Encontro reúne 80 representantes das obras sociais salesianas das FMA e dos SDB. 
Publicado em Ação Social
Confira no Boletim Salesiano como foi o ENAS Polo São Paulo 2019.
Publicado em Ação Social
Durante o encontro, obras reafirmaram o compromisso de transformar a vida de crianças e jovens. Confira no portal do Boletim Salesiano!
Publicado em Ação Social
  Foi realizado em Madri, Espanha, de 17 a 21 de março – na casa de Encontro São José – o II Encontro Internacional de Institutos Superiores Salesianos das Filhas de Maria Auxiliadora (ISS-FMA), que reuniu cinquenta e três participantes – entre irmãs e leigos diretoras/diretores e responsáveis da animação pastoral dos ISS – de doze países (Argentina, Brasil, Colombia, Haití, República Dominicanana, México, Espanha, Itália, Índia, Japão, Benin, Congo) e vinte e seis Instituições. O encontro contou ainda com a presença da irmã Maria del Carmen Canales, delegada geral para a Pastoral Juvenil das FMA. Os objetivos específicos do encontro foram oferecer um espaço de reflexão e socialização de experiências em torno dos princípios e critérios que a realidade acadêmica e a comunidade educativa devem assumir para identificar-se como comunidade educativopastoral; descrever os traços da Pastoral na ótica da pedagogia salesiana; definir as condições para a criação de um ambiente universitário que favoreça a formação dos jovens, protagonistas e artífices da mudança cultural na ótica do humanismo cristão. O Brasil foi representado no encontro pelas inspetorias Nossa Senhora da Penha (BRJ), Santa Catarina de Sena (BSP), e pela presença da irmã Maria Helena Moreira, delegada pela Conferência Interinspetorial do Brasil (CIB).   Os núcleos formativos foram confiados ao padre Jesús Rojano, SDB, que apresentou os princípios e critérios que qualificam a pastoral universitária, enquanto a irmã Caterina Cangià (FMA), propôs a reflexão sobrea “pastoral universitária segundo a pedagogia salesiana”.   O encontro foi alternado por momentos de trabalho em grupo, momentos de socialização de experiências já realizadas em campo pastoral e partilha de histórias de vida de jovens ex-alunos das ISS, tudo realizado num clima de uma fraternidade alegre e comprometida.   A madre Yvonne Reungoat, superiora geral das FMA, afirmou em sua mensagem de saudação: “As nossas Instituições devem ser sempre lugares de comunicação de um saber orientado à formação completa que leve os jovens a conhecer e discernir criticamente, a elaborar uma cultura da proximidade, do diálogo, da formação à solidariedade como lugar para dar uma esperança sólida.  O Papa Francisco convida não só a cuidarmos da vida, especialmente dos mais pobres, mas a visitar as fronteiras do pensamento e da cultura, a favorecer o diálogo também em nível intelectual, para dar razão da esperança com base em critérios éticos e espirituais, interrogando-nos sobre o que é bom. Como FMA nos encaminhamos para o CG XXIII cujo tema, recebido com alegria em todas as partes do mundo, é: Ser hoje com os jovens casa que evangeliza. Cuidar do pensamento quer dizer olhar a totalidade da esperança humana, suas dimensões culturais, de relações e sociais.  Significa dar a esta experiência um êxito de esperança, um futuro credível”. Também a irmã Maria del Carmen Canales na abertura do encontro destacou a finalidade formativa do encontro. “Ter Instituições de Estudos Superiores em nosso Instituto significa cuidar das dimensões científicas e específicas da pesquisa, os currículos e os conteúdos da docência sempre em sintonia com a visão cristã da pessoa humana e da vida.  Em Instituições onde está presente a interreligiosidade, a proposta da fé católica não é um apêndice, mas uma oportunidade a mais para abrir ao confronto interdisciplinar com ofertas formativas específicas de caráter ético e teológico”. Ao final deste II Encontro Internacional dos ISS-FMA se chegou na elaboração de aprendizagens, compromissos e tarefas a serem perseguidas nas realidades locais e Inspetoriais.   Irmã Cláudia Pianes (FMA)
Publicado em Internacionais
Prossegue a peregrinação da urna com a relíquia de Dom Bosco pelas áreas de Piemonte e Valle d'Aosta, na Itália. Muitos eventos foram realizados pelos herdeiros espirituais de Dom Bosco, ao longo da passagem da urna por essas regiões.
Publicado em Internacionais
Aureliane Schults Paes, da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, compartilha com a Família Salesiana sua participação no Projeto Rondon 2013.
Publicado em Juventude
  Todos os meses, o reitor-mor dos Salesianos escreve aos leitores do Boletim Salesianoum artigo para leitura e reflexão. No segundo ano de preparação para o bicentenário de nascimento de Dom Bosco, a proposta é debruçar-se sobre a pedagogia do Santo dos Jovens. Neste segundo artigo, Dom Bosco conta:   Sou conhecido no mundo todo como um santo que semeou muita alegria a mancheias. Ou melhor, como escreveu alguém que me conhecia pessoalmente, fiz da alegria cristã “o décimo primeiro mandamento”. A experiência convenceu-me não ser possível um trabalho educativo sem este admirável impulso, este belo percurso a mais que é a alegria. E para que os meus jovens estivessem intimamente persuadidos disso, eu acrescentava: “Se quereis que a vossa vida seja alegre e tranquila, deveis procurar viver na graça de Deus, pois o coração do jovem que vive no pecado é como o mar em agitação contínua”. Eis porque sempre recordava que “a alegria nasce da paz do coração”. E insistia: “Eu não quero outra coisa dos jovens senão que sejam bons e sempre alegres”. Há quem, às vezes, me apresente como o eterno saltimbanco dos Becchi e pense fazer-me um grande favor. Mas é uma imagem muito redutiva do meu ideal. Os jogos, as excursões, a banda de música, as representações teatrais, as festas eram um meio, não um fim. Eu tinha em mente o que escrevia abertamente aos meus jovens: “Um só é o meu desejo: ver-vos felizes no tempo e na eternidade”.  
Publicado em Reitor-mor
Encontro reúne 80 representantes das obras sociais salesianas das FMA e dos SDB. 
Publicado em Ação Social
Confira no Boletim Salesiano como foi o ENAS Polo São Paulo 2019.
Publicado em Ação Social
Durante o encontro, obras reafirmaram o compromisso de transformar a vida de crianças e jovens. Confira no portal do Boletim Salesiano!
Publicado em Ação Social
  Foi realizado em Madri, Espanha, de 17 a 21 de março – na casa de Encontro São José – o II Encontro Internacional de Institutos Superiores Salesianos das Filhas de Maria Auxiliadora (ISS-FMA), que reuniu cinquenta e três participantes – entre irmãs e leigos diretoras/diretores e responsáveis da animação pastoral dos ISS – de doze países (Argentina, Brasil, Colombia, Haití, República Dominicanana, México, Espanha, Itália, Índia, Japão, Benin, Congo) e vinte e seis Instituições. O encontro contou ainda com a presença da irmã Maria del Carmen Canales, delegada geral para a Pastoral Juvenil das FMA. Os objetivos específicos do encontro foram oferecer um espaço de reflexão e socialização de experiências em torno dos princípios e critérios que a realidade acadêmica e a comunidade educativa devem assumir para identificar-se como comunidade educativopastoral; descrever os traços da Pastoral na ótica da pedagogia salesiana; definir as condições para a criação de um ambiente universitário que favoreça a formação dos jovens, protagonistas e artífices da mudança cultural na ótica do humanismo cristão. O Brasil foi representado no encontro pelas inspetorias Nossa Senhora da Penha (BRJ), Santa Catarina de Sena (BSP), e pela presença da irmã Maria Helena Moreira, delegada pela Conferência Interinspetorial do Brasil (CIB).   Os núcleos formativos foram confiados ao padre Jesús Rojano, SDB, que apresentou os princípios e critérios que qualificam a pastoral universitária, enquanto a irmã Caterina Cangià (FMA), propôs a reflexão sobrea “pastoral universitária segundo a pedagogia salesiana”.   O encontro foi alternado por momentos de trabalho em grupo, momentos de socialização de experiências já realizadas em campo pastoral e partilha de histórias de vida de jovens ex-alunos das ISS, tudo realizado num clima de uma fraternidade alegre e comprometida.   A madre Yvonne Reungoat, superiora geral das FMA, afirmou em sua mensagem de saudação: “As nossas Instituições devem ser sempre lugares de comunicação de um saber orientado à formação completa que leve os jovens a conhecer e discernir criticamente, a elaborar uma cultura da proximidade, do diálogo, da formação à solidariedade como lugar para dar uma esperança sólida.  O Papa Francisco convida não só a cuidarmos da vida, especialmente dos mais pobres, mas a visitar as fronteiras do pensamento e da cultura, a favorecer o diálogo também em nível intelectual, para dar razão da esperança com base em critérios éticos e espirituais, interrogando-nos sobre o que é bom. Como FMA nos encaminhamos para o CG XXIII cujo tema, recebido com alegria em todas as partes do mundo, é: Ser hoje com os jovens casa que evangeliza. Cuidar do pensamento quer dizer olhar a totalidade da esperança humana, suas dimensões culturais, de relações e sociais.  Significa dar a esta experiência um êxito de esperança, um futuro credível”. Também a irmã Maria del Carmen Canales na abertura do encontro destacou a finalidade formativa do encontro. “Ter Instituições de Estudos Superiores em nosso Instituto significa cuidar das dimensões científicas e específicas da pesquisa, os currículos e os conteúdos da docência sempre em sintonia com a visão cristã da pessoa humana e da vida.  Em Instituições onde está presente a interreligiosidade, a proposta da fé católica não é um apêndice, mas uma oportunidade a mais para abrir ao confronto interdisciplinar com ofertas formativas específicas de caráter ético e teológico”. Ao final deste II Encontro Internacional dos ISS-FMA se chegou na elaboração de aprendizagens, compromissos e tarefas a serem perseguidas nas realidades locais e Inspetoriais.   Irmã Cláudia Pianes (FMA)
Publicado em Internacionais
Prossegue a peregrinação da urna com a relíquia de Dom Bosco pelas áreas de Piemonte e Valle d'Aosta, na Itália. Muitos eventos foram realizados pelos herdeiros espirituais de Dom Bosco, ao longo da passagem da urna por essas regiões.
Publicado em Internacionais
Aureliane Schults Paes, da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, compartilha com a Família Salesiana sua participação no Projeto Rondon 2013.
Publicado em Juventude
  Todos os meses, o reitor-mor dos Salesianos escreve aos leitores do Boletim Salesianoum artigo para leitura e reflexão. No segundo ano de preparação para o bicentenário de nascimento de Dom Bosco, a proposta é debruçar-se sobre a pedagogia do Santo dos Jovens. Neste segundo artigo, Dom Bosco conta:   Sou conhecido no mundo todo como um santo que semeou muita alegria a mancheias. Ou melhor, como escreveu alguém que me conhecia pessoalmente, fiz da alegria cristã “o décimo primeiro mandamento”. A experiência convenceu-me não ser possível um trabalho educativo sem este admirável impulso, este belo percurso a mais que é a alegria. E para que os meus jovens estivessem intimamente persuadidos disso, eu acrescentava: “Se quereis que a vossa vida seja alegre e tranquila, deveis procurar viver na graça de Deus, pois o coração do jovem que vive no pecado é como o mar em agitação contínua”. Eis porque sempre recordava que “a alegria nasce da paz do coração”. E insistia: “Eu não quero outra coisa dos jovens senão que sejam bons e sempre alegres”. Há quem, às vezes, me apresente como o eterno saltimbanco dos Becchi e pense fazer-me um grande favor. Mas é uma imagem muito redutiva do meu ideal. Os jogos, as excursões, a banda de música, as representações teatrais, as festas eram um meio, não um fim. Eu tinha em mente o que escrevia abertamente aos meus jovens: “Um só é o meu desejo: ver-vos felizes no tempo e na eternidade”.  
Publicado em Reitor-mor