Graças às várias campanhas de solidariedade realizadas, no período de Natal, pelos Centros Juvenis Salesianos da Espanha muitas famílias pobres foram beneficiadas. No total foram coletados 76.235 kg de alimentos, 4.054 kg de brinquedos, 2.558 kg de vestuário e cerca de 13.000 euros.   Foram realizadas cerca de 30 campanhas em várias cidades e povoados da Espanha, resultado da solidariedade de milhares de jovens animadores que escolheram passar o seu tempo livre empenhando-se em prol das famílias que, nestes tempos de crise econômica, estão necessitadas.   As iniciativas foram batizadas por vários nomes: Operação Quilo, Latinha, Carrinho, que na maior parte dos casos já se tornaram atividades tradicionais no período natalino. Assim foi, por exemplo, para a “Associación Xuvenil Amencer”, de Ourense, que no Natal 2012 festejou a “26ª Operação Quilo”.   Praticamente todos os centros juvenis e as associações concordam em enfatizar o sucesso e o crescimento de arrecadação comparado aos anos anteriores. Tudo isso foi possível graças à colaboração de pessoas comuns e estabelecimentos comerciais como mercadinhos, supermercados, fábricas de alimentos, lojas de brinquedos e farmácias.   As 30 campanhas realizadas ajudaram 3.121 famílias (ou 5.992 pessoas). O dinheiro arrecadado será entregue a várias Organizações Não Governamentais (ONGs), seções da Caritas, asilos, hospitais, centros de assistência para doentes ou idosos. Em outros casos foi utilizado para dar vida aos projetos de beneficência promovidos por ONGs de cooperação ao desenvolvimento: é o caso do “Bingo Solidário”, organizado pelo ‘Clube Esplai Amigos’, de Terrassa, que destinou o dinheiro recolhido para a  ampliação da Escola ‘Laura Vicuña’, em Benin, África, projeto da ONG salesiana VOLS.   InfoANS  
Publicado em Internacionais
Mártir da pureza e intercessora da JMJ Rio2013, a beata Laura Vicuña tem seu dia comemorado em 22 de janeiro. Com apenas 12 anos, a jovem chilena ofereceu sua vida para salvar a mãe. Pureza, sacrifício e amor filial são virtudes que marcaram sua vida e servem de exemplo para os jovens nos dias de hoje.   Em sua beatificação, João Paulo II disse: “A suave figura da Beata Laura, glória puríssima da Argentina e do Chile, desperta um renovado compromisso espiritual nestas nobres nações, e ensina a todos que o ideal de inocência e de amor, mesmo que denegrido e ferido, no final brilhará e iluminará os corações”.   Laura Vicuña nasceu no Chile, em 1891, mas aos 2 anos de idade foi obrigada a sair do país em guerra e seguiu com a mãe e a irmã para a Argentina. Aos 10 anos fez a Primeira Comunhão, quando se propôs a amar Deus com todas as suas forças. Cada vez mais o desejo de se tornar religiosa aumentava, juntamente com a vontade de servir e amar unicamente a Jesus. Em dezembro de 1901, recebeu a fita de admissão como Filha de Maria (FMA) e estava a um passo de entrar para a Congregação Salesiana.   Com o tempo, a jovem percebeu que a mãe estava em situação de pecado, vivendo em união livre com um homem que a maltratava. Laura já tinha sofrido duas tentativas de abuso por parte do padrasto. Desejando a conversão da mãe, ela ofereceu em troca sua vida a Deus e intensificou as orações. Logo depois, foi tomada por uma grave doença e voltou para os cuidados da mãe. Em uma noite de janeiro de 1904, o padrasto chegou bêbado em casa, agarrou Laura e a espancou. Depois desse dia, ela viu que sua vida terrena estava para terminar e decidiu confessar à mãe a oferta feita a Deus. No dia 22 daquele mês, a beata foi ao encontro do Senhor.   Segundo João Paulo II, a história de Laura Vicuña deve fazer com que reflitamos sobre a importância da família na educação dos filhos e sobre os direitos que estes têm de viver em uma família normal, lugar de amor mútuo e de formação humana e cristã. “Este é um chamado a sociedade moderna, para que ela cuide cada vez mais da instituição familiar e da educação dos jovens”, acrescentou.   JMJ Rio2013
Publicado em Internacionais
Página 2 de 2
  Graças às várias campanhas de solidariedade realizadas, no período de Natal, pelos Centros Juvenis Salesianos da Espanha muitas famílias pobres foram beneficiadas. No total foram coletados 76.235 kg de alimentos, 4.054 kg de brinquedos, 2.558 kg de vestuário e cerca de 13.000 euros.   Foram realizadas cerca de 30 campanhas em várias cidades e povoados da Espanha, resultado da solidariedade de milhares de jovens animadores que escolheram passar o seu tempo livre empenhando-se em prol das famílias que, nestes tempos de crise econômica, estão necessitadas.   As iniciativas foram batizadas por vários nomes: Operação Quilo, Latinha, Carrinho, que na maior parte dos casos já se tornaram atividades tradicionais no período natalino. Assim foi, por exemplo, para a “Associación Xuvenil Amencer”, de Ourense, que no Natal 2012 festejou a “26ª Operação Quilo”.   Praticamente todos os centros juvenis e as associações concordam em enfatizar o sucesso e o crescimento de arrecadação comparado aos anos anteriores. Tudo isso foi possível graças à colaboração de pessoas comuns e estabelecimentos comerciais como mercadinhos, supermercados, fábricas de alimentos, lojas de brinquedos e farmácias.   As 30 campanhas realizadas ajudaram 3.121 famílias (ou 5.992 pessoas). O dinheiro arrecadado será entregue a várias Organizações Não Governamentais (ONGs), seções da Caritas, asilos, hospitais, centros de assistência para doentes ou idosos. Em outros casos foi utilizado para dar vida aos projetos de beneficência promovidos por ONGs de cooperação ao desenvolvimento: é o caso do “Bingo Solidário”, organizado pelo ‘Clube Esplai Amigos’, de Terrassa, que destinou o dinheiro recolhido para a  ampliação da Escola ‘Laura Vicuña’, em Benin, África, projeto da ONG salesiana VOLS.   InfoANS  
Publicado em Internacionais
Mártir da pureza e intercessora da JMJ Rio2013, a beata Laura Vicuña tem seu dia comemorado em 22 de janeiro. Com apenas 12 anos, a jovem chilena ofereceu sua vida para salvar a mãe. Pureza, sacrifício e amor filial são virtudes que marcaram sua vida e servem de exemplo para os jovens nos dias de hoje.   Em sua beatificação, João Paulo II disse: “A suave figura da Beata Laura, glória puríssima da Argentina e do Chile, desperta um renovado compromisso espiritual nestas nobres nações, e ensina a todos que o ideal de inocência e de amor, mesmo que denegrido e ferido, no final brilhará e iluminará os corações”.   Laura Vicuña nasceu no Chile, em 1891, mas aos 2 anos de idade foi obrigada a sair do país em guerra e seguiu com a mãe e a irmã para a Argentina. Aos 10 anos fez a Primeira Comunhão, quando se propôs a amar Deus com todas as suas forças. Cada vez mais o desejo de se tornar religiosa aumentava, juntamente com a vontade de servir e amar unicamente a Jesus. Em dezembro de 1901, recebeu a fita de admissão como Filha de Maria (FMA) e estava a um passo de entrar para a Congregação Salesiana.   Com o tempo, a jovem percebeu que a mãe estava em situação de pecado, vivendo em união livre com um homem que a maltratava. Laura já tinha sofrido duas tentativas de abuso por parte do padrasto. Desejando a conversão da mãe, ela ofereceu em troca sua vida a Deus e intensificou as orações. Logo depois, foi tomada por uma grave doença e voltou para os cuidados da mãe. Em uma noite de janeiro de 1904, o padrasto chegou bêbado em casa, agarrou Laura e a espancou. Depois desse dia, ela viu que sua vida terrena estava para terminar e decidiu confessar à mãe a oferta feita a Deus. No dia 22 daquele mês, a beata foi ao encontro do Senhor.   Segundo João Paulo II, a história de Laura Vicuña deve fazer com que reflitamos sobre a importância da família na educação dos filhos e sobre os direitos que estes têm de viver em uma família normal, lugar de amor mútuo e de formação humana e cristã. “Este é um chamado a sociedade moderna, para que ela cuide cada vez mais da instituição familiar e da educação dos jovens”, acrescentou.   JMJ Rio2013
Publicado em Internacionais
Página 2 de 2