Confira no Boletim Salesiano como foi o retiro dos Salesianos Cooperadores de São Paulo.
Publicado em Nacionais
Confira no Boletim Salesiano como foi o retiro que reuniu cerca de 100 pessoas, em Vitória, ES.
Publicado em Nacionais
Teve início na manhã desta segunda-feira, 24 de março, o processo de discernimento para a eleição do reitor-mor, décimo sucessor de Dom Bosco, e do Conselho Geral: fase em que a criação de um clima de silêncio, de oração e de abertura ao Espírito Santo é de fundamental importância .
Publicado em Internacionais
  Os pós-noviços da Inspetoria São João Bosco estão promovendo, juntamente com a liderança jovem da Paróquia Nosso Senhor do Bonfim, em Silvânia, Goiás, atividades pastorais e juvenis. O trabalho pastoral faz parte da programação dos formandos durante o mês de janeiro e inclui encontros juvenis, celebrações nas comunidades, visitas às famílias, encontro com crianças e adolescentes, entre outras ações. A programação vai até a festa de São João Bosco, no dia 31 de janeiro. Participam das atividades os pós-noviços: Antônio Sérgio Silva, Géster Cabral, Sebastião Cruz Júnior e Warley Batista.   Acontece/ Inspetoria São João Bosco
Publicado em Nacionais
 O Dia do Professor, 15 de outubro, inspira homenagens de norte a sul do País. Além de promover um dia de descanso aos mestres, algumas escolas presenteiam seus professores com diversas homenagens. Nesta semana, alguns colégios salesianos – de Natal-RN, Carpina-PE, Salvador-BA e São Paulo-SP – contam como foi a festa em suas comunidades educativas pastorais.
Publicado em Nacionais
“O meu olhar sobre as coisas do dia a dia. Uma coletânea de textos que reúne reflexões, lembranças, amor e saudades.” É assim que a professora de sociologia e filosofia Ângela Alhanati descreve a página “Ao Sol, no Quintal”, a sua Fanpage no Facebook (que pode ser acessada no endereço www.facebook.com/aosolnoquintal). O espaço da educadora do Instituto São José de Resende, RJ, na internet tem feito muito sucesso dentro e fora da escola. Quase que diariamente, Ângela escreve pequenas crônicas, ligando situações do dia a dia a temas variados, que vão de uma visita à banca de jornal até os sentimentos aflorados entre mãe e filho.   Tudo começou com um blog, que tinha pouco acesso. Os textos eram escritos e publicados sem frequência e praticamente sumiam no mundo virtual em algumas semanas. Em novembro do ano passado, porém, Ângela retomou a ideia, apostando desta vez nas crônicas. O resultado foi muito positivo. “As pessoas passaram a ler e comentar que estavam gostando”, lembra a professora. Foi quando um amigo sugeriu que as publicações fossem postadas em uma página do Facebook, que tem recursos interessantes como acompanhamento de acesso e perfil de leitores, além de manter o conteúdo inteiro arquivado. Hoje, apenas dois meses depois, a página de Ângela já tem mais de quatro mil fãs, entre eles internautas de Cabo Verde, Congo, Angola, Moçambique, Venezuela, Argentina e Chile. “É uma grande surpresa, fiquei impressionada, principalmente com a adesão dos africanos, que comentam muito e compartilham todos os textos. O interessante é perceber como eles se comportam no ambiente virtual, escrevem como falam, e acredito que isso é, de certa forma, uma troca de experiências pela internet”, diz Ângela.   Além do público internacional, as crônicas também são lidas por alunos e ex-alunos do Instituto São José. A educadora acredita que espaços como esse podem colaborar no desenvolvimento escolar do estudante, pois são textos com reflexões profundas, mas escritos com uma linguagem acessível. “É a exposição de um ponto de vista sobre algum assunto, de forma simples e livre. Os alunos que acompanham têm na página um incentivo a mais para ler, escrever, partilhar experiências e reflexões”, conta Ângela, lembrando quando levou para a sala de aula a crônica sobre o primeiro sutiã dela. “Esse texto rendeu uma divertida e proveitosa discussão sobre a descoberta da adolescência e as mudanças no corpo e na vida do jovem, foi muito bom”.   A educadora salesiana pensa em publicar ainda neste ano um livro com suas crônicas. “Já recebi convites para participar de coletâneas com outros escritores, mas meu desejo hoje é de um livro só meu mesmo, porque tenho muito material”, diz Ângela.   RSE Informa
Publicado em Nacionais
Confira no Boletim Salesiano como foi o retiro dos Salesianos Cooperadores de São Paulo.
Publicado em Nacionais
Confira no Boletim Salesiano como foi o retiro que reuniu cerca de 100 pessoas, em Vitória, ES.
Publicado em Nacionais
Teve início na manhã desta segunda-feira, 24 de março, o processo de discernimento para a eleição do reitor-mor, décimo sucessor de Dom Bosco, e do Conselho Geral: fase em que a criação de um clima de silêncio, de oração e de abertura ao Espírito Santo é de fundamental importância .
Publicado em Internacionais
  Os pós-noviços da Inspetoria São João Bosco estão promovendo, juntamente com a liderança jovem da Paróquia Nosso Senhor do Bonfim, em Silvânia, Goiás, atividades pastorais e juvenis. O trabalho pastoral faz parte da programação dos formandos durante o mês de janeiro e inclui encontros juvenis, celebrações nas comunidades, visitas às famílias, encontro com crianças e adolescentes, entre outras ações. A programação vai até a festa de São João Bosco, no dia 31 de janeiro. Participam das atividades os pós-noviços: Antônio Sérgio Silva, Géster Cabral, Sebastião Cruz Júnior e Warley Batista.   Acontece/ Inspetoria São João Bosco
Publicado em Nacionais
 O Dia do Professor, 15 de outubro, inspira homenagens de norte a sul do País. Além de promover um dia de descanso aos mestres, algumas escolas presenteiam seus professores com diversas homenagens. Nesta semana, alguns colégios salesianos – de Natal-RN, Carpina-PE, Salvador-BA e São Paulo-SP – contam como foi a festa em suas comunidades educativas pastorais.
Publicado em Nacionais
“O meu olhar sobre as coisas do dia a dia. Uma coletânea de textos que reúne reflexões, lembranças, amor e saudades.” É assim que a professora de sociologia e filosofia Ângela Alhanati descreve a página “Ao Sol, no Quintal”, a sua Fanpage no Facebook (que pode ser acessada no endereço www.facebook.com/aosolnoquintal). O espaço da educadora do Instituto São José de Resende, RJ, na internet tem feito muito sucesso dentro e fora da escola. Quase que diariamente, Ângela escreve pequenas crônicas, ligando situações do dia a dia a temas variados, que vão de uma visita à banca de jornal até os sentimentos aflorados entre mãe e filho.   Tudo começou com um blog, que tinha pouco acesso. Os textos eram escritos e publicados sem frequência e praticamente sumiam no mundo virtual em algumas semanas. Em novembro do ano passado, porém, Ângela retomou a ideia, apostando desta vez nas crônicas. O resultado foi muito positivo. “As pessoas passaram a ler e comentar que estavam gostando”, lembra a professora. Foi quando um amigo sugeriu que as publicações fossem postadas em uma página do Facebook, que tem recursos interessantes como acompanhamento de acesso e perfil de leitores, além de manter o conteúdo inteiro arquivado. Hoje, apenas dois meses depois, a página de Ângela já tem mais de quatro mil fãs, entre eles internautas de Cabo Verde, Congo, Angola, Moçambique, Venezuela, Argentina e Chile. “É uma grande surpresa, fiquei impressionada, principalmente com a adesão dos africanos, que comentam muito e compartilham todos os textos. O interessante é perceber como eles se comportam no ambiente virtual, escrevem como falam, e acredito que isso é, de certa forma, uma troca de experiências pela internet”, diz Ângela.   Além do público internacional, as crônicas também são lidas por alunos e ex-alunos do Instituto São José. A educadora acredita que espaços como esse podem colaborar no desenvolvimento escolar do estudante, pois são textos com reflexões profundas, mas escritos com uma linguagem acessível. “É a exposição de um ponto de vista sobre algum assunto, de forma simples e livre. Os alunos que acompanham têm na página um incentivo a mais para ler, escrever, partilhar experiências e reflexões”, conta Ângela, lembrando quando levou para a sala de aula a crônica sobre o primeiro sutiã dela. “Esse texto rendeu uma divertida e proveitosa discussão sobre a descoberta da adolescência e as mudanças no corpo e na vida do jovem, foi muito bom”.   A educadora salesiana pensa em publicar ainda neste ano um livro com suas crônicas. “Já recebi convites para participar de coletâneas com outros escritores, mas meu desejo hoje é de um livro só meu mesmo, porque tenho muito material”, diz Ângela.   RSE Informa
Publicado em Nacionais