Em 30 de setembro, na cerimônia em que o colégio Liceu Campinas destacou os alunos 100% Tarefas e 100% Liceu do 2º trimestre, houve um momento especial de homenagem ao aluno Matheus Leite de Barros pela conquista da Medalha de Ouro na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astrofísica, organizada pela Sociedade Astronômica Brasileira   Matheus estuda no Liceu desde 2001, quando tinha 5 anos e entrou no Pré 2, e está hoje no 3º ano do Ensino Médio. Desde a 5ª série, 6º ano, aceitou o desafio e vem se destacando nas Olimpíadas do Conhecimento. Até 2012, ele teve 8 conquistas em diferentes Olimpíadas (Olimpíada Brasileira de Matemática, Olimpíada Brasileira de Física, Viagem ao Conhecimento National Geografic, Olimpíada de Matemática da Unicamp).   Este ano ele passou para a 3ª fase da Olimpíada Brasileira de Física e da Olimpíada de Matemática da Unicamp, além de conquistar a citada Medalha de Ouro na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astrofísica.
Publicado em Nacionais
  A Igreja Católica no Brasil tem uma história de trabalho com e para a juventude. Mas este ano de 2013 será marcado por uma maior aproximação da Igreja com os jovens e pela oportunidade de colaborar para que “os jovens se tornem agentes de um mundo novo”. É o que afirma nesta entrevista ao Boletim Salesianoo padre Luiz Carlos Dias, responsável pela Campanha da Fraternidade no Secretariado Geral da Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB).   Boletim Salesiano – Qual é a importância de uma Campanha da Fraternidade com o tema juventude nesse momento? Pe. Luiz Carlos Dias – Nesse ano a Igreja tem a oportunidade de se aproximar da juventude com uma ação evangelizadora eficaz, pois tem encontrado dificuldade nesse trabalho. No entanto, os jovens estão entre as opções preferenciais da Igreja, que em passado recente desenvolveu projetos marcantes com a juventude, como: a Ação Católica Especializada (JAC, JEC, JIC, JOC, JUC), os encontros de jovens, as PJs etc. No atual contexto, os jovens precisam ser acolhidos, compreendidos e auxiliados, pois algumas instituições, até pouco tempo importantes para os jovens, encontram-se fragilizadas. A família está fragmentada; a escola nem sempre forma, se contenta mais em informar; as políticas públicas ainda não atendem as grandes necessidades dos jovens e temos uma grande massa em difíceis situações sociais, vítimas de violências e mortes. Enfim, muitos são os desafios no trabalho com os jovens, mas o Senhor providenciou este ano para que nossos olhares se voltem para a juventude e possamos contribuir para que eles, com a sua fé e a esperança que os caracteriza, possam ter as condições necessárias para viver e edificar um mundo novo.  
Publicado em Igreja
  Faleceu nesta terça-feira, dia 5 de fevereiro, em Nizza Monferrato, Itália, a madre Marinella Castagno, VII superiora geral das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), depois de Maria Domingas Mazzarello.   Madre Marinella Castagno nasceu no dia 21 de maio de 1921 em Bagnolo, Piemonte, Itália. Estudou com as Filhas de Maria Auxiliadora em Giaveno e Turim. Em 1946, com 24 anos, foi recebida como postulante e no dia 5 de agosto de 1948, em Turim, onde frequentou o noviciado, fez os votos como Filha de Maria Auxiliadora. Na mesma cidade trabalhou por 18 anos como assistente, professora e conselheira escolar.   Entre os anos de 1965 a 1971 foi diretora da Casa Inspetorial, de Milão. Em 1973, irmã Castagno foi chamada para substituir a madre Elba Bonomi como conselheira geral e no Capítulo Geral de 1975 foi oficialmente eleita como conselheira para a Pastoral Juvenil (PJ), encargo que lhe foi confirmado em 1981 acrescido daquele para as ex-alunas. No Capítulo Geral de 1984, depois da morte da madre Rosetta Marchese, foi eleita superiora geral e confirmada no Capítulo Geral 19, de 1990.   Clique aqui para ler a mensagem de condolências enviada pelo vigário do reitor-mor, padre Adriano Bregolin, à madre Yvonne Reungoat e às conselheiras gerais.   InfoANS
Publicado em Internacionais
O reitor-mor, padre Pascual Chávez, com o seu Conselho, nomeou o padre Daniel Federspiel como novo superior da Inspetoria Salesiana da França-Bélgica Sul. A notificação da nomeação foi divulgada nesta quinta-feira, 24 de janeiro, festa de São Francisco de Sales, pelo padre José Miguel Núñez Moreno, conselheiro para a Região Europa Oeste.   Padre Daniel Federspiel nasceu em 22 de janeiro de 1960, em Mulhouse, Haut-Rhin, França. Entrou para o noviciado salesiano de Pouillé em 1981 e fez os votos perpétuos no dia 25 de setembro de 1988, em “Nôtre Dame de Bausset”. A ordenação sacerdotal ocorreu em 21 de abril de 1990, em Lion, França.   Entre os vários encargos desempenhados; foi diretor da Obra, de Ressins (1996-1999), mestre de noviços no noviciado de Lião-Fourvière (2005-2009) e desde julho passado atua como diretor da Casa Salesiana, de Argenteuil.   Entre  anos de 2005 a 2008 foi delegado para a Pastoral Juvenil, a Animação Missionária e as Vocações, da então Inspetoria francesa. Na nova Inspetoria da França-Bélgica Sul, foi delegado para a Missão Salesiana, as Vocações, os pré-noviciados e Noviciados, e fez parte da Comissão Inspetorial da formação.   Padre Federspiel sucede ao padre Joseph Enger, superior da França desde 2005 e, desde 2008, da França-Bélgica Sul.   InfoANS
Publicado em Internacionais
Página 2 de 2
Em 30 de setembro, na cerimônia em que o colégio Liceu Campinas destacou os alunos 100% Tarefas e 100% Liceu do 2º trimestre, houve um momento especial de homenagem ao aluno Matheus Leite de Barros pela conquista da Medalha de Ouro na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astrofísica, organizada pela Sociedade Astronômica Brasileira   Matheus estuda no Liceu desde 2001, quando tinha 5 anos e entrou no Pré 2, e está hoje no 3º ano do Ensino Médio. Desde a 5ª série, 6º ano, aceitou o desafio e vem se destacando nas Olimpíadas do Conhecimento. Até 2012, ele teve 8 conquistas em diferentes Olimpíadas (Olimpíada Brasileira de Matemática, Olimpíada Brasileira de Física, Viagem ao Conhecimento National Geografic, Olimpíada de Matemática da Unicamp).   Este ano ele passou para a 3ª fase da Olimpíada Brasileira de Física e da Olimpíada de Matemática da Unicamp, além de conquistar a citada Medalha de Ouro na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astrofísica.
Publicado em Nacionais
  A Igreja Católica no Brasil tem uma história de trabalho com e para a juventude. Mas este ano de 2013 será marcado por uma maior aproximação da Igreja com os jovens e pela oportunidade de colaborar para que “os jovens se tornem agentes de um mundo novo”. É o que afirma nesta entrevista ao Boletim Salesianoo padre Luiz Carlos Dias, responsável pela Campanha da Fraternidade no Secretariado Geral da Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB).   Boletim Salesiano – Qual é a importância de uma Campanha da Fraternidade com o tema juventude nesse momento? Pe. Luiz Carlos Dias – Nesse ano a Igreja tem a oportunidade de se aproximar da juventude com uma ação evangelizadora eficaz, pois tem encontrado dificuldade nesse trabalho. No entanto, os jovens estão entre as opções preferenciais da Igreja, que em passado recente desenvolveu projetos marcantes com a juventude, como: a Ação Católica Especializada (JAC, JEC, JIC, JOC, JUC), os encontros de jovens, as PJs etc. No atual contexto, os jovens precisam ser acolhidos, compreendidos e auxiliados, pois algumas instituições, até pouco tempo importantes para os jovens, encontram-se fragilizadas. A família está fragmentada; a escola nem sempre forma, se contenta mais em informar; as políticas públicas ainda não atendem as grandes necessidades dos jovens e temos uma grande massa em difíceis situações sociais, vítimas de violências e mortes. Enfim, muitos são os desafios no trabalho com os jovens, mas o Senhor providenciou este ano para que nossos olhares se voltem para a juventude e possamos contribuir para que eles, com a sua fé e a esperança que os caracteriza, possam ter as condições necessárias para viver e edificar um mundo novo.  
Publicado em Igreja
  Faleceu nesta terça-feira, dia 5 de fevereiro, em Nizza Monferrato, Itália, a madre Marinella Castagno, VII superiora geral das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), depois de Maria Domingas Mazzarello.   Madre Marinella Castagno nasceu no dia 21 de maio de 1921 em Bagnolo, Piemonte, Itália. Estudou com as Filhas de Maria Auxiliadora em Giaveno e Turim. Em 1946, com 24 anos, foi recebida como postulante e no dia 5 de agosto de 1948, em Turim, onde frequentou o noviciado, fez os votos como Filha de Maria Auxiliadora. Na mesma cidade trabalhou por 18 anos como assistente, professora e conselheira escolar.   Entre os anos de 1965 a 1971 foi diretora da Casa Inspetorial, de Milão. Em 1973, irmã Castagno foi chamada para substituir a madre Elba Bonomi como conselheira geral e no Capítulo Geral de 1975 foi oficialmente eleita como conselheira para a Pastoral Juvenil (PJ), encargo que lhe foi confirmado em 1981 acrescido daquele para as ex-alunas. No Capítulo Geral de 1984, depois da morte da madre Rosetta Marchese, foi eleita superiora geral e confirmada no Capítulo Geral 19, de 1990.   Clique aqui para ler a mensagem de condolências enviada pelo vigário do reitor-mor, padre Adriano Bregolin, à madre Yvonne Reungoat e às conselheiras gerais.   InfoANS
Publicado em Internacionais
O reitor-mor, padre Pascual Chávez, com o seu Conselho, nomeou o padre Daniel Federspiel como novo superior da Inspetoria Salesiana da França-Bélgica Sul. A notificação da nomeação foi divulgada nesta quinta-feira, 24 de janeiro, festa de São Francisco de Sales, pelo padre José Miguel Núñez Moreno, conselheiro para a Região Europa Oeste.   Padre Daniel Federspiel nasceu em 22 de janeiro de 1960, em Mulhouse, Haut-Rhin, França. Entrou para o noviciado salesiano de Pouillé em 1981 e fez os votos perpétuos no dia 25 de setembro de 1988, em “Nôtre Dame de Bausset”. A ordenação sacerdotal ocorreu em 21 de abril de 1990, em Lion, França.   Entre os vários encargos desempenhados; foi diretor da Obra, de Ressins (1996-1999), mestre de noviços no noviciado de Lião-Fourvière (2005-2009) e desde julho passado atua como diretor da Casa Salesiana, de Argenteuil.   Entre  anos de 2005 a 2008 foi delegado para a Pastoral Juvenil, a Animação Missionária e as Vocações, da então Inspetoria francesa. Na nova Inspetoria da França-Bélgica Sul, foi delegado para a Missão Salesiana, as Vocações, os pré-noviciados e Noviciados, e fez parte da Comissão Inspetorial da formação.   Padre Federspiel sucede ao padre Joseph Enger, superior da França desde 2005 e, desde 2008, da França-Bélgica Sul.   InfoANS
Publicado em Internacionais
Página 2 de 2