Durante o final de semana de 8 a 10 de março de 2013, nas dependências do Centro Redentorista de Espiritualidade, na cidade de Aparecida – SP, realizou-se o Congresso Provincial dos Salesianos Cooperadores de São Paulo, com o objetivo de eleger seu novo Conselho Provincial para o triênio 2013-2016, objetivo esse alcançado e que teve o seguinte resultado: Coordenação: SC Marcelo Costa, do Centro Local de Araras Vice-Coordenação: SC Antonio R. da Silva, do Centro Local de Piracicaba Secretaria: SC M. Cristina dos S. P. Bernardes, do Centro Local de Lorena Administração: SC Roberto Rossato, do Centro Local de Guaratinguetá Formação: SC Sérgio R. Monello, do Centro Local Coração de Jesus Relações com a Família Salesiana: SC Sandra F. P. e Souza, do Centro Local de São José dos Campos Comunicação: SC Carlos R. Minozzi, do Centro Local Santa Teresinha Foram também confirmados pelos seus respectivos inspetores, os Delegados Provinciais, a saber: Ir. Cecília J. Fauza, FMA Ir. Antonio C. Martins, SDB
Publicado em Nacionais
Nesta quinta-feira, dia 28 de fevereiro, fecha-se oficialmente o pontificado de Bento XVI. Para saudar o Santo Padre, a Agência Info Salesiana coletou as ocasiões em que Joseph Ratzinger, como Romano Pontífice, visitou obras, casas ou ambientes salesianos animados pelos filhos de Dom Bosco.   A primeira visita de Bento XVI a uma casa salesiana ocorreu em julho de 2005, durante o seu primeiro ano de pontificado. Herdando uma tradição já iniciada por João Paulo II, o Santo Padre passou uma média de 20 dias entre os Alpes ‘valdostanos’, na Itália, hóspede da casa salesiana de Les Combes. Foi exatamente no retiro valdostano, à vista do Monte Branco e nos longos passeios por entre os bosques, que o Papa começou a elaborar a sua primeira encíclica “Deus Caritas Est”. O papa retornou à casa salesiana de Les Combes para passar as férias de 2006 e 2009.   Como bispo de Roma, Bento XVI esteve com os salesianos pela primeira vez no dia 24 de fevereiro de 2008, III Domingo da Quaresma, quando visitou a paróquia salesiana “Santa Maria Liberatice”, no popular bairro romano do Testaccio. A visita pastoral celebrava o centenário da inauguração e consagração da Igreja, ocorrida em 29 de novembro de 1908. Na ocasião, o Papa recordou também um dos párocos históricos daquela comunidade, o venerável Dom Luigi Maria Olivares, SDB, e convidou toda a comunidade paroquial “a perseverar no empenho educativo que constitui o carisma típico de toda paróquia salesiana”.   No ano seguinte, em 2009, ao longo da viagem apostólica a Camarões e a Angola, Bento XVI celebrou uma missa na paróquia salesiana São Paulo, de Luanda, no dia 21 de março. A celebração era dirigida especialmente ao clero, aos religiosos, aos catequistas e aos representantes de movimentos eclesiais de Angola e de São Tomé. A cerca de 3000 pessoas o Papa, com profunda humildade disse: “Seja-me permitida enfim uma palavra particular de saudação aos salesianos e aos fiéis desta Paróquia de São Paulo que nos acolhem na sua igreja, não tendo para isso hesitado em ceder-nos o lugar que habitualmente lhes cabe na assembleia litúrgica. Soube que se reuniram no campo adjacente e espero, no fim desta Eucaristia, vê-los e abençoá-los, mas desde já lhes digo: Muito obrigado! Deus suscite entre vós e por vós, muitos apóstolos que sigam as pegadas do vosso Padroeiro”.   Em sua viagem apostólica a Benin, na África Ocidental, no final de 2011, Bento XVI, embora não estando em visita a nenhum ambiente salesiano, pôde de certo modo beneficiar-se das atenções salesianas: a cama usada pelo Papa naqueles dias fora feita pelos jovens aprendizes da obra salesiana de Porto Novo. Por outro lado na cozinha da Nunciatura Apostólica, onde o Papa se alojou, trabalhavam as Filhas de Maria Auxiliadora  (FMA) e suas alunas.   A essas ocasiões, se acrescentam também as numerosas Santas Missas celebradas pelo Papa na Paróquia Santo Tomás de Vilanova, de Castel Gandolfo, por ocasião da Solenidade da Assunção de Maria SS. A missa na paróquia, animada pelos filhos de Dom Bosco desde os tempos do Papa Pio XI, foi um encontro no qual Bento XVI se mostrou muito fiel nos seus anos de pontificado (fidelidade só quebrada por alguma viagem a outras regiões do mundo).   InfoANS
Publicado em Internacionais
A Congregação das Irmãs de São Miguel Arcanjo (CSSMA), pertencente à Família Salesiana, iniciou nesta quarta-feira, dia 20 de fevereiro, em Miejsce Piastowe, na Polônia, o Capítulo Geral 17 com o lema: “A nossa fé como arma miguelita na luta pela salvação das almas”.   O reitor-mor, padre Pascual Chávez, participou do ato oficial de abertura do Capítulo e presidiu a celebração Eucaristica, que contou com a presença do seu vigário, padre Adriano Bregolin; do conselheiro para a região Europa Norte, padre Marek Chrzan; das irmãs da Comunidade da Casa-Mãe das Miguelitas, de Miejsce Piastowe; das 33 delegadas ao Capítulo, entre outros participantes.   Durante o Capítulo Geral serão realizadas as eleições da superiora geral e do seu conselho. As sessões para eleição estão programadas para segunda-feira, dia 25 de fevereiro, data que relembra a chegada a Miejsce Piastowe da confundadora da Congregação, a serva de Deus, Madre Anna Kaworek. Neste ano será concluído o sexênio da atual superiora geral, Madre Natanaela Bednarczyk. Durante o seu mandato, a pedido do Capítulo anterior e com o consenso do Conselho Geral dos Salesianos, foi feita a adesão das Miguelitas à Família Salesiana, com a qual partilham objetivos e métodos de agir, nos quais está em primeiro plano a educação dos jovens.   O Capítulo Geral 17 da Congregação das Irmãs de São Miguel Arcanjo está sendo celebrado no Ano da Fé e a poucos dias do encerramento do ano jubilar pelo 100° aniversário de morte do Bv, padre Bronislau Markiewicz, fundador da Congregação.   InfoANS
Publicado em Internacionais
  No Curso de Pós-Graduação em Pastoral Juvenil, realizado na UNISAL – Campus Pio XI/ SP, sob a coordenação da irmã Adair Aparecida Sberga, durante a disciplina “Formação de Assessores e Educadores”, a professora Carmem Lúcia Teixeira motivou os cursistas a analisar alguns dos diversos contextos situacionais da realidade dos jovens e, a partir disso, os desafiou a buscar alternativas propositivas para a realização de percursos de formação integral junto aos jovens. Publicamos a seguir a primeira parte do artigo produzido pelos cursistas, com os desafios e propostas que fazem diante das situações encontradas.  
Publicado em Ação Social
A Procuradoria Missionária Salesiana, de Madri, Espanha, produziu três documentários que buscam dois objetivos: mostrar a presença salesiana no Haiti e relembrar o terceiro triste aniversário do terremoto de 12 de janeiro de 2010. “Haiti: 75 anos de presença salesiana”, “O despertar do Haiti” e “Filhos do Haiti” são os títulos dos documentários, que recontam uma realidade ainda precária.   A história dos salesianos no Haiti foi iniciada em 1936, com o pedido do governo de uma escola de formação profissional para formar bons cristãos e honestos cidadãos. “Há hoje perto de 75 salesianos com um objetivo claro: ajudar os jovens a construir um mundo novo, afirma o padre Adriano Bregolin, vigário do reitor-mor, padre Pascual Chávez, num dos três vídeos. “É um momento muito importante: celebramos o nosso aniversário, 75 anos de sacrifício, de presença (...). Haiti é o país de Dom Bosco”. A ele se junta o padre Jacques Charles, ecônomo da visitadoria do Haiti: “Dom Bosco hoje iria se sentir muito à vontade aqui, porque este é o seu povo, Dom Bosco é desta terra, Dom Bosco é para o Haiti”.   O vídeo “Despertar do Haiti”, lançado no mês de outubro, mostra como bastaram 30 segundos para arruinar 90% das escolas, 60% dos hospitais, para que centenas de milhares de pessoas morressem, mais de 350.000 ficassem feridas e mais de um milhão de crianças se tornassem órfãs. Por causa dessa tragédia, também 75% das obras salesianas ficaram gravemente afetadas. O documentário recolhe aqueles segundos que deixaram o país em ruínas, e deixa clara a finalidade dos salesianos no país: “Nosso sonho é um Haiti melhor, para jovens em condições de tomar conta de si mesmos, jovens seguros”, diz o padre Pierre Lephène, conselheiro inspetorial.   “Os filhos do Haiti” foi publicado em 9 de janeiro do ano passado pela Procuradoria Missionária, de Madri, por ocasião do terceiro aniversário do terremoto de 2010. No DVD fala-se de Tissidor, apaixonado por canto e futebol; Jean Cerin, responsável pelo centro Lakou, que acolhe meninos de rua; Julius, que aprendeu a ler aos 14 anos e hoje é um soldador; e Joseph Wesner, professor de eletricidade. Apenas alguns dos “filhos do Haiti”, que, como muitos outros, desde muito pequenos, aprenderam a sobreviver pelas ruas, ameaçados e maltratados.   Foi enviado um exemplar de cada DVD para todas as circunscrições salesianas do mundo e a todas as escolas salesianas da Espanha. Nestes dias algumas passagens dos vídeos transitarão também pelas redes de TV espanholas. “O despertar do Haiti” e “Os filhos do Haiti” podem ser vistos também no canal YouTube, da Procuradoria Missionária Salesiana, de Madri.   InfoANS    
Publicado em Internacionais
Até o final de agosto, Madre Yvonne Reungoat, superiora geral das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) realiza uma visita a Nicarágua e  Costa Rica, países da América Central que pertencem ao Sul da província de Nossa Senhora de Los Angeles.   A viagem para esses países  é uma oportunidade para a madre encontrar leigos, jovens e FMA que trabalham em deferentes contextos na região, após a comemoração do centenário da presença salesiana, Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) e Salesianos de Dom Bosco (SDB), na Nicarágua.   Durante a passagem pela Costa Rica, madre Yvone, em reunião com cerca de 80 FMA, conversou sobre a recente comemoração dos 140 anos do Instituto e sobre seu sonho que cada FMA aspire à santidade, evocando a forte presença da irmã Beata Maria Romero. Disse também que cada um pode ser um apóstolo na oração e no acompanhamento dos jovens, convidando-os a seguir o carisma salesiano como FMA.  
Publicado em Internacionais
O escritor gaúcho, Caio Riter, publicou recentemente em seu blog, “Caio nas palavras”, uma resenha da aluna Giovanna Martins Cardoso, do Liceu Santista, em Santos, SP, sobre o seu livro - Debaixo de mau tempo. Veja a postagem no blog. A aluna escolheu dois livros para produzir o texto, mas foi o de Riter que lhe despertou maior interesse. “Fiquei curiosa a respeito do autor Caio Riter. Já havia lido outra obra dele - Um na estrada - em que o protagonista tinha muita afeição à figura da avó, enquanto seus pais eram um tanto distantes", escreveu Giovanna ao término do texto. Autor de dezenas de livros, especialmente infantojuvenis, o autor publicou a resenha da aluna e citou também o Liceu Santista e a educadora Viviane Ferreira de Almeida, que coordena o projeto de leitura da escola (Eu e a coleção Grilos). O autor comentou, ainda sobre a sintonia entre a leitora da Rede Salesiana de Escolas e o livro escrito por ele. “Suas palavras conversam com as minhas”, declarou o escritor. Leia mais sobre o projeto de leitura do liceu no Portal da Rede Salesiana de Escolas  
Publicado em Nacionais
O Colégio Salesiano Dom Bosco de Piracicaba, SP, instituição membro da Rede Salesiana de Escolas (RSE), inaugurou na noite de 26 de janeiro a unidade da pré-escola, o Dombosquinho. Da solenidade participaram membros da direção, colaboradores do Colégio e Faculdade Dom Bosco e Oratório São Mário, o ex-aluno Luiz Gonzaga Germano e Silva – representando os ex-alunos, vereador João Manoel dos Santos –, presidente da Câmara de Vereadores, Gabriel Ferrato os Santos –, o secretário municipal de Educação e representante do prefeito Barjas Negri, e padre Edson Donizetti Castilho, inspetor de São Paulo. “O Dombosquinho é um investimento que reúne as melhores condições para a educação das crianças, com projeto pensado e repensado por especialistas da construção civil e pedagogos, das calçadas aos jardins”, afirma o padre José Ailton Trindade, diretor.
Publicado em Nacionais
Página 3 de 3
  Durante o final de semana de 8 a 10 de março de 2013, nas dependências do Centro Redentorista de Espiritualidade, na cidade de Aparecida – SP, realizou-se o Congresso Provincial dos Salesianos Cooperadores de São Paulo, com o objetivo de eleger seu novo Conselho Provincial para o triênio 2013-2016, objetivo esse alcançado e que teve o seguinte resultado: Coordenação: SC Marcelo Costa, do Centro Local de Araras Vice-Coordenação: SC Antonio R. da Silva, do Centro Local de Piracicaba Secretaria: SC M. Cristina dos S. P. Bernardes, do Centro Local de Lorena Administração: SC Roberto Rossato, do Centro Local de Guaratinguetá Formação: SC Sérgio R. Monello, do Centro Local Coração de Jesus Relações com a Família Salesiana: SC Sandra F. P. e Souza, do Centro Local de São José dos Campos Comunicação: SC Carlos R. Minozzi, do Centro Local Santa Teresinha Foram também confirmados pelos seus respectivos inspetores, os Delegados Provinciais, a saber: Ir. Cecília J. Fauza, FMA Ir. Antonio C. Martins, SDB
Publicado em Nacionais
Nesta quinta-feira, dia 28 de fevereiro, fecha-se oficialmente o pontificado de Bento XVI. Para saudar o Santo Padre, a Agência Info Salesiana coletou as ocasiões em que Joseph Ratzinger, como Romano Pontífice, visitou obras, casas ou ambientes salesianos animados pelos filhos de Dom Bosco.   A primeira visita de Bento XVI a uma casa salesiana ocorreu em julho de 2005, durante o seu primeiro ano de pontificado. Herdando uma tradição já iniciada por João Paulo II, o Santo Padre passou uma média de 20 dias entre os Alpes ‘valdostanos’, na Itália, hóspede da casa salesiana de Les Combes. Foi exatamente no retiro valdostano, à vista do Monte Branco e nos longos passeios por entre os bosques, que o Papa começou a elaborar a sua primeira encíclica “Deus Caritas Est”. O papa retornou à casa salesiana de Les Combes para passar as férias de 2006 e 2009.   Como bispo de Roma, Bento XVI esteve com os salesianos pela primeira vez no dia 24 de fevereiro de 2008, III Domingo da Quaresma, quando visitou a paróquia salesiana “Santa Maria Liberatice”, no popular bairro romano do Testaccio. A visita pastoral celebrava o centenário da inauguração e consagração da Igreja, ocorrida em 29 de novembro de 1908. Na ocasião, o Papa recordou também um dos párocos históricos daquela comunidade, o venerável Dom Luigi Maria Olivares, SDB, e convidou toda a comunidade paroquial “a perseverar no empenho educativo que constitui o carisma típico de toda paróquia salesiana”.   No ano seguinte, em 2009, ao longo da viagem apostólica a Camarões e a Angola, Bento XVI celebrou uma missa na paróquia salesiana São Paulo, de Luanda, no dia 21 de março. A celebração era dirigida especialmente ao clero, aos religiosos, aos catequistas e aos representantes de movimentos eclesiais de Angola e de São Tomé. A cerca de 3000 pessoas o Papa, com profunda humildade disse: “Seja-me permitida enfim uma palavra particular de saudação aos salesianos e aos fiéis desta Paróquia de São Paulo que nos acolhem na sua igreja, não tendo para isso hesitado em ceder-nos o lugar que habitualmente lhes cabe na assembleia litúrgica. Soube que se reuniram no campo adjacente e espero, no fim desta Eucaristia, vê-los e abençoá-los, mas desde já lhes digo: Muito obrigado! Deus suscite entre vós e por vós, muitos apóstolos que sigam as pegadas do vosso Padroeiro”.   Em sua viagem apostólica a Benin, na África Ocidental, no final de 2011, Bento XVI, embora não estando em visita a nenhum ambiente salesiano, pôde de certo modo beneficiar-se das atenções salesianas: a cama usada pelo Papa naqueles dias fora feita pelos jovens aprendizes da obra salesiana de Porto Novo. Por outro lado na cozinha da Nunciatura Apostólica, onde o Papa se alojou, trabalhavam as Filhas de Maria Auxiliadora  (FMA) e suas alunas.   A essas ocasiões, se acrescentam também as numerosas Santas Missas celebradas pelo Papa na Paróquia Santo Tomás de Vilanova, de Castel Gandolfo, por ocasião da Solenidade da Assunção de Maria SS. A missa na paróquia, animada pelos filhos de Dom Bosco desde os tempos do Papa Pio XI, foi um encontro no qual Bento XVI se mostrou muito fiel nos seus anos de pontificado (fidelidade só quebrada por alguma viagem a outras regiões do mundo).   InfoANS
Publicado em Internacionais
A Congregação das Irmãs de São Miguel Arcanjo (CSSMA), pertencente à Família Salesiana, iniciou nesta quarta-feira, dia 20 de fevereiro, em Miejsce Piastowe, na Polônia, o Capítulo Geral 17 com o lema: “A nossa fé como arma miguelita na luta pela salvação das almas”.   O reitor-mor, padre Pascual Chávez, participou do ato oficial de abertura do Capítulo e presidiu a celebração Eucaristica, que contou com a presença do seu vigário, padre Adriano Bregolin; do conselheiro para a região Europa Norte, padre Marek Chrzan; das irmãs da Comunidade da Casa-Mãe das Miguelitas, de Miejsce Piastowe; das 33 delegadas ao Capítulo, entre outros participantes.   Durante o Capítulo Geral serão realizadas as eleições da superiora geral e do seu conselho. As sessões para eleição estão programadas para segunda-feira, dia 25 de fevereiro, data que relembra a chegada a Miejsce Piastowe da confundadora da Congregação, a serva de Deus, Madre Anna Kaworek. Neste ano será concluído o sexênio da atual superiora geral, Madre Natanaela Bednarczyk. Durante o seu mandato, a pedido do Capítulo anterior e com o consenso do Conselho Geral dos Salesianos, foi feita a adesão das Miguelitas à Família Salesiana, com a qual partilham objetivos e métodos de agir, nos quais está em primeiro plano a educação dos jovens.   O Capítulo Geral 17 da Congregação das Irmãs de São Miguel Arcanjo está sendo celebrado no Ano da Fé e a poucos dias do encerramento do ano jubilar pelo 100° aniversário de morte do Bv, padre Bronislau Markiewicz, fundador da Congregação.   InfoANS
Publicado em Internacionais
  No Curso de Pós-Graduação em Pastoral Juvenil, realizado na UNISAL – Campus Pio XI/ SP, sob a coordenação da irmã Adair Aparecida Sberga, durante a disciplina “Formação de Assessores e Educadores”, a professora Carmem Lúcia Teixeira motivou os cursistas a analisar alguns dos diversos contextos situacionais da realidade dos jovens e, a partir disso, os desafiou a buscar alternativas propositivas para a realização de percursos de formação integral junto aos jovens. Publicamos a seguir a primeira parte do artigo produzido pelos cursistas, com os desafios e propostas que fazem diante das situações encontradas.  
Publicado em Ação Social
A Procuradoria Missionária Salesiana, de Madri, Espanha, produziu três documentários que buscam dois objetivos: mostrar a presença salesiana no Haiti e relembrar o terceiro triste aniversário do terremoto de 12 de janeiro de 2010. “Haiti: 75 anos de presença salesiana”, “O despertar do Haiti” e “Filhos do Haiti” são os títulos dos documentários, que recontam uma realidade ainda precária.   A história dos salesianos no Haiti foi iniciada em 1936, com o pedido do governo de uma escola de formação profissional para formar bons cristãos e honestos cidadãos. “Há hoje perto de 75 salesianos com um objetivo claro: ajudar os jovens a construir um mundo novo, afirma o padre Adriano Bregolin, vigário do reitor-mor, padre Pascual Chávez, num dos três vídeos. “É um momento muito importante: celebramos o nosso aniversário, 75 anos de sacrifício, de presença (...). Haiti é o país de Dom Bosco”. A ele se junta o padre Jacques Charles, ecônomo da visitadoria do Haiti: “Dom Bosco hoje iria se sentir muito à vontade aqui, porque este é o seu povo, Dom Bosco é desta terra, Dom Bosco é para o Haiti”.   O vídeo “Despertar do Haiti”, lançado no mês de outubro, mostra como bastaram 30 segundos para arruinar 90% das escolas, 60% dos hospitais, para que centenas de milhares de pessoas morressem, mais de 350.000 ficassem feridas e mais de um milhão de crianças se tornassem órfãs. Por causa dessa tragédia, também 75% das obras salesianas ficaram gravemente afetadas. O documentário recolhe aqueles segundos que deixaram o país em ruínas, e deixa clara a finalidade dos salesianos no país: “Nosso sonho é um Haiti melhor, para jovens em condições de tomar conta de si mesmos, jovens seguros”, diz o padre Pierre Lephène, conselheiro inspetorial.   “Os filhos do Haiti” foi publicado em 9 de janeiro do ano passado pela Procuradoria Missionária, de Madri, por ocasião do terceiro aniversário do terremoto de 2010. No DVD fala-se de Tissidor, apaixonado por canto e futebol; Jean Cerin, responsável pelo centro Lakou, que acolhe meninos de rua; Julius, que aprendeu a ler aos 14 anos e hoje é um soldador; e Joseph Wesner, professor de eletricidade. Apenas alguns dos “filhos do Haiti”, que, como muitos outros, desde muito pequenos, aprenderam a sobreviver pelas ruas, ameaçados e maltratados.   Foi enviado um exemplar de cada DVD para todas as circunscrições salesianas do mundo e a todas as escolas salesianas da Espanha. Nestes dias algumas passagens dos vídeos transitarão também pelas redes de TV espanholas. “O despertar do Haiti” e “Os filhos do Haiti” podem ser vistos também no canal YouTube, da Procuradoria Missionária Salesiana, de Madri.   InfoANS    
Publicado em Internacionais
Até o final de agosto, Madre Yvonne Reungoat, superiora geral das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) realiza uma visita a Nicarágua e  Costa Rica, países da América Central que pertencem ao Sul da província de Nossa Senhora de Los Angeles.   A viagem para esses países  é uma oportunidade para a madre encontrar leigos, jovens e FMA que trabalham em deferentes contextos na região, após a comemoração do centenário da presença salesiana, Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) e Salesianos de Dom Bosco (SDB), na Nicarágua.   Durante a passagem pela Costa Rica, madre Yvone, em reunião com cerca de 80 FMA, conversou sobre a recente comemoração dos 140 anos do Instituto e sobre seu sonho que cada FMA aspire à santidade, evocando a forte presença da irmã Beata Maria Romero. Disse também que cada um pode ser um apóstolo na oração e no acompanhamento dos jovens, convidando-os a seguir o carisma salesiano como FMA.  
Publicado em Internacionais
O escritor gaúcho, Caio Riter, publicou recentemente em seu blog, “Caio nas palavras”, uma resenha da aluna Giovanna Martins Cardoso, do Liceu Santista, em Santos, SP, sobre o seu livro - Debaixo de mau tempo. Veja a postagem no blog. A aluna escolheu dois livros para produzir o texto, mas foi o de Riter que lhe despertou maior interesse. “Fiquei curiosa a respeito do autor Caio Riter. Já havia lido outra obra dele - Um na estrada - em que o protagonista tinha muita afeição à figura da avó, enquanto seus pais eram um tanto distantes", escreveu Giovanna ao término do texto. Autor de dezenas de livros, especialmente infantojuvenis, o autor publicou a resenha da aluna e citou também o Liceu Santista e a educadora Viviane Ferreira de Almeida, que coordena o projeto de leitura da escola (Eu e a coleção Grilos). O autor comentou, ainda sobre a sintonia entre a leitora da Rede Salesiana de Escolas e o livro escrito por ele. “Suas palavras conversam com as minhas”, declarou o escritor. Leia mais sobre o projeto de leitura do liceu no Portal da Rede Salesiana de Escolas  
Publicado em Nacionais
O Colégio Salesiano Dom Bosco de Piracicaba, SP, instituição membro da Rede Salesiana de Escolas (RSE), inaugurou na noite de 26 de janeiro a unidade da pré-escola, o Dombosquinho. Da solenidade participaram membros da direção, colaboradores do Colégio e Faculdade Dom Bosco e Oratório São Mário, o ex-aluno Luiz Gonzaga Germano e Silva – representando os ex-alunos, vereador João Manoel dos Santos –, presidente da Câmara de Vereadores, Gabriel Ferrato os Santos –, o secretário municipal de Educação e representante do prefeito Barjas Negri, e padre Edson Donizetti Castilho, inspetor de São Paulo. “O Dombosquinho é um investimento que reúne as melhores condições para a educação das crianças, com projeto pensado e repensado por especialistas da construção civil e pedagogos, das calçadas aos jardins”, afirma o padre José Ailton Trindade, diretor.
Publicado em Nacionais
Página 3 de 3