A Quaresma de 2022 está marcada por um triste acontecimento: a guerra da Ucrânia, iniciada em 24 de fevereiro e, até o momento, ainda sem previsão de um desfecho. Conheça aqui as iniciativas de solidariedade e esperança realizadas pela Família Salesiana para atender e acolher a população ucraniana, especialmente as crianças e os jovens.
Publicado em Internacionais
A madre geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, irmã Chiara Cazzuola, convida as FMA e as comunidades educativas a rezar um Rosário pela paz no mundo, no dia 12 de março.
Publicado em Internacionais
No domingo, 27 de fevereiro, após a oração do Ângelus, o Santo Padre lançou um novo apelo a fim de que na Ucrânia, como em todos os lugares do mundo, seja respeitada a dignidade humana. “Com o coração dilacerado…, repito: calem-se as armas”, exortou o Pontífice.
Publicado em Internacionais
O anúncio foi feito pela irmã Alessandra Smerilli, FMA, durante a apresentação na Sala de Imprensa Vaticana da Mensagem do Papa para o 55º Dia Mundial da Paz. O projeto será o fruto do empenho de muitos que procuram soluções criativas para os problemas do emprego.
Publicado em Internacionais
Missa, realizada em 12 de maio, contou com a presença do inspetor da Inspetoria São João Bosco, padre Natale Vitali Forti, SDB.
Publicado em Nacionais
Em carta divulgada no dia 14 de março, o cardeal Charles Maung Bo, SDB, pede paz as autoridades do país.
Publicado em Internacionais
Em meio a uma década de guerra e destruição, os salesianos formaram uma grande família em torno da figura de Dom Bosco e seus ambientes são considerados "oásis de paz".
Publicado em Internacionais
A Intenção Missionária Salesiana de janeiro de 2020 é pela promoção da paz no mundo.
Publicado em Salesianidade
  A Obra Social São João Bosco (OSSJB ) de Campinas, SP, lança um novo portal na web (www.ossjb.org.br). O site tem um novo conceito em seu layout, e novidades na sua parte funcional.
Publicado em Ação Social
Delegações de religiosas de todo o mundo foram recebidas pelo Papa Francisco na manhã desta quarta-feira, 8 de maio, na Sala Paulo VI, no Vaticano. As 800 irmãs, delegadas de 1900 diferentes Congregações, se reuniram nos últimos dias na Assembleia Plenária da União Internacional das Superioras Gerais, em Roma. Com elas, estava também o cardeal João Braz de Aviz, prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedade de Vida Apostólica, a quem Papa Francisco agradeceu logo no início de seu discurso. Dom João esteve domingo, 5, na Assembleia,  em um debate e celebrando uma missa para as irmãs.   Centralidade de Cristo, autoridade como serviço de amor, e ouvir a Mãe-Igreja. Estas foram as três principais indicações sugeridas pelo Papa às religiosas, ao se dirigir a elas. “O que seria da Igreja sem vocês? Faltaria o carinho, a maternidade, a ternura, a intuição das mães. Queridas irmãs, fiquem certas de que eu as acompanho de perto, rezo por vocês, mas por favor, rezem também por mim!”, pediu Francisco.   O Papa também lembrou que “adorar e servir são dois comportamentos que não se separam, mas caminham sempre juntos; e disse que obediência é ouvir a vontade de Deus e aceitar que a obediência passe por meio das mediações humanas”. E completou: “Lembrem-se que a relação autoridade/obediência se insere no contexto maior do mistério da Igreja e constitui uma atuação especial de sua função mediadora”.   Outra questão recomendada para a reflexão das religiosas foi a pobreza, que – disse – não è a pobreza teórica: “A pobreza teórica não nos interessa, a pobreza se aprende tocando a carne de Cristo pobre”; e insistiu na necessidade de que as religiosas sejam espiritualmente fecundas e neste sentido, ‘sejam mães’ e não ‘solteironas’.   Acesse o site da CNBB para ler a matéria na íntegra 
Publicado em Internacionais
Página 1 de 2
A Quaresma de 2022 está marcada por um triste acontecimento: a guerra da Ucrânia, iniciada em 24 de fevereiro e, até o momento, ainda sem previsão de um desfecho. Conheça aqui as iniciativas de solidariedade e esperança realizadas pela Família Salesiana para atender e acolher a população ucraniana, especialmente as crianças e os jovens.
Publicado em Internacionais
A madre geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, irmã Chiara Cazzuola, convida as FMA e as comunidades educativas a rezar um Rosário pela paz no mundo, no dia 12 de março.
Publicado em Internacionais
No domingo, 27 de fevereiro, após a oração do Ângelus, o Santo Padre lançou um novo apelo a fim de que na Ucrânia, como em todos os lugares do mundo, seja respeitada a dignidade humana. “Com o coração dilacerado…, repito: calem-se as armas”, exortou o Pontífice.
Publicado em Internacionais
O anúncio foi feito pela irmã Alessandra Smerilli, FMA, durante a apresentação na Sala de Imprensa Vaticana da Mensagem do Papa para o 55º Dia Mundial da Paz. O projeto será o fruto do empenho de muitos que procuram soluções criativas para os problemas do emprego.
Publicado em Internacionais
Missa, realizada em 12 de maio, contou com a presença do inspetor da Inspetoria São João Bosco, padre Natale Vitali Forti, SDB.
Publicado em Nacionais
Em carta divulgada no dia 14 de março, o cardeal Charles Maung Bo, SDB, pede paz as autoridades do país.
Publicado em Internacionais
Em meio a uma década de guerra e destruição, os salesianos formaram uma grande família em torno da figura de Dom Bosco e seus ambientes são considerados "oásis de paz".
Publicado em Internacionais
A Intenção Missionária Salesiana de janeiro de 2020 é pela promoção da paz no mundo.
Publicado em Salesianidade
  A Obra Social São João Bosco (OSSJB ) de Campinas, SP, lança um novo portal na web (www.ossjb.org.br). O site tem um novo conceito em seu layout, e novidades na sua parte funcional.
Publicado em Ação Social
Delegações de religiosas de todo o mundo foram recebidas pelo Papa Francisco na manhã desta quarta-feira, 8 de maio, na Sala Paulo VI, no Vaticano. As 800 irmãs, delegadas de 1900 diferentes Congregações, se reuniram nos últimos dias na Assembleia Plenária da União Internacional das Superioras Gerais, em Roma. Com elas, estava também o cardeal João Braz de Aviz, prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedade de Vida Apostólica, a quem Papa Francisco agradeceu logo no início de seu discurso. Dom João esteve domingo, 5, na Assembleia,  em um debate e celebrando uma missa para as irmãs.   Centralidade de Cristo, autoridade como serviço de amor, e ouvir a Mãe-Igreja. Estas foram as três principais indicações sugeridas pelo Papa às religiosas, ao se dirigir a elas. “O que seria da Igreja sem vocês? Faltaria o carinho, a maternidade, a ternura, a intuição das mães. Queridas irmãs, fiquem certas de que eu as acompanho de perto, rezo por vocês, mas por favor, rezem também por mim!”, pediu Francisco.   O Papa também lembrou que “adorar e servir são dois comportamentos que não se separam, mas caminham sempre juntos; e disse que obediência é ouvir a vontade de Deus e aceitar que a obediência passe por meio das mediações humanas”. E completou: “Lembrem-se que a relação autoridade/obediência se insere no contexto maior do mistério da Igreja e constitui uma atuação especial de sua função mediadora”.   Outra questão recomendada para a reflexão das religiosas foi a pobreza, que – disse – não è a pobreza teórica: “A pobreza teórica não nos interessa, a pobreza se aprende tocando a carne de Cristo pobre”; e insistiu na necessidade de que as religiosas sejam espiritualmente fecundas e neste sentido, ‘sejam mães’ e não ‘solteironas’.   Acesse o site da CNBB para ler a matéria na íntegra 
Publicado em Internacionais
Página 1 de 2