O Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) promoveu no último mês de julho o “Projeto Jerusalém”, uma iniciativa que permite que as FMA de várias partes do mundo conheçam o patrimônio geográfico, histórico e social da Terra Santa. O projeto contou com a participação de cerca de 21 irmãs FMA, dentre elas, a irmã Nilza de Castro, do Centro Auxilium de Belém, Pará, que compartilha agora conosco um pouco dessa experiência.
Published in Internacionais
O trabalho realizado no Colégio Coração de Jesus, unidade da Rede Salesiana de Escolas em Cuiabá, MT, aqui serve de exemplo, dentro da proposta de estimular os alunos e envolvê-los no universo imaginário da escrita e da reflexão sobre os valores humanos, na prática.   A escrita e a leitura que acompanham a humanidade desde os seus primórdios, possuem lugar privilegiado em todas as áreas do conhecimento, ampliando e solidificando os ensinamentos quando estes partem da informação para alcançar o conhecimento. Para tanto, é necessário partir da prática para estimular os alunos a pensar, refletir sobre algo importante da teoria ou sobre a própria vida. Para que essa dinâmica aconteça com eficiência, faz-se necessária a mediação do professor. Perguntas e hipóteses devem servir para estimular os alunos à investigação e ao pensar. O livro didático é um apoio importante quando superamos seus limites e aproveitamos as possibilidades dos temas que devem transcender as fronteiras das disciplinas para explicar os fenômenos. O trabalho realizado no Colégio Coração de Jesus, unidade da Rede Salesiana de Escolas em Cuiabá, MT, aqui serve de exemplo, dentro da proposta de estimular os alunos e envolvê-los no universo imaginário da escrita e da reflexão sobre os valores humanos, na prática.
Published in Educação
Os alunos do 8º e 9º anos do Ensino Fundamental II do Colégio Salesiano Santa Teresinha, em São Paulo, estão tendo a oportunidade de aprender sobre as drogas e os seus efeitos por meio do Projeto Alicerce, uma série de palestras, ministradas pelo investigador do Departamento de Narcóticos da Polícia Civil de São Paulo, Alexandre Avilez. Mais de 800 estudantes estão participando do Projeto, que é aplicado em etapas sucessivas.   Ao longo do projeto os alunos serão orientados sobre os efeitos que cada substância causa no organismo e as consequências desastrosas, tanto físicas quanto psíquicas, que o uso de determinados psicotrópicos podem desencadear. Poderão esclarecer dúvidas  sobre o assunto, assistir a vídeos e escutar exemplos de histórias, baseadas na vivência de Alexandre como policial, que mostram como as drogas podem causar sofrimento e consequências fatais.   Pedagogicamente, o projeto é mais um exemplo do Sistema Preventivo de Dom Bosco, formando os jovens para que façam, com consciência, as melhores escolhas.   Inspetoria Salesiana de São Paulo
Published in Nacionais
Com o tema “Educomunicação: Protagonismo Juvenil”, o Instituto Maria Auxiliadora de Natal, RN, sediou, no dia 27 de abril, o I Encontro de Jovens Comunicadores. O evento foi marcado pela presença de um número significativo de jovens das presenças salesianas das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) e Salesianos de Dom Bosco (SDB) do Rio Grande do Norte.   Durante todo o encontro, os jovens puderam vivenciar uma bela experiência educomunicativa por meio de diversas atividades como fóruns e debates, oficinas de rádio, jornal, redes sociais e vídeo. Apresentações de danças, teatro e música também integraram a programação do encontro, além da celebração Eucarística, momento de forte espiritualidade, agradecimento e louvor.   Inspetoria Maria Auxiliadora   Notícia Relacionada Colégio Juvenal de Carvalho sedia II Encontro de Jovens Comunicadores
Published in Nacionais
  O Papa Francisco recebeu em audiência, no dia 27 de março, o cardeal Angelo Amato SDB, prefeito da Congregação das Causas dos Santos. Durante a audiência, o Sumo Pontífice autorizou a Congregação das Causas a promulgar o decreto sobre o martírio do servo de Deus (SdeD), senhor Estêvão Sándor. Leigo professo da Sociedade de São Francisco de Sales (Salesianos de Dom Bosco), Estêvão, nasceu em Szolnok (Hungria), no dia 26 de outubro de 1914, e foi justiçado por ódio à Fé, em Budapeste (Hungria), no dia 8 de junho de 1953.   Tendo conhecido Dom Bosco por meio do Boletim Salesiano, Estêvão Sándor sentiu-se imediatamente atraído pelo carisma salesiano. Em 1936 foi aceito no Clarisseum, de Budapeste, onde fez o aspirantado por dois anos, frequentando na Escola de Artes Gráficas ‘Dom Bosco’ o curso de técnico-impressor. Iniciou o noviciado, que teve de interromper por convocação às forças armadas. Em 1939 recebeu a dispensa definitiva e, terminado o noviciado, fez a primeira profissão no dia 8 de setembro de 1940,  como salesiano irmão.   Destinado ao Clarisseum, empenhou-se ativamente no ensino dos cursos profissionais. Teve também como encargo a assistência no oratório. Foi promotor da Juventude Operária Católica. Finda a Segunda Guerra Mundial, empenhou-se na reconstrução material e moral da sociedade húngara, dedicando-se especialmente aos jovens mais pobres, que reunia e lhe ensinava um ofício.   Quando em 1949, o Estado, sob Mátyás Rákosi, se adonou dos bens eclesiásticos, e, mais, iniciaram as perseguições contra as escolas católicas, Sándor buscou salvar o salvável. Mas de golpe os religiosos viram-se destituídos de tudo e tiveram que se dispersar. Também Estêvão teve de abandonar a sua tipografia – que com o tempo se tornara bem conhecida – e “desaparecer”; mas, ao invés de refugiar-se no exterior, ficou no país para continuar  trabalhando pela juventude húngara. Conseguiu um emprego em uma fábrica de detergentes, na Capital, continuando impávido e clandestinamente o seu apostolado, embora sabendo que era uma atividade rigorosamente proibida. Em julho de 1952 foi preso no seu posto de trabalho e nunca mais foi visto pelos coirmãos. Um documento oficial certifica o processo e a condenação à morte, executada por enforcamento, no dia 8 de junho de 1953.   O ‘iter’ agora prevê a preparação do Decreto de martírio aos cuidados da Congregação das Causas dos Santos, em colaboração com o postulador geral. Sucessivamente será marcada a data da cerimônia de beatificação, visto que se tratando de um mártir não se exige milagre. O sacrifício total no ato do martírio, como testemunho máximo de fé cristã, considera-se o ato supremo da ‘sequela de Cristo’.   InfoANS
Published in Salesianidade
Após a eleição do Papa Francisco, o reitor-mor dos salesianos, padre Pascual Chávez Villanueva, transmite à Congregação e à Família Salesiana (FS) uma nova mensagem, que confirma a grande ligação dos Filhos de Dom Bosco com o sucessor de Pedro.   "Tive a graça de estar na Praça de São Pedro repleta por milhares e milhares de pessoas, especialmente de jovens, no momento em que ouvimos a tão esperada mensagem:   “Annuntio vobis gaudium magnum; habemus Papam: Eminentissimum ac Reverendissimum Dominum, Dominum Georgium Marium Sanctae Romanae Ecclesiae Cardinalem Bergoglio qui sibi nomen imposuit   FRANCISCUM”.   Embora não mencionado entre os “papáveis” – e isto num primeiro momento causou uma certa perplexidade naqueles que não o conheciam –, o acolhimento ao novo sucessor de Pedro não se fez esperar: e a resposta foi um longo aplauso, expressão de uma grande alegria, acompanhada pelas primeiras aclamações: ‘Francesco, Francesco, Francesco, .... ’   Foi mais uma vez o Espírito Santo a guiar os cardeais na eleição do Homem que Deus mesmo havia escolhido para vigário de Cristo.   Unido a todos vós, caros irmãos e irmãs, membros todos da Família Salesiana e jovens, rendo graças e louvores a Deus pelo grandíssimo presente que Ele nos deu na pessoa do cardeal Jorge Mario Bergoglio, Jesuíta, arcebispo de Buenos Aires, que tive a graça de conhecer e com ele tratar pessoalmente na Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano em Aparecida e, posteriormente, por ocasião da beatificação de Zeferino Namuncurá.   A escolha do nome, Francisco, é significativa, porque de certo modo contém alguns dos traços mais característicos da sua pessoa – a simplicidade, a pobreza, a autenticidade – e, ao mesmo tempo, se torna programática porque realça elementos que devem hoje definir o semblante da Igreja e o seu relacionamento com o mundo.   Antes de dar a sua primeira bênção como Pontífice, ele nos pediu que o abençoássemos. Em profundo silêncio, cada qual o fez do mais fundo do seu coração, deixando-se guiar pelo Espírito. Convido-vos agora a invocar sobre ele a abundância dos dons do Espírito, a fim de que tenha a Luz com que discernir quanto Deus espera da Sua Igreja hoje, e encontre a energia para o concretizar.   Com espírito de fé, de grande estima e de devoção, acolhamos o Papa Francisco, como o faria Dom Bosco, e, enquanto o confiamos ao cuidado e à guia materna de Maria Auxiliadora, lhe asseguremos o nosso afeto, a nossa obediência e a nossa mais sincera e decidida colaboração, neste tempo de nova evangelização.   Padre Pascual Chávez Villanueva SDB Reitor-mor   InfoANS
Published in Igreja
A Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) convocou o técnico Cássio Lima, professor do Colégio Salesiano do Salvador, na Capital baiana, para participar do VII Acampamento Nacional de Desenvolvimento e Melhora Técnica, na categoria Juvenil.   O objetivo do treinamento é encontrar e despertar futuros talentos para a Seleção Brasileira. Cerca de 120 jovens entre 17 e 18 anos e provenientes de todo o país participam do encontro. Depois do intensivo treino, alguns passam a ser acompanhados em vista das Olimpíadas de 2020, uma vez que 2016 já está definida.   As atividades serão realizadas na cidade de Blumenau, SC, no período de 20 de fevereiro a 3 de março. O professor Cássio, que também é treinador da seleção de handebol do Colégio do Salvador, desenvolverá atividades em conjunto com a seleta equipe comandada pelo técnico da Seleção Brasileira Masculina, Jordi Ribera. “É muito gratificante, junto com a seleção brasileira, buscar novos horizontes para seleção nacional e também para a Bahia”, declarou o educador salesiano antes do embarque.   RSE Informa
Published in Nacionais
Nesta segunda-feira, 4 de fevereiro, teve início a 23ª Edição do Curso dos Bispos, tradicional encontro, promovido pela arquidiocese do Rio de Janeiro. O curso é acolhido no  Centro de Estudos e Formação do Sumaré, no Rio Comprido. Dando continuidade às abordagens de 2011 e 2012, o evento tem como tema principal os "Cinquenta anos após o Concílio Vaticano II - Liturgia, Missões e Leigos". Mais de 100 bispos de todo o Brasil já estão inscritos.   O curso foi organizado pela primeira vez em 1990 pelo então arcebispo, cardeal Eugenio Sales, como uma forma de proporcionar uma oportunidade de partilha e convivência.   O arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta, explicou que  “A arquidiocese do Rio tem uma tradição, que vem desde a época do cardeal Eugenio Sales, de proporcionar no período de férias do início do ano um encontro para bispos, onde eles participam de conferências, recebem orientações, podem partilhar a vida e desfrutar de períodos de convivência, especialmente durante as visitas a diversos pontos da cidade. Percebemos que, cada vez mais, esse evento tem sido procurado e apreciado”, avaliou.   Entre os palestrantes, estão: o presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, cardeal Stanislaw Rylko; o prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, cardeal Antônio Cañizares; dom Antônio Staglianò, bispo de Noto (Itália) e colaborador de Dom Rino Fisichella (presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização); e Ana Cristina Villa Betancourt, membro do Pontifício Conselho para os Leigos, responsável pela seção dedicada à mulher.   Durante o curso, será realizada visita a local específico da cidade do Rio de Janeiro. O bispo auxiliar emérito da arquidiocese do Rio de Janeiro, Dom Karl Josef Romer, acredita que o curso trará um novo entusiasmo para os  inscritos, lembrando que o primeiro grande professor foi o então cardeal Joseph Ratzinger, hoje Papa Bento XVI.   “O curso para bispos, organizado pela arquidiocese do Rio de Janeiro e oferecido fraternalmente a todos os bispos do Brasil, teve como primeiro grande professor o, então Cardeal, Joseph Ratzinger, hoje Papa Bento XVI (...) Penso que os bispos esperam com muita alegria, aliás, já temos mais de 100 inscrições para este curso, e temos a imensa esperança que vai ser um grande sucesso para o bem dos bispos e para o bem das dioceses, que receberão de volta os bispos com novo entusiasmo e com nova clareza”, afirmou Dom Romer.   CNBB  
Published in Nacionais
Foi realizado em Manaus, AM, entre os dias 26 e 29 de novembro, o I Festival Juvenil Salesiano, no auditório do Pró-Menor Dom Bosco. Com o tema “Juventude Salesiana na construção da cultura da paz”, o evento procurou promover o protagonismo dos jovens. Participaram do festival, professores, alunos e educadores de outras gerências da obra salesiana.   As apresentações iniciais  foram realizadas pelas turmas dos cursos de auxiliar administrativo, dia 26 de novembro, e prosseguiu durante toda a semana, encerrando, dia 29, com a apresentação da Orquestra Rei Davi e dos demais cursos: informática, mecânica veicular, mecânica de motos, eletricidade predial e eletrônica. Com característica própria de show de talentos cada turma se organizou para se apresentarem no festival, frisando principalmente a identidade da juventude salesiana.   Danças, musicais, poesias, corais, encenações, foram alguns dos trabalhos realizados e que debateram não só os elementos da paz, proposto no tema, mas também assuntos como a violência urbana, as drogas, o preconceito e a importância da Obra para a formação humana e profissional dos alunos. Na oportunidade, foram produzidos diversos vídeos dos trabalhos apresentados, finalizando assim, as ações pastorais do ano de 2012.   Inspetoria Salesiana do Amazonas  
Published in Nacionais
Quarenta e seis dirigentes das Instituições de Ensino Superior, vindos do mundo todo, reuniram-se em São Paulo, entre os dias 4 e 9 de novembro, para responder aos urgentes problemas da educação universitária e às necessidades formativas dos educadores, chamados a agir nos novos ambientes de aprendizagem que a sociedade hoje oferece, num contexto de grandes desafios e de novas correntes pedagógicas.   A identidade da comissão é a de estimular uma reflexão sobre a educação superior, de animar e coordenar a realização de processos dirigidos a melhorar a qualidade das IInstituições de Ensino Superior mantidas pelas Filhas de Maria Auxiliadora (FMA). O objetivo é o de criar uma rede para facilitar as relações recíprocas, as colaborações e as trocas de informações, de experiências, de conhecimento sobre problemáticas acadêmico formativas ou sobre novas emergências a serem aprofundadas.   Participaram do encontro a irmã Maria del Carmen Canales, FMA, conselheira geral para a Pastoral Juvenil, e a irmã Constanza Arango, FMA, consultora do Âmbito Internacional para a Pastoral Juvenil.   O encontro dos Dirigentes, com o título: “As ISS-FMA e os novos horizontes educativos”, propõs os seguintes objetivos: reforçar a identidade e o senso de pertença às ISS-FMA, através da socialização da memória do caminho realizado, o estudo da Carta de Identidade, a apresentação dos projetos de pesquisa encaminhados; identificar e priorizar os desafios apresentados pelos novos horizontes educativos, para a formação contínua dos docentes das ISS-FMA e para desenvolver propostas que qualifiquem e enriqueçam a ação educativa. Além disso, refletir sobre o humanismo cristão no processo educativo e ouvir as perguntas que emergem das culturas juvenis, para ressignificar a ação pastoral.   Filhas de Maria Auxiliadora
Published in Internacionais
Page 2 of 3
O Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) promoveu no último mês de julho o “Projeto Jerusalém”, uma iniciativa que permite que as FMA de várias partes do mundo conheçam o patrimônio geográfico, histórico e social da Terra Santa. O projeto contou com a participação de cerca de 21 irmãs FMA, dentre elas, a irmã Nilza de Castro, do Centro Auxilium de Belém, Pará, que compartilha agora conosco um pouco dessa experiência.
Published in Internacionais
O trabalho realizado no Colégio Coração de Jesus, unidade da Rede Salesiana de Escolas em Cuiabá, MT, aqui serve de exemplo, dentro da proposta de estimular os alunos e envolvê-los no universo imaginário da escrita e da reflexão sobre os valores humanos, na prática.   A escrita e a leitura que acompanham a humanidade desde os seus primórdios, possuem lugar privilegiado em todas as áreas do conhecimento, ampliando e solidificando os ensinamentos quando estes partem da informação para alcançar o conhecimento. Para tanto, é necessário partir da prática para estimular os alunos a pensar, refletir sobre algo importante da teoria ou sobre a própria vida. Para que essa dinâmica aconteça com eficiência, faz-se necessária a mediação do professor. Perguntas e hipóteses devem servir para estimular os alunos à investigação e ao pensar. O livro didático é um apoio importante quando superamos seus limites e aproveitamos as possibilidades dos temas que devem transcender as fronteiras das disciplinas para explicar os fenômenos. O trabalho realizado no Colégio Coração de Jesus, unidade da Rede Salesiana de Escolas em Cuiabá, MT, aqui serve de exemplo, dentro da proposta de estimular os alunos e envolvê-los no universo imaginário da escrita e da reflexão sobre os valores humanos, na prática.
Published in Educação
Os alunos do 8º e 9º anos do Ensino Fundamental II do Colégio Salesiano Santa Teresinha, em São Paulo, estão tendo a oportunidade de aprender sobre as drogas e os seus efeitos por meio do Projeto Alicerce, uma série de palestras, ministradas pelo investigador do Departamento de Narcóticos da Polícia Civil de São Paulo, Alexandre Avilez. Mais de 800 estudantes estão participando do Projeto, que é aplicado em etapas sucessivas.   Ao longo do projeto os alunos serão orientados sobre os efeitos que cada substância causa no organismo e as consequências desastrosas, tanto físicas quanto psíquicas, que o uso de determinados psicotrópicos podem desencadear. Poderão esclarecer dúvidas  sobre o assunto, assistir a vídeos e escutar exemplos de histórias, baseadas na vivência de Alexandre como policial, que mostram como as drogas podem causar sofrimento e consequências fatais.   Pedagogicamente, o projeto é mais um exemplo do Sistema Preventivo de Dom Bosco, formando os jovens para que façam, com consciência, as melhores escolhas.   Inspetoria Salesiana de São Paulo
Published in Nacionais
Com o tema “Educomunicação: Protagonismo Juvenil”, o Instituto Maria Auxiliadora de Natal, RN, sediou, no dia 27 de abril, o I Encontro de Jovens Comunicadores. O evento foi marcado pela presença de um número significativo de jovens das presenças salesianas das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) e Salesianos de Dom Bosco (SDB) do Rio Grande do Norte.   Durante todo o encontro, os jovens puderam vivenciar uma bela experiência educomunicativa por meio de diversas atividades como fóruns e debates, oficinas de rádio, jornal, redes sociais e vídeo. Apresentações de danças, teatro e música também integraram a programação do encontro, além da celebração Eucarística, momento de forte espiritualidade, agradecimento e louvor.   Inspetoria Maria Auxiliadora   Notícia Relacionada Colégio Juvenal de Carvalho sedia II Encontro de Jovens Comunicadores
Published in Nacionais
  O Papa Francisco recebeu em audiência, no dia 27 de março, o cardeal Angelo Amato SDB, prefeito da Congregação das Causas dos Santos. Durante a audiência, o Sumo Pontífice autorizou a Congregação das Causas a promulgar o decreto sobre o martírio do servo de Deus (SdeD), senhor Estêvão Sándor. Leigo professo da Sociedade de São Francisco de Sales (Salesianos de Dom Bosco), Estêvão, nasceu em Szolnok (Hungria), no dia 26 de outubro de 1914, e foi justiçado por ódio à Fé, em Budapeste (Hungria), no dia 8 de junho de 1953.   Tendo conhecido Dom Bosco por meio do Boletim Salesiano, Estêvão Sándor sentiu-se imediatamente atraído pelo carisma salesiano. Em 1936 foi aceito no Clarisseum, de Budapeste, onde fez o aspirantado por dois anos, frequentando na Escola de Artes Gráficas ‘Dom Bosco’ o curso de técnico-impressor. Iniciou o noviciado, que teve de interromper por convocação às forças armadas. Em 1939 recebeu a dispensa definitiva e, terminado o noviciado, fez a primeira profissão no dia 8 de setembro de 1940,  como salesiano irmão.   Destinado ao Clarisseum, empenhou-se ativamente no ensino dos cursos profissionais. Teve também como encargo a assistência no oratório. Foi promotor da Juventude Operária Católica. Finda a Segunda Guerra Mundial, empenhou-se na reconstrução material e moral da sociedade húngara, dedicando-se especialmente aos jovens mais pobres, que reunia e lhe ensinava um ofício.   Quando em 1949, o Estado, sob Mátyás Rákosi, se adonou dos bens eclesiásticos, e, mais, iniciaram as perseguições contra as escolas católicas, Sándor buscou salvar o salvável. Mas de golpe os religiosos viram-se destituídos de tudo e tiveram que se dispersar. Também Estêvão teve de abandonar a sua tipografia – que com o tempo se tornara bem conhecida – e “desaparecer”; mas, ao invés de refugiar-se no exterior, ficou no país para continuar  trabalhando pela juventude húngara. Conseguiu um emprego em uma fábrica de detergentes, na Capital, continuando impávido e clandestinamente o seu apostolado, embora sabendo que era uma atividade rigorosamente proibida. Em julho de 1952 foi preso no seu posto de trabalho e nunca mais foi visto pelos coirmãos. Um documento oficial certifica o processo e a condenação à morte, executada por enforcamento, no dia 8 de junho de 1953.   O ‘iter’ agora prevê a preparação do Decreto de martírio aos cuidados da Congregação das Causas dos Santos, em colaboração com o postulador geral. Sucessivamente será marcada a data da cerimônia de beatificação, visto que se tratando de um mártir não se exige milagre. O sacrifício total no ato do martírio, como testemunho máximo de fé cristã, considera-se o ato supremo da ‘sequela de Cristo’.   InfoANS
Published in Salesianidade
Após a eleição do Papa Francisco, o reitor-mor dos salesianos, padre Pascual Chávez Villanueva, transmite à Congregação e à Família Salesiana (FS) uma nova mensagem, que confirma a grande ligação dos Filhos de Dom Bosco com o sucessor de Pedro.   "Tive a graça de estar na Praça de São Pedro repleta por milhares e milhares de pessoas, especialmente de jovens, no momento em que ouvimos a tão esperada mensagem:   “Annuntio vobis gaudium magnum; habemus Papam: Eminentissimum ac Reverendissimum Dominum, Dominum Georgium Marium Sanctae Romanae Ecclesiae Cardinalem Bergoglio qui sibi nomen imposuit   FRANCISCUM”.   Embora não mencionado entre os “papáveis” – e isto num primeiro momento causou uma certa perplexidade naqueles que não o conheciam –, o acolhimento ao novo sucessor de Pedro não se fez esperar: e a resposta foi um longo aplauso, expressão de uma grande alegria, acompanhada pelas primeiras aclamações: ‘Francesco, Francesco, Francesco, .... ’   Foi mais uma vez o Espírito Santo a guiar os cardeais na eleição do Homem que Deus mesmo havia escolhido para vigário de Cristo.   Unido a todos vós, caros irmãos e irmãs, membros todos da Família Salesiana e jovens, rendo graças e louvores a Deus pelo grandíssimo presente que Ele nos deu na pessoa do cardeal Jorge Mario Bergoglio, Jesuíta, arcebispo de Buenos Aires, que tive a graça de conhecer e com ele tratar pessoalmente na Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano em Aparecida e, posteriormente, por ocasião da beatificação de Zeferino Namuncurá.   A escolha do nome, Francisco, é significativa, porque de certo modo contém alguns dos traços mais característicos da sua pessoa – a simplicidade, a pobreza, a autenticidade – e, ao mesmo tempo, se torna programática porque realça elementos que devem hoje definir o semblante da Igreja e o seu relacionamento com o mundo.   Antes de dar a sua primeira bênção como Pontífice, ele nos pediu que o abençoássemos. Em profundo silêncio, cada qual o fez do mais fundo do seu coração, deixando-se guiar pelo Espírito. Convido-vos agora a invocar sobre ele a abundância dos dons do Espírito, a fim de que tenha a Luz com que discernir quanto Deus espera da Sua Igreja hoje, e encontre a energia para o concretizar.   Com espírito de fé, de grande estima e de devoção, acolhamos o Papa Francisco, como o faria Dom Bosco, e, enquanto o confiamos ao cuidado e à guia materna de Maria Auxiliadora, lhe asseguremos o nosso afeto, a nossa obediência e a nossa mais sincera e decidida colaboração, neste tempo de nova evangelização.   Padre Pascual Chávez Villanueva SDB Reitor-mor   InfoANS
Published in Igreja
A Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) convocou o técnico Cássio Lima, professor do Colégio Salesiano do Salvador, na Capital baiana, para participar do VII Acampamento Nacional de Desenvolvimento e Melhora Técnica, na categoria Juvenil.   O objetivo do treinamento é encontrar e despertar futuros talentos para a Seleção Brasileira. Cerca de 120 jovens entre 17 e 18 anos e provenientes de todo o país participam do encontro. Depois do intensivo treino, alguns passam a ser acompanhados em vista das Olimpíadas de 2020, uma vez que 2016 já está definida.   As atividades serão realizadas na cidade de Blumenau, SC, no período de 20 de fevereiro a 3 de março. O professor Cássio, que também é treinador da seleção de handebol do Colégio do Salvador, desenvolverá atividades em conjunto com a seleta equipe comandada pelo técnico da Seleção Brasileira Masculina, Jordi Ribera. “É muito gratificante, junto com a seleção brasileira, buscar novos horizontes para seleção nacional e também para a Bahia”, declarou o educador salesiano antes do embarque.   RSE Informa
Published in Nacionais
Nesta segunda-feira, 4 de fevereiro, teve início a 23ª Edição do Curso dos Bispos, tradicional encontro, promovido pela arquidiocese do Rio de Janeiro. O curso é acolhido no  Centro de Estudos e Formação do Sumaré, no Rio Comprido. Dando continuidade às abordagens de 2011 e 2012, o evento tem como tema principal os "Cinquenta anos após o Concílio Vaticano II - Liturgia, Missões e Leigos". Mais de 100 bispos de todo o Brasil já estão inscritos.   O curso foi organizado pela primeira vez em 1990 pelo então arcebispo, cardeal Eugenio Sales, como uma forma de proporcionar uma oportunidade de partilha e convivência.   O arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta, explicou que  “A arquidiocese do Rio tem uma tradição, que vem desde a época do cardeal Eugenio Sales, de proporcionar no período de férias do início do ano um encontro para bispos, onde eles participam de conferências, recebem orientações, podem partilhar a vida e desfrutar de períodos de convivência, especialmente durante as visitas a diversos pontos da cidade. Percebemos que, cada vez mais, esse evento tem sido procurado e apreciado”, avaliou.   Entre os palestrantes, estão: o presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, cardeal Stanislaw Rylko; o prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, cardeal Antônio Cañizares; dom Antônio Staglianò, bispo de Noto (Itália) e colaborador de Dom Rino Fisichella (presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização); e Ana Cristina Villa Betancourt, membro do Pontifício Conselho para os Leigos, responsável pela seção dedicada à mulher.   Durante o curso, será realizada visita a local específico da cidade do Rio de Janeiro. O bispo auxiliar emérito da arquidiocese do Rio de Janeiro, Dom Karl Josef Romer, acredita que o curso trará um novo entusiasmo para os  inscritos, lembrando que o primeiro grande professor foi o então cardeal Joseph Ratzinger, hoje Papa Bento XVI.   “O curso para bispos, organizado pela arquidiocese do Rio de Janeiro e oferecido fraternalmente a todos os bispos do Brasil, teve como primeiro grande professor o, então Cardeal, Joseph Ratzinger, hoje Papa Bento XVI (...) Penso que os bispos esperam com muita alegria, aliás, já temos mais de 100 inscrições para este curso, e temos a imensa esperança que vai ser um grande sucesso para o bem dos bispos e para o bem das dioceses, que receberão de volta os bispos com novo entusiasmo e com nova clareza”, afirmou Dom Romer.   CNBB  
Published in Nacionais
Foi realizado em Manaus, AM, entre os dias 26 e 29 de novembro, o I Festival Juvenil Salesiano, no auditório do Pró-Menor Dom Bosco. Com o tema “Juventude Salesiana na construção da cultura da paz”, o evento procurou promover o protagonismo dos jovens. Participaram do festival, professores, alunos e educadores de outras gerências da obra salesiana.   As apresentações iniciais  foram realizadas pelas turmas dos cursos de auxiliar administrativo, dia 26 de novembro, e prosseguiu durante toda a semana, encerrando, dia 29, com a apresentação da Orquestra Rei Davi e dos demais cursos: informática, mecânica veicular, mecânica de motos, eletricidade predial e eletrônica. Com característica própria de show de talentos cada turma se organizou para se apresentarem no festival, frisando principalmente a identidade da juventude salesiana.   Danças, musicais, poesias, corais, encenações, foram alguns dos trabalhos realizados e que debateram não só os elementos da paz, proposto no tema, mas também assuntos como a violência urbana, as drogas, o preconceito e a importância da Obra para a formação humana e profissional dos alunos. Na oportunidade, foram produzidos diversos vídeos dos trabalhos apresentados, finalizando assim, as ações pastorais do ano de 2012.   Inspetoria Salesiana do Amazonas  
Published in Nacionais
Quarenta e seis dirigentes das Instituições de Ensino Superior, vindos do mundo todo, reuniram-se em São Paulo, entre os dias 4 e 9 de novembro, para responder aos urgentes problemas da educação universitária e às necessidades formativas dos educadores, chamados a agir nos novos ambientes de aprendizagem que a sociedade hoje oferece, num contexto de grandes desafios e de novas correntes pedagógicas.   A identidade da comissão é a de estimular uma reflexão sobre a educação superior, de animar e coordenar a realização de processos dirigidos a melhorar a qualidade das IInstituições de Ensino Superior mantidas pelas Filhas de Maria Auxiliadora (FMA). O objetivo é o de criar uma rede para facilitar as relações recíprocas, as colaborações e as trocas de informações, de experiências, de conhecimento sobre problemáticas acadêmico formativas ou sobre novas emergências a serem aprofundadas.   Participaram do encontro a irmã Maria del Carmen Canales, FMA, conselheira geral para a Pastoral Juvenil, e a irmã Constanza Arango, FMA, consultora do Âmbito Internacional para a Pastoral Juvenil.   O encontro dos Dirigentes, com o título: “As ISS-FMA e os novos horizontes educativos”, propõs os seguintes objetivos: reforçar a identidade e o senso de pertença às ISS-FMA, através da socialização da memória do caminho realizado, o estudo da Carta de Identidade, a apresentação dos projetos de pesquisa encaminhados; identificar e priorizar os desafios apresentados pelos novos horizontes educativos, para a formação contínua dos docentes das ISS-FMA e para desenvolver propostas que qualifiquem e enriqueçam a ação educativa. Além disso, refletir sobre o humanismo cristão no processo educativo e ouvir as perguntas que emergem das culturas juvenis, para ressignificar a ação pastoral.   Filhas de Maria Auxiliadora
Published in Internacionais
Page 2 of 3