuncio ao ministério de bispo de Roma, Sucessor de São Pedro, que me foi confiado pelas mãos dos Senhores Cardeais em 19 de abril de 2005. Assim a Sé de Roma, a Sé de São Pedro, ficará vacante e deverá ser convocado por quem de direito o Conclave para eleição do novo Sumo Pontífice. Agradeço de coração o amor e a fadiga com que carregastes comigo o peso de meu ministério e peço perdão por todos os meus defeitos. ” Aos fiéis reunidos na audiência geral das quartas-feiras, ele repetiu: “Como sabeis, decidi renunciar ao ministério que o Senhor me confiou. Fi-lo em plena liberdade para o bem da Igreja, depois de ter longamente rezado e examinado minha consciência diante de Deus, bem ciente da gravidade de tal ato, mas igualmente ciente de já não ser mais capaz de desempenhar o ministério petrino com a força que o mesmo exige. Anima-me e ilumina-me a certeza de que a Igreja é de Cristo, o qual jamais lhe deixará faltar orientação e solicitude. Nestes dias, não fáceis para mim, senti quase fisicamente a força  que me proporcionam o amor da Igreja e a vossa oração. Continuai a rezar por mim, pela Igreja, pelo futuro Papa.” E acrescentou: “Eu sempre soube que naquela barca está o Senhor, e sempre soube que a barca da Igreja não é minha, não é nossa, mas é Sua, é Dele.” Na despedida aos cardeais, na manhã do dia da renúncia, ele afirmou: “Entre vós, no Colégio Cardinalício, está também o futuro Papa, ao qual desde hoje prometo minha incondicional reverência e obediência.” Palavras de um santo Pontífice.   Um sentimento de profunda gratidão e reconhecimento de suas virtudes e dotes pessoais  como Sumo Pontífice foi o que marcou a avalanche de mensagens de afeto e gratidão vindas a Roma de todas as partes do planeta. Só para citar algumas: a carta escrita pelos Cardeais a Bento XVI, assinada e entregue a ele pelo Decano do Sacro Colégio Card. Sodano, os episcopados do mundo inteiro, entre os quais a nossa CNBB. Fora da Igreja Católica: a mensagem do arcebispo ortodoxo  de Constantinopla, Bartolomeu, e do metropolita Hilarion de Moscou; o secretário-geral do Conselho Mundial das Igrejas Fykse, o rabino-chefe de Israel, Metzger, o grão imã, do Islam sunita, o presidente israelita Shimon Peres; o Secretário Geral da ONU, Ban Ki-moon, o presidente dos Estados Unidos e sua mulher, o rei Juan Carlos, ressaltando a relação especial do Papa com a Espanha. O jornal do Vaticano fala, por último, de vários países da América Latina, sem citar especificamente algum.   Nosso reitor-mor, padre Pascual Chávez, dirigiu emocionada mensagem a toda a Família Salesiana, da qual distinguimos o seguinte trecho: “Ainda que profundamente surpresos pela decisão do Santo Padre de apresentar sua renúncia de continuar na guia da Barca de Pedro e na confirmação de seus irmãos na fé, por meio do anúncio do Evangelho, seu testemunho de vida, seu sofrimento e sua oração – nos tornam edificados  por este gesto exemplar e profético. Sua decisão é fruto de oração e sinal exemplar de obediência a Deus! Trata-se mais uma vez de um traço característico seu: a humildade que o torna livre perante Deus e os homens, e mostra claramente seu sentido de responsabilidade. Enquanto – como teria feito Dom Bosco – exprimimos ao Santo Padre toda nossa gratidão pela generosidade com que serviu à Igreja e fez sentir sua paternidade relativamente à nossa Família, o acompanharemos nesta nova fase de sua vida com nosso grande afeto e nossa oração.”   Os oito anos do pontificado do grande papa, teólogo esclarecido e pastor humilde - desde a eleição - marcam de dor e glória a bimilenar história da Igreja de Jesus.   Dom Edvaldo G. Amaral é  arcebispo emérito de Maceió, AL
Published in Igreja
“Fizemos a vontade de Deus animando a Congregação no estilo de Dom Bosco", disse o Reitor-mor na última ‘Boa noite’ do sexênio.
Published in Internacionais
Foi realizada, em 19 de dezembro, a última reunião dos Conselhos Gerais dos Salesianos de Dom Bosco (SDB) e das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), antes dos Capítulos Gerais, respectivamente 28 e 24.
Published in Internacionais
O Instituto São José, de Resende, RJ, marcou presença no Prêmio Melhores do Esporte 2013, promovido pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer. A escola foi a anfitriã da festa, realizada no Teatro Salesiano na noite de terça-feira, dia 25 de fevereiro. Com a presença de atletas, autoridades municipais e do campeão olímpico de vôlei, o ex-jogador Nalbert, o evento premiou clubes e esportistas que se destacaram no ano passado em diversas modalidades.
Published in Nacionais
A professora doutoranda do Colégio Salesiano Dom Bosco (Paralela) de Salvador, Bahia, Leila Maria Aguilera, que dá aula de Química para o ensino médio, recebeu o prêmio da categoria “Empresas de Base Tecnológica do Prêmio de Empreendedorismo”, promovido pelo banco Santander.
Published in Nacionais
Pelo sétimo ano consecutivo, a Escola Salesiana São José de Campinas, SP, realizou o Projeto de Solidariedade proposto pelo material da Rede Salesiana de Escolas (RSE) com os alunos do 7º ano do ensino fundamental. O livro de Língua Portuguesa propõe a elaboração de uma campanha publicitária para entidades assistenciais. Neste ano, o resultado foi uma grande arrecadação, que beneficiou três instituições.
Published in Nacionais
Entre os dias 20 e 22 de setembro, no Colégio Dom Bosco de Salinas, PA, aconteceu o Encontro Anual da AJS do Pará, com a proposta de dar continuidade à Jornada Mundial da Juventude, realizada em julho, no Rio de Janeiro.  Todas as sete casas salesianas da área do Pará levaram jovens participantes da Jornada, que partilharam com os colegas suas experiências e aprendizados.  O encontro foi uma oportunidade de renovar a fé dos jovens e o chamado do Papa para a solidariedade e a evangelização. 
Published in Nacionais
A cadeira de Pedro está vazia. Seu último ocupante, nosso querido Bento XVI, às 20 horas do dia 28 de fevereiro, encerrou seu pontificado e recolheu-se ao palácio apostólico de Castelgandolfo, nas vizinhanças de Roma, para meditar e rezar pela Igreja. Esta decisão do Pontífice havia sido tomada após sua viagem ao México e a Cuba.... “depois de ter repetidas vezes examinado a própria consciência diante de Deus” – conscientia mea iterum atque iterum coram Deo explorata. Explicou que pela idade avançada, suas forças não são mais apropriadas “para governar a barca de Pedro e anunciar o Evangelho”.   No final do Concistório de 11 de fevereiro, o Santo Padre leu em latim um texto escrito de próprio punho: “Bem consciente da gravidade deste ato, com plena liberdade, declaro que renuncio ao ministério de bispo de Roma, Sucessor de São Pedro, que me foi confiado pelas mãos dos Senhores Cardeais em 19 de abril de 2005. Assim a Sé de Roma, a Sé de São Pedro, ficará vacante e deverá ser convocado por quem de direito o Conclave para eleição do novo Sumo Pontífice. Agradeço de coração o amor e a fadiga com que carregastes comigo o peso de meu ministério e peço perdão por todos os meus defeitos. ” Aos fiéis reunidos na audiência geral das quartas-feiras, ele repetiu: “Como sabeis, decidi renunciar ao ministério que o Senhor me confiou. Fi-lo em plena liberdade para o bem da Igreja, depois de ter longamente rezado e examinado minha consciência diante de Deus, bem ciente da gravidade de tal ato, mas igualmente ciente de já não ser mais capaz de desempenhar o ministério petrino com a força que o mesmo exige. Anima-me e ilumina-me a certeza de que a Igreja é de Cristo, o qual jamais lhe deixará faltar orientação e solicitude. Nestes dias, não fáceis para mim, senti quase fisicamente a força  que me proporcionam o amor da Igreja e a vossa oração. Continuai a rezar por mim, pela Igreja, pelo futuro Papa.” E acrescentou: “Eu sempre soube que naquela barca está o Senhor, e sempre soube que a barca da Igreja não é minha, não é nossa, mas é Sua, é Dele.” Na despedida aos cardeais, na manhã do dia da renúncia, ele afirmou: “Entre vós, no Colégio Cardinalício, está também o futuro Papa, ao qual desde hoje prometo minha incondicional reverência e obediência.” Palavras de um santo Pontífice.   Um sentimento de profunda gratidão e reconhecimento de suas virtudes e dotes pessoais  como Sumo Pontífice foi o que marcou a avalanche de mensagens de afeto e gratidão vindas a Roma de todas as partes do planeta. Só para citar algumas: a carta escrita pelos Cardeais a Bento XVI, assinada e entregue a ele pelo Decano do Sacro Colégio Card. Sodano, os episcopados do mundo inteiro, entre os quais a nossa CNBB. Fora da Igreja Católica: a mensagem do arcebispo ortodoxo  de Constantinopla, Bartolomeu, e do metropolita Hilarion de Moscou; o secretário-geral do Conselho Mundial das Igrejas Fykse, o rabino-chefe de Israel, Metzger, o grão imã, do Islam sunita, o presidente israelita Shimon Peres; o Secretário Geral da ONU, Ban Ki-moon, o presidente dos Estados Unidos e sua mulher, o rei Juan Carlos, ressaltando a relação especial do Papa com a Espanha. O jornal do Vaticano fala, por último, de vários países da América Latina, sem citar especificamente algum.   Nosso reitor-mor, padre Pascual Chávez, dirigiu emocionada mensagem a toda a Família Salesiana, da qual distinguimos o seguinte trecho: “Ainda que profundamente surpresos pela decisão do Santo Padre de apresentar sua renúncia de continuar na guia da Barca de Pedro e na confirmação de seus irmãos na fé, por meio do anúncio do Evangelho, seu testemunho de vida, seu sofrimento e sua oração – nos tornam edificados  por este gesto exemplar e profético. Sua decisão é fruto de oração e sinal exemplar de obediência a Deus! Trata-se mais uma vez de um traço característico seu: a humildade que o torna livre perante Deus e os homens, e mostra claramente seu sentido de responsabilidade. Enquanto – como teria feito Dom Bosco – exprimimos ao Santo Padre toda nossa gratidão pela generosidade com que serviu à Igreja e fez sentir sua paternidade relativamente à nossa Família, o acompanharemos nesta nova fase de sua vida com nosso grande afeto e nossa oração.”   Os oito anos do pontificado do grande papa, teólogo esclarecido e pastor humilde - desde a eleição - marcam de dor e glória a bimilenar história da Igreja de Jesus.   Dom Edvaldo G. Amaral é  arcebispo emérito de Maceió, AL
Published in Igreja