Confira no Boletim Salesiano como foi o encontro de formação da Articulação da Juventude Salesiana (AJS) de Santa Catarina!
Publicado em Nacionais
A Rede um Grito pela Vida, formada por religiosos e religiosas de todo o Brasil, lançou oficialmente nesta quarta-feira, 12 de fevereiro, a campanha Jogue a Favor da Vida. 
Publicado em Nacionais
Para concluir as atividades educativas pastorais do ano, o Instituto Nossa Senhora Auxiliadora, em Baturité, CE, realizou a Festa da Gratidão.
Publicado em Nacionais
  Assessores religiosos e leigos e agentes de equipes vocacionais estiveram presentes no Centro Inspetorial, na cidade de São Paulo, no dia 14 de setembro, para participarem da Formação Continuada para as Equipes Vocacionais, oferecida pelo Serviço de Animação Vocacional da Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora.
Publicado em Nacionais
Nesta segunda-feira, 17 de dezembro, durante solenidade no Palácio do Itamaraty, em Brasília, DF, a presidente Dilma Rousseff declarou que a defesa dos direitos humanos é um assunto importante não apenas para seu governo, mas uma preocupação pessoal, por ser parte de uma geração que teve a liberdade restrita pelo Estado.   “O assunto, além de ser importante nacionalmente, me comove porque a minha geração sentiu na carne o abuso de poder, a truculência do Estado, e sabe como é importante, fundamental, o respeito pelos direitos humanos e, mais do que isso, sabe que esse é o pilar fundamental de uma sociedade”, disse Dilma em discurso durante a entrega do 18º Prêmio Direitos Humanos.   Após entregar o prêmio a 17 personalidades e entidades homenageadas nesta edição, Dilma pediu que os premiados não se deixem abater e continuem lutando em defesa dos direitos humanos. “Sei que a luta é difícil, sei que impõe sacrifícios, sei que às vezes é incompreendida e sei que nem sempre é conhecida e reconhecida e muitas vezes não é apoiada. Sei que em muitos momentos, cada um de vocês se sente só, como se tivesse enfrentando moinhos de vento intransponíveis, mas este prêmio e esta homenagem servem para dizer duas coisas: primeiro, que vocês não estão sós e, segundo, que vocês conseguiram que, até aqui, vocês foram vitoriosos”, disse.   O prêmio é entregue pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República a pessoas e entidades que tenham se destacados na promoção dos direitos humanos em todo o país. Entre os premiados desta edição, estão os bispos Dom Pedro Casaldáliga e Dom Tomás Balduíno, reconhecidos com uma homenagem especial pela defesa de direitos dos índios.   Dom Tomás Balduíno, fundador do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e bispo emérito de Goiás, continua trabalhando em defesa de comunidades indígenas. Dom Pedro Casaldáliga é conhecido pelo trabalho em comunidades indígenas na região de São Félix do Araguaia, MT. Ele recebeu diversas ameaças de morte por atuar em defesa dos índios da região e teve que ser retirado de sua casa para local desconhecido depois que uma decisão judicial a favor dos índios xavantes tornou o clima mais tenso no município matogrossense.   Durante o discurso, a presidente disse que o governo está trabalhando para garantir a proteção do religioso. “Dom Pedro Casaldáliga e Dom Tomás Balduíno são dois homens que o Brasil aprendeu a admirar e dos quais eu me orgulho de ser contemporânea. Faço questão de informar que o Estado se manterá dedicado com todos os meios de forças policiais e civis disponíveis para garantir sua segurança e proteção”, declarou.   Os ministros das Relações Exteriores, Antonio Patriota, da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, e da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, também participaram da premiação.   ANEC   Leia também: Entidades divulgam nota de solidariedade a Dom Pedro Casaldáliga
Publicado em Nacionais
Confira no Boletim Salesiano como foi o encontro de formação da Articulação da Juventude Salesiana (AJS) de Santa Catarina!
Publicado em Nacionais
A Rede um Grito pela Vida, formada por religiosos e religiosas de todo o Brasil, lançou oficialmente nesta quarta-feira, 12 de fevereiro, a campanha Jogue a Favor da Vida. 
Publicado em Nacionais
Para concluir as atividades educativas pastorais do ano, o Instituto Nossa Senhora Auxiliadora, em Baturité, CE, realizou a Festa da Gratidão.
Publicado em Nacionais
  Assessores religiosos e leigos e agentes de equipes vocacionais estiveram presentes no Centro Inspetorial, na cidade de São Paulo, no dia 14 de setembro, para participarem da Formação Continuada para as Equipes Vocacionais, oferecida pelo Serviço de Animação Vocacional da Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora.
Publicado em Nacionais
Nesta segunda-feira, 17 de dezembro, durante solenidade no Palácio do Itamaraty, em Brasília, DF, a presidente Dilma Rousseff declarou que a defesa dos direitos humanos é um assunto importante não apenas para seu governo, mas uma preocupação pessoal, por ser parte de uma geração que teve a liberdade restrita pelo Estado.   “O assunto, além de ser importante nacionalmente, me comove porque a minha geração sentiu na carne o abuso de poder, a truculência do Estado, e sabe como é importante, fundamental, o respeito pelos direitos humanos e, mais do que isso, sabe que esse é o pilar fundamental de uma sociedade”, disse Dilma em discurso durante a entrega do 18º Prêmio Direitos Humanos.   Após entregar o prêmio a 17 personalidades e entidades homenageadas nesta edição, Dilma pediu que os premiados não se deixem abater e continuem lutando em defesa dos direitos humanos. “Sei que a luta é difícil, sei que impõe sacrifícios, sei que às vezes é incompreendida e sei que nem sempre é conhecida e reconhecida e muitas vezes não é apoiada. Sei que em muitos momentos, cada um de vocês se sente só, como se tivesse enfrentando moinhos de vento intransponíveis, mas este prêmio e esta homenagem servem para dizer duas coisas: primeiro, que vocês não estão sós e, segundo, que vocês conseguiram que, até aqui, vocês foram vitoriosos”, disse.   O prêmio é entregue pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República a pessoas e entidades que tenham se destacados na promoção dos direitos humanos em todo o país. Entre os premiados desta edição, estão os bispos Dom Pedro Casaldáliga e Dom Tomás Balduíno, reconhecidos com uma homenagem especial pela defesa de direitos dos índios.   Dom Tomás Balduíno, fundador do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e bispo emérito de Goiás, continua trabalhando em defesa de comunidades indígenas. Dom Pedro Casaldáliga é conhecido pelo trabalho em comunidades indígenas na região de São Félix do Araguaia, MT. Ele recebeu diversas ameaças de morte por atuar em defesa dos índios da região e teve que ser retirado de sua casa para local desconhecido depois que uma decisão judicial a favor dos índios xavantes tornou o clima mais tenso no município matogrossense.   Durante o discurso, a presidente disse que o governo está trabalhando para garantir a proteção do religioso. “Dom Pedro Casaldáliga e Dom Tomás Balduíno são dois homens que o Brasil aprendeu a admirar e dos quais eu me orgulho de ser contemporânea. Faço questão de informar que o Estado se manterá dedicado com todos os meios de forças policiais e civis disponíveis para garantir sua segurança e proteção”, declarou.   Os ministros das Relações Exteriores, Antonio Patriota, da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, e da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, também participaram da premiação.   ANEC   Leia também: Entidades divulgam nota de solidariedade a Dom Pedro Casaldáliga
Publicado em Nacionais