Papa Francisco nomeou, nesta terça-feira, 11 de fevereiro, o salesiano Daniel Fernando Sturla Berhouet ao governo pastoral da Arquidiocese de Montevidéu, Uruguai. A nomeação se deu após a renúncia do monsenhor Nicolás Cotugno Fanizzi, sdb. O clérico ainda permanece  como titular de Felbes e auxiliar da mesma arquidiocese , como arcebispo de Montevidéu.
Published in Internacionais
Membros da Associação Executiva Mundial dos ex-alunos de Dom Bosco se reuniram nos dias 7 e 8 de dezembro, na Casa Geral, em Roma, para discutir diversas temáticas que incidem na animação e governo da Associação. Participaram do encontro o presidente Mundial, Francisco Muceo; o vice-presidente JEX, Ángel Gudiña; o responsável pela Formação da região europeia, Isaac Túnez; o tesoureiro confederal Mundial, Antonino Cubeta; e o secretário confederal Mundial, Sergi Rodríguez.
Published in Internacionais
Com a missão de promover a leitura, preservar o acervo histórico e cultural da Biblioteca Municipal Francisco Meirelles, o Instituto Laura Vicuña (ILV), em Porto Velho, participou da Campanha de doação de livros infantis e alimentos não–perecíveis promovida pela Biblioteca Municipal em parceria com o Exército Brasileiro.
Published in Nacionais
Inicia nesta segunda-feira, 17 de dezembro, a campanha de solidariedade promovida pela ‘Fondazione Don Bosco nel Mondo’ – Fundação Dom Bosco no Mundo - para dar suporte ao projeto “Crianças e Adolescentes Felizes” da obra social salesiana “Cidade Dom Bosco”, de Corumbá, MS. A InfoANS entrevistou o diretor da obra salesiana, padre Osvaldo Scotti, SDB, que foi a Roma para participar  do  “Concerto di Natale 2012”, evento ligado à Campanha.   Leia a entrevista publicada na ANS   Pode nos dizer o que é a obra social? É uma obra em que a prioridade  é o trabalho com as crianças e os adolescentes em situação ou estado de vulnerabilidade, para os inserir na vida cívica. Em Corumbá procuramos desviar crianças e adolescentes dessa situação de perigo (prostituição, tráfico de droga…), que ali, nos limites com a Bolívia, são frequentes. Com o estudo, a formação profissional e a educação cristã evitamos que acabem nas malhas do vício e tencionamos dar-lhes uma cidadania plena, como a de todos os demais.   Quando e como nasceu a obra de Corumbá? A obra foi fundada em 1961 pelo salesiano esloveno, padre Ernesto Saksida. O primeiro núcleo foi a escola profissional, nascida em um bairro paupérrimo e violento que hoje já se transformou no  “Bairro Dom Bosco”. Estima-se que nestes 51 anos de trabalho cerca de 25 a 30 mil jovens já receberam formação, educação, válida orientação para a vida – sem contar os que receberam apoio digamos “momentâneo”. Muitos dos nossos alunos permanecem ali por 10 anos ou até mais: fazem todos os cursos, recebem um auxílio ao sair para a universidade e depois também assistência familiar: acabam criando um laço muito intenso. Há dentre os ex-alunos os que se tornaram professores universitários.   Especificamente, em que consiste o seu trabalho? Pela Cidade Dom Bosco passam todos os dias quase 3000 crianças e adolescentes: a escola de primeiro grau (1ª a 8ª séries) conta com 2000 alunos, com aulas pela manhã, à tarde e à noite; a escola profissional atende mais de 500 rapazes; vem a seguir a assistência social; e o Projeto “Crianças e Adolescentes Felizes”, com cerca de 300 deles.   Quem são os destinatários desse Projeto? São crianças e jovens que  após as aulas voltariam para casa, mas não encontrariam ninguém, porque não têm família ou apenas encontrariam algum membro da família no período da noite e com isso acabariam ficando o tempo todo na rua. São os que perambulariam pelas ruas e acabariam sendo explorados e não tendo muito o que comer, acabariam por cair nas armadilhas da droga e da prostituição. Por isso, nós os conservamos ali também após as aulas: eles comem na obra, passam a tarde conosco e voltam para casa somente à noite, quando, quem sabe, um dos pais ou alguém responsável pode cuidar deles. São os mais necessitados, porque também os outros alunos são pobres – visto que a região se caracteriza por intensa emigração, e em Corumbá só ficam os que têm menores possibilidades,  mas pelo menos têm a mãe ou uma família que os acompanha.   E como se consegue fazer tudo isso? É uma obra que se mantém com as adoções a distância. Temos atualmente 1000 patrocinadores: 750 na Itália, 250 na Eslovênia, 50 na Espanha. E mantemos alguns convênios com as autoridades locais. O Estado, por exemplo, se ocupa da manutenção da escola. Mas, ultimamente, a crise econômica tanto internacional quanto nacional, e com a valorização extraordinária da moeda brasileira  - o Real - causaram  diminuição de doações. Assim, ou achamos alternativas ou seremos obrigados a reduzir os serviços.   Quais são os votos que o senhor deseja enviar aos seus pequenos? Que todos possam realizar os seus sonhos! Também a ‘Fundação Dom Bosco no Mundo’, que lançou a campanha de solidariedade natalina de apoio ao Projeto “Crianças e Adolescentes Felizes”, de Corumbá , MS,  deseja ansiosamente poder contribuir na realização de tantos sonhos.   InfoANS
Published in Nacionais
Papa Francisco nomeou, nesta terça-feira, 11 de fevereiro, o salesiano Daniel Fernando Sturla Berhouet ao governo pastoral da Arquidiocese de Montevidéu, Uruguai. A nomeação se deu após a renúncia do monsenhor Nicolás Cotugno Fanizzi, sdb. O clérico ainda permanece  como titular de Felbes e auxiliar da mesma arquidiocese , como arcebispo de Montevidéu.
Published in Internacionais
Membros da Associação Executiva Mundial dos ex-alunos de Dom Bosco se reuniram nos dias 7 e 8 de dezembro, na Casa Geral, em Roma, para discutir diversas temáticas que incidem na animação e governo da Associação. Participaram do encontro o presidente Mundial, Francisco Muceo; o vice-presidente JEX, Ángel Gudiña; o responsável pela Formação da região europeia, Isaac Túnez; o tesoureiro confederal Mundial, Antonino Cubeta; e o secretário confederal Mundial, Sergi Rodríguez.
Published in Internacionais
Com a missão de promover a leitura, preservar o acervo histórico e cultural da Biblioteca Municipal Francisco Meirelles, o Instituto Laura Vicuña (ILV), em Porto Velho, participou da Campanha de doação de livros infantis e alimentos não–perecíveis promovida pela Biblioteca Municipal em parceria com o Exército Brasileiro.
Published in Nacionais
Inicia nesta segunda-feira, 17 de dezembro, a campanha de solidariedade promovida pela ‘Fondazione Don Bosco nel Mondo’ – Fundação Dom Bosco no Mundo - para dar suporte ao projeto “Crianças e Adolescentes Felizes” da obra social salesiana “Cidade Dom Bosco”, de Corumbá, MS. A InfoANS entrevistou o diretor da obra salesiana, padre Osvaldo Scotti, SDB, que foi a Roma para participar  do  “Concerto di Natale 2012”, evento ligado à Campanha.   Leia a entrevista publicada na ANS   Pode nos dizer o que é a obra social? É uma obra em que a prioridade  é o trabalho com as crianças e os adolescentes em situação ou estado de vulnerabilidade, para os inserir na vida cívica. Em Corumbá procuramos desviar crianças e adolescentes dessa situação de perigo (prostituição, tráfico de droga…), que ali, nos limites com a Bolívia, são frequentes. Com o estudo, a formação profissional e a educação cristã evitamos que acabem nas malhas do vício e tencionamos dar-lhes uma cidadania plena, como a de todos os demais.   Quando e como nasceu a obra de Corumbá? A obra foi fundada em 1961 pelo salesiano esloveno, padre Ernesto Saksida. O primeiro núcleo foi a escola profissional, nascida em um bairro paupérrimo e violento que hoje já se transformou no  “Bairro Dom Bosco”. Estima-se que nestes 51 anos de trabalho cerca de 25 a 30 mil jovens já receberam formação, educação, válida orientação para a vida – sem contar os que receberam apoio digamos “momentâneo”. Muitos dos nossos alunos permanecem ali por 10 anos ou até mais: fazem todos os cursos, recebem um auxílio ao sair para a universidade e depois também assistência familiar: acabam criando um laço muito intenso. Há dentre os ex-alunos os que se tornaram professores universitários.   Especificamente, em que consiste o seu trabalho? Pela Cidade Dom Bosco passam todos os dias quase 3000 crianças e adolescentes: a escola de primeiro grau (1ª a 8ª séries) conta com 2000 alunos, com aulas pela manhã, à tarde e à noite; a escola profissional atende mais de 500 rapazes; vem a seguir a assistência social; e o Projeto “Crianças e Adolescentes Felizes”, com cerca de 300 deles.   Quem são os destinatários desse Projeto? São crianças e jovens que  após as aulas voltariam para casa, mas não encontrariam ninguém, porque não têm família ou apenas encontrariam algum membro da família no período da noite e com isso acabariam ficando o tempo todo na rua. São os que perambulariam pelas ruas e acabariam sendo explorados e não tendo muito o que comer, acabariam por cair nas armadilhas da droga e da prostituição. Por isso, nós os conservamos ali também após as aulas: eles comem na obra, passam a tarde conosco e voltam para casa somente à noite, quando, quem sabe, um dos pais ou alguém responsável pode cuidar deles. São os mais necessitados, porque também os outros alunos são pobres – visto que a região se caracteriza por intensa emigração, e em Corumbá só ficam os que têm menores possibilidades,  mas pelo menos têm a mãe ou uma família que os acompanha.   E como se consegue fazer tudo isso? É uma obra que se mantém com as adoções a distância. Temos atualmente 1000 patrocinadores: 750 na Itália, 250 na Eslovênia, 50 na Espanha. E mantemos alguns convênios com as autoridades locais. O Estado, por exemplo, se ocupa da manutenção da escola. Mas, ultimamente, a crise econômica tanto internacional quanto nacional, e com a valorização extraordinária da moeda brasileira  - o Real - causaram  diminuição de doações. Assim, ou achamos alternativas ou seremos obrigados a reduzir os serviços.   Quais são os votos que o senhor deseja enviar aos seus pequenos? Que todos possam realizar os seus sonhos! Também a ‘Fundação Dom Bosco no Mundo’, que lançou a campanha de solidariedade natalina de apoio ao Projeto “Crianças e Adolescentes Felizes”, de Corumbá , MS,  deseja ansiosamente poder contribuir na realização de tantos sonhos.   InfoANS
Published in Nacionais