“Nada deste mundo nos é indiferente”, afirma o Papa Francisco no início da sua Encíclica “Laudato Si”. Esta frase é um marco nos seus escritos, pois percebemos que a Igreja está, atualmente, preocupada com a “Casa Comum” de todos nós, que é o mundo. Não era muito comum Papas e Magistério da Igreja tratarem deste tema, tão relevante para os nossos dias. Mas o atual Papa percebeu que a Igreja estaria se omitindo, caso não refletisse e falasse sobre o cuidado que devemos ter com a ecologia.  
Os jovens disseram que nos amam, que nos amam de verdade como educadores, como amigos, como irmãos e como pais, porque “nós, jovens de hoje, temos uma grande falta de paternidade. E sobretudo queremos avançar no crescimento espiritual e pessoal e queremos fazê-lo com vocês, salesianos”.  
O Papa Francisco costuma perguntar: que mundo deixaremos às crianças e aos jovens? Esta não é apenas uma questão ambiental, mas de Pastoral Juvenil. Ou melhor, ela confirma que as questões ambientais se tornaram um aspecto complementar da Pastoral Juvenil.  
Em um novo artigo comentando aspectos da Exortação Cristo Vive à luz do discernimento juvenil-vocacional, irei expor as fragilidades, as feridas e as saídas para uma vida com significado.  
Embora seja um tema relativamente novo, a cidadania digital é algo que aparece muito claramente no magistério da Igreja. Há uma rica bibliografia que aborda a temática sob diversos ângulos e que permitem ao cristão se posicionar diante das redes sociais com autonomia e criticidade.  
Maria certamente foi uma pessoa que sofreu muito. Basta olharmos os poucos textos do Evangelho para percebermos isso. Porém, não foi um sofrimento em vão, um sofrer somente por sofrer, sem sentido, mas um sofrimento aliado a tudo aquilo que o seu Filho fez, a obra da Salvação da humanidade. Em tudo sempre ela realizou a vontade de Deus. Desde o sim que foi dado na anunciação ela se entregou totalmente nas mãos de Deus.  
Meus queridos amigos do Boletim, escrevo num momento em que todos estamos atônitos e confusos. E penso no mês de maio, o mês dedicado à Mãe. Em todo o mundo salesiano, nos confiamos à nossa mãe comum, Maria Auxiliadora, e rezamos pedindo ao Senhor, com a sua mediação, auxílio e conforto nestas horas terríveis para todos. Além disso, com o receio das dificuldades que teremos de enfrentar “depois”.  
Monday, 27 April 2020 13:53

É hora de “tirar um bem”

Written by
“De todo mal se tira um bem?” Sim, vamos tirar um enorme bem, afirma o padre Marcio Prado neste artigo.
A atual pandemia causada pelo coronavírus (COVID-19) é, sem sombra de dúvida, o maior desafio enfrentado pela humanidade desde o fim da II Guerra Mundial. Enquanto entre 1939 e 1945 o inimigo era a ideologia nazifascista, a atual crise tem como oponente um inimigo invisível, mas igualmente letal. Apesar de todo o perigo causado por esta criatura microscópica, os desafios a serem enfrentados são muito maiores do que apenas a emergência sanitária. A crise atual evidencia um problema prévio, um lado esquecido, uma tribulação que envolve elementos político-econômico-sociais e gera questionamentos quanto ao modelo de crescimento que vinha sendo implantado, não apenas no mundo ocidental, mas também no oriente, onde se iniciou a atual situação.  
Friday, 17 April 2020 11:15

Como bálsamo e como fogo

Written by
“A graça que vem do Senhor e à qual me abandono, a vossa ajuda, a de todos os salesianos nos mais diferentes lugares do mundo, e o amor que tenho e que temos pelos nossos jovens, especialmente os mais pobres, dão-me a paz e a coragem necessárias”.  
Page 1 of 30
“Nada deste mundo nos é indiferente”, afirma o Papa Francisco no início da sua Encíclica “Laudato Si”. Esta frase é um marco nos seus escritos, pois percebemos que a Igreja está, atualmente, preocupada com a “Casa Comum” de todos nós, que é o mundo. Não era muito comum Papas e Magistério da Igreja tratarem deste tema, tão relevante para os nossos dias. Mas o atual Papa percebeu que a Igreja estaria se omitindo, caso não refletisse e falasse sobre o cuidado que devemos ter com a ecologia.  
Os jovens disseram que nos amam, que nos amam de verdade como educadores, como amigos, como irmãos e como pais, porque “nós, jovens de hoje, temos uma grande falta de paternidade. E sobretudo queremos avançar no crescimento espiritual e pessoal e queremos fazê-lo com vocês, salesianos”.  
O Papa Francisco costuma perguntar: que mundo deixaremos às crianças e aos jovens? Esta não é apenas uma questão ambiental, mas de Pastoral Juvenil. Ou melhor, ela confirma que as questões ambientais se tornaram um aspecto complementar da Pastoral Juvenil.  
Em um novo artigo comentando aspectos da Exortação Cristo Vive à luz do discernimento juvenil-vocacional, irei expor as fragilidades, as feridas e as saídas para uma vida com significado.  
Embora seja um tema relativamente novo, a cidadania digital é algo que aparece muito claramente no magistério da Igreja. Há uma rica bibliografia que aborda a temática sob diversos ângulos e que permitem ao cristão se posicionar diante das redes sociais com autonomia e criticidade.  
Maria certamente foi uma pessoa que sofreu muito. Basta olharmos os poucos textos do Evangelho para percebermos isso. Porém, não foi um sofrimento em vão, um sofrer somente por sofrer, sem sentido, mas um sofrimento aliado a tudo aquilo que o seu Filho fez, a obra da Salvação da humanidade. Em tudo sempre ela realizou a vontade de Deus. Desde o sim que foi dado na anunciação ela se entregou totalmente nas mãos de Deus.  
Meus queridos amigos do Boletim, escrevo num momento em que todos estamos atônitos e confusos. E penso no mês de maio, o mês dedicado à Mãe. Em todo o mundo salesiano, nos confiamos à nossa mãe comum, Maria Auxiliadora, e rezamos pedindo ao Senhor, com a sua mediação, auxílio e conforto nestas horas terríveis para todos. Além disso, com o receio das dificuldades que teremos de enfrentar “depois”.  
Monday, 27 April 2020 13:53

É hora de “tirar um bem”

Written by
“De todo mal se tira um bem?” Sim, vamos tirar um enorme bem, afirma o padre Marcio Prado neste artigo.
A atual pandemia causada pelo coronavírus (COVID-19) é, sem sombra de dúvida, o maior desafio enfrentado pela humanidade desde o fim da II Guerra Mundial. Enquanto entre 1939 e 1945 o inimigo era a ideologia nazifascista, a atual crise tem como oponente um inimigo invisível, mas igualmente letal. Apesar de todo o perigo causado por esta criatura microscópica, os desafios a serem enfrentados são muito maiores do que apenas a emergência sanitária. A crise atual evidencia um problema prévio, um lado esquecido, uma tribulação que envolve elementos político-econômico-sociais e gera questionamentos quanto ao modelo de crescimento que vinha sendo implantado, não apenas no mundo ocidental, mas também no oriente, onde se iniciou a atual situação.  
Friday, 17 April 2020 11:15

Como bálsamo e como fogo

Written by
“A graça que vem do Senhor e à qual me abandono, a vossa ajuda, a de todos os salesianos nos mais diferentes lugares do mundo, e o amor que tenho e que temos pelos nossos jovens, especialmente os mais pobres, dão-me a paz e a coragem necessárias”.  
Page 1 of 30