O Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização (PCPNE), criado no final do Pontificado de Bento XVI, tem sob sua responsabilidade as atividades da catequese no âmbito da Igreja Universal, que, anteriormente, estava sob o comando da Congregação para o Clero. 
Published in Internacionais
  Entre os 19 nomes dos novos cardeais anunciados pelo Papa Francisco no domingo, 12 de janeiro - após a oração do Ângelus, há também o do arcebispo de Santiago do Chile, dom Ricardo Ezzati Andrello, SDB.   Dom Ricardo Ezzati Andrello, nascido em Campiglia dei Berici, Vicenza (Itália), no dia 7 de janeiro de 1942, fez o noviciado salesiano em Quilpué, Valparaíso, no Chile, em 1960. Fez os estudos de Filosofia na Universidade Católica de Valparaíso e os de Teologia na Pontifícia Universidade Salesiana, de Roma. Em 30 de dezembro 1966 emitiu a profissão perpétua e foi ordenado sacerdote em 18 de março de 1970.   Depois da ordenação sacerdotal licenciou-se em Ciências Religiosas junto ao ‘Institut de Pastoral Catéchetique’, de Estrasburgo, e obteve o título de Professor de Religião e Filosofia na Universidade Católica, de Valparaíso.   Foi responsável pela Pastoral Juvenil na Escola em Valdivia; diretor da Comunidade e da Obra salesiana em Concepción; membro do Conselho inspetorial do Chile; diretor do Estudantado Filosófico e do Teologado, de Santiago do Chile; e inspetor salesiano, no Chile. Foi igualmente professor na Faculdade de Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Chile e vice-presidente da Conferência dos Religiosos do Chile. Participou dos Capítulos Gerais da Congregação Salesiana em 1984 e 1990. Em 1991 foi nomeado ‘Oficial’ da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, da Santa Sé.   Foi nomeado bispo de Valdívia em 28 de junho de 1996, recebeu a ordenação episcopal no dia 8 de setembro seguinte. Em 10 de julho de 2001 passou a bispo Titular de ‘La Imperial’ e a auxiliar de Santiago de Chile. No dia 27 de dezembro de 2006 foi feito arcebispo de Concepción, também no Chile. Foi honrado no mês de janeiro de 2004 com o prêmio “Jesús Maestro”, pela Confederação Inter-Americana para a Educação Católica (CIDEC) por seu empenho na educação, e em 2007 se tornou presidente da Comissão para a Educação e a Cultura, do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM). Em dezembro de 2009 foi nomeado “Personagem do Ano” pela revista chilena “El Sul”. No dia 19 de novembro de 2010, dom Ezzati foi eleito presidente da Conferência Episcopal do Chile (CECh).   InfoANS  
Published in Internacionais
Como já foi anunciado, o Santo Padre Francisco autorizou a Congregação das Causas dos Santos a promulgar o Decreto relativo às virtudes heroicas do Servo de Deus (SdeD) Atílio Luciano Giordani, leigo e pai de família, Cooperador da Sociedade Salesiana de São João Bosco. Com este ato o Sumo Pontífice reconhece ao Servo de Deus (SdeD) o título de Venerável (Ven.).
Published in Internacionais
Animados por um espírito de gratidão a Deus pelo que foi realizado nos últimos anos, os salesianos da Inspetoria de Manaus abriram, no último dia 16 de agosto, as celebrações do centenário da presença salesiana na Amazônia brasileira (1915 -2015).
Published in Nacionais
  A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançará um livro em dois volumes: o primeiro volume contando, de forma temática e com testemunhos, a Peregrinação da Cruz e Ícone de Nossa Senhora pelo Brasil, denominada no país como “Bote Fé”; no segundo volume, constarão nome, paróquia, cidade e algumas mensagens de participantes dessa ação por meio da Rede Social eCatholicus.   Para ter o nome impresso no livro, os fiéis devem acessar a eCatholicus.com, a rede social da Igreja Católica lançada recentemente pela CNBB em parceria com o CERIS - Centro de Estatísticas Religiosas e Investigações Sociais e a Associação Petras de Promoção da Igreja. Na rede, após se cadastrar, o usuário deverá buscar pelo perfil do Papa Francisco, localizar o campo para a assinatura e deixar uma mensagem que será encaminhada ao Santo Padre pela CNBB.   "Naturalmente nem todas as mensagens poderão ser impressas no livro, apenas algumas que serão selecionadas por uma equipe da CNBB. Mas todos os nomes das pessoas que participarem dessa ação constarão no livro que também indicará a paróquia e a cidade desse fiel", disse padre Valdeir Goulart, que coordena a ação. "As mensagens não selecionadas serão disponibilizadas ao Papa por meio eletrônico", completou padre Valdeir. “As mensagens poderão ser redigidas utilizando apenas 150  caracteres. "Foi uma maneira que encontramos para otimizar a ação e evitar textos longos. Como prevemos uma grande participação dos fiéis nessa campanha, textos longos dificultariam a ação", disse Fábio Castro, administrador da rede eCatholicus.   CNBB
Published in Nacionais
No encerramento da primeira sessão estiva do Conselho Geral, realizada nesta segunda-feira, 03 de junho, em Roma, Itália, o reitor-mor dos salesianos, padre Pascual Chávez, anunciou o tema da Estreia para 2014: “apropriemo-nos da experiência espiritual de Dom Bosco, para caminhar na santidade segundo a nossa vocação específica”. Depois de conhecer a história e a pedagogia do Santo dos Jovens, o triênio de preparação ao Bicentenário de Nascimento de Dom Bosco se completa com o tema Espiritualidade.   Padre Pascual Chávez apresentou a citação ao lema da Estreia com um breve texto, no qual ele esclarece que a espiritualidade salesiana como a cristã, “se concentra na caridade. Trata-se neste caso da “caridade pastoral”, ou seja, daquela caridade que nos impele a buscar  “a glória de Deus e a salvação das almas”: “Caritas Christi urget nos” – e, depois, – “A “caridade salesiana” é caridade pastoral, porque busca a salvação das almas; e é caridade educativa, porque encontra na educação o recurso que permite ajudar os jovens a desenvolver todas as suas potencialidades de bem. Deste modo, podem os jovens crescer quais honestos cidadãos, bons cristãos, futuros habitantes do céu”.   “Não basta conhecer os aspectos da vida de Dom Bosco, das suas atividades e também do seu método educativo” – escreve o reitor-mor; e convida a conhecer e a descobrir “a sua profunda vida interior, aquela que se poderia chamar de sua “familiaridade” com Deus”.   São três os conteúdos específicos que a Estreia 2014 irá aprofundar e que esta breve apresentação antecipa: a experiência espiritual de Dom Bosco, a caridade pastoral qual centro e síntese da espiritualidade salesiana e, enfim, a espiritualidade salesiana válida e eficaz para todas as vocações.   O texto integral da apresentação do tema da Estreia 2014 está disponível no site sdb.org e na seção ‘serviço’ da Agência Info Salesiana.   InfoANS
Published in Reitor-mor
  O conselheiro geral para as Comunicações Sociais da Congregação Salesiana, padre Filiberto Gonzáles Plasencia, esteve no Brasil nos dias 16 de fevereiro a 8 de março para uma visita de animação e incentivo às seis inspetorias SDB do país.   Acompanhar o desenvolvimento das comunicações sociais nas presenças salesianas e incentivar a continuidade do trabalho realizado na área foram os objetivos da visita realizada pelo conselheiro geral para as Comunicações Sociais da Congregação Salesiana, padre Filiberto Gonzáles Plasencia, ao Brasil. Ele esteve no país entre os dias 16 de fevereiro e 8 de março para visitar as seis inspetorias dos Salesianos de Dom Bosco (SDB) e a sede da Conferência dos Salesianos de Dom Bosco do Brasil (Cisbrasil). Em sua passagem pelo Brasil, o conselheiro acompanhou de perto o que tem sido realizado na área de comunicação social em cada uma das inspetorias e também auxiliou no conhecimento e aplicação do novo Sistema Salesiano de Comunicação Social (SSCS). “É essencial continuar a colaborar com os inspetores e os delegados de Comunicação Social no conhecimento e aplicação do novo SSCS. Trata-se de um processo partilhado entre salesianos e leigos que, na medida em que for aplicado, mudará o modo de ver a comunicação social e o seu papel na missão salesiana”, afirmou o conselheiro. Em entrevista ao Boletim Salesiano, padre Filiberto falou de suas impressões sobre a comunicação social no Brasil e apontou os desafios colocados para o próximo período.  
Published in Comunicação
Os coordenadores das equipes vocacionais locais da Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora se reuniram no dia 6 de abril, para um dia de formação, convivência e planejamento. Estiveram presentes membros das equipes vocacionais de Lorena, São José dos Campos, Americana, Pindamonhangaba, Campinas (Liceu) e São Paulo (Jardim Nordeste e Itaquera).   Assessorados pelo coordenador da Pastoral Vocacional Inspetorial, padre Glauco Félix Teixeira Landim, os membros das equipes realizaram um estudo histórico de Dom Bosco, sobre o seu processo de discernimento vocacional. O estudo teve por  objetivo colher alguns princípios importantes que se mantêm válidos e atuais para o trabalho de animação vocacional, especialmente no campo da família, do protagonismo dos jovens nas comunidades e do acompanhamento espiritual.   Ainda durante o encontro, padre Glauco Félix apresentou o projeto de Animação Vocacional Salesiana da Inspetoria de Nossa Senhora Auxiliadora, relembrando o papel da equipe vocacional em cada comunidade e na articulação da animação vocacional inspetorial.   Inspetoria Salesiana de São Paulo
Published in Nacionais
Hoje se fala muito de comunicação moderna, marketing de relacionamento, de atividades lúdicas para aproximar as pessoas, o famoso “quebra-gelo”, de técnica de animação. Tudo isso é atual, mas Dom Bosco, no século XIX, de certa forma, usava o ilusionismo para chegar às pessoas. “Matar um pássaro, esmagá-lo e pô-lo a voar vivo e sadio era uma das brincadeiras que sabia fazer com frequência. Da mesma garrafa, tirava vinho branco e tinto, a pedido dos presentes. Um dia, enfrentou o desafio de fazer desaparecer um grande prato de ravióli preparado na cozinha e fazê-lo aparecer numa outra casa da vila” (MB I, p. 348). Esse era São João Bosco que, para educar, evangelizar e atrair a atenção dos jovens, principalmente os menos favorecidos, tinha uma didática diferenciada. Ele usava a arte do ilusionismo como forma de expressão de liberdade, de convite à amizade e de valorização da pessoa. A “mágica” foi a primeira demonstração de amor para com a juventude. O objetivo de João Bosco era fazer com que houvesse interesse por suas mensagens e, assim, os jovens fossem atraídos para a igreja, a escola ou para uma conversa edificadora. Ele tinha um espírito eminentemente contagiante, uma pedagogia dinâmica, em ação. E as pessoas se apaixonavam por ele e por suas ações. Isso devia acontecer sem que se quebrassem o encanto, a vivacidade e a espontaneidade próprios da “mágica”. Era um recurso para conquistar amigos. Tinha a capacidade de atrair, serviam para persuadir seus amigos a frequentarem as práticas de piedade e a encaminhá-los para um mundo de valores. Com a “mágica”, ele aguçava a curiosidade de todos.   Em todos os lugares, Dom Bosco era portador de uma alegria contagiante. Seus modos gentis e cordiais cativavam a todos. Nas ruas, nas praças, nos lugares onde podia, encontrava os jovens, todos disputavam sua presença, inclusive pelos belos espetáculos que sabia fazer. Isso era levado pela sua paixão de querer conquistar a confiança dos jovens e o desejo de, por meio do lúdico, comunicar valores.   Esse é o papel do bom educador, comunicador que deseja transmitir valores. Ele sabia muito bem qual o objetivo a ser alcançado. Hoje essas práticas poderão ser usadas em qualquer ambiente, seja em uma empresa, na escola, na sociedade em geral: usar de meios lúdicos e saudáveis para criar sinergia na equipe. Dom Bosco, como foi conhecido mais tarde, é um dos maiores líderes educadores, e podemos tê-lo como exemplo de liderança. Um líder que, ao relacionar-se diretamente com seus liderados, fale a linguagem deles, e mais, que esteja efetivamente com seus colaboradores. Padroeiro dos Ilusionistas São João Bosco é um dos santos mais populares da Igreja Católica e do mundo e, além de ser aclamado “Pai e Mestre da Juventude”, é também padroeiro dos ilusionistas. A homenagem surgiu de alguns “mágicos” da Espanha que, conhecendo as histórias dele com o ilusionismo, o aclamaram padroeiro universal dos ilusionistas. Na infância, João Bosco era considerado um “menino prodígio” da educação e, por meio das mágicas e das histórias narradas por sua mãe, mantinha os seus colegas afastados do mal. Para ganhar a estima e a confiança dos amigos, percorria mercados e feiras para observar “os jogos de prestidigitação e de habilidade”, descobrir truques e, em seguida, tornar-se capaz de realizá-los. Segundo a história, João Bosco até pagava mais caro para ter o direito de ficar bem na frente, a fim de observar melhor os espetáculos. Em casa, esforçava-se para conseguir o material necessário para praticar (MB I, p. 104-106). Sua especialidade consistia em fazer desaparecer objetos e trazê-los de volta. Muitas vezes, após ter enchido a garrafa de vinho, ao derramá-la no copo, dava-se conta de que era pura água. Quando queria beber água, deparava com o copo cheio de vinho [...]. João Bosco organizava brincadeiras com jogos de ilusionismo, e todos se divertiam (Ibidem). Nas casas de família e nas reuniões de jovens, havia disputa por sua presença. Portador de uma alegria contagiante, sua gentileza e cordialidade eram cativantes. Graças ao interesse de Dom Bosco pelos jogos de prestidigitação e de habilidade, em 31 de janeiro, data do falecimento do santo (1888), comemora-se o Dia do Ilusionista. REFERÊNCIAS BOSCO, Giovanni. (org. Eugenio Ceria). Epistolario. v. 1: de 1835 a 1868 (1955. p. XII-624); v. 2: de 1869 a 1875 (1956. p. IV-556): v. 3: de 1876 a 1880 (1958, p. IV-671); v. 4: de 1881 a 1888 (1959. pp. VI-647). Torino: SEI, 1955-1959.
Published in Salesianidade
Durante o 4 º Congresso Mundial da Associação dos Salesianos Cooperadores, realizado em Roma, entre os dias 8 e 11 de novembro, Noemi Bertola, foi eleita a nova coordenadora Mundial dos Salesianos Cooperadores. Doutora em Línguas e Literaturas estrangeiras, Noemi, há vários anos se dedica à formação profissional dos jovens. Casada há quase 40 anos, mãe de duas filhas e avó de quatro netos, ela é ex-aluna das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA).  “Cresci em uma escola das Filhas de Maria Auxiliadora, por isso conheci a Associação dos Salesianos Cooperadores praticamente desde sempre”, conta a Noemi Bertola. “Quando as minhas filhas estavam mais crescidas e autônomas frequentei, com alegria, o curso de preparação. E no dia 24 de maio de 1990 fiz a Promessa apostólica de Cooperadora”.   Leia na íntegra a entrevista publicada hoje, pela ANS, com Noemi Bertola
Published in Comunicação
  •  Start 
  •  Prev 
  •  1 
  •  2 
  •  Next 
  •  End 
Page 1 of 2
O Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização (PCPNE), criado no final do Pontificado de Bento XVI, tem sob sua responsabilidade as atividades da catequese no âmbito da Igreja Universal, que, anteriormente, estava sob o comando da Congregação para o Clero. 
Published in Internacionais
  Entre os 19 nomes dos novos cardeais anunciados pelo Papa Francisco no domingo, 12 de janeiro - após a oração do Ângelus, há também o do arcebispo de Santiago do Chile, dom Ricardo Ezzati Andrello, SDB.   Dom Ricardo Ezzati Andrello, nascido em Campiglia dei Berici, Vicenza (Itália), no dia 7 de janeiro de 1942, fez o noviciado salesiano em Quilpué, Valparaíso, no Chile, em 1960. Fez os estudos de Filosofia na Universidade Católica de Valparaíso e os de Teologia na Pontifícia Universidade Salesiana, de Roma. Em 30 de dezembro 1966 emitiu a profissão perpétua e foi ordenado sacerdote em 18 de março de 1970.   Depois da ordenação sacerdotal licenciou-se em Ciências Religiosas junto ao ‘Institut de Pastoral Catéchetique’, de Estrasburgo, e obteve o título de Professor de Religião e Filosofia na Universidade Católica, de Valparaíso.   Foi responsável pela Pastoral Juvenil na Escola em Valdivia; diretor da Comunidade e da Obra salesiana em Concepción; membro do Conselho inspetorial do Chile; diretor do Estudantado Filosófico e do Teologado, de Santiago do Chile; e inspetor salesiano, no Chile. Foi igualmente professor na Faculdade de Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Chile e vice-presidente da Conferência dos Religiosos do Chile. Participou dos Capítulos Gerais da Congregação Salesiana em 1984 e 1990. Em 1991 foi nomeado ‘Oficial’ da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, da Santa Sé.   Foi nomeado bispo de Valdívia em 28 de junho de 1996, recebeu a ordenação episcopal no dia 8 de setembro seguinte. Em 10 de julho de 2001 passou a bispo Titular de ‘La Imperial’ e a auxiliar de Santiago de Chile. No dia 27 de dezembro de 2006 foi feito arcebispo de Concepción, também no Chile. Foi honrado no mês de janeiro de 2004 com o prêmio “Jesús Maestro”, pela Confederação Inter-Americana para a Educação Católica (CIDEC) por seu empenho na educação, e em 2007 se tornou presidente da Comissão para a Educação e a Cultura, do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM). Em dezembro de 2009 foi nomeado “Personagem do Ano” pela revista chilena “El Sul”. No dia 19 de novembro de 2010, dom Ezzati foi eleito presidente da Conferência Episcopal do Chile (CECh).   InfoANS  
Published in Internacionais
Como já foi anunciado, o Santo Padre Francisco autorizou a Congregação das Causas dos Santos a promulgar o Decreto relativo às virtudes heroicas do Servo de Deus (SdeD) Atílio Luciano Giordani, leigo e pai de família, Cooperador da Sociedade Salesiana de São João Bosco. Com este ato o Sumo Pontífice reconhece ao Servo de Deus (SdeD) o título de Venerável (Ven.).
Published in Internacionais
Animados por um espírito de gratidão a Deus pelo que foi realizado nos últimos anos, os salesianos da Inspetoria de Manaus abriram, no último dia 16 de agosto, as celebrações do centenário da presença salesiana na Amazônia brasileira (1915 -2015).
Published in Nacionais
  A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançará um livro em dois volumes: o primeiro volume contando, de forma temática e com testemunhos, a Peregrinação da Cruz e Ícone de Nossa Senhora pelo Brasil, denominada no país como “Bote Fé”; no segundo volume, constarão nome, paróquia, cidade e algumas mensagens de participantes dessa ação por meio da Rede Social eCatholicus.   Para ter o nome impresso no livro, os fiéis devem acessar a eCatholicus.com, a rede social da Igreja Católica lançada recentemente pela CNBB em parceria com o CERIS - Centro de Estatísticas Religiosas e Investigações Sociais e a Associação Petras de Promoção da Igreja. Na rede, após se cadastrar, o usuário deverá buscar pelo perfil do Papa Francisco, localizar o campo para a assinatura e deixar uma mensagem que será encaminhada ao Santo Padre pela CNBB.   "Naturalmente nem todas as mensagens poderão ser impressas no livro, apenas algumas que serão selecionadas por uma equipe da CNBB. Mas todos os nomes das pessoas que participarem dessa ação constarão no livro que também indicará a paróquia e a cidade desse fiel", disse padre Valdeir Goulart, que coordena a ação. "As mensagens não selecionadas serão disponibilizadas ao Papa por meio eletrônico", completou padre Valdeir. “As mensagens poderão ser redigidas utilizando apenas 150  caracteres. "Foi uma maneira que encontramos para otimizar a ação e evitar textos longos. Como prevemos uma grande participação dos fiéis nessa campanha, textos longos dificultariam a ação", disse Fábio Castro, administrador da rede eCatholicus.   CNBB
Published in Nacionais
No encerramento da primeira sessão estiva do Conselho Geral, realizada nesta segunda-feira, 03 de junho, em Roma, Itália, o reitor-mor dos salesianos, padre Pascual Chávez, anunciou o tema da Estreia para 2014: “apropriemo-nos da experiência espiritual de Dom Bosco, para caminhar na santidade segundo a nossa vocação específica”. Depois de conhecer a história e a pedagogia do Santo dos Jovens, o triênio de preparação ao Bicentenário de Nascimento de Dom Bosco se completa com o tema Espiritualidade.   Padre Pascual Chávez apresentou a citação ao lema da Estreia com um breve texto, no qual ele esclarece que a espiritualidade salesiana como a cristã, “se concentra na caridade. Trata-se neste caso da “caridade pastoral”, ou seja, daquela caridade que nos impele a buscar  “a glória de Deus e a salvação das almas”: “Caritas Christi urget nos” – e, depois, – “A “caridade salesiana” é caridade pastoral, porque busca a salvação das almas; e é caridade educativa, porque encontra na educação o recurso que permite ajudar os jovens a desenvolver todas as suas potencialidades de bem. Deste modo, podem os jovens crescer quais honestos cidadãos, bons cristãos, futuros habitantes do céu”.   “Não basta conhecer os aspectos da vida de Dom Bosco, das suas atividades e também do seu método educativo” – escreve o reitor-mor; e convida a conhecer e a descobrir “a sua profunda vida interior, aquela que se poderia chamar de sua “familiaridade” com Deus”.   São três os conteúdos específicos que a Estreia 2014 irá aprofundar e que esta breve apresentação antecipa: a experiência espiritual de Dom Bosco, a caridade pastoral qual centro e síntese da espiritualidade salesiana e, enfim, a espiritualidade salesiana válida e eficaz para todas as vocações.   O texto integral da apresentação do tema da Estreia 2014 está disponível no site sdb.org e na seção ‘serviço’ da Agência Info Salesiana.   InfoANS
Published in Reitor-mor
  O conselheiro geral para as Comunicações Sociais da Congregação Salesiana, padre Filiberto Gonzáles Plasencia, esteve no Brasil nos dias 16 de fevereiro a 8 de março para uma visita de animação e incentivo às seis inspetorias SDB do país.   Acompanhar o desenvolvimento das comunicações sociais nas presenças salesianas e incentivar a continuidade do trabalho realizado na área foram os objetivos da visita realizada pelo conselheiro geral para as Comunicações Sociais da Congregação Salesiana, padre Filiberto Gonzáles Plasencia, ao Brasil. Ele esteve no país entre os dias 16 de fevereiro e 8 de março para visitar as seis inspetorias dos Salesianos de Dom Bosco (SDB) e a sede da Conferência dos Salesianos de Dom Bosco do Brasil (Cisbrasil). Em sua passagem pelo Brasil, o conselheiro acompanhou de perto o que tem sido realizado na área de comunicação social em cada uma das inspetorias e também auxiliou no conhecimento e aplicação do novo Sistema Salesiano de Comunicação Social (SSCS). “É essencial continuar a colaborar com os inspetores e os delegados de Comunicação Social no conhecimento e aplicação do novo SSCS. Trata-se de um processo partilhado entre salesianos e leigos que, na medida em que for aplicado, mudará o modo de ver a comunicação social e o seu papel na missão salesiana”, afirmou o conselheiro. Em entrevista ao Boletim Salesiano, padre Filiberto falou de suas impressões sobre a comunicação social no Brasil e apontou os desafios colocados para o próximo período.  
Published in Comunicação
Os coordenadores das equipes vocacionais locais da Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora se reuniram no dia 6 de abril, para um dia de formação, convivência e planejamento. Estiveram presentes membros das equipes vocacionais de Lorena, São José dos Campos, Americana, Pindamonhangaba, Campinas (Liceu) e São Paulo (Jardim Nordeste e Itaquera).   Assessorados pelo coordenador da Pastoral Vocacional Inspetorial, padre Glauco Félix Teixeira Landim, os membros das equipes realizaram um estudo histórico de Dom Bosco, sobre o seu processo de discernimento vocacional. O estudo teve por  objetivo colher alguns princípios importantes que se mantêm válidos e atuais para o trabalho de animação vocacional, especialmente no campo da família, do protagonismo dos jovens nas comunidades e do acompanhamento espiritual.   Ainda durante o encontro, padre Glauco Félix apresentou o projeto de Animação Vocacional Salesiana da Inspetoria de Nossa Senhora Auxiliadora, relembrando o papel da equipe vocacional em cada comunidade e na articulação da animação vocacional inspetorial.   Inspetoria Salesiana de São Paulo
Published in Nacionais
Hoje se fala muito de comunicação moderna, marketing de relacionamento, de atividades lúdicas para aproximar as pessoas, o famoso “quebra-gelo”, de técnica de animação. Tudo isso é atual, mas Dom Bosco, no século XIX, de certa forma, usava o ilusionismo para chegar às pessoas. “Matar um pássaro, esmagá-lo e pô-lo a voar vivo e sadio era uma das brincadeiras que sabia fazer com frequência. Da mesma garrafa, tirava vinho branco e tinto, a pedido dos presentes. Um dia, enfrentou o desafio de fazer desaparecer um grande prato de ravióli preparado na cozinha e fazê-lo aparecer numa outra casa da vila” (MB I, p. 348). Esse era São João Bosco que, para educar, evangelizar e atrair a atenção dos jovens, principalmente os menos favorecidos, tinha uma didática diferenciada. Ele usava a arte do ilusionismo como forma de expressão de liberdade, de convite à amizade e de valorização da pessoa. A “mágica” foi a primeira demonstração de amor para com a juventude. O objetivo de João Bosco era fazer com que houvesse interesse por suas mensagens e, assim, os jovens fossem atraídos para a igreja, a escola ou para uma conversa edificadora. Ele tinha um espírito eminentemente contagiante, uma pedagogia dinâmica, em ação. E as pessoas se apaixonavam por ele e por suas ações. Isso devia acontecer sem que se quebrassem o encanto, a vivacidade e a espontaneidade próprios da “mágica”. Era um recurso para conquistar amigos. Tinha a capacidade de atrair, serviam para persuadir seus amigos a frequentarem as práticas de piedade e a encaminhá-los para um mundo de valores. Com a “mágica”, ele aguçava a curiosidade de todos.   Em todos os lugares, Dom Bosco era portador de uma alegria contagiante. Seus modos gentis e cordiais cativavam a todos. Nas ruas, nas praças, nos lugares onde podia, encontrava os jovens, todos disputavam sua presença, inclusive pelos belos espetáculos que sabia fazer. Isso era levado pela sua paixão de querer conquistar a confiança dos jovens e o desejo de, por meio do lúdico, comunicar valores.   Esse é o papel do bom educador, comunicador que deseja transmitir valores. Ele sabia muito bem qual o objetivo a ser alcançado. Hoje essas práticas poderão ser usadas em qualquer ambiente, seja em uma empresa, na escola, na sociedade em geral: usar de meios lúdicos e saudáveis para criar sinergia na equipe. Dom Bosco, como foi conhecido mais tarde, é um dos maiores líderes educadores, e podemos tê-lo como exemplo de liderança. Um líder que, ao relacionar-se diretamente com seus liderados, fale a linguagem deles, e mais, que esteja efetivamente com seus colaboradores. Padroeiro dos Ilusionistas São João Bosco é um dos santos mais populares da Igreja Católica e do mundo e, além de ser aclamado “Pai e Mestre da Juventude”, é também padroeiro dos ilusionistas. A homenagem surgiu de alguns “mágicos” da Espanha que, conhecendo as histórias dele com o ilusionismo, o aclamaram padroeiro universal dos ilusionistas. Na infância, João Bosco era considerado um “menino prodígio” da educação e, por meio das mágicas e das histórias narradas por sua mãe, mantinha os seus colegas afastados do mal. Para ganhar a estima e a confiança dos amigos, percorria mercados e feiras para observar “os jogos de prestidigitação e de habilidade”, descobrir truques e, em seguida, tornar-se capaz de realizá-los. Segundo a história, João Bosco até pagava mais caro para ter o direito de ficar bem na frente, a fim de observar melhor os espetáculos. Em casa, esforçava-se para conseguir o material necessário para praticar (MB I, p. 104-106). Sua especialidade consistia em fazer desaparecer objetos e trazê-los de volta. Muitas vezes, após ter enchido a garrafa de vinho, ao derramá-la no copo, dava-se conta de que era pura água. Quando queria beber água, deparava com o copo cheio de vinho [...]. João Bosco organizava brincadeiras com jogos de ilusionismo, e todos se divertiam (Ibidem). Nas casas de família e nas reuniões de jovens, havia disputa por sua presença. Portador de uma alegria contagiante, sua gentileza e cordialidade eram cativantes. Graças ao interesse de Dom Bosco pelos jogos de prestidigitação e de habilidade, em 31 de janeiro, data do falecimento do santo (1888), comemora-se o Dia do Ilusionista. REFERÊNCIAS BOSCO, Giovanni. (org. Eugenio Ceria). Epistolario. v. 1: de 1835 a 1868 (1955. p. XII-624); v. 2: de 1869 a 1875 (1956. p. IV-556): v. 3: de 1876 a 1880 (1958, p. IV-671); v. 4: de 1881 a 1888 (1959. pp. VI-647). Torino: SEI, 1955-1959.
Published in Salesianidade
Durante o 4 º Congresso Mundial da Associação dos Salesianos Cooperadores, realizado em Roma, entre os dias 8 e 11 de novembro, Noemi Bertola, foi eleita a nova coordenadora Mundial dos Salesianos Cooperadores. Doutora em Línguas e Literaturas estrangeiras, Noemi, há vários anos se dedica à formação profissional dos jovens. Casada há quase 40 anos, mãe de duas filhas e avó de quatro netos, ela é ex-aluna das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA).  “Cresci em uma escola das Filhas de Maria Auxiliadora, por isso conheci a Associação dos Salesianos Cooperadores praticamente desde sempre”, conta a Noemi Bertola. “Quando as minhas filhas estavam mais crescidas e autônomas frequentei, com alegria, o curso de preparação. E no dia 24 de maio de 1990 fiz a Promessa apostólica de Cooperadora”.   Leia na íntegra a entrevista publicada hoje, pela ANS, com Noemi Bertola
Published in Comunicação
  •  Start 
  •  Prev 
  •  1 
  •  2 
  •  Next 
  •  End 
Page 1 of 2