Projeto mostra que o jovem pode ser um agente transformador, capaz de criar resoluções para os problemas que assolam o meio ambiente e prejudicam a biodiversidade.
Published in Educação
Como manda a tradição profundamente enraizada, o Papa celebrou a missa da Solenidade da Assunção de Maria, nesta quinta-feira, 15 de agosto, em Castel Gandolfo, na Itália. No entanto, uma das novidades é que a celebração foi realizada na Piazza della Libertà, em vez de ser celebrada no interior da igreja “São Tomás de Villanova”.
Published in Internacionais
  A Presidência da CNBB foi recebida pela presidente Dilma Roussef, no final da tarde da sexta-feira, 21 de junho. O encontro durou cerca de 45 minutos e na ocasião foi discutida a visita do Papa ao Brasil e a Jornada Mundial da Juventude. Dom Damasceno entregou à presidenta a nota que a CNBB divulgou sobre as manifestações que ocorrem no país. A presidente confirmou a importância do evento mundial e da visita do Papa.   Além dos três membros da Presidência da CNBB, estavam presentes também o ministro Gilberto Carvalho e padre Geraldo Martins, assessor político da CNBB. Segundo a Agência Brasil, a presidenta Dilma garantiu a segurança para a realização da JMJ. Dom Damasceno lembrou que “É missão do Estado, do município, do próprio governo estadual dar garantia a todos os cidadãos que vêm ao Brasil. E é claro que ela vai nos garantir porque se trata de um evento muito grande. Falamos em dois milhões de pessoas. E além do mais, temos a presença do santo padre”.   O presidente da CNBB, em entrevista coletiva concedida no final da reunião do Conselho Permanente da Conferência, no início da tarde de sexta-feira, antes de sua visita à presidenta Dilma, lembrou ainda que podem ocorrer manifestações, paralelamente ao encontro da JMJ, e isso será normal, como já aconteceu em outros países que sediaram a jornada: “Não estou preocupado. Tudo está correndo normalmente, não vamos fazer nenhuma modificação, tanto na programação quanto na data. Os governos têm a missão e a tarefa de guardar a segurança daqueles que vão participar da jornada. Temos certeza de que jovens que virão serão muito bem acolhidos”.   CNBB
Published in Nacionais
  Cerca de 900 pessoas participaram da 10ª Procissão Mariana, realizada na Paróquia Santo Antônio, em Joinville, SC, no domingo, 26 de maio. O tema escolhido para a procissão deste ano foi “Maria Educadora da Juventude” e o lema “A seu tempo tudo compreenderás”. Às 17h uma carreata saiu da comunidade Cristo Bom Pastor, passando pela comunidade Nossa Senhora de Fátima em direção à Comunidade Nossa Senhora Aparecida, local em que iniciou a procissão. Além da cantoria e das orações, os jovens da paróquia prepararam um teatro para a comunidade protagonizando o “Sonho dos 9 anos de Dom Bosco”. A procissão foi encerrada com a santa missa, na Igreja Matriz.   Inspetoria Salesiana São Pio X
Published in Nacionais
Foi realizado no último dia 24 de abril no Instituto Salesiano de Assistência Social (ISAS), em Curitiba, PR, o Encontro Regional das Equipes de Comunicação Social Salesiana. Padre Tarcízio Odelli, secretário inspetorial da Inspetoria São Pio X, em Porto Alegre, RS, ministrou o treinamento. A reunião contou com a participação de 13 assessores das cidades de Curitiba, Guarapuava e Ponta Grossa, além de três noviços.   O encontro foi aberto com a leitura e discussão da última carta do Papa emérito, Bento XVI, intitulada: “Redes Sociais: portais de verdade e de fé; novos espaços de evangelização”, divulgada em janeiro deste ano, no Dia Mundial das Comunicações Sociais. A carta favoreceu a troca de ideias entre os participantes, que comentaram sobre a postura que cada cristão deve ter diante das redes sociais como o Facebook, Twitter, etc.   Inspirado na carta de Bento XVI, padre Tarcízio estimulou a reflexão dos participantes, lembrando assuntos polêmicos que surgem nos ambientes virtuais. “A polêmica pode ser levantada, mas não pode, nunca, ser levada pelo lado da agressão. O Fanatismo é perigoso, pelo lado católico  ou por qualquer outra religião, é preciso cuidado e equilíbrio”, disse. “Há postagens que mostram um lado antiquado da Igreja, não devemos alimentar esse tipo de coisa, apesar de vivermos em uma democracia, vemos que, às vezes, existem coisas até preconceituosas que não condizem com a realidade”, completou padre Tarcízio.   Após o debate, que durou toda a manhã, os participantes conversaram sobre os assuntos debatidos no último Encontro Regional de Comunicação Social, realizado no Estado do Rio Grande do Sul, que contou com a presença do padre Conselheiro para a Comunicação Social da Congregação Salesiana, Filiberto González. No período da tarde, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer as instalações do ISAS,  que agrega, entre outras coisas, o estúdio da web rádio e o novo estúdio de televisão.   Durante alguns momentos, a importância das comunidades e paróquias usufruírem das redes sociais foi discutida, para atrair a atenção de cristãos, evangelizar e conquistar cada vez mais pessoas. A paróquia Nossa Senhora Auxiliadora de Ponta Grossa foi citada pelo padre Tarcízio como exemplo pelo bom uso destes canais, já que a sua página no blogspot é atualizada com frequência e tem um bom número de acessos.   O novo design do site da Inspetoria Salesiana São Pio X, em fase de finalização, foi outro tema abordado no encontro e também a versão “app” da revista Boletim Salesiano para Ipad.   Assessoria de Comunicação Social Salesiana - Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora
Published in Nacionais
O Parlamento do Paraguai, reunido em sessão solene na sala bicameral do Congresso, entregou o diploma de reconhecimento ao padre salesiano José Zanardini, pelo trabalho realizado em prol da educação das populações indígenas da região do Chaco. A honorificência premia o trabalho desenvolvido pelos salesianos do Paraguai, que contribuiu para a promulgação de algumas leis em favor das comunidades indígenas.   Os Salesianos chegaram ao Paraguai em 1896 e fundaram sua primeira obra, formada por uma igreja, um oratório e oficinas de artes e ofícios – na capital Assunção, vizinha ao porto sobre o Rio Paraguai. A preocupação missionária os motivou, desde os primeiros anos, a atravessar o rio e seguir rumo ao norte, para fundar missões entre os indígenas. Em 1948 foi criado o Vicariato Apostólico do Chaco, confiado aos salesianos na pessoa de Dom Ángel Muzzolón, bispo salesiano.   No território do Vicariato existem nove etnias diferentes, com línguas e culturas também distintas. Inicialmente as missões começaram a trabalhar segundo os esquemas tradicionais. Mas depois do Concílio Vaticano II e graças à contribuição das ciências antropológicas, o trabalho pastoral e cultural com as populações indígenas se renovou, para adaptar-se às suas novas exigências. Foi um trabalho que, articulado em vários âmbitos, procurou garantir a sobrevivência das populações por longos séculos marginalizadas e humilhadas.   Há atualmente no Paraguai cerca de 25.000 alunos nas escolas indígenas e aproximadamente  1500 professores, em sua maioria, indígenas. As cerca de 500 escolas indígenas presentes no território nacional gozam todas de manutenção estatal.   Padre José Zanardini   Padre José Zanardini nasceu em 1942, em Bréscia, na Itália. Ordenado sacerdote em 28 de maio de 1975, em Chiari, Itália, chegou em 1978 ao Paraguai, onde desenvolveu todo o seu trabalho apostólico. Entre os anos de 1985 a 1991 foi encarregado da Missão Indígena de Puerto M. A., Chaco. Atualmente é professor de antropologia social na Universidade Católica, tendo sido convidado por muitas nações da América, Europa e Ásia, para falar sobre os indígenas, cultura, interculturalidade e revitalização das línguas como instrumento de reforço de identidade. Desde 2008, é assessor permanente do Ministério da Educação e Cultura do país, empenhado em preparar os novos programas das escolas indígenas pelo rumo das suas exigências.   Clique aqui para ler a matéria na íntegra
Published in Missões
Rick Barradas Badra, ex-aluno do Colégio Dom Bosco de Piracicaba, SP, lançou neste ano o seu primeiro livro. A obra, que teve lançamento na 22ª Bienal do Livro de São Paulo, em agosto, saiu pela Editora Schoba. Intitulado “Ao caminhar”, o livro relata a experiência vivida por ele em comunidades indígenas da Bolívia e da Argentina. Rick escreveu sobre o cotidiano das comunidades por onde passou, observando a relação das pessoas com a cultura e com os aspectos históricos, geográficos e arqueológicos.   O livro é o Capítulo 5 de um trabalho de conclusão de curso. O jornal "O Estado de São Paulo" escolheu na Bienal cinco livros com o tema “Viagem”, entre eles o livro do ex-aluno salesiano. “Eu não pensava em escrever um livro. Gostaria muito de escrever outro, por enquanto não há nada pensado. Não tenho muita pretensão, aos poucos as coisas vão acontecendo”, explica Rick.   Trajetória Rick Badra é natural de Guarajá Mirim, em Rondônia, onde estudou até o ano de 2001. A família mudou-se para Piracicaba em 2002, quando então o escritor cursou o ensino médio em colégios particulares da cidade, um ano em cada escola. O terceiro ano, em 2004, foi cursado no Dom Bosco Cidade Alta (DBCA), onde, segundo Rick, situam-se as melhores recordações de sua vida escolar: “No Dom Bosco, o lado humano é muito acentuado, foi lá que meu círculo de amizades se expandiu. Meus melhores amigos são os colegas dos tempos do Dom Bosco. Hoje percebo nitidamente que a formação integral, tão esperada pelos pais, de fato é promovida pelo colégio.” O ex-aluno é formado em Gestão Ambiental, pela Universidade Federal do Paraná, e pretende fazer o mestrado na Universidade de São Paulo (USP).   RSE Informa
Published in Nacionais
Projeto mostra que o jovem pode ser um agente transformador, capaz de criar resoluções para os problemas que assolam o meio ambiente e prejudicam a biodiversidade.
Published in Educação
Como manda a tradição profundamente enraizada, o Papa celebrou a missa da Solenidade da Assunção de Maria, nesta quinta-feira, 15 de agosto, em Castel Gandolfo, na Itália. No entanto, uma das novidades é que a celebração foi realizada na Piazza della Libertà, em vez de ser celebrada no interior da igreja “São Tomás de Villanova”.
Published in Internacionais
  A Presidência da CNBB foi recebida pela presidente Dilma Roussef, no final da tarde da sexta-feira, 21 de junho. O encontro durou cerca de 45 minutos e na ocasião foi discutida a visita do Papa ao Brasil e a Jornada Mundial da Juventude. Dom Damasceno entregou à presidenta a nota que a CNBB divulgou sobre as manifestações que ocorrem no país. A presidente confirmou a importância do evento mundial e da visita do Papa.   Além dos três membros da Presidência da CNBB, estavam presentes também o ministro Gilberto Carvalho e padre Geraldo Martins, assessor político da CNBB. Segundo a Agência Brasil, a presidenta Dilma garantiu a segurança para a realização da JMJ. Dom Damasceno lembrou que “É missão do Estado, do município, do próprio governo estadual dar garantia a todos os cidadãos que vêm ao Brasil. E é claro que ela vai nos garantir porque se trata de um evento muito grande. Falamos em dois milhões de pessoas. E além do mais, temos a presença do santo padre”.   O presidente da CNBB, em entrevista coletiva concedida no final da reunião do Conselho Permanente da Conferência, no início da tarde de sexta-feira, antes de sua visita à presidenta Dilma, lembrou ainda que podem ocorrer manifestações, paralelamente ao encontro da JMJ, e isso será normal, como já aconteceu em outros países que sediaram a jornada: “Não estou preocupado. Tudo está correndo normalmente, não vamos fazer nenhuma modificação, tanto na programação quanto na data. Os governos têm a missão e a tarefa de guardar a segurança daqueles que vão participar da jornada. Temos certeza de que jovens que virão serão muito bem acolhidos”.   CNBB
Published in Nacionais
  Cerca de 900 pessoas participaram da 10ª Procissão Mariana, realizada na Paróquia Santo Antônio, em Joinville, SC, no domingo, 26 de maio. O tema escolhido para a procissão deste ano foi “Maria Educadora da Juventude” e o lema “A seu tempo tudo compreenderás”. Às 17h uma carreata saiu da comunidade Cristo Bom Pastor, passando pela comunidade Nossa Senhora de Fátima em direção à Comunidade Nossa Senhora Aparecida, local em que iniciou a procissão. Além da cantoria e das orações, os jovens da paróquia prepararam um teatro para a comunidade protagonizando o “Sonho dos 9 anos de Dom Bosco”. A procissão foi encerrada com a santa missa, na Igreja Matriz.   Inspetoria Salesiana São Pio X
Published in Nacionais
Foi realizado no último dia 24 de abril no Instituto Salesiano de Assistência Social (ISAS), em Curitiba, PR, o Encontro Regional das Equipes de Comunicação Social Salesiana. Padre Tarcízio Odelli, secretário inspetorial da Inspetoria São Pio X, em Porto Alegre, RS, ministrou o treinamento. A reunião contou com a participação de 13 assessores das cidades de Curitiba, Guarapuava e Ponta Grossa, além de três noviços.   O encontro foi aberto com a leitura e discussão da última carta do Papa emérito, Bento XVI, intitulada: “Redes Sociais: portais de verdade e de fé; novos espaços de evangelização”, divulgada em janeiro deste ano, no Dia Mundial das Comunicações Sociais. A carta favoreceu a troca de ideias entre os participantes, que comentaram sobre a postura que cada cristão deve ter diante das redes sociais como o Facebook, Twitter, etc.   Inspirado na carta de Bento XVI, padre Tarcízio estimulou a reflexão dos participantes, lembrando assuntos polêmicos que surgem nos ambientes virtuais. “A polêmica pode ser levantada, mas não pode, nunca, ser levada pelo lado da agressão. O Fanatismo é perigoso, pelo lado católico  ou por qualquer outra religião, é preciso cuidado e equilíbrio”, disse. “Há postagens que mostram um lado antiquado da Igreja, não devemos alimentar esse tipo de coisa, apesar de vivermos em uma democracia, vemos que, às vezes, existem coisas até preconceituosas que não condizem com a realidade”, completou padre Tarcízio.   Após o debate, que durou toda a manhã, os participantes conversaram sobre os assuntos debatidos no último Encontro Regional de Comunicação Social, realizado no Estado do Rio Grande do Sul, que contou com a presença do padre Conselheiro para a Comunicação Social da Congregação Salesiana, Filiberto González. No período da tarde, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer as instalações do ISAS,  que agrega, entre outras coisas, o estúdio da web rádio e o novo estúdio de televisão.   Durante alguns momentos, a importância das comunidades e paróquias usufruírem das redes sociais foi discutida, para atrair a atenção de cristãos, evangelizar e conquistar cada vez mais pessoas. A paróquia Nossa Senhora Auxiliadora de Ponta Grossa foi citada pelo padre Tarcízio como exemplo pelo bom uso destes canais, já que a sua página no blogspot é atualizada com frequência e tem um bom número de acessos.   O novo design do site da Inspetoria Salesiana São Pio X, em fase de finalização, foi outro tema abordado no encontro e também a versão “app” da revista Boletim Salesiano para Ipad.   Assessoria de Comunicação Social Salesiana - Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora
Published in Nacionais
O Parlamento do Paraguai, reunido em sessão solene na sala bicameral do Congresso, entregou o diploma de reconhecimento ao padre salesiano José Zanardini, pelo trabalho realizado em prol da educação das populações indígenas da região do Chaco. A honorificência premia o trabalho desenvolvido pelos salesianos do Paraguai, que contribuiu para a promulgação de algumas leis em favor das comunidades indígenas.   Os Salesianos chegaram ao Paraguai em 1896 e fundaram sua primeira obra, formada por uma igreja, um oratório e oficinas de artes e ofícios – na capital Assunção, vizinha ao porto sobre o Rio Paraguai. A preocupação missionária os motivou, desde os primeiros anos, a atravessar o rio e seguir rumo ao norte, para fundar missões entre os indígenas. Em 1948 foi criado o Vicariato Apostólico do Chaco, confiado aos salesianos na pessoa de Dom Ángel Muzzolón, bispo salesiano.   No território do Vicariato existem nove etnias diferentes, com línguas e culturas também distintas. Inicialmente as missões começaram a trabalhar segundo os esquemas tradicionais. Mas depois do Concílio Vaticano II e graças à contribuição das ciências antropológicas, o trabalho pastoral e cultural com as populações indígenas se renovou, para adaptar-se às suas novas exigências. Foi um trabalho que, articulado em vários âmbitos, procurou garantir a sobrevivência das populações por longos séculos marginalizadas e humilhadas.   Há atualmente no Paraguai cerca de 25.000 alunos nas escolas indígenas e aproximadamente  1500 professores, em sua maioria, indígenas. As cerca de 500 escolas indígenas presentes no território nacional gozam todas de manutenção estatal.   Padre José Zanardini   Padre José Zanardini nasceu em 1942, em Bréscia, na Itália. Ordenado sacerdote em 28 de maio de 1975, em Chiari, Itália, chegou em 1978 ao Paraguai, onde desenvolveu todo o seu trabalho apostólico. Entre os anos de 1985 a 1991 foi encarregado da Missão Indígena de Puerto M. A., Chaco. Atualmente é professor de antropologia social na Universidade Católica, tendo sido convidado por muitas nações da América, Europa e Ásia, para falar sobre os indígenas, cultura, interculturalidade e revitalização das línguas como instrumento de reforço de identidade. Desde 2008, é assessor permanente do Ministério da Educação e Cultura do país, empenhado em preparar os novos programas das escolas indígenas pelo rumo das suas exigências.   Clique aqui para ler a matéria na íntegra
Published in Missões
Rick Barradas Badra, ex-aluno do Colégio Dom Bosco de Piracicaba, SP, lançou neste ano o seu primeiro livro. A obra, que teve lançamento na 22ª Bienal do Livro de São Paulo, em agosto, saiu pela Editora Schoba. Intitulado “Ao caminhar”, o livro relata a experiência vivida por ele em comunidades indígenas da Bolívia e da Argentina. Rick escreveu sobre o cotidiano das comunidades por onde passou, observando a relação das pessoas com a cultura e com os aspectos históricos, geográficos e arqueológicos.   O livro é o Capítulo 5 de um trabalho de conclusão de curso. O jornal "O Estado de São Paulo" escolheu na Bienal cinco livros com o tema “Viagem”, entre eles o livro do ex-aluno salesiano. “Eu não pensava em escrever um livro. Gostaria muito de escrever outro, por enquanto não há nada pensado. Não tenho muita pretensão, aos poucos as coisas vão acontecendo”, explica Rick.   Trajetória Rick Badra é natural de Guarajá Mirim, em Rondônia, onde estudou até o ano de 2001. A família mudou-se para Piracicaba em 2002, quando então o escritor cursou o ensino médio em colégios particulares da cidade, um ano em cada escola. O terceiro ano, em 2004, foi cursado no Dom Bosco Cidade Alta (DBCA), onde, segundo Rick, situam-se as melhores recordações de sua vida escolar: “No Dom Bosco, o lado humano é muito acentuado, foi lá que meu círculo de amizades se expandiu. Meus melhores amigos são os colegas dos tempos do Dom Bosco. Hoje percebo nitidamente que a formação integral, tão esperada pelos pais, de fato é promovida pelo colégio.” O ex-aluno é formado em Gestão Ambiental, pela Universidade Federal do Paraná, e pretende fazer o mestrado na Universidade de São Paulo (USP).   RSE Informa
Published in Nacionais