No próximo dia 17 de abril será realizado no auditório da Faculdade Católica Salesiana de Vitória, no Espírito Santo, um Sarau Filosófico. O evento será iniciado às 19h e traz como tema “A Juventude e os Direitos Humanos”. Além de apresentações musicais, o evento contará com a participação de três palestrantes que discorrerão sobre o tema principal do sarau, entre eles: o subsecretário de Direitos Humanos do Governo do Estado, Perly Cipriano, o Filósofo- especialista em Educação Inclusiva e Diversidade, Flávio Gonçalves de Oliveira, e a psicóloga e mestra em Bioética, Margareth de Oliveira Kuster.   “O objetivo do Sarau Filosófico é refletir sobre o ser jovem. Vamos debater a necessidade da implantação de políticas públicas voltadas para a juventude”, explica Célia Vilela Tavares, professora e organizadora do evento.   O Sarau Filosófico é uma iniciativa do curso de Filosofia e é aberto ao público. Mais informações: Renata Rocha, assessora de Imprensa Faculdade Católica Salesiana.   Confira a programação: 19h – Abertura 19h20 - Apresentação musical 19h30 - Exposição do 1º palestrante 20h - Exposição do 2º palestrante 20h30 - Exposição do 3º palestrante 21h - Apresentação musical 21h10 - Debate   Serviço: Sarau Filosófico Data:17 de abril Horário:19h Local:auditório da Faculdade Católica Salesiana Inscrições:3331-8640 (entre 9h e 19h)
Publicado em Nacionais
Depois da missa que marcou o início da 51ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), realizou-se no plenário do Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida a cerimônia de abertura solene do encontro.   A cerimônia, realizada na manhã desta quarta-feira, 10 de abril, contou com a presença do prefeito de Aparecida, SP, Márcio Siqueira;  o vice-presidente da CNBB, Dom José Belisário; o núncio apostólico, Dom Giovanni D’ Aniello; o presidente  da CNBB, Dom Damasceno; o secretário geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner; reitor do Santuário Nacional, padre Domingos Sávio e demais arcebispos e bispos participantes da Assembleia.   O cardeal arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB, Dom Raymundo Damasceno, fez a saudação abrindo Assembleia Geral e acolheu ao núncio apostólico, Dom Giovanni D’Aniello, ao monsenhor  Gianluca Perici, primeiro secretário da Nunciatura.   Dom Damasceno saudou também todos os membros da CNBB, os cardeais, arcebispos, bispos, administradores diocesanos; os arcebispos e bispos eméritos, assessores e assessoras da CNBB e ao reitor e funcionários do Santuário que colaboram com a Assembleia.   “No começo de todos os nossos trabalhos, esse ato solene – pelo qual nos associamos à oração de Nosso Senhor - manifesta nossa convicção de que acima de tudo e no princípio de todas as nossas ações, está o amor de Deus”, afirmou Dom Damasceno.   O cardeal destacou que este acontecimento anual, aguardado por todos com alegre expectativa, é uma experiência de partilha fraterna, oração, estudo e reflexão, que fortalece a comunhão dos bispos entre si e com o sucessor de Pedro, para melhor servir as Igrejas particulares.   Sobre o tema central da Assembleia “Comunidade de comunidades: uma nova Paróquia”, Dom Damasceno afirmou que a atenção da Conferência volta para essa mais que milenar instituição, na qual se desenvolve o dia a dia da vida da quase totalidade dos católicos. À luz da Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe, que se realizou aqui em Aparecida, no ano de 2007, aprofundaremos a reflexão a respeito das implicações da “conversão pastoral”.   Acesse o site da CNBB para ler a notícia na íntegra
Publicado em Nacionais
Foi realizado entre os dias 3 e 5 de abril, na casa de exercícios espirituais de Sanlucar, na Espanha, uma série de encontros relacionados com a cooperação salesiana. Dentre esses encontros, o principal foi a VI Assembleia Geral da Federação das ONGs Salesianas para o Desenvolvimento “Don Bosco Network” (DBN), na qual foi eleita como nova presidente da DBN para o período de 2013 a 2015  - Joanna Stozek, vice-presidente e coordenadora dos projetos da ONG polonesa “Młodzi Swiatu”.   “Sinto-me honrada que tenham confiado a mim o encargo de guia da DBN. Creio que juntos poderemos realmente mudar o mundo. Não só o mundo das missões salesianas, mas, sobretudo, o mundo dos jovens pobres e abandonados, de quem elas cuidam”, disse Joanna.   Participaram da assembleia, leigos e salesianos representantes de oito ONGs: DBN: “Via Dom Bosco” (Bélgica); “Jóvenes y Desarrollo” (Espanha); “Dom Bosco Mundo” (Alemanha); “Salesian Missions”  (USA); “Noi per Loro” (Itália);”Voluntariado Internacional para o Desenvolvimento” (Itália); “Solidaridad Don Bosco” (Espanha) e “Młodzi Swiatu” (Polônia). O encontro também contou com a presença do conselheiro geral para as Missões, padre Václav Klement.   Na assembleia foram estudados os relatórios anuais sobre as atividades da DBN e discutidos temas de interesse geral como os possíveis caminhos para fortalecer a rede DBN e os seus membros. No encontro cada ONG apresentou um projeto a fim de partilhar a própria experiência e pedir uma possível contribuição aos demais membros.   A DBN nasceu na Europa em 2003; em 2010 expandiu-se mundialmente como federação das ONGs salesianas para o desenvolvimento. As oito ONGs salesianas contam com o empenho profissional de 110 funcionários leigos em tempo integral, de uma centena de voluntários empenhados em quatro continentes. A DBI está presente em mais de 90 nações e contribui com a missão salesiana, especialmente na área da educação dos jovens.   Clique aqui para ler a notícia na íntegra   InfoANS
Publicado em Internacionais
O padre salesiano André Torres, pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em São Paulo, foi nomeado pelo arcebispo de São Paulo, o cardeal Dom Odilo Scherer, como novo assessor do Setor Juventude da Arquidiocese de São Paulo. O ato de nomeação foi assinado no dia 31 de março e publicado no dia 4 de abril.   A primeira reunião oficial na nova função será realizada neste sábado, 6 de abril, no Centro Pastoral São José, na Região Episcopal Belém. Além da nova função de assessor do Setor Juventude da Arquidiocese de São Paulo, padre André continuará exercendo a função de referencial para a juventude no Regional Sul 1 (Estado de São Paulo) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).   A participação salesiana em serviços maiores não é nova. O presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, Dom Pinheiro, também é salesiano, assim como o padre Antônio Ramos do Prado (Pe. Toninho), assessor da mesma comissão. Dom Tarcísio Scaramussa, referencial para a juventude na Arquidiocese de São Paulo, e outros muitos religiosos no Brasil e mundo afora, mostrando a comunhão e o comprometimento com a Igreja e com os jovens, razão da existência da congregação.   Inspetoria Salesiana de São Paulo
Publicado em Igreja
Estão prorrogadas as inscrições para o edital de chamada de trabalhos do IV Fórum das Instituições de Ensino Superior Católicas (IES Católicas), evento realizado pela Câmara de Ensino Superior da  Associação Nacional de Educação Católica (ANEC). Os trabalhos candidatos à apresentação podem agora ser enviados ao correio eletrônico Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. até o dia 10 de março de 2013.   A convocação tem como objetivo selecionar propostas de Relatos de Cases de Sucesso para o encontro, que realiza-se entre os dias 20 e 22 de março de 2013, em Belo Horizonte. "Cases" são relatos de experiências reais das Associadas da ANEC que, pela sua originalidade, aplicabilidade e resultados merecem ser compartilhados com todas as associadas.   Com o tema “Fraternidade e Juventude Universitária”, o evento promove debate e troca de experiências entre os gestores de ensino superior sobre os novos caminhos para a educação, especialmente as atividades de apoio e promoção de políticas para a juventude. Os cases apresentados deverão, necessariamente, tratar do tema.   Dúvidas referentes a esta chamada devem ser remetidas ao correio eletrônico Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., indicando-se no assunto do correio a palavra “dúvida”.   Para acessar o Edital de Chamada de Trabalhos para o IV Fórum das IES Católicas, clique aqui.   Confira o documento informando sobre os novos prazos de entrega dos trabalhos, clicando aqui.   ANEC   Relacionada Aberto edital para o IV Fórum das IES Católicas
Publicado em Nacionais
Motivados pelo projeto de pastoral escolar, os alunos dos ensinos fundamental e médio do Colégio Salesiano de Belo Horizonte, MG, estão visitando várias creches da região, levando carinho e atenção às crianças das casas. O objetivo das ações solidárias é proporcionar um momento de convívio, partilha, crescimento pessoal e comunitário.   Os últimos encontros foram realizados nas creches Tia Mamália, Guiomar e Abrigo. Os alunos têm gostado muito das experiências, como relata a aluna Larissa, do 7º ano: “A experiência com o Projeto Ação Solidária foi certamente a coisa que mais me tocou neste ano. A visita foi ótima e emocionante, pois vimos melhor como o nosso país está. Na hora da despedida, uma menininha, que tinha brincado muito comigo, me chamou de mãe. Foi muito duro sair daquele abrigo. Torço para que ela seja adotada por uma pessoa bacana e seja muito feliz”.   RSE Informa
Publicado em Nacionais
A Associação Nacional de Educação Católica (ANEC) realizou nesta quarta-feira, dia 07 de novembro, em Porto Alegre, RS, o encontro de preparação da Campanha da Fraternidade - que em 2013 apresenta como tema a “Fraternidade e a Juventude”. Mais de 150 pessoas, entre lideranças estudantis, educadores, diretores, coordenadores e agentes de pastoral nas escolas e universidades participaram do evento, que contou com a parceria do Serviço de Evangelização da Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) Regional SUl 3.   O presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, deputado estadual Miki Breier, participou do encontro. Durante o evento, o parlamentar renovou a parceria entre a ANEC e a Comissão na realização conjunta do Projeto Curta na Educação.   O encontro de preparação da Campanha da Fraternidade também contou com um painel “Fraternidade e Juventude”, além de promover grupos de trabalho específicos em torno do tema. O resultado dos trabalhos serão disponibilizados na página do Curta Juventude na Educação no facebook.   ANEC
Publicado em Nacionais
  “‘Que havemos nós de fazer para realizar as obras de Deus?’ (Jo 6,28). Conhecemos a resposta de Jesus: ‘A obra de Deus é esta: crer n’Aquele que Ele enviou’ (Jo 6,29). Por isso, crer em Jesus Cristo é o caminho para se poder chegar definitivamente à salvação. À luz de tudo isto, decidi proclamar um Ano da Fé. Este terá início a 11 de outubro de 2012, no cinquentenário da abertura do Concílio Vaticano II, e terminará na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, a 24 de novembro de 2013...” (papa Bento XVI, em 11 de outubro de 2011).   O mês de outubro, para a Igreja Católica e para seus fiéis, foi demarcado no calendário do Vaticano como um dos mais importantes do ano. O Sínodo dos Bispos, evento de grande relevância mundial, realizou-se entre os dias 7 e 28, e no dia 11, foi feito o lançamento do Ano da Fé. O primeiro teve o propósito de reunir os dirigentes da Igreja do mundo todo para refletir sobre como relançar o anúncio do Evangelho na atualidade. O segundo evento, anunciado no ano passado pelo papa Bento XVI, traz um apelo aos fiéis e uma missão aos religiosos, no sentido de resgatar o caminho da Evangelização.   Sínodo dos Bispos A XIII Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, no Vaticano, em Roma, foi realizada sob o tema “A nova evangelização para a transmissão da fé cristã”. Participaram da assembleia 262 padres sinodais – o maior número da história dos Sínodos –, entre os eleitos nas conferências episcopais de todo o mundo e na União dos Superiores Gerais, e os indicados pelo papa Bento XVI. Os Salesianos estiveram representados pelo reitor-mor, padre Pascual Chávez Villanueva, e outros 15 membros da Família Salesiana, com diversos encargos e competências. Participou também, como convidada, a madre-geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), irmã Yvonne Reungoat. Padre Pascual Chavez falou durante o Sínodo sobre a importância de se promoverem as vocações. “Evangelização e vocação são dois elementos indissociáveis. O critério que mede a autenticidade de uma boa evangelização é a sua capacidade de suscitar vocações, de amadurecer projetos de vida evangélica e de envolver integralmente o evangelizado até torná-lo discípulo, testemunha e apóstolo”. Para o reitor-mor, a vocação cristã é um encontro, uma relação pessoal de amizade que preenche o coração e transforma a vida: “Este Sínodo para a Nova Evangelização deve ajudar todos os pastores a serem verdadeiros guias espirituais para os jovens”. O padre salesiano Luiz Alves de Lima, da Inspetoria Salesiana de São Paulo, participou da Assembleia como assessor e, durante todo o período de realização do Sínodo, enviou notícias diárias à comunidade salesiana, nas quais relata o andamento dos trabalhos, compartilha suas observações e explica os principais pontos de reflexão e debate. Os relatos podem ser lidos na íntegra no site da Inspetoria de São Paulo: <www.salesianos.com.br> ou no portal do Boletim Salesiano: <www.boletimsalesiano.org.br>.   Ano da Fé Na manhã de 11 de outubro, realizou-se a missa de lançamento do Ano da Fé, na Praça São Pedro. Bento XVI presidiu a missa com um total de 400 concelebrantes: 80 cardeais, 14 padres conciliares, oito patriarcas de Igrejas orientais, 191 arcebispos e bispos sinodais e 104 presidentes de Conferências Episcopais de todo o mundo. O dia 11 de outubro, sabiamente escolhido pelo papa Bento XVI, é permeado de grande significado histórico, pois comemoram-se os 50 anos da abertura do Concílio Vaticano II e o 20º aniversário do Catecismo da Igreja Católica. “Se a Igreja hoje propõe um novo Ano da Fé e a nova evangelização, não é para prestar honras, mas porque é necessário, mais ainda do que há 50 anos!”, exclamou o papa. Bento XVI afirmou que nas últimas décadas observa-se o avanço de uma “desertificação” espiritual, mas que é precisamente a partir da experiência deste vazio que podemos redescobrir a alegria de crer. “O modo como podemos representar este Ano da Fé é uma peregrinação nos desertos do mundo contemporâneo, em que se deve levar apenas o que é essencial, o Evangelho e a fé da Igreja, dos quais os documentos do Concílio Vaticano II são uma expressão luminosa, assim como o Catecismo da Igreja Católica”, ressaltou o sumo pontífice. O encerramento do Ano da Fé, em 24 de novembro de 2013, será na mesma data da solenidade de Cristo Rei.   Concílio Vaticano II Foi em 25 de janeiro de 1959, que o papa João XXIII, aos 78 anos, convocou o clero para uma missão que revolucionaria a estrutura da Igreja Católica: o Concílio Vaticano II. Tal como um restaurador de uma obra de arte, ele primou para que a estrutura fosse preservada, mas que a modernidade e seus benefícios fossem harmoniosamente instalados. O caminho percorrido foi árduo, iniciado em 11 de outubro de 1962, e concluído pouco mais de três anos depois, em dezembro de 1965. O encerramento e as considerações finais dessa fina obra de restauro foram feitos por seu sucessor, o papa Paulo VI, já que João XXIII faleceu em junho de 1963. Se considerarmos que a sociedade ocidental passava por profundas mudanças, derivadas dos avanços tecnológicos e de reestruturações político geográficas do pós-guerra, as escolhas de João XXIII anteviram os reflexos destas sobre uma Igreja estática. Ao convocar o Concílio, o papa dava início ao projeto de rever toda a estrutura organizacional da Igreja, tornando-a alinhada às mudanças que vinham ocorrendo no mundo.
Publicado em Igreja
  A extraordinária “comunidade narrativa” que é a Família Salesiana nasce de um sonho que tem o sabor evangélico de Marcos 9,36-37: “Jesus pegou uma criança, colocou-a no meio deles e, abraçando-a, disse: ‘Quem acolher em meu nome uma destas crianças, estará acolhendo a mim mesmo. E quem me acolher, estará acolhendo, não a mim, mas Àquele que me enviou’”.   Os jovens não são apenas “destinatários”, mas elemento dinâmico essencial para a Família Salesiana. A história salesiana demonstra que o trabalho entre os jovens pobres e abandonados, destinatários privilegiados, atrai as bênçãos de Deus, é fonte de fecundidade carismática e religiosa, de fecundidade vocacional, de regeneração da fraternidade nas comunidades, é o segredo do frescor e do sucesso das obras.  
Publicado em Reitor-mor
  Realizado entre 11 de outubro de 1962 e 8 de dezembro de 1965, o Concílio Vaticano II foi o maior acontecimento da história da Igreja Católica no século XX.   Eleito em outubro de 1958, já em janeiro de 1959, João XXIII anuncia a convocação de um Concílio ecumênico. Muitos achavam que já não seriam mais necessários Concílios para a Igreja, mas o bom papa João queria ouvir o episcopado mundial. Assim, ele inicia a grande transição da Igreja para o mundo contemporâneo. O sopro do Espírito impulsionou a Igreja a se confrontar com a história para tornar mais eficaz a sua missão evangelizadora. Duas expressões orientam o propósito de renovação conciliar. A primeira é a volta às fontes. A Igreja deve reencontrar seus fundamentos evangélicos na grande tradição que vem desde a comunidade apostólica. A segunda é aggiornamento, uma palavra italiana que significava que a Igreja devia “pôr-se em dia” com os tempos. Queria dizer ainda que a Igreja devia deixar para traz o ideal da cristandade medieval e partir para a grande aventura no mundo atual, secular e urbano, marcado pela cultura tecnocientífica e, hoje, midiática. Eis o grande objetivo: a renovação da vitalidade da Igreja em vista de sua presença profética no mundo. Em seu discurso inaugural, o papa João propôs três grandes linhas:  
Publicado em Igreja
Página 4 de 5
No próximo dia 17 de abril será realizado no auditório da Faculdade Católica Salesiana de Vitória, no Espírito Santo, um Sarau Filosófico. O evento será iniciado às 19h e traz como tema “A Juventude e os Direitos Humanos”. Além de apresentações musicais, o evento contará com a participação de três palestrantes que discorrerão sobre o tema principal do sarau, entre eles: o subsecretário de Direitos Humanos do Governo do Estado, Perly Cipriano, o Filósofo- especialista em Educação Inclusiva e Diversidade, Flávio Gonçalves de Oliveira, e a psicóloga e mestra em Bioética, Margareth de Oliveira Kuster.   “O objetivo do Sarau Filosófico é refletir sobre o ser jovem. Vamos debater a necessidade da implantação de políticas públicas voltadas para a juventude”, explica Célia Vilela Tavares, professora e organizadora do evento.   O Sarau Filosófico é uma iniciativa do curso de Filosofia e é aberto ao público. Mais informações: Renata Rocha, assessora de Imprensa Faculdade Católica Salesiana.   Confira a programação: 19h – Abertura 19h20 - Apresentação musical 19h30 - Exposição do 1º palestrante 20h - Exposição do 2º palestrante 20h30 - Exposição do 3º palestrante 21h - Apresentação musical 21h10 - Debate   Serviço: Sarau Filosófico Data:17 de abril Horário:19h Local:auditório da Faculdade Católica Salesiana Inscrições:3331-8640 (entre 9h e 19h)
Publicado em Nacionais
Depois da missa que marcou o início da 51ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), realizou-se no plenário do Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida a cerimônia de abertura solene do encontro.   A cerimônia, realizada na manhã desta quarta-feira, 10 de abril, contou com a presença do prefeito de Aparecida, SP, Márcio Siqueira;  o vice-presidente da CNBB, Dom José Belisário; o núncio apostólico, Dom Giovanni D’ Aniello; o presidente  da CNBB, Dom Damasceno; o secretário geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner; reitor do Santuário Nacional, padre Domingos Sávio e demais arcebispos e bispos participantes da Assembleia.   O cardeal arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB, Dom Raymundo Damasceno, fez a saudação abrindo Assembleia Geral e acolheu ao núncio apostólico, Dom Giovanni D’Aniello, ao monsenhor  Gianluca Perici, primeiro secretário da Nunciatura.   Dom Damasceno saudou também todos os membros da CNBB, os cardeais, arcebispos, bispos, administradores diocesanos; os arcebispos e bispos eméritos, assessores e assessoras da CNBB e ao reitor e funcionários do Santuário que colaboram com a Assembleia.   “No começo de todos os nossos trabalhos, esse ato solene – pelo qual nos associamos à oração de Nosso Senhor - manifesta nossa convicção de que acima de tudo e no princípio de todas as nossas ações, está o amor de Deus”, afirmou Dom Damasceno.   O cardeal destacou que este acontecimento anual, aguardado por todos com alegre expectativa, é uma experiência de partilha fraterna, oração, estudo e reflexão, que fortalece a comunhão dos bispos entre si e com o sucessor de Pedro, para melhor servir as Igrejas particulares.   Sobre o tema central da Assembleia “Comunidade de comunidades: uma nova Paróquia”, Dom Damasceno afirmou que a atenção da Conferência volta para essa mais que milenar instituição, na qual se desenvolve o dia a dia da vida da quase totalidade dos católicos. À luz da Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe, que se realizou aqui em Aparecida, no ano de 2007, aprofundaremos a reflexão a respeito das implicações da “conversão pastoral”.   Acesse o site da CNBB para ler a notícia na íntegra
Publicado em Nacionais
Foi realizado entre os dias 3 e 5 de abril, na casa de exercícios espirituais de Sanlucar, na Espanha, uma série de encontros relacionados com a cooperação salesiana. Dentre esses encontros, o principal foi a VI Assembleia Geral da Federação das ONGs Salesianas para o Desenvolvimento “Don Bosco Network” (DBN), na qual foi eleita como nova presidente da DBN para o período de 2013 a 2015  - Joanna Stozek, vice-presidente e coordenadora dos projetos da ONG polonesa “Młodzi Swiatu”.   “Sinto-me honrada que tenham confiado a mim o encargo de guia da DBN. Creio que juntos poderemos realmente mudar o mundo. Não só o mundo das missões salesianas, mas, sobretudo, o mundo dos jovens pobres e abandonados, de quem elas cuidam”, disse Joanna.   Participaram da assembleia, leigos e salesianos representantes de oito ONGs: DBN: “Via Dom Bosco” (Bélgica); “Jóvenes y Desarrollo” (Espanha); “Dom Bosco Mundo” (Alemanha); “Salesian Missions”  (USA); “Noi per Loro” (Itália);”Voluntariado Internacional para o Desenvolvimento” (Itália); “Solidaridad Don Bosco” (Espanha) e “Młodzi Swiatu” (Polônia). O encontro também contou com a presença do conselheiro geral para as Missões, padre Václav Klement.   Na assembleia foram estudados os relatórios anuais sobre as atividades da DBN e discutidos temas de interesse geral como os possíveis caminhos para fortalecer a rede DBN e os seus membros. No encontro cada ONG apresentou um projeto a fim de partilhar a própria experiência e pedir uma possível contribuição aos demais membros.   A DBN nasceu na Europa em 2003; em 2010 expandiu-se mundialmente como federação das ONGs salesianas para o desenvolvimento. As oito ONGs salesianas contam com o empenho profissional de 110 funcionários leigos em tempo integral, de uma centena de voluntários empenhados em quatro continentes. A DBI está presente em mais de 90 nações e contribui com a missão salesiana, especialmente na área da educação dos jovens.   Clique aqui para ler a notícia na íntegra   InfoANS
Publicado em Internacionais
O padre salesiano André Torres, pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em São Paulo, foi nomeado pelo arcebispo de São Paulo, o cardeal Dom Odilo Scherer, como novo assessor do Setor Juventude da Arquidiocese de São Paulo. O ato de nomeação foi assinado no dia 31 de março e publicado no dia 4 de abril.   A primeira reunião oficial na nova função será realizada neste sábado, 6 de abril, no Centro Pastoral São José, na Região Episcopal Belém. Além da nova função de assessor do Setor Juventude da Arquidiocese de São Paulo, padre André continuará exercendo a função de referencial para a juventude no Regional Sul 1 (Estado de São Paulo) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).   A participação salesiana em serviços maiores não é nova. O presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, Dom Pinheiro, também é salesiano, assim como o padre Antônio Ramos do Prado (Pe. Toninho), assessor da mesma comissão. Dom Tarcísio Scaramussa, referencial para a juventude na Arquidiocese de São Paulo, e outros muitos religiosos no Brasil e mundo afora, mostrando a comunhão e o comprometimento com a Igreja e com os jovens, razão da existência da congregação.   Inspetoria Salesiana de São Paulo
Publicado em Igreja
Estão prorrogadas as inscrições para o edital de chamada de trabalhos do IV Fórum das Instituições de Ensino Superior Católicas (IES Católicas), evento realizado pela Câmara de Ensino Superior da  Associação Nacional de Educação Católica (ANEC). Os trabalhos candidatos à apresentação podem agora ser enviados ao correio eletrônico Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. até o dia 10 de março de 2013.   A convocação tem como objetivo selecionar propostas de Relatos de Cases de Sucesso para o encontro, que realiza-se entre os dias 20 e 22 de março de 2013, em Belo Horizonte. "Cases" são relatos de experiências reais das Associadas da ANEC que, pela sua originalidade, aplicabilidade e resultados merecem ser compartilhados com todas as associadas.   Com o tema “Fraternidade e Juventude Universitária”, o evento promove debate e troca de experiências entre os gestores de ensino superior sobre os novos caminhos para a educação, especialmente as atividades de apoio e promoção de políticas para a juventude. Os cases apresentados deverão, necessariamente, tratar do tema.   Dúvidas referentes a esta chamada devem ser remetidas ao correio eletrônico Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., indicando-se no assunto do correio a palavra “dúvida”.   Para acessar o Edital de Chamada de Trabalhos para o IV Fórum das IES Católicas, clique aqui.   Confira o documento informando sobre os novos prazos de entrega dos trabalhos, clicando aqui.   ANEC   Relacionada Aberto edital para o IV Fórum das IES Católicas
Publicado em Nacionais
Motivados pelo projeto de pastoral escolar, os alunos dos ensinos fundamental e médio do Colégio Salesiano de Belo Horizonte, MG, estão visitando várias creches da região, levando carinho e atenção às crianças das casas. O objetivo das ações solidárias é proporcionar um momento de convívio, partilha, crescimento pessoal e comunitário.   Os últimos encontros foram realizados nas creches Tia Mamália, Guiomar e Abrigo. Os alunos têm gostado muito das experiências, como relata a aluna Larissa, do 7º ano: “A experiência com o Projeto Ação Solidária foi certamente a coisa que mais me tocou neste ano. A visita foi ótima e emocionante, pois vimos melhor como o nosso país está. Na hora da despedida, uma menininha, que tinha brincado muito comigo, me chamou de mãe. Foi muito duro sair daquele abrigo. Torço para que ela seja adotada por uma pessoa bacana e seja muito feliz”.   RSE Informa
Publicado em Nacionais
A Associação Nacional de Educação Católica (ANEC) realizou nesta quarta-feira, dia 07 de novembro, em Porto Alegre, RS, o encontro de preparação da Campanha da Fraternidade - que em 2013 apresenta como tema a “Fraternidade e a Juventude”. Mais de 150 pessoas, entre lideranças estudantis, educadores, diretores, coordenadores e agentes de pastoral nas escolas e universidades participaram do evento, que contou com a parceria do Serviço de Evangelização da Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) Regional SUl 3.   O presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, deputado estadual Miki Breier, participou do encontro. Durante o evento, o parlamentar renovou a parceria entre a ANEC e a Comissão na realização conjunta do Projeto Curta na Educação.   O encontro de preparação da Campanha da Fraternidade também contou com um painel “Fraternidade e Juventude”, além de promover grupos de trabalho específicos em torno do tema. O resultado dos trabalhos serão disponibilizados na página do Curta Juventude na Educação no facebook.   ANEC
Publicado em Nacionais
  “‘Que havemos nós de fazer para realizar as obras de Deus?’ (Jo 6,28). Conhecemos a resposta de Jesus: ‘A obra de Deus é esta: crer n’Aquele que Ele enviou’ (Jo 6,29). Por isso, crer em Jesus Cristo é o caminho para se poder chegar definitivamente à salvação. À luz de tudo isto, decidi proclamar um Ano da Fé. Este terá início a 11 de outubro de 2012, no cinquentenário da abertura do Concílio Vaticano II, e terminará na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, a 24 de novembro de 2013...” (papa Bento XVI, em 11 de outubro de 2011).   O mês de outubro, para a Igreja Católica e para seus fiéis, foi demarcado no calendário do Vaticano como um dos mais importantes do ano. O Sínodo dos Bispos, evento de grande relevância mundial, realizou-se entre os dias 7 e 28, e no dia 11, foi feito o lançamento do Ano da Fé. O primeiro teve o propósito de reunir os dirigentes da Igreja do mundo todo para refletir sobre como relançar o anúncio do Evangelho na atualidade. O segundo evento, anunciado no ano passado pelo papa Bento XVI, traz um apelo aos fiéis e uma missão aos religiosos, no sentido de resgatar o caminho da Evangelização.   Sínodo dos Bispos A XIII Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, no Vaticano, em Roma, foi realizada sob o tema “A nova evangelização para a transmissão da fé cristã”. Participaram da assembleia 262 padres sinodais – o maior número da história dos Sínodos –, entre os eleitos nas conferências episcopais de todo o mundo e na União dos Superiores Gerais, e os indicados pelo papa Bento XVI. Os Salesianos estiveram representados pelo reitor-mor, padre Pascual Chávez Villanueva, e outros 15 membros da Família Salesiana, com diversos encargos e competências. Participou também, como convidada, a madre-geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), irmã Yvonne Reungoat. Padre Pascual Chavez falou durante o Sínodo sobre a importância de se promoverem as vocações. “Evangelização e vocação são dois elementos indissociáveis. O critério que mede a autenticidade de uma boa evangelização é a sua capacidade de suscitar vocações, de amadurecer projetos de vida evangélica e de envolver integralmente o evangelizado até torná-lo discípulo, testemunha e apóstolo”. Para o reitor-mor, a vocação cristã é um encontro, uma relação pessoal de amizade que preenche o coração e transforma a vida: “Este Sínodo para a Nova Evangelização deve ajudar todos os pastores a serem verdadeiros guias espirituais para os jovens”. O padre salesiano Luiz Alves de Lima, da Inspetoria Salesiana de São Paulo, participou da Assembleia como assessor e, durante todo o período de realização do Sínodo, enviou notícias diárias à comunidade salesiana, nas quais relata o andamento dos trabalhos, compartilha suas observações e explica os principais pontos de reflexão e debate. Os relatos podem ser lidos na íntegra no site da Inspetoria de São Paulo: <www.salesianos.com.br> ou no portal do Boletim Salesiano: <www.boletimsalesiano.org.br>.   Ano da Fé Na manhã de 11 de outubro, realizou-se a missa de lançamento do Ano da Fé, na Praça São Pedro. Bento XVI presidiu a missa com um total de 400 concelebrantes: 80 cardeais, 14 padres conciliares, oito patriarcas de Igrejas orientais, 191 arcebispos e bispos sinodais e 104 presidentes de Conferências Episcopais de todo o mundo. O dia 11 de outubro, sabiamente escolhido pelo papa Bento XVI, é permeado de grande significado histórico, pois comemoram-se os 50 anos da abertura do Concílio Vaticano II e o 20º aniversário do Catecismo da Igreja Católica. “Se a Igreja hoje propõe um novo Ano da Fé e a nova evangelização, não é para prestar honras, mas porque é necessário, mais ainda do que há 50 anos!”, exclamou o papa. Bento XVI afirmou que nas últimas décadas observa-se o avanço de uma “desertificação” espiritual, mas que é precisamente a partir da experiência deste vazio que podemos redescobrir a alegria de crer. “O modo como podemos representar este Ano da Fé é uma peregrinação nos desertos do mundo contemporâneo, em que se deve levar apenas o que é essencial, o Evangelho e a fé da Igreja, dos quais os documentos do Concílio Vaticano II são uma expressão luminosa, assim como o Catecismo da Igreja Católica”, ressaltou o sumo pontífice. O encerramento do Ano da Fé, em 24 de novembro de 2013, será na mesma data da solenidade de Cristo Rei.   Concílio Vaticano II Foi em 25 de janeiro de 1959, que o papa João XXIII, aos 78 anos, convocou o clero para uma missão que revolucionaria a estrutura da Igreja Católica: o Concílio Vaticano II. Tal como um restaurador de uma obra de arte, ele primou para que a estrutura fosse preservada, mas que a modernidade e seus benefícios fossem harmoniosamente instalados. O caminho percorrido foi árduo, iniciado em 11 de outubro de 1962, e concluído pouco mais de três anos depois, em dezembro de 1965. O encerramento e as considerações finais dessa fina obra de restauro foram feitos por seu sucessor, o papa Paulo VI, já que João XXIII faleceu em junho de 1963. Se considerarmos que a sociedade ocidental passava por profundas mudanças, derivadas dos avanços tecnológicos e de reestruturações político geográficas do pós-guerra, as escolhas de João XXIII anteviram os reflexos destas sobre uma Igreja estática. Ao convocar o Concílio, o papa dava início ao projeto de rever toda a estrutura organizacional da Igreja, tornando-a alinhada às mudanças que vinham ocorrendo no mundo.
Publicado em Igreja
  A extraordinária “comunidade narrativa” que é a Família Salesiana nasce de um sonho que tem o sabor evangélico de Marcos 9,36-37: “Jesus pegou uma criança, colocou-a no meio deles e, abraçando-a, disse: ‘Quem acolher em meu nome uma destas crianças, estará acolhendo a mim mesmo. E quem me acolher, estará acolhendo, não a mim, mas Àquele que me enviou’”.   Os jovens não são apenas “destinatários”, mas elemento dinâmico essencial para a Família Salesiana. A história salesiana demonstra que o trabalho entre os jovens pobres e abandonados, destinatários privilegiados, atrai as bênçãos de Deus, é fonte de fecundidade carismática e religiosa, de fecundidade vocacional, de regeneração da fraternidade nas comunidades, é o segredo do frescor e do sucesso das obras.  
Publicado em Reitor-mor
  Realizado entre 11 de outubro de 1962 e 8 de dezembro de 1965, o Concílio Vaticano II foi o maior acontecimento da história da Igreja Católica no século XX.   Eleito em outubro de 1958, já em janeiro de 1959, João XXIII anuncia a convocação de um Concílio ecumênico. Muitos achavam que já não seriam mais necessários Concílios para a Igreja, mas o bom papa João queria ouvir o episcopado mundial. Assim, ele inicia a grande transição da Igreja para o mundo contemporâneo. O sopro do Espírito impulsionou a Igreja a se confrontar com a história para tornar mais eficaz a sua missão evangelizadora. Duas expressões orientam o propósito de renovação conciliar. A primeira é a volta às fontes. A Igreja deve reencontrar seus fundamentos evangélicos na grande tradição que vem desde a comunidade apostólica. A segunda é aggiornamento, uma palavra italiana que significava que a Igreja devia “pôr-se em dia” com os tempos. Queria dizer ainda que a Igreja devia deixar para traz o ideal da cristandade medieval e partir para a grande aventura no mundo atual, secular e urbano, marcado pela cultura tecnocientífica e, hoje, midiática. Eis o grande objetivo: a renovação da vitalidade da Igreja em vista de sua presença profética no mundo. Em seu discurso inaugural, o papa João propôs três grandes linhas:  
Publicado em Igreja
Página 4 de 5