Um grupo de 13 salesianos da formação inicial, das seis inspetorias salesianas do Brasil, participou do retiro em preparação à profissão religiosa perpétua.
Published in Nacionais
Confira no Boletim Salesiano como foi o retiro dos Salesianos Cooperadores de São Paulo.
Published in Nacionais
Confira no Boletim Salesiano como foi o retiro que reuniu cerca de 100 pessoas, em Vitória, ES.
Published in Nacionais
Teve início na manhã desta segunda-feira, 24 de março, o processo de discernimento para a eleição do reitor-mor, décimo sucessor de Dom Bosco, e do Conselho Geral: fase em que a criação de um clima de silêncio, de oração e de abertura ao Espírito Santo é de fundamental importância .
Published in Internacionais
  Os pós-noviços da Inspetoria São João Bosco estão promovendo, juntamente com a liderança jovem da Paróquia Nosso Senhor do Bonfim, em Silvânia, Goiás, atividades pastorais e juvenis. O trabalho pastoral faz parte da programação dos formandos durante o mês de janeiro e inclui encontros juvenis, celebrações nas comunidades, visitas às famílias, encontro com crianças e adolescentes, entre outras ações. A programação vai até a festa de São João Bosco, no dia 31 de janeiro. Participam das atividades os pós-noviços: Antônio Sérgio Silva, Géster Cabral, Sebastião Cruz Júnior e Warley Batista.   Acontece/ Inspetoria São João Bosco
Published in Nacionais
 O Dia do Professor, 15 de outubro, inspira homenagens de norte a sul do País. Além de promover um dia de descanso aos mestres, algumas escolas presenteiam seus professores com diversas homenagens. Nesta semana, alguns colégios salesianos – de Natal-RN, Carpina-PE, Salvador-BA e São Paulo-SP – contam como foi a festa em suas comunidades educativas pastorais.
Published in Nacionais
“O meu olhar sobre as coisas do dia a dia. Uma coletânea de textos que reúne reflexões, lembranças, amor e saudades.” É assim que a professora de sociologia e filosofia Ângela Alhanati descreve a página “Ao Sol, no Quintal”, a sua Fanpage no Facebook (que pode ser acessada no endereço www.facebook.com/aosolnoquintal). O espaço da educadora do Instituto São José de Resende, RJ, na internet tem feito muito sucesso dentro e fora da escola. Quase que diariamente, Ângela escreve pequenas crônicas, ligando situações do dia a dia a temas variados, que vão de uma visita à banca de jornal até os sentimentos aflorados entre mãe e filho.   Tudo começou com um blog, que tinha pouco acesso. Os textos eram escritos e publicados sem frequência e praticamente sumiam no mundo virtual em algumas semanas. Em novembro do ano passado, porém, Ângela retomou a ideia, apostando desta vez nas crônicas. O resultado foi muito positivo. “As pessoas passaram a ler e comentar que estavam gostando”, lembra a professora. Foi quando um amigo sugeriu que as publicações fossem postadas em uma página do Facebook, que tem recursos interessantes como acompanhamento de acesso e perfil de leitores, além de manter o conteúdo inteiro arquivado. Hoje, apenas dois meses depois, a página de Ângela já tem mais de quatro mil fãs, entre eles internautas de Cabo Verde, Congo, Angola, Moçambique, Venezuela, Argentina e Chile. “É uma grande surpresa, fiquei impressionada, principalmente com a adesão dos africanos, que comentam muito e compartilham todos os textos. O interessante é perceber como eles se comportam no ambiente virtual, escrevem como falam, e acredito que isso é, de certa forma, uma troca de experiências pela internet”, diz Ângela.   Além do público internacional, as crônicas também são lidas por alunos e ex-alunos do Instituto São José. A educadora acredita que espaços como esse podem colaborar no desenvolvimento escolar do estudante, pois são textos com reflexões profundas, mas escritos com uma linguagem acessível. “É a exposição de um ponto de vista sobre algum assunto, de forma simples e livre. Os alunos que acompanham têm na página um incentivo a mais para ler, escrever, partilhar experiências e reflexões”, conta Ângela, lembrando quando levou para a sala de aula a crônica sobre o primeiro sutiã dela. “Esse texto rendeu uma divertida e proveitosa discussão sobre a descoberta da adolescência e as mudanças no corpo e na vida do jovem, foi muito bom”.   A educadora salesiana pensa em publicar ainda neste ano um livro com suas crônicas. “Já recebi convites para participar de coletâneas com outros escritores, mas meu desejo hoje é de um livro só meu mesmo, porque tenho muito material”, diz Ângela.   RSE Informa
Published in Nacionais
Um grupo de 13 salesianos da formação inicial, das seis inspetorias salesianas do Brasil, participou do retiro em preparação à profissão religiosa perpétua.
Published in Nacionais
Confira no Boletim Salesiano como foi o retiro dos Salesianos Cooperadores de São Paulo.
Published in Nacionais
Confira no Boletim Salesiano como foi o retiro que reuniu cerca de 100 pessoas, em Vitória, ES.
Published in Nacionais
Teve início na manhã desta segunda-feira, 24 de março, o processo de discernimento para a eleição do reitor-mor, décimo sucessor de Dom Bosco, e do Conselho Geral: fase em que a criação de um clima de silêncio, de oração e de abertura ao Espírito Santo é de fundamental importância .
Published in Internacionais
  Os pós-noviços da Inspetoria São João Bosco estão promovendo, juntamente com a liderança jovem da Paróquia Nosso Senhor do Bonfim, em Silvânia, Goiás, atividades pastorais e juvenis. O trabalho pastoral faz parte da programação dos formandos durante o mês de janeiro e inclui encontros juvenis, celebrações nas comunidades, visitas às famílias, encontro com crianças e adolescentes, entre outras ações. A programação vai até a festa de São João Bosco, no dia 31 de janeiro. Participam das atividades os pós-noviços: Antônio Sérgio Silva, Géster Cabral, Sebastião Cruz Júnior e Warley Batista.   Acontece/ Inspetoria São João Bosco
Published in Nacionais
 O Dia do Professor, 15 de outubro, inspira homenagens de norte a sul do País. Além de promover um dia de descanso aos mestres, algumas escolas presenteiam seus professores com diversas homenagens. Nesta semana, alguns colégios salesianos – de Natal-RN, Carpina-PE, Salvador-BA e São Paulo-SP – contam como foi a festa em suas comunidades educativas pastorais.
Published in Nacionais
“O meu olhar sobre as coisas do dia a dia. Uma coletânea de textos que reúne reflexões, lembranças, amor e saudades.” É assim que a professora de sociologia e filosofia Ângela Alhanati descreve a página “Ao Sol, no Quintal”, a sua Fanpage no Facebook (que pode ser acessada no endereço www.facebook.com/aosolnoquintal). O espaço da educadora do Instituto São José de Resende, RJ, na internet tem feito muito sucesso dentro e fora da escola. Quase que diariamente, Ângela escreve pequenas crônicas, ligando situações do dia a dia a temas variados, que vão de uma visita à banca de jornal até os sentimentos aflorados entre mãe e filho.   Tudo começou com um blog, que tinha pouco acesso. Os textos eram escritos e publicados sem frequência e praticamente sumiam no mundo virtual em algumas semanas. Em novembro do ano passado, porém, Ângela retomou a ideia, apostando desta vez nas crônicas. O resultado foi muito positivo. “As pessoas passaram a ler e comentar que estavam gostando”, lembra a professora. Foi quando um amigo sugeriu que as publicações fossem postadas em uma página do Facebook, que tem recursos interessantes como acompanhamento de acesso e perfil de leitores, além de manter o conteúdo inteiro arquivado. Hoje, apenas dois meses depois, a página de Ângela já tem mais de quatro mil fãs, entre eles internautas de Cabo Verde, Congo, Angola, Moçambique, Venezuela, Argentina e Chile. “É uma grande surpresa, fiquei impressionada, principalmente com a adesão dos africanos, que comentam muito e compartilham todos os textos. O interessante é perceber como eles se comportam no ambiente virtual, escrevem como falam, e acredito que isso é, de certa forma, uma troca de experiências pela internet”, diz Ângela.   Além do público internacional, as crônicas também são lidas por alunos e ex-alunos do Instituto São José. A educadora acredita que espaços como esse podem colaborar no desenvolvimento escolar do estudante, pois são textos com reflexões profundas, mas escritos com uma linguagem acessível. “É a exposição de um ponto de vista sobre algum assunto, de forma simples e livre. Os alunos que acompanham têm na página um incentivo a mais para ler, escrever, partilhar experiências e reflexões”, conta Ângela, lembrando quando levou para a sala de aula a crônica sobre o primeiro sutiã dela. “Esse texto rendeu uma divertida e proveitosa discussão sobre a descoberta da adolescência e as mudanças no corpo e na vida do jovem, foi muito bom”.   A educadora salesiana pensa em publicar ainda neste ano um livro com suas crônicas. “Já recebi convites para participar de coletâneas com outros escritores, mas meu desejo hoje é de um livro só meu mesmo, porque tenho muito material”, diz Ângela.   RSE Informa
Published in Nacionais