Articulado pelo Vides (Voluntariado Internacional Mulher, Educação e Desenvolvimento), o projeto “Educadores sem fronteiras” levou professores brasileiros a promoverem um seminário sobre espiritualidade e pedagogia salesiana em Angola, na África.  
Publicado em Missões
Para Dom Bosco a comunidade educativa, quer no modelo escolar ou no oratoriano, representava, por excelência, o espaço feito ambiente onde o Plano Educativo e Pastoral ofereceria as condições necessárias para o jovem desenvolver um processo de amadurecimento estável, capacitando-o para a concretização da síntese entre fé e vida.   Na comunidade educativa, o jovem era acolhido responsavelmente pelos primeiros colaboradores de Dom Bosco, sendo respeitado na sua individualidade, escutado na sua necessidade, valorizado na sua cultura e na sua linguagem e, por todos, prestigiado quando da definição de seus caminhos. Era uma comunidade onde os jovens e os colaboradores de Dom Bosco viviam um clima de familiaridade, provocador de uma experiência diferenciada (preventiva) e geradora de novos homens com novas perspectivas de futuro.
Publicado em Salesianidade
    No mês de abril, o Polo Belo Horizonte da Rede Salesiana de Escolas (RSE) completou sua programação de formações presenciais, elaborada pela RSE sob o acompanhamento da assessora pedagógica Kátia Smole. Com o objetivo de contribuir para o fortalecimento das reflexões conjuntas entre educadores de um mesmo segmento, escolas e equipes do polo, foram realizados ao todo, quatro encontros presenciais entre as cidades de Brasília e Belo Horizonte. Nessas cidades, o Colégio Dom Bosco de Brasília e o Centro Educacional Pio XII em Belo Horizonte abriram suas portas e acolheram com todo o carisma salesiano os educadores do Polo BH da RSE.   As formações em Ciências da Natureza, Matemática e Língua Portuguesa para coordenadores pedagógicos e professores do ensino fundamental II foram realizadas em dois momentos. Segundo a gestora do Polo BH, Rita Jellinek, os dois encontros sobre o mesmo tema foram realizados em datas e locais diferentes a fim de atender às 35 escolas do Polo BH.   “Em ambos os encontros, tivemos o prazer de trabalhar com os autores do material didático e formadores da RSE, o professor José Luís Landeira e as professoras Ana Maria Souza e Pricilla Cerqueira”, conta a gestora.   Para Cristiane Vianna Pelodan, supervisora pedagógica do Colégio Salesiano Santa Rosa de Niterói, RJ, os momentos de formação para educadores do ensino fundamental oferecidos pela equipe do Polo foram muito proveitosos: “O encontro contemplou práticas que reforçaram a metodologia proposta pela RSE, além de ter possibilitado a troca de experiências, estreitando as relações interpessoais por meio de dinâmicas que desenvolveram nossa capacidade de reflexão e atuação”, ressalta a educadora.   Outro evento importante do programa de formação continuada foi o Encontro de Pastoral, realizado nos dias 19 e 20 de abril, com a presença do assessor de pastoral da RSE, Antônio Boeing, e da professora Sônia Itoz que, durante dois dias, conduziram as equipes de pastoral das escolas à reflexão sobre o Sistema Preventivo à Luz do Evangelho e sua aplicabilidade no cotidiano da Escola em Pastoral.   Também esse encontro foi muito bem avaliado pelos participantes: “O encontro foi e sempre será de grande valia para nossa formação pastoral e ação não só na rede, mas também na vida”, afirma Flavio Ricardo da Silva, auxiliar de pastoral do Instituto São Francisco de Sales, no Rio de Janeiro. Opinião compartilhada por Dircinha Batista de Farias, coordenadora de pastoral do Colégio Dom Bosco, de Brasília, que acrescenta: “O encontro foi, para mim, muito além ... Foram momentos de muito crescimento, espiritualidade, entusiasmo, confiança e esperança. O professor Antônio Boeing e a Professora Sônia, mais uma vez, me deram  a oportunidade de repensar a minha ação e o meu projeto pastoral, de um jeito maduro e acolhedor". A cultura da avaliação em pauta Fechando a programação, nos dias 25 e 26 de abril, o Polo Belo Horizonte recebeu os diretores, coordenadores e responsáveis pela multiplicação da cultura da avaliação nas Comunidades Educativas Pastorais (CEPs) para estudarem a ampliação das ações dos instrumentos de avaliação externa e de aprendizagem. “O encontro foi organizado em três momentos. Abrimos o encontro com a presença da equipe técnica da ANEC e da Avalia, com a apresentação dos resultados do sistema de avaliação ANEC e, em seguida, fomos iluminados pela presença do padre Osvaldo Bisewski, gestor e animador do Polo Porto Alegre, em um grande momento de troca de  experiências a partir do Sistema de Avaliação ANEC como meio para processos educativos”, comenta Rita.   No dia 26 de abril, segundo e último dia do encontro, as inspetorias Nossa Senhora da Penha, Madre Mazzarello e São João Bosco, representadas respectivamente pela coordenadora pedagógica do Instituto Nossa Senhora Auxiliadora do Rio de Janeiro, professora Ângela Evelin, a diretora pedagógica do IMA de Goiás, Raquel Sampaio, e o gerente de educação da SSEE, professor Franco Nápoli,  socializaram as boas práticas e os estudos realizados a partir dos resultados das jornadas de avaliação que neste ano de 2013 completam seu 5º ano consecutivo de realização.   O encontro foi concluído com a participação do coordenador pedagógico do Colégio PIO XII, professor Marco Antônio Remígio, com o estudo sobre “Avaliação, uma abordagem interacionista”.   “Avaliação é sempre um tema fascinante e que requer muita reflexão; por isso, não poderia deixar de expressar o quão importante foi participar do encontro de formação 'Avaliação em perspectiva: ampliação das ações dos instrumentos de avaliação externa e de aprendizagem', promovido pelo Polo BH da RSE. Além da ampla reflexão sobre as várias dimensões da avaliação: institucional, processual, interna; foi-nos possibilitado o contato com experiências riquíssimas por meio dos ‘cases de sucesso’. Parabéns ao Polo BH, não só pela iniciativa; mas, sobretudo, pelos resultados obtidos com esse encontro”, destaca Gilson Dias Meireles, diretor executivo do Colégio Dom Helvécio, de Ponte Nova, MG.   RSE Informa
Publicado em Nacionais
"Redes Sociais: as portas da verdade e da fé, lugares de evangelização”. - Este é o tema escolhido pelo Papa Bento XVI  para o 47 º Dia Mundial das Comunicações Sociais. A escolha foi anunciada  no último dia 29 de setembro, em Roma. A data da comemoração será em 12 de maio de 2013.   O ambiente digital, como indicado na declaração do Vaticano, é um dos desafios mais significativos da evangelização hoje, a tecnologia, que "tende a tornar-se o tecido conjuntivo de muitas experiências humanas, tais como relatórios e conhecimento", pode ajudar as pessoas a encontrar Cristo na fé.   Enquanto espera-se para a mensagem ser publicada - como de costume, no dia 24 de janeiro Festa de São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas - o padre Filiberto González, conselheiro para a comunicação social (CS) convida os delegados inspetoriais e operadores de CS, para se envolverem na promoção de ações de sensibilização para a formação dos jovens, chamados por Bento XVI para serem evangelizadores de seus pares.   "Não podemos pensar em um ministério de jovens e de evangelização que não considere a presença de nossos educadores em redes sociais, diz o padre Gonzalez. As últimas mensagens do Papa para o Dia Mundial das Comunicações Sociais nos fornecem as atitudes necessárias para servirem de formação "sinais e portadores do amor de Deus para os jovens".   InfoANS
Publicado em Internacionais
Articulado pelo Vides (Voluntariado Internacional Mulher, Educação e Desenvolvimento), o projeto “Educadores sem fronteiras” levou professores brasileiros a promoverem um seminário sobre espiritualidade e pedagogia salesiana em Angola, na África.  
Publicado em Missões
Para Dom Bosco a comunidade educativa, quer no modelo escolar ou no oratoriano, representava, por excelência, o espaço feito ambiente onde o Plano Educativo e Pastoral ofereceria as condições necessárias para o jovem desenvolver um processo de amadurecimento estável, capacitando-o para a concretização da síntese entre fé e vida.   Na comunidade educativa, o jovem era acolhido responsavelmente pelos primeiros colaboradores de Dom Bosco, sendo respeitado na sua individualidade, escutado na sua necessidade, valorizado na sua cultura e na sua linguagem e, por todos, prestigiado quando da definição de seus caminhos. Era uma comunidade onde os jovens e os colaboradores de Dom Bosco viviam um clima de familiaridade, provocador de uma experiência diferenciada (preventiva) e geradora de novos homens com novas perspectivas de futuro.
Publicado em Salesianidade
    No mês de abril, o Polo Belo Horizonte da Rede Salesiana de Escolas (RSE) completou sua programação de formações presenciais, elaborada pela RSE sob o acompanhamento da assessora pedagógica Kátia Smole. Com o objetivo de contribuir para o fortalecimento das reflexões conjuntas entre educadores de um mesmo segmento, escolas e equipes do polo, foram realizados ao todo, quatro encontros presenciais entre as cidades de Brasília e Belo Horizonte. Nessas cidades, o Colégio Dom Bosco de Brasília e o Centro Educacional Pio XII em Belo Horizonte abriram suas portas e acolheram com todo o carisma salesiano os educadores do Polo BH da RSE.   As formações em Ciências da Natureza, Matemática e Língua Portuguesa para coordenadores pedagógicos e professores do ensino fundamental II foram realizadas em dois momentos. Segundo a gestora do Polo BH, Rita Jellinek, os dois encontros sobre o mesmo tema foram realizados em datas e locais diferentes a fim de atender às 35 escolas do Polo BH.   “Em ambos os encontros, tivemos o prazer de trabalhar com os autores do material didático e formadores da RSE, o professor José Luís Landeira e as professoras Ana Maria Souza e Pricilla Cerqueira”, conta a gestora.   Para Cristiane Vianna Pelodan, supervisora pedagógica do Colégio Salesiano Santa Rosa de Niterói, RJ, os momentos de formação para educadores do ensino fundamental oferecidos pela equipe do Polo foram muito proveitosos: “O encontro contemplou práticas que reforçaram a metodologia proposta pela RSE, além de ter possibilitado a troca de experiências, estreitando as relações interpessoais por meio de dinâmicas que desenvolveram nossa capacidade de reflexão e atuação”, ressalta a educadora.   Outro evento importante do programa de formação continuada foi o Encontro de Pastoral, realizado nos dias 19 e 20 de abril, com a presença do assessor de pastoral da RSE, Antônio Boeing, e da professora Sônia Itoz que, durante dois dias, conduziram as equipes de pastoral das escolas à reflexão sobre o Sistema Preventivo à Luz do Evangelho e sua aplicabilidade no cotidiano da Escola em Pastoral.   Também esse encontro foi muito bem avaliado pelos participantes: “O encontro foi e sempre será de grande valia para nossa formação pastoral e ação não só na rede, mas também na vida”, afirma Flavio Ricardo da Silva, auxiliar de pastoral do Instituto São Francisco de Sales, no Rio de Janeiro. Opinião compartilhada por Dircinha Batista de Farias, coordenadora de pastoral do Colégio Dom Bosco, de Brasília, que acrescenta: “O encontro foi, para mim, muito além ... Foram momentos de muito crescimento, espiritualidade, entusiasmo, confiança e esperança. O professor Antônio Boeing e a Professora Sônia, mais uma vez, me deram  a oportunidade de repensar a minha ação e o meu projeto pastoral, de um jeito maduro e acolhedor". A cultura da avaliação em pauta Fechando a programação, nos dias 25 e 26 de abril, o Polo Belo Horizonte recebeu os diretores, coordenadores e responsáveis pela multiplicação da cultura da avaliação nas Comunidades Educativas Pastorais (CEPs) para estudarem a ampliação das ações dos instrumentos de avaliação externa e de aprendizagem. “O encontro foi organizado em três momentos. Abrimos o encontro com a presença da equipe técnica da ANEC e da Avalia, com a apresentação dos resultados do sistema de avaliação ANEC e, em seguida, fomos iluminados pela presença do padre Osvaldo Bisewski, gestor e animador do Polo Porto Alegre, em um grande momento de troca de  experiências a partir do Sistema de Avaliação ANEC como meio para processos educativos”, comenta Rita.   No dia 26 de abril, segundo e último dia do encontro, as inspetorias Nossa Senhora da Penha, Madre Mazzarello e São João Bosco, representadas respectivamente pela coordenadora pedagógica do Instituto Nossa Senhora Auxiliadora do Rio de Janeiro, professora Ângela Evelin, a diretora pedagógica do IMA de Goiás, Raquel Sampaio, e o gerente de educação da SSEE, professor Franco Nápoli,  socializaram as boas práticas e os estudos realizados a partir dos resultados das jornadas de avaliação que neste ano de 2013 completam seu 5º ano consecutivo de realização.   O encontro foi concluído com a participação do coordenador pedagógico do Colégio PIO XII, professor Marco Antônio Remígio, com o estudo sobre “Avaliação, uma abordagem interacionista”.   “Avaliação é sempre um tema fascinante e que requer muita reflexão; por isso, não poderia deixar de expressar o quão importante foi participar do encontro de formação 'Avaliação em perspectiva: ampliação das ações dos instrumentos de avaliação externa e de aprendizagem', promovido pelo Polo BH da RSE. Além da ampla reflexão sobre as várias dimensões da avaliação: institucional, processual, interna; foi-nos possibilitado o contato com experiências riquíssimas por meio dos ‘cases de sucesso’. Parabéns ao Polo BH, não só pela iniciativa; mas, sobretudo, pelos resultados obtidos com esse encontro”, destaca Gilson Dias Meireles, diretor executivo do Colégio Dom Helvécio, de Ponte Nova, MG.   RSE Informa
Publicado em Nacionais
"Redes Sociais: as portas da verdade e da fé, lugares de evangelização”. - Este é o tema escolhido pelo Papa Bento XVI  para o 47 º Dia Mundial das Comunicações Sociais. A escolha foi anunciada  no último dia 29 de setembro, em Roma. A data da comemoração será em 12 de maio de 2013.   O ambiente digital, como indicado na declaração do Vaticano, é um dos desafios mais significativos da evangelização hoje, a tecnologia, que "tende a tornar-se o tecido conjuntivo de muitas experiências humanas, tais como relatórios e conhecimento", pode ajudar as pessoas a encontrar Cristo na fé.   Enquanto espera-se para a mensagem ser publicada - como de costume, no dia 24 de janeiro Festa de São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas - o padre Filiberto González, conselheiro para a comunicação social (CS) convida os delegados inspetoriais e operadores de CS, para se envolverem na promoção de ações de sensibilização para a formação dos jovens, chamados por Bento XVI para serem evangelizadores de seus pares.   "Não podemos pensar em um ministério de jovens e de evangelização que não considere a presença de nossos educadores em redes sociais, diz o padre Gonzalez. As últimas mensagens do Papa para o Dia Mundial das Comunicações Sociais nos fornecem as atitudes necessárias para servirem de formação "sinais e portadores do amor de Deus para os jovens".   InfoANS
Publicado em Internacionais