Começa neste sábado, 10, e segue até o dia 16 de agosto - data em que será comemorado o 198°aniversário de Dom Bosco, o III Confronto do Movimento Juvenil (MJS) Salesiano, na Itália. O evento terá a participação de cerca de 1000 jovens de todo o país que vão se reunir como peregrinos e testemunhas da alegria.
Publicado em Internacionais
  O VII Encontro Nacional da Rede Salesiana de Ação Social (ENRESAS) será realizado de 28 a 30 de junho, em Brasília – DF.   Nos dias 28 a 30 de junho, cerca de 90 gestores de entidades pertencentes à Rede Salesiana de Ação Social (RESAS) estarão reunidos em Brasília, DF, para o VII Encontro Nacional da Rede (VII ENRESAS).   Sob o tema “A identidade e a significatividade da presença salesiana nos espaços sociais”, o encontro terá os seguintes objetivos: Consolidar a Rede Salesiana de Ação Social, Oferecer formação continuada aos gestores das unidades da Rede e Avaliar e projetar a caminhada das obras sociais salesianas.   A proposta é que os participantes troquem experiências e saberes na busca de soluções conjuntas. E que possam colaborar para que as obras sociais salesianas continuem promovendo a formação integral dos jovens, em uma perspectiva que vai além da preparação técnica e profissional, reforçando o desenvolvimento humano, ético e espiritual de todos os envolvidos no processo educativo.   Para isso, a estrutura do VII ENRESAS foi dividida em palestras, apresentação de cases representativos e discussão em grupos de trabalho. Entre os temas que serão tratados nas palestras estão: A Pedagogia da Bondade e o Projeto das Obras Sociais; Os Caminhos da Congregação; Gestão, Significatividade e Sustentabilidade eAspectos Gerais: Certificações. Os participantes tratarão ainda com especial atenção das questões relativas à formação dos educadores sociais (cursos EAD e Diálogos de Formação) e da padronização dos sites das entidades da RESAS.   A tarde do segundo dia do Encontro, 29 de junho, será dedicada aos grupos de trabalho. Eles deverão elaborar um Marco Referencial para o projeto educativo pastoral das obras sociais a partir de quatro perspectivas: sociopedagógica, de gestão, pastoral e de inovação tecnológica.   O VII ENRESAS encerra-se em 30 de junho com a apresentação da síntese dos grupos de trabalho e a reunião dos participantes por inspetorias.    
Publicado em Ação Social
  De 25 a 29 de junho, Natal será a cidade-sede do Nordestão Salesiano 2013, maior evento esportivo das Escolas Salesianas no Brasil. Ao todo, 19 colégios de cinco estados do Nordeste – Rio Grande do Norte, Pernambuco, Ceará, Bahia e Sergipe – vão trazer suas equipes à Capital potiguar para participar da competição. São aguardados cerca de dois mil atletas, que vão disputar as medalhas em 12 modalidades: basquete, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, karatê, natação, tênis de mesa, vôlei de quadra, vôlei de praia, xadrez e maratona cultural. As competições serão realizadas na AABB e nos complexos esportivos de escolas particulares de Natal. São elas: Colégio Salesiano São José (Ribeira); Colégio Salesiano Dom Bosco (Parnamirim); Instituto Maria Auxiliadora; Colégio Contemporâneo Cidade Verde; Colégio Contemporâneo Potilândia; Colégio CDF (Deodoro); Colégio Nossa Senhora das Neves; Colégio Henrique Castriciano; CEI Mirassol; Centro Educacional Maristella; Escola Doméstica. A programação do Nordestão Salesiano inclui outras atividades, como a Noite Cultural (27/06) e a Festa do Atleta (28/06), momentos reservados à confraternização e premiação dos atletas. Em sua 29ª edição, o Nordestão Salesiano terá como anfitriões os colégios Salesiano São José e Dom Bosco e o Instituto Maria Auxiliadora. Esta é a segunda vez que Natal será cidade-sede do evento esportivo. Para mais informações sobre competições, modalidades, atletas e escolas inscritas acesse www.nordestaosalesiano.com.br.   Por: Cileide Siqueira e Karine Brito
Publicado em Nacionais
  Como parte do Dia Mundial do Refugiado celebrado nesta quinta-feira, 20 de junho, a Procuradoria Missionária de Madri divulgou um comunicado para acentuar o compromisso da Congregação Salesiana com essas pessoas. Há atualmente em todo o mundo cerca de 70 milhões de refugiados, mas o número vai crescendo, à medida que guerras, calamidades e discriminações obrigam os indivíduos a abandonar os próprios países.   O Dia Mundial do Refugiado convida a todos a não se esquecerem de que há no mundo milhões de refugiados; e refugiados que têm necessidade de proteção e de ajuda.   República Democrática do Congo O Centro Don Bosco Ngangi, na República Democrática do Congo, é um dos lugares em que centenas de pessoas se refugiam toda vez que se reacendem os confrontos na região. Atualmente a comunidade salesiana está alerta, porque – como testemunham em Goma - “não obstante a trégua esteja sendo respeitada, nunca se sabe o que pode acontecer”.   Paquistão   Entre as várias atividades em curso no Paquistão, os filhos de Dom Bosco se ocupam em ajudar as crianças refugiadas provenientes do Afeganistão. Em Queta, os centros escolares salesianos estão trabalhando duramente a fim de que as crianças afegãs possam continuar o seu curso formativo. Síria A situação na Síria torna-se cada dia mais difícil, explica o padre Munir El Rai, inspetor dos Salesianos do Oriente Médio: “As tradicionais atividades tiveram de ser suspensas há meses para poder responder às exigências da população”. Desde o início do conflito na Síria, além disso, também os salesianos presentes no Líbano começaram a dedicar-se aos refugiados sírios, visto que atualmente são cerca de 500.000 os sírios fugidos para o Líbano, e – segundo os dados do UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) – mais da metade deles é de crianças. Mali O conflito no Mali causou mais de 280.000 desabrigados, sem mencionar os cerca de 120.000 refugiados que buscaram guarida nos países vizinhos. No Mali, em Bamaco, os missionários salesianos se preocupam pelas famílias necessitadas. “Aqui são as mesmas famílias do lugar que se estão encarregando de ajudar as outras famílias provenientes do Norte” – referem os missionários salesianos.   A Assembleia Geral das Nações Unidas designou o dia 20 de junho como Dia Mundial do Refugiado, em sinal de solidariedade com a África, Continente que detém o maior contingente de refugiados do mundo.   InfoANS
Publicado em Missões
  Os alunos do Instituto São José, em São José dos Campos, SP, receberam, no dia 20 de março, a Cruz Peregrina da JMJ e o Ícone de Nossa Senhora. A passagem dos símbolos da JMJ pelo colégio provocou grande comoção e alegria entre os alunos, educadores e colaboradores da escola.   A visita dos símbolos a escola não estava programada, mas foi sugerida pelo assessor do Setor Juventude da Diocese de São José e coordenador do Comitê Diocesano da JMJ, padre Thiago Domiciano. O assessor propôs que os símbolos passassem pelo colégio antes de prosseguir para o município de Igaratá. A ideia foi rapidamente aceita entre os alunos, professores, funcionários, irmãs e demais pessoas presentes na escola, que puderam usufruir de um momento de oração diante da Cruz Peregrina e do Ícone de Nossa Senhora.   Um dos alunos do Instituto São José, Giulio Machado, expressou grande satisfação pela passagem dos símbolos pela escola. “Fiquei muito feliz no dia de hoje, principalmente por orar no pé da Cruz Peregrina e no Ícone de Nossa Senhora e já começar a sentir algumas graças e mudanças em minha vida”, escreveu o aluno em sua página pessoal do facebook.   Instituto São José   Leia também: Colégio Salesiano de Salvador-BA conta os dias para a realização da JMJ
Publicado em Nacionais
  A história dos salesianos no Brasil é preservada – e “contada” sob diferentes aspectos – por pelo menos cinco frentes de documentação histórica. Conheça um pouco mais sobre elas!   Olhar para um fato ou momento e enxergar nele sua importância sob uma ótica futura é uma missão nobre. Quem a realiza talvez não tenha a oportunidade de colher desses frutos, mas o faz pensando naqueles que virão. Assim tem sido desde que os primeiros salesianos chegaram ao Brasil, 130 anos atrás, para integrar sua história à de um país que passava por profundas transformações sociais. A história dos salesianos e salesianas se mistura com o próprio desenvolvimento do Brasil. Os fatos, entretanto, não se desenrolaram com tanta clareza e linearidade. À chegada de dom Luis Lasagna ao Rio de Janeiro, se entrelaçam as demais linhas do tempo e que hoje são contadas por pelo menos cinco frentes salesianas de documentação histórica, no Brasil. O Museu de História dos Salesianos no Brasil, o Museu das Culturas Dom Bosco, o Arquivo da Inspetoria de São Paulo, o Memorial Histórico do Colégio Santa Rosa e o Centro Salesiano de Documentação e Pesquisa têm se empenhado na missão de catalogar e preservar essa história, com fotos, artigos, cartas, utensílios e toda série de documentos que fazem uma espécie de túnel do tempo, trazendo esse legado às gerações presentes.  
Publicado em Comunicação
Em 13 de maio de 1888, por meio da Lei Áurea, os negros no Brasil tiveram direito à liberdade. A princesa Isabel, abolia de vez a escravidão no país. Em 2013, contabilizamos 125 anos de abolição nacional. Mas como será que de fato aconteceu o processo de abolição da escravidão no Brasil? Quais eram as formas de resistência? Como era vida dos senhores? Suas formas de controle e poder?   A abolição será o centro dos debates do Seminário: O Movimento Abolicionista Brasileiro: Um Debate. O evento será realizado nos dias 14 e 15 de março na Faculdade Católica Salesiana do Espírito Santo. “Partimos do pressuposto de que o movimento abolicionista brasileiro possuiu um nível de organização tal que nos impede de caracterizá-lo apenas como meros grupos sociais dispersos contestando a ordem social vigente. Nesse sentido, podemos classificá-lo enquanto um legítimo movimento social, mais que isso, iremos além, podemos elevá-lo à categoria de primeiro movimento social brasileiro”, explica o organizador do evento, o professor do curso de Serviço Social da Católica, Isaias Alves.   As discussões vão contar com a participação de professores e pesquisadores sobre o assunto no país. Um deles é o doutor em História, professor adjunto da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Ricardo Henrique Salles, interessado em estudos sobre a escravidão brasileira, principalmente no século XIX. Além dos assuntos diretamente ligados ao universo dos escravos. Clique aqui para ler a matéria completa   Inspetoria Salesiana São João Bosco
Publicado em Nacionais
  Os fiéis que participaram das missas na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, na cidade de Campinas, em São Paulo, no dia 24 de fevereiro, presenciaram um momento diferente: três grupos de jovens distintos, todos ligados aos Salesianos de Dom Bosco apresentaram o flash mob “Eu Acredito na Juventude”, como forma de divulgação da Campanha da Fraternidade 2013.   Os grupos eram formados por jovens que se preparam para o sacramento da Confirmação; alunos do Colégio Liceu Salesiano; e jovens missionários do GAM (Grupo de Animação Missionária). A música usada por eles durante a apresentação falava da crença na juventude, no brilho de seu amor e na força de sua missão. Interpretada por Nilton Junior, compositor da canção, ela foi lançada pela gravadora Canção Nova e apresentada pela primeira vez durante o evento Bote Fé Campinas, em outubro de 2011.   Clique e assista o flash mob.   O que é um Flash Mob Em inglês, Flash mob é a abreviação de “flash mobilization”, que significa mobilização rápida, relâmpago. É uma aglomeração instantânea de pessoas em um local público para realizar uma ação previamente organizada. Para efeitos de impacto, a dispersão geralmente é feita com a mesma instantaneidade.   Inspetoria Salesiana de São Paulo
Publicado em Nacionais
Cerca de 2.000 pessoas lotaram o Centro de Convenções na Via Costeira de Natal, RN, na sexta-feira, dia 15 de fevereiro, para o lançamento nacional da Campanha da Fraternidade (CF) 2013, que tem como tema “Fraternidade e Juventude”. Um seminário marcou as comemorações alusivas ao jubileu da Campanha, que teve origem na Arquidiocese de Natal, na comunidade de Timbó, município de Nisia Floresta.   A solenidade de lançamento contou com a participação do secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Leonardo Steiner; do presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, dom Eduardo Pinheiro; do arcebispo metropolitano de Natal, dom Jaime Vieira Rocha; e diversos bispos do Regional Nordeste 2.   Em suas palavras, dom Jaime recordou o papel da CF para a evangelização no Brasil. “Podemos destacar neste momento, a contribuição da Campanha da Fraternidade, como ação social e evangelizadora da Igreja. Vivemos com muito empenho e alegria, este momento em nossa Arquidiocese”, comemora.   Já para o secretário geral da CNBB, a importância da CF se dá, principalmente, pelo objetivo social que desempenha. “Os temas das Campanhas nos trazem uma reflexão, promovendo uma discussão entre Igreja e sociedade. Além disso, hoje a campanha dispõe de subsídios que auxiliam nos debates nas escolas, e isso mostra a ação social que a CF desempenha”, pontuou dom Leonardo.   Leia mais em CNBB
Publicado em Nacionais
Os Salesianos da Inspetoria Santo Estêvão Rei, da Hungria, iniciaram oficialmente as comemorações pelo centenário de presença no país, junto com o padre Adriano Bregolin, vigário do reitor-mor, padre Pascual Chávez. Os primeiros missionários salesianos chegaram à Hungria em 1913, a Peliföldszentkereszt.   A celebração oficial foi realizada sábado, dia 26 de janeiro, na Catedral de Budapeste. Para a ocasião, muitos alunos das escolas salesianas chegaram com um trem especial. Da estação ocidental de Budapeste, os jovens percorreram a rua que leva à Catedral e soltaram centenas de balõezinhos com as cores nacionais e frases de Dom Bosco.   Após a ação dos alunos, foi realizada a celebração Eucarística presidida pelo primaz da Hungria, cardeal Péter Erdő, arcebispo de Esztergom-Budapesteque. A celebração contou com a presença dos inspetores eméritos da Hungria e os provenientes da Áustria, Eslováquia e Eslovênia, além de vários fiéis de todas as partes do país.   Na homilia, o cardeal concentrou-se no valor da obra salesiana, empenhada pela juventude pobre e abandonada, e sublinhou a importância do trabalho educativo desenvolvido pelos Filhos de Dom Bosco, especialmente na formação profissional e no encaminhamento aos ofícios, reafirmando o valor ético e moral dessa opção educativa.   Após a concelebração uma média de 600 jovens, alunos do Liceu São Francesco de Sales, apresentaram, na praça em frente à Catedral, um ‘flashmob’, com a logomarca planejada para o centenário salesiano.   As comemorações prosseguiram junto ao Castelo Real, de Budapeste, onde o Inspetor, padre Abraham Bela, entregou os troféus São Domingos Sávio e São João Bosco. O primeiro foi para Roland Marsiczki, jovem empenhado no Movimento Juvenil Salesiano (MJS, ou AJS), de Balassagyarmat; o segundo, aos sacerdotes diocesanos, padres Vilmos Khirer e Istvan Verbenyi, que fundaram respectivamente as escolas elementares e médias SS. Pedro e Paulo e São João Bosco, atualmente administradas pelos salesianos. Em seguida foi realizada a inauguração oficial do museu dedicado aos primeiros 100 anos de história salesiana.   Domingo, dia 27 de janeiro, o padre Adriano Bregolin, concelebrou a Eucaristia em Péliföldszentkereszt, Casa-Mãe dos Salesianos da Hungria. Em sua homilia, centrada no mundo da juventude, o vigário do reitor-mor pediu para educar os jovens com o coração de Dom Bosco, zelando por seu desenvolvimento integral e promovendo os direitos humanos, especialmente os das crianças e adolescentes. Depois da celebração visitou a mostra interativa sobre o centenário da presença salesiana, e à tarde, celebrou mais uma missa para a Família Salesiana na Casa Inspetorial.   Nesta segunda-feira, 28 de janeiro, o vigário do reitor-mor, se reuniu com todos os salesianos da Inspetoria e fez duas conferências: uma sobre a Estreia 2013 do reitor-mor e a outra sobre a fidelidade e disciplina religiosa.   InfoANS
Publicado em Internacionais
Página 4 de 5
Começa neste sábado, 10, e segue até o dia 16 de agosto - data em que será comemorado o 198°aniversário de Dom Bosco, o III Confronto do Movimento Juvenil (MJS) Salesiano, na Itália. O evento terá a participação de cerca de 1000 jovens de todo o país que vão se reunir como peregrinos e testemunhas da alegria.
Publicado em Internacionais
  O VII Encontro Nacional da Rede Salesiana de Ação Social (ENRESAS) será realizado de 28 a 30 de junho, em Brasília – DF.   Nos dias 28 a 30 de junho, cerca de 90 gestores de entidades pertencentes à Rede Salesiana de Ação Social (RESAS) estarão reunidos em Brasília, DF, para o VII Encontro Nacional da Rede (VII ENRESAS).   Sob o tema “A identidade e a significatividade da presença salesiana nos espaços sociais”, o encontro terá os seguintes objetivos: Consolidar a Rede Salesiana de Ação Social, Oferecer formação continuada aos gestores das unidades da Rede e Avaliar e projetar a caminhada das obras sociais salesianas.   A proposta é que os participantes troquem experiências e saberes na busca de soluções conjuntas. E que possam colaborar para que as obras sociais salesianas continuem promovendo a formação integral dos jovens, em uma perspectiva que vai além da preparação técnica e profissional, reforçando o desenvolvimento humano, ético e espiritual de todos os envolvidos no processo educativo.   Para isso, a estrutura do VII ENRESAS foi dividida em palestras, apresentação de cases representativos e discussão em grupos de trabalho. Entre os temas que serão tratados nas palestras estão: A Pedagogia da Bondade e o Projeto das Obras Sociais; Os Caminhos da Congregação; Gestão, Significatividade e Sustentabilidade eAspectos Gerais: Certificações. Os participantes tratarão ainda com especial atenção das questões relativas à formação dos educadores sociais (cursos EAD e Diálogos de Formação) e da padronização dos sites das entidades da RESAS.   A tarde do segundo dia do Encontro, 29 de junho, será dedicada aos grupos de trabalho. Eles deverão elaborar um Marco Referencial para o projeto educativo pastoral das obras sociais a partir de quatro perspectivas: sociopedagógica, de gestão, pastoral e de inovação tecnológica.   O VII ENRESAS encerra-se em 30 de junho com a apresentação da síntese dos grupos de trabalho e a reunião dos participantes por inspetorias.    
Publicado em Ação Social
  De 25 a 29 de junho, Natal será a cidade-sede do Nordestão Salesiano 2013, maior evento esportivo das Escolas Salesianas no Brasil. Ao todo, 19 colégios de cinco estados do Nordeste – Rio Grande do Norte, Pernambuco, Ceará, Bahia e Sergipe – vão trazer suas equipes à Capital potiguar para participar da competição. São aguardados cerca de dois mil atletas, que vão disputar as medalhas em 12 modalidades: basquete, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, karatê, natação, tênis de mesa, vôlei de quadra, vôlei de praia, xadrez e maratona cultural. As competições serão realizadas na AABB e nos complexos esportivos de escolas particulares de Natal. São elas: Colégio Salesiano São José (Ribeira); Colégio Salesiano Dom Bosco (Parnamirim); Instituto Maria Auxiliadora; Colégio Contemporâneo Cidade Verde; Colégio Contemporâneo Potilândia; Colégio CDF (Deodoro); Colégio Nossa Senhora das Neves; Colégio Henrique Castriciano; CEI Mirassol; Centro Educacional Maristella; Escola Doméstica. A programação do Nordestão Salesiano inclui outras atividades, como a Noite Cultural (27/06) e a Festa do Atleta (28/06), momentos reservados à confraternização e premiação dos atletas. Em sua 29ª edição, o Nordestão Salesiano terá como anfitriões os colégios Salesiano São José e Dom Bosco e o Instituto Maria Auxiliadora. Esta é a segunda vez que Natal será cidade-sede do evento esportivo. Para mais informações sobre competições, modalidades, atletas e escolas inscritas acesse www.nordestaosalesiano.com.br.   Por: Cileide Siqueira e Karine Brito
Publicado em Nacionais
  Como parte do Dia Mundial do Refugiado celebrado nesta quinta-feira, 20 de junho, a Procuradoria Missionária de Madri divulgou um comunicado para acentuar o compromisso da Congregação Salesiana com essas pessoas. Há atualmente em todo o mundo cerca de 70 milhões de refugiados, mas o número vai crescendo, à medida que guerras, calamidades e discriminações obrigam os indivíduos a abandonar os próprios países.   O Dia Mundial do Refugiado convida a todos a não se esquecerem de que há no mundo milhões de refugiados; e refugiados que têm necessidade de proteção e de ajuda.   República Democrática do Congo O Centro Don Bosco Ngangi, na República Democrática do Congo, é um dos lugares em que centenas de pessoas se refugiam toda vez que se reacendem os confrontos na região. Atualmente a comunidade salesiana está alerta, porque – como testemunham em Goma - “não obstante a trégua esteja sendo respeitada, nunca se sabe o que pode acontecer”.   Paquistão   Entre as várias atividades em curso no Paquistão, os filhos de Dom Bosco se ocupam em ajudar as crianças refugiadas provenientes do Afeganistão. Em Queta, os centros escolares salesianos estão trabalhando duramente a fim de que as crianças afegãs possam continuar o seu curso formativo. Síria A situação na Síria torna-se cada dia mais difícil, explica o padre Munir El Rai, inspetor dos Salesianos do Oriente Médio: “As tradicionais atividades tiveram de ser suspensas há meses para poder responder às exigências da população”. Desde o início do conflito na Síria, além disso, também os salesianos presentes no Líbano começaram a dedicar-se aos refugiados sírios, visto que atualmente são cerca de 500.000 os sírios fugidos para o Líbano, e – segundo os dados do UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) – mais da metade deles é de crianças. Mali O conflito no Mali causou mais de 280.000 desabrigados, sem mencionar os cerca de 120.000 refugiados que buscaram guarida nos países vizinhos. No Mali, em Bamaco, os missionários salesianos se preocupam pelas famílias necessitadas. “Aqui são as mesmas famílias do lugar que se estão encarregando de ajudar as outras famílias provenientes do Norte” – referem os missionários salesianos.   A Assembleia Geral das Nações Unidas designou o dia 20 de junho como Dia Mundial do Refugiado, em sinal de solidariedade com a África, Continente que detém o maior contingente de refugiados do mundo.   InfoANS
Publicado em Missões
  Os alunos do Instituto São José, em São José dos Campos, SP, receberam, no dia 20 de março, a Cruz Peregrina da JMJ e o Ícone de Nossa Senhora. A passagem dos símbolos da JMJ pelo colégio provocou grande comoção e alegria entre os alunos, educadores e colaboradores da escola.   A visita dos símbolos a escola não estava programada, mas foi sugerida pelo assessor do Setor Juventude da Diocese de São José e coordenador do Comitê Diocesano da JMJ, padre Thiago Domiciano. O assessor propôs que os símbolos passassem pelo colégio antes de prosseguir para o município de Igaratá. A ideia foi rapidamente aceita entre os alunos, professores, funcionários, irmãs e demais pessoas presentes na escola, que puderam usufruir de um momento de oração diante da Cruz Peregrina e do Ícone de Nossa Senhora.   Um dos alunos do Instituto São José, Giulio Machado, expressou grande satisfação pela passagem dos símbolos pela escola. “Fiquei muito feliz no dia de hoje, principalmente por orar no pé da Cruz Peregrina e no Ícone de Nossa Senhora e já começar a sentir algumas graças e mudanças em minha vida”, escreveu o aluno em sua página pessoal do facebook.   Instituto São José   Leia também: Colégio Salesiano de Salvador-BA conta os dias para a realização da JMJ
Publicado em Nacionais
  A história dos salesianos no Brasil é preservada – e “contada” sob diferentes aspectos – por pelo menos cinco frentes de documentação histórica. Conheça um pouco mais sobre elas!   Olhar para um fato ou momento e enxergar nele sua importância sob uma ótica futura é uma missão nobre. Quem a realiza talvez não tenha a oportunidade de colher desses frutos, mas o faz pensando naqueles que virão. Assim tem sido desde que os primeiros salesianos chegaram ao Brasil, 130 anos atrás, para integrar sua história à de um país que passava por profundas transformações sociais. A história dos salesianos e salesianas se mistura com o próprio desenvolvimento do Brasil. Os fatos, entretanto, não se desenrolaram com tanta clareza e linearidade. À chegada de dom Luis Lasagna ao Rio de Janeiro, se entrelaçam as demais linhas do tempo e que hoje são contadas por pelo menos cinco frentes salesianas de documentação histórica, no Brasil. O Museu de História dos Salesianos no Brasil, o Museu das Culturas Dom Bosco, o Arquivo da Inspetoria de São Paulo, o Memorial Histórico do Colégio Santa Rosa e o Centro Salesiano de Documentação e Pesquisa têm se empenhado na missão de catalogar e preservar essa história, com fotos, artigos, cartas, utensílios e toda série de documentos que fazem uma espécie de túnel do tempo, trazendo esse legado às gerações presentes.  
Publicado em Comunicação
Em 13 de maio de 1888, por meio da Lei Áurea, os negros no Brasil tiveram direito à liberdade. A princesa Isabel, abolia de vez a escravidão no país. Em 2013, contabilizamos 125 anos de abolição nacional. Mas como será que de fato aconteceu o processo de abolição da escravidão no Brasil? Quais eram as formas de resistência? Como era vida dos senhores? Suas formas de controle e poder?   A abolição será o centro dos debates do Seminário: O Movimento Abolicionista Brasileiro: Um Debate. O evento será realizado nos dias 14 e 15 de março na Faculdade Católica Salesiana do Espírito Santo. “Partimos do pressuposto de que o movimento abolicionista brasileiro possuiu um nível de organização tal que nos impede de caracterizá-lo apenas como meros grupos sociais dispersos contestando a ordem social vigente. Nesse sentido, podemos classificá-lo enquanto um legítimo movimento social, mais que isso, iremos além, podemos elevá-lo à categoria de primeiro movimento social brasileiro”, explica o organizador do evento, o professor do curso de Serviço Social da Católica, Isaias Alves.   As discussões vão contar com a participação de professores e pesquisadores sobre o assunto no país. Um deles é o doutor em História, professor adjunto da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Ricardo Henrique Salles, interessado em estudos sobre a escravidão brasileira, principalmente no século XIX. Além dos assuntos diretamente ligados ao universo dos escravos. Clique aqui para ler a matéria completa   Inspetoria Salesiana São João Bosco
Publicado em Nacionais
  Os fiéis que participaram das missas na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, na cidade de Campinas, em São Paulo, no dia 24 de fevereiro, presenciaram um momento diferente: três grupos de jovens distintos, todos ligados aos Salesianos de Dom Bosco apresentaram o flash mob “Eu Acredito na Juventude”, como forma de divulgação da Campanha da Fraternidade 2013.   Os grupos eram formados por jovens que se preparam para o sacramento da Confirmação; alunos do Colégio Liceu Salesiano; e jovens missionários do GAM (Grupo de Animação Missionária). A música usada por eles durante a apresentação falava da crença na juventude, no brilho de seu amor e na força de sua missão. Interpretada por Nilton Junior, compositor da canção, ela foi lançada pela gravadora Canção Nova e apresentada pela primeira vez durante o evento Bote Fé Campinas, em outubro de 2011.   Clique e assista o flash mob.   O que é um Flash Mob Em inglês, Flash mob é a abreviação de “flash mobilization”, que significa mobilização rápida, relâmpago. É uma aglomeração instantânea de pessoas em um local público para realizar uma ação previamente organizada. Para efeitos de impacto, a dispersão geralmente é feita com a mesma instantaneidade.   Inspetoria Salesiana de São Paulo
Publicado em Nacionais
Cerca de 2.000 pessoas lotaram o Centro de Convenções na Via Costeira de Natal, RN, na sexta-feira, dia 15 de fevereiro, para o lançamento nacional da Campanha da Fraternidade (CF) 2013, que tem como tema “Fraternidade e Juventude”. Um seminário marcou as comemorações alusivas ao jubileu da Campanha, que teve origem na Arquidiocese de Natal, na comunidade de Timbó, município de Nisia Floresta.   A solenidade de lançamento contou com a participação do secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Leonardo Steiner; do presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, dom Eduardo Pinheiro; do arcebispo metropolitano de Natal, dom Jaime Vieira Rocha; e diversos bispos do Regional Nordeste 2.   Em suas palavras, dom Jaime recordou o papel da CF para a evangelização no Brasil. “Podemos destacar neste momento, a contribuição da Campanha da Fraternidade, como ação social e evangelizadora da Igreja. Vivemos com muito empenho e alegria, este momento em nossa Arquidiocese”, comemora.   Já para o secretário geral da CNBB, a importância da CF se dá, principalmente, pelo objetivo social que desempenha. “Os temas das Campanhas nos trazem uma reflexão, promovendo uma discussão entre Igreja e sociedade. Além disso, hoje a campanha dispõe de subsídios que auxiliam nos debates nas escolas, e isso mostra a ação social que a CF desempenha”, pontuou dom Leonardo.   Leia mais em CNBB
Publicado em Nacionais
Os Salesianos da Inspetoria Santo Estêvão Rei, da Hungria, iniciaram oficialmente as comemorações pelo centenário de presença no país, junto com o padre Adriano Bregolin, vigário do reitor-mor, padre Pascual Chávez. Os primeiros missionários salesianos chegaram à Hungria em 1913, a Peliföldszentkereszt.   A celebração oficial foi realizada sábado, dia 26 de janeiro, na Catedral de Budapeste. Para a ocasião, muitos alunos das escolas salesianas chegaram com um trem especial. Da estação ocidental de Budapeste, os jovens percorreram a rua que leva à Catedral e soltaram centenas de balõezinhos com as cores nacionais e frases de Dom Bosco.   Após a ação dos alunos, foi realizada a celebração Eucarística presidida pelo primaz da Hungria, cardeal Péter Erdő, arcebispo de Esztergom-Budapesteque. A celebração contou com a presença dos inspetores eméritos da Hungria e os provenientes da Áustria, Eslováquia e Eslovênia, além de vários fiéis de todas as partes do país.   Na homilia, o cardeal concentrou-se no valor da obra salesiana, empenhada pela juventude pobre e abandonada, e sublinhou a importância do trabalho educativo desenvolvido pelos Filhos de Dom Bosco, especialmente na formação profissional e no encaminhamento aos ofícios, reafirmando o valor ético e moral dessa opção educativa.   Após a concelebração uma média de 600 jovens, alunos do Liceu São Francesco de Sales, apresentaram, na praça em frente à Catedral, um ‘flashmob’, com a logomarca planejada para o centenário salesiano.   As comemorações prosseguiram junto ao Castelo Real, de Budapeste, onde o Inspetor, padre Abraham Bela, entregou os troféus São Domingos Sávio e São João Bosco. O primeiro foi para Roland Marsiczki, jovem empenhado no Movimento Juvenil Salesiano (MJS, ou AJS), de Balassagyarmat; o segundo, aos sacerdotes diocesanos, padres Vilmos Khirer e Istvan Verbenyi, que fundaram respectivamente as escolas elementares e médias SS. Pedro e Paulo e São João Bosco, atualmente administradas pelos salesianos. Em seguida foi realizada a inauguração oficial do museu dedicado aos primeiros 100 anos de história salesiana.   Domingo, dia 27 de janeiro, o padre Adriano Bregolin, concelebrou a Eucaristia em Péliföldszentkereszt, Casa-Mãe dos Salesianos da Hungria. Em sua homilia, centrada no mundo da juventude, o vigário do reitor-mor pediu para educar os jovens com o coração de Dom Bosco, zelando por seu desenvolvimento integral e promovendo os direitos humanos, especialmente os das crianças e adolescentes. Depois da celebração visitou a mostra interativa sobre o centenário da presença salesiana, e à tarde, celebrou mais uma missa para a Família Salesiana na Casa Inspetorial.   Nesta segunda-feira, 28 de janeiro, o vigário do reitor-mor, se reuniu com todos os salesianos da Inspetoria e fez duas conferências: uma sobre a Estreia 2013 do reitor-mor e a outra sobre a fidelidade e disciplina religiosa.   InfoANS
Publicado em Internacionais
Página 4 de 5