Os alunos dos Colégios Dom Bosco Assunção, Dom Bosco Cidade Alta e Oratório São Mario - em Piracicaba, participaram na última sexta-feira, 16 de agosto, das comemorações pelos 198 anos do nascimento de Dom Bosco.
Published in Nacionais
  Os alunos do Ensino Médio dos colégios salesianos do Vale do Paraíba receberam na última semana, 17 a 21 de junho, os resultados obtidos no segundo Simuladão conjunto do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).   As provas foram realizadas nos dias 28 e 29 de maio no Colégio São Joaquim, em Lorena, São Paulo, e participaram alunos do Instituto Nossa Senhora Auxiliadora (INSA-Oratório) de Cruzeiro, Colégio São Joaquim e Instituto Santa Teresa de Lorena e Instituto Nossa Senhora do Carmo, de Guaratinguetá. Os alunos do Instituto São José, de São José dos Campos, também participaram do simulado, mas por causa da distância, realizaram os exames no próprio colégio.     Os exercícios das provas foram no estilo do ENEM. Entregues em caderno de questões, elaborados pelos professores das próprias escolas envolvidas, cada uma se encarregando de uma ou duas matérias, contemplavam os conteúdos programados até o final do primeiro trimestre do terceiro ano do material da Rede Salesiana de Escolas (RSE).   No primeiro dia de avaliação foram aplicadas 90 questões das disciplinas “Ciências Humanas e Suas Tecnologias” e de “Ciências da Natureza e Suas Tecnologias”. No segundo dia, outras 90 questões de “Linguagem e Matemática” e uma redação. As respostas às questões objetivas, respondidas em cartão para leitura ótica, foram corrigidas pela Unidade Lorena do Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL). As correções das redações foram realizadas por professores de um colégio externo, para que o aluno se prepare para ser analisado por um corretor desconhecido.   O Simuladão foi obrigatório para os alunos do terceiro ano. Já os alunos do primeiro e segundo anos foram apenas convidados a participarem das provas. Para eles, as provas representaram um desafio, já que foram baseadas em conteúdos que só verão no último ano do Ensino Médio. A participação desse público, porém, superou os 90%. O resultado obtido nesse Simuladão será incorporado à nota do segundo trimestre conforme os critérios internos de cada escola.   Essa é a segunda vez que essas escolas realizam esse tipo de simulado. A primeira foi no ano de 2012. A avaliação é de que fazer um Simuladão conjunto na forma presencial acrescenta uma descarga de adrenalina diferente, que não se assemelha aos simulados que realizados nas próprias escolas. Além disso, ajuda polarizar os alunos da Rede Salesiana de Escolas para os vestibulares, questão em torno da qual a concorrência insiste com toda a força e dá visibilidade aos alunos e professores para a grandeza da RSE, muito maior que cada escola em particular.    Fruto dessa avaliação, diretores, ecônomos e coordenadores dessas escolas, já no ano passado, decidiram fazer um simulado semelhante no segundo semestre deste ano também para os alunos do oitavo e nono anos do ensino fundamental.   O Simuladão não redunda em um ranqueamento entre as escolas, mas os resultados de cada escola são cotejados e discutidos nas reuniões conjuntas entre as diretorias e as coordenações dos colégios.   Com informações do padre Ailton dos Santos
Published in Nacionais
No ultimo dia 28 de abril foi realizado em Extremoz, RN, uma caminhada da juventude do 11º zonal, que teve como tema “Juventude caminhando na Pré-Jornada”. A caminhada teve como objetivo promover e divulgar os trabalhos realizados pelos jovens e debater sobre como andam os preparativos para receber a juventude durante a pré-jornada.   O evento teve a participação da banda católica, Vida Celeste, que animou todos os jovens presentes no evento. Nem mesmo a chuva, que caiu durante todo o percurso,  deixou a alegria diminuir com músicas, conhecidas do meio popular católico.   Durante a caminhada foram realizadas algumas paradas: a primeira  teve como ponto principal a palavra do padre Silvio, pároco da Igreja Santa Maria Mãe e coordenador do zonal, que falou um pouco sobre o dever do jovem na semana missionária e sobre a carta do papa aos jovens na jornada mundial, ao falar “Ide e fazei discípulos entre as nações!”.  A segunda parada teve o grupo de Santa Luzia que realizou uma dança com a música “Nova Geração” do padre Zezinho.   Chegando à matriz de Extremoz, na Igreja de São Miguel, foram realizadas algumas apresentações com grupo de Dança NPC da paróquia São João Bosco. Após as apresentações ocorreu a adoração ao Santíssimo, momento em que muitos puderam refletir e agradecer a Jesus ressuscitado.   A próxima caminhada será realizada no próximo dia 02 de junho e a paróquia que vai receber a caminhada é a São João Bosco, em Gramoré.   Equipe de Comunicação Gramoré
Published in Nacionais
A Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora (SDB) e a Inspetoria Santa Catarina de Sena (FMA) realizaram, no domingo, 11 de novembro, no Colégio Salesiano Santa Teresinha, em São Paulo, o tradicional FEST (Festival da Juventude Salesiana), reunindo jovens de colégios salesianos, obras sociais, paróquias e oratórios de todo o estado de São Paulo, onde as inspetorias atuam.   Com o lema “Que vida vale a pena ser vivida?”, o encontro foi celebrado por toda a juventude católica do Brasil por ocasião do Dia Nacional da Juventude (DNJ).  O FEST reuniu cerca de 2 mil jovens que, durante todo o dia, participaram de atividades religiosas, como a santa missa, culturais e esportivas.   Em mais esta edição, o FEST cumpriu com a sua missão: reunir jovens para celebrar a vida a partir dos horizontes da fé e dos valores da pedagogia salesiana. Envolvidos pelo tema “Que vida vale a pena ser vivida?”, a juventude responde com a força e a credibilidade de quem já sabe o que quer: a vida que vale a pena ser vivida é a vida de Deus que nos faz novas criaturas a cada dia, discípulos - missionários do Seu Filho”, conta o delegado para a Pastoral Juvenil Salesiana da Inspetoria de Nossa Senhora Auxiliadora, padre  Alexandre Oliveira.   O método utilizado para o FEST foi o Ver-Julgar-Agir-Rever-Celebrar. O Ver-Julgar-Agir foi transmitido aos jovens durante os encontros Pré-FEST, com o apoio de um subsídio preparado pela Pastoral Juvenil Salesiana. O Celebrar foi o evento em si, realizado no Colégio Salesiano Santa Teresinha, e o Rever é a etapa pós FEST, em que serão avaliados os resultados e a continuidade do trabalho pastoral.   O FEST é uma ocasião muito salesiana para celebrar junto a toda juventude as maravilhas realizadas ao longo do ano. As várias atividades que se desenvolveram no FEST (dança, teatro, música, jogos) são uma síntese da ação pastoral que explicita o protagonismo juvenil e eficácia da pedagogia salesiana, marca do projeto educativo de Dom Bosco e Madre Mazzarello.   Inspetoria Salesiana de São Paulo   Leia também XVII Festival da Juventude Salesiana começa na próxima sexta (09)
Published in Nacionais
Os alunos dos Colégios Dom Bosco Assunção, Dom Bosco Cidade Alta e Oratório São Mario - em Piracicaba, participaram na última sexta-feira, 16 de agosto, das comemorações pelos 198 anos do nascimento de Dom Bosco.
Published in Nacionais
  Os alunos do Ensino Médio dos colégios salesianos do Vale do Paraíba receberam na última semana, 17 a 21 de junho, os resultados obtidos no segundo Simuladão conjunto do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).   As provas foram realizadas nos dias 28 e 29 de maio no Colégio São Joaquim, em Lorena, São Paulo, e participaram alunos do Instituto Nossa Senhora Auxiliadora (INSA-Oratório) de Cruzeiro, Colégio São Joaquim e Instituto Santa Teresa de Lorena e Instituto Nossa Senhora do Carmo, de Guaratinguetá. Os alunos do Instituto São José, de São José dos Campos, também participaram do simulado, mas por causa da distância, realizaram os exames no próprio colégio.     Os exercícios das provas foram no estilo do ENEM. Entregues em caderno de questões, elaborados pelos professores das próprias escolas envolvidas, cada uma se encarregando de uma ou duas matérias, contemplavam os conteúdos programados até o final do primeiro trimestre do terceiro ano do material da Rede Salesiana de Escolas (RSE).   No primeiro dia de avaliação foram aplicadas 90 questões das disciplinas “Ciências Humanas e Suas Tecnologias” e de “Ciências da Natureza e Suas Tecnologias”. No segundo dia, outras 90 questões de “Linguagem e Matemática” e uma redação. As respostas às questões objetivas, respondidas em cartão para leitura ótica, foram corrigidas pela Unidade Lorena do Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL). As correções das redações foram realizadas por professores de um colégio externo, para que o aluno se prepare para ser analisado por um corretor desconhecido.   O Simuladão foi obrigatório para os alunos do terceiro ano. Já os alunos do primeiro e segundo anos foram apenas convidados a participarem das provas. Para eles, as provas representaram um desafio, já que foram baseadas em conteúdos que só verão no último ano do Ensino Médio. A participação desse público, porém, superou os 90%. O resultado obtido nesse Simuladão será incorporado à nota do segundo trimestre conforme os critérios internos de cada escola.   Essa é a segunda vez que essas escolas realizam esse tipo de simulado. A primeira foi no ano de 2012. A avaliação é de que fazer um Simuladão conjunto na forma presencial acrescenta uma descarga de adrenalina diferente, que não se assemelha aos simulados que realizados nas próprias escolas. Além disso, ajuda polarizar os alunos da Rede Salesiana de Escolas para os vestibulares, questão em torno da qual a concorrência insiste com toda a força e dá visibilidade aos alunos e professores para a grandeza da RSE, muito maior que cada escola em particular.    Fruto dessa avaliação, diretores, ecônomos e coordenadores dessas escolas, já no ano passado, decidiram fazer um simulado semelhante no segundo semestre deste ano também para os alunos do oitavo e nono anos do ensino fundamental.   O Simuladão não redunda em um ranqueamento entre as escolas, mas os resultados de cada escola são cotejados e discutidos nas reuniões conjuntas entre as diretorias e as coordenações dos colégios.   Com informações do padre Ailton dos Santos
Published in Nacionais
No ultimo dia 28 de abril foi realizado em Extremoz, RN, uma caminhada da juventude do 11º zonal, que teve como tema “Juventude caminhando na Pré-Jornada”. A caminhada teve como objetivo promover e divulgar os trabalhos realizados pelos jovens e debater sobre como andam os preparativos para receber a juventude durante a pré-jornada.   O evento teve a participação da banda católica, Vida Celeste, que animou todos os jovens presentes no evento. Nem mesmo a chuva, que caiu durante todo o percurso,  deixou a alegria diminuir com músicas, conhecidas do meio popular católico.   Durante a caminhada foram realizadas algumas paradas: a primeira  teve como ponto principal a palavra do padre Silvio, pároco da Igreja Santa Maria Mãe e coordenador do zonal, que falou um pouco sobre o dever do jovem na semana missionária e sobre a carta do papa aos jovens na jornada mundial, ao falar “Ide e fazei discípulos entre as nações!”.  A segunda parada teve o grupo de Santa Luzia que realizou uma dança com a música “Nova Geração” do padre Zezinho.   Chegando à matriz de Extremoz, na Igreja de São Miguel, foram realizadas algumas apresentações com grupo de Dança NPC da paróquia São João Bosco. Após as apresentações ocorreu a adoração ao Santíssimo, momento em que muitos puderam refletir e agradecer a Jesus ressuscitado.   A próxima caminhada será realizada no próximo dia 02 de junho e a paróquia que vai receber a caminhada é a São João Bosco, em Gramoré.   Equipe de Comunicação Gramoré
Published in Nacionais
A Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora (SDB) e a Inspetoria Santa Catarina de Sena (FMA) realizaram, no domingo, 11 de novembro, no Colégio Salesiano Santa Teresinha, em São Paulo, o tradicional FEST (Festival da Juventude Salesiana), reunindo jovens de colégios salesianos, obras sociais, paróquias e oratórios de todo o estado de São Paulo, onde as inspetorias atuam.   Com o lema “Que vida vale a pena ser vivida?”, o encontro foi celebrado por toda a juventude católica do Brasil por ocasião do Dia Nacional da Juventude (DNJ).  O FEST reuniu cerca de 2 mil jovens que, durante todo o dia, participaram de atividades religiosas, como a santa missa, culturais e esportivas.   Em mais esta edição, o FEST cumpriu com a sua missão: reunir jovens para celebrar a vida a partir dos horizontes da fé e dos valores da pedagogia salesiana. Envolvidos pelo tema “Que vida vale a pena ser vivida?”, a juventude responde com a força e a credibilidade de quem já sabe o que quer: a vida que vale a pena ser vivida é a vida de Deus que nos faz novas criaturas a cada dia, discípulos - missionários do Seu Filho”, conta o delegado para a Pastoral Juvenil Salesiana da Inspetoria de Nossa Senhora Auxiliadora, padre  Alexandre Oliveira.   O método utilizado para o FEST foi o Ver-Julgar-Agir-Rever-Celebrar. O Ver-Julgar-Agir foi transmitido aos jovens durante os encontros Pré-FEST, com o apoio de um subsídio preparado pela Pastoral Juvenil Salesiana. O Celebrar foi o evento em si, realizado no Colégio Salesiano Santa Teresinha, e o Rever é a etapa pós FEST, em que serão avaliados os resultados e a continuidade do trabalho pastoral.   O FEST é uma ocasião muito salesiana para celebrar junto a toda juventude as maravilhas realizadas ao longo do ano. As várias atividades que se desenvolveram no FEST (dança, teatro, música, jogos) são uma síntese da ação pastoral que explicita o protagonismo juvenil e eficácia da pedagogia salesiana, marca do projeto educativo de Dom Bosco e Madre Mazzarello.   Inspetoria Salesiana de São Paulo   Leia também XVII Festival da Juventude Salesiana começa na próxima sexta (09)
Published in Nacionais